O maior Portal de Franquias do Brasil!
Home » Todos Conteúdos » Bebidas » Abrir franquia vale a pena? Descubra tudo! Lucro e opções

Abrir franquia vale a pena? Descubra tudo! Lucro e opções

Sumário

Abrir franquia vale a pena? Se o seu desejo de empreender falar mais alto, essa pode ser a opção ideal em momentos de incerteza. Acompanhe neste texto algumas razões para ampliar a sua ideia de investimento.

Mesmo com todo o cenário de crise, as franquias continuam representando uma boa alternativa para quem quer empreender. Em 2021, o franchising brasileiro faturou mais de R$ 185 bilhões.

A busca por um modelo de negócio que converse com seu objetivo de empreender é o desafio para muitas pessoas. Por isso, para saber se abrir franquia realmente vale a pena, acompanhe as dicas sobre o setor que preparamos neste texto.

Confira a seguir, as informações reunimos sobre potencial de ganhos, opções de negócios para investir e muito mais.

Abrir franquia vale a pena?

Abrir franquia vale a pena por diversas razões. A primeira delas, e talvez a mais importante, é o plano de negócios oferecido pela rede. Isso porque, é o que define o passo a passo para o desenvolvimento adequado do seu empreendimento.

Por se tratar de algo definido e testado anteriormente, as chances de funcionar são bem maiores. Isso, se comparado a uma empresa que inicia o negócio do zero, sem a devida organização.

Dessa forma, as franquias costumam ter um ambiente promissor. Trazem consigo oportunidades de negócios, bem como modelos prontos e com aparato interno completo. Assim, auxiliam os investidores que desejam abrir o seu empreendimento.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cinco em cada 100 franqueados fecham seus negócios antes de completar dois anos. Enquanto isso, as demais empresas têm um número cinco vezes maior.

Além disso, o ambiente do franchising anda em constante desenvolvimento. Ano a ano, as expectativas vêm crescendo e reforçam a estabilidade do setor.

Números importantes do franchising

De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o faturamento do setor de franquias como um todo, no ano de 2021, chegou em R$ 185 bilhões.

Também podemos dizer que o setor do franchising é um dos que mais movem a economia. No mesmo estudo, o índice de lojas abertas ao longo de 2021 foi de 6,2% em relação a 2019, antes da pandemia.

Sendo assim, o potencial de crescimento desse modelo auxilia a economia do país criando postos de trabalho para o setor e diminuindo o índice de desemprego.

Inclusive, em 2021, o setor de franquias teve a geração de 1,4 bilhão de empregos, sendo que cada gerou em média oito empregos. Logo, é sem dúvida um segmento que move o país e segue com força em 2022.

A cada ano, os dados de crescimento do setor alcançaram resultados satisfatórios em relação à Economia e ao desenvolvimento do ramo. Isso fortalece a ideia de que o ambiente é fértil para os negócios.

Vale a pena abrir uma franquia durante a crise? 

Em um cenário de crise, como o enfrentado em 2020 com a pandemia do coronavírus, começar um empreendimento pode parecer algo arriscado. Mas saiba que as franquias podem ser uma boa alternativa. 

Isso porque, ao abrir uma unidade, você não estará operando sozinho. Em vez disso, terá como apoio uma marca que já está estabelecida no mercado. Desse modo, com uma marca forte por trás, o seu negócio tende a ter mais amparo. 

Inclusive, é possível ter todo o suporte da marca para resolver várias questões, desde a parte judicial, operacional, divulgação e mais. Por outro lado, conduzir todos esses detalhes por conta própria poderia ser bem mais desafiador e até mais arriscado. 

Além disso, não podemos nos esquecer que o mercado de franchising conta com boas previsões para 2022. De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), as franquias devem ter um crescimento de 12% no faturamento e 5% no número de unidades. 

Por ter uma padronização, o empreendedor tem um ponto positivo para chamar a atenção dos consumidores. Até porque sabem o que vão encontrar, sejam os produtos ou serviços. Isso é algo que faz com que seja muito bom investir em uma franquia.

Porém, se o empreendedor não estiver disposto a seguir essa padronização, pode não ser tão indicado investir em uma franquia.

Enfim, é um setor bem atrativo, com muitos segmentos bons, mas que também exige bastante trabalho do empreendedor, como mostraremos agora. Acompanhe!

Dá trabalho investir em franquia?

Interessados em investir em franquias precisam conhecer bem esse formato e saber que essa não é uma opção para quem deseja cruzar os braços. Afinal, isso não é possível no mundo dos negócios.

Nenhum investimento dá frutos sem esforço, e nesse modelo de negócio não seria diferente. Esse é o primeiro passo para saber se abrir uma franquia vale a pena.

Na verdade, o que chamamos de trabalho é a sua dedicação em fazer valer o seu investimento. Ou seja, não existe retorno sem trabalho, e ser dono do próprio negócio requer determinação.

Mas é importante entender: você precisa colocar a mão na massa, dedicar tempo, investimento, treinamento, empenho e força. Assim, alcançar aquilo que todo empreendedor deseja – o sucesso. Portanto, se você está consciente e decidido, está no lugar certo!

A seguir, você irá conhecer várias opções de franquias. Mas antes, separamos algumas informações sobre os segmentos do franchising. Assim, pode saber mais sobre diferentes áreas para atuar.

Segmentos das franquias

O franchising é dividido pela ABF em 12 segmentos. Essa divisão é bem democrática, oferecendo opções para todos os tipos de empreendedor. Desde microfranquias com opções menores, mais baratas e com menor risco, até as mais robustas, como lojas físicas de shoppings ou em grandes centros comerciais.

Dessa forma, o público mais jovem, com interesse em investir e ter uma primeira experiência comercial, pode contar com a expertise das franquias. Com isso, iniciar um empreendimento.

Já os mais experientes também estão neste mercado. Conhecidos atualmente como geração prateada (+60 anos), buscam por um investimento em negócio próprio. Normalmente estão aposentados ou aqueles que definiram por iniciar uma nova atividade, mas optam pelas franquias.

Segundo especialistas, os setores que estão em alta são os voltados para a Alimentação. Além disso, os serviços de Estética e Ensino também se destacam. Mas é hora de avaliar em qual deles seu objetivo como investidor combina mais. Acompanhe!

Alimentação

Se tem um setor que lança muitos empreendedores, esse setor é o de Alimentação. Isso porque, a facilidade de oferecer serviços e a receptividade do consumidor acabam atraindo os investidores.

O mercado tem crescido ainda mais com a tecnologia e a implantação dos serviços de venda de comida on-line e delivery. Isso reforçou ainda mais o setor.

Nesse sentido, temos um ambiente muito propício para novidades. Com novos perfis de consumidor, é possível criar novidades em subsegmentos como o de alimentação saudável, universo fit, entre outros.

Além disso, temos os fast food, que são opções garantidas entre as variações de franquias de serviços alimentícios.

Construção

O setor de construção tem tido grande destaque no franchising, segundo estudo realizado pela ABF. De acordo com a instituição, o setor de Casa e Construção teve um aumento de 19,3% no faturamento em 2021.

Esse aumento representa uma parcela de consumidores que, aproveitando o momento de instabilidade econômica, investiram mais em pequenas reformas e construções. Ou seja, se não puderam trocar de casa, optaram pelas reformas e melhorias.

Além disso, em momentos como o fechamento de empresas despertaram a necessidade de readaptações de lugares e lojas. Ou então, pessoas que aproveitaram o movimento menor em certos períodos para buscar melhorias na estrutura.

Esse é, inclusive, um dos pontos abordados no curso Guia Para Iniciantes. São aulas que você pode acessar clicando aqui, assistir online e entender em detalhes como investir em uma franquia. Sem prejuízo e sem o risco de escolher uma marca ruim.

Beleza e estética

O setor de Beleza e Estética representa uma parcela significativa do mercado. Dessa forma, suas unidades de franquia estão entre os principais empreendimentos que movimentam a Economia do setor.

Segundo uma pesquisa, cerca de 97% das mulheres não abrem mão de investir em serviços de beleza e estética. Não é à toa que mais de 30% da renda das entrevistadas é destinada a esses serviços.

Alem disso, é um segmento que conta com grande público, pois não apenas as mulheres consomem. Cada vez mais homens estão investindo nestes cuidados com a beleza.

Do mesmo modo, é muito diversificado em relação a negócios. São franquias de serviços, produtos, voltadas para locais menores ou mais robustos.

Por exemplo, franquias de salão de beleza, emagrecimento, depilação, venda de cosméticos, tratamentos contra rugas, manchas, e por aí vai. Trata-se de um setor com muitas oportunidades para empreender, com investimentos dos mais variados.

Moda e Vestuário

Outro ambiente bem promissor é o de moda e vestuário. Por isso, o setor está entre os de maior alta do franchising.

Pesquisadores apontam que esse ramo está diretamente ligado às marcas que buscam democratizar os produtos, oferecendo qualidade aliada a preço justo.

Outras situações que promovem a força do setor são as vendas on-line e em outros canais, por exemplo, o comércio direto na porta do cliente. Neste último, os produtos são levados aos consumidores, que estão cada vez mais à procura de praticidade.

Além disso, os brechós são negócios que ganharam destaque durante a crise, por oferecerem peças atrativas com preços mais baixos. Do mesmo modo, é uma maneira de consumo consciente, algo que ganhou destaque entre os consumidores recentemente.

Serviços Automotivos

Já o setor de Serviços Automotivos também está dentro das opções de atividades das franquias que têm grande potencial de atividade.

Não é preciso dizer que os carros são uma das paixões dos brasileiros. Por isso, mesmo os cuidados com veículos estão dentro das necessidades de quem busca mantê-los sempre limpos e conservados.

De acordo com o IBGE, a frota de veículos em circulação no Brasil era de aproximadamente 100 milhões de unidades em 2021.

Portanto, existe uma enorme demanda de serviços a ser suprida por franquias de serviços automotivos, reparos, vistorias, limpeza, entre outros.

Quanto posso obter de lucro com as franquias?

Após conhecer melhor o ramo e as atividades das franquias, chegou o momento de saber se são lucrativas. Que o ambiente é promissor, já falamos, mas será que isso significa que é também lucrativo?

Mas para saber mais sobre isso, vamos precisar falar sobre o ROI. A sigla é em inglês, da palavra Return Over Investiment que, traduzindo para o português, significa Retorno Sobre o Investimento.

Essa é uma métrica de avaliação relativa ao retorno que cada investimento traz para o seu negócio. Em outras palavras, o quanto está rendendo.

Nesse sentido, podemos considerá-la como uma das avaliações mais importantes para uma empresa. A mensuração de resultados mostra o que pode ser melhorado ou o que está funcionando no desempenho da atividade.

Para que fique mais simples a compreensão dessa mensuração, vamos exemplificar. Suponhamos que o seu negócio seja uma franquia alimentícia e você decide implantar uma novidade para se diferenciar do concorrente. Acompanhe o cálculo abaixo.

Cálculo de retorno do investimento

Passado um um determinado tempo, você avaliará se essa novidade trouxe os resultados que esperava. Logo, para saber como analisar o ROI é fácil, basta aplicar a fórmula:

ROI = Retorno do Investimento – Custo do Investimento / Custo do Investimento

Caso o resultado dê um número maior que um, podemos dizer que o serviço vem atraindo consumidores. Mas se for igual a um, ainda não obteve resultados que justificam o investimento. Por outro lado, menor que um, significa que está dando mais prejuízo do que lucro.

Processo de seleção para se tornar franqueado

Após estudar bem sobre o franchising, conhecer as opções, modelos de negócios e tudo mais sobre as franquias, é preciso passar por um processo de seleção.

Ou seja, para se tornar um franqueado, seja de qual modelo for, é necessário seguir um passo a passo. Acompanhe o processo a seguir!

Contato com o franqueador

Entre em contato com o franqueador por meio do formulário disponível no site da franquia. O próximo passo será a resposta por parte da franqueadora para saber do seu real interesse. Saiba que nesse momento você também está sendo avaliado.

Portanto, demonstre seus interesses, objetivos e seja realista ao falar sobre sua situação financeira para investir. Nesta hora a franqueadora também irá avaliar o seu perfil para saber se você é o tipo de empreendedor que deseja em sua rede.

Nesse sentido, é o momento para ambas as partes se conhecerem e o empreendedor entender um pouco mais sobre como funciona o negócio. Além disso, identificar se é capaz e tem as qualidades que a franqueadora procura.

O interessado, neste primeiro contato, entenderá sobre os investimentos necessários para começar as unidades da rede.

Por último, é preciso saber que não apenas o valor total da franquia será o total de investimento. Isso porque, existem outras taxas também a serem cobradas. Então, esteja ciente e preparado para o decorrer do investimento.

Estude bem a Circular de Oferta de Franquia

Para identificar se abrir uma franquia vale a pena, é importante analisar bem esse documento conhecido como COF. A Circular de Oferta de Franquia será responsável por ajudar você a tirar todas as dúvidas em relação ao negócio.

Neste documento, o empreendedor encontra muitos detalhes sobre a marca, não apenas sobre o investimento. Por exemplo, uma projeção de lucros e tempo de retorno do capital.

Do mesmo modo, na COF você encontra os contatos dos franqueados e ex-franqueados da rede. Converse com eles, saiba mais detalhes sobre o modelo de negócio, se é sólido e cumpre o que promete. Estes empresários podem apresentar uma visão realista do dia a dia e do lucro da unidade da franquia.

A COF também conta com uma explicação sobre os suportes da franqueadora, o que é um dos pontos positivos deste modelo. Esta ajuda da franqueadora, como treinamentos e orientações para o marketing é um diferencial.

Não são todas as franqueadoras que oferecem os mesmos suportes. Por isso, você deve analisar a COF para entender o que esperar da rede.

Como pôde ver, esse documento traz muitas informações. Assim, se preciso for, busque orientação jurídica para entender se o documento está dentro do que é exigido pela Lei de Franquias.

A COF é a segurança que o franqueado, e também o franqueador, têm de que tudo está de acordo entre as partes antes do ato de assinatura do contrato.

Conheça a franquia e o setor

Escolha modelos que, além de rentáveis, sejam coerentes com a sua vontade de investir. Dessa forma, busque experimentar e sentir a necessidade dos consumidores em relação à franquia.

Não invista apenas nas expectativas de ganhos. Pense em vivenciar diariamente uma atividade que dependerá 100% da sua dedicação. Ou seja, analise o seu potencial de permanência nesse ambiente comercial.

Evite investir em um setor com o qual não se identifique, pois isso pode impactar na sua disposição para o trabalho e a dedicação.

Todo este processo de escolha e de reconhecimento da franquia precisa ser bem pensado. Não tome decisões por impulso, avalie bem as opções. Aquela que você escolher precisa ser a que mais identificou potencial e encaixe com o seu perfil.

Afinal de contas, caso não se identifique com a atividade, logo você tenderá a desistir. Pois, é muito comum se sentir desgastado fazendo algo que não gosta tanto.

Defina um bom ponto comercial

O ponto comercial precisa ser bem estudado, pois é nele que seu potencial de vendas está. Siga as instruções da franqueadora para analisar o melhor local.

Quando se inicia um negócio do zero, o empreendedor precisa procurar este local sem uma orientação. Muitas vezes pode ser um ponto de desgaste e que pode trazer problemas para o negócio.

Já com uma franquia, você tem ajuda da franqueadora que costuma fazer um estudo de geomarketing para validar essa escolha. Com isso, consegue identificar os melhores locais, que estarão próximos e atrativos para o seu público-alvo.

Você pode sugerir essa localização, mas a avaliação dos especialistas da franquia faz toda diferença na hora de defini-lo. Antes de mais nada, você precisa estar onde o seu público está. Atenção a isso!

Perfil comercial do franqueado

Para lidar com o mercado, é preciso ter um perfil comercial engajado. Por exemplo, é importante saber tratar bem o cliente e desenvolver com eficiência as demandas internas.

Da mesma forma, é fundamental estar atento aos funcionários, ao atendimento prestado e à padronização de informações ou mesmo ao conhecimento interno sobre os negócios.

Como resultado, é possível gerar confiança, bem como a fidelização do consumidor, fatores que irão contribuir para o crescimento do seu negócio.

Dedique-se ao negócio

Se empenhe em fazer o seu investimento crescer e dar bons frutos. Seja como for, essa é a sua oportunidade de se tornar um potencial empreendedor.

Mas é comum que os empreendedores que não conhecem bem o modelo de franquias acharem que vão trabalhar menos neste negócio. Porém, é um erro que acontece. Não se preocupe, porque você não vai cometer.

Comece sua franquia e se dedique, até mais do que em um negócio comum. Isso porque, com todos os suportes e pontos positivos do franchising, pode ser que veja bons resultados em pouco tempo. Dessa forma, ganhará ainda mais ânimo para continuar.

Do mesmo modo, ainda que sua franquia seja uma renda extra, se organize para se dedicar o máximo possível. Não adianta esperar que a franqueadora irá fazer o trabalho, ou que a marca chama os consumidores de forma natural.

Assim, cabe ao franqueado todo o trabalho de gestão e divulgação de sua unidade, captação e atendimento aos consumidores. Enfim, seus ganhos tendem a ser proporcionais à sua dedicação, então, mãos à obra.

Opções de franquia em que vale a pena investir

Selecionamos alguns modelos de negócios que têm um potencial de investimento bem interessante para ampliar a sua ideia para o mundo do franchising. Confira a seguir!

[raio_x_esf]

São maneiras de investir em diferentes segmentos nos quais abrir uma franquia vale a pena. Cabe a você analisar bem qual rede melhor se encaixa no que busca. Desse modo, com este cuidado, aumente suas chances de ter sucesso em seu empreendimento.

Acompanhe o mercado
A mais lidas hoje