Como administrar uma franquia de sucesso? Melhores dicas para você fazer

Por
em
mulher usando notebook e sorrindo imagem ilustrativa artigo administrar franquia de sucesso
Advertisement

Uma das principais vantagens de abrir uma franquia é contar com know-how e suporte completo da franqueadora. Graças a eles, esse tipo de negócio tem início e gerenciamento mais simples. Mas, para que tudo isso aconteça, é necessário administrar a franquia de sucesso com habilidade.

O setor do franchising é um dos mais atraentes do mercado. Apenas em 2020, o faturamento deste tipo de negócio foi de mais R$ 167 bilhões. A informação é da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Todos esses números são resultado de um trabalho intenso dos franqueados, e não apenas da franqueadora, que oferece suporte. Para que a empresa dê realmente certo, é preciso tomar alguns cuidados essenciais no dia a dia da companhia.

Vai abrir uma franquia e quer saber como administrar uma franquia de sucesso? Então, este conteúdo é para você! A seguir, listamos várias dicas importantes para garantir o sucesso do seu empreendimento. Boa leitura!

12 dicas para administrar uma franquia de sucesso

Na hora de abrir uma franquia, você precisa se preparar. O trabalho no negócio será intenso porque, mesmo com suporte, o sucesso do empreendimento depende do franqueado.

É por isso que você precisa ter atenção à lista que produzimos abaixo e se preparar desde já para realizá-la. Então, quando abrir sua empresa, vai ter mais segurança de vê-la crescer.

1. Tenha dinheiro em caixa

Não importa o seu tipo de negócio: você vai precisar contar com dinheiro para abrir e manter o dia a dia da empresa. Por isso, é essencial realizar um planejamento financeiro detalhado da franquia antes de abri-la. Depois, esse planejamento deve ser acompanhado e atualizado sempre que necessário. 

Quais são os custos associados? Qual o capital de giro necessário? Será preciso obter empréstimos? Com essas informações, será mais simples manter dinheiro em caixa, especialmente para imprevistos. 

Imagine que você vendeu mais do que esperava, e seu estoque chegou ao fim. Você não tem dinheiro em caixa, e terá que correr atrás de um empréstimo emergencial, ou terá que parar as atividades. Um problema, não é mesmo? Sem contar que empréstimos desse tipo costumam ter juros altos e outras taxas incômodas.

2. Fique em dia com a franqueadora

Advertisement

Ao assinar o contrato de franquia, o empresário recebe o direito de usar a marca e seu modo de fazer para atuar no mercado. Para manter essa possibilidade, porém, é necessário fazer o pagamento de algumas taxas periódicas.

A periodicidade desse pagamento varia por marca, sendo indicada no contrato de franchising. Normalmente, ela é mensal.

A Taxa de Royalties é uma das mais importantes desse acordo. É ela que remunera a franqueadora pelo suporte e uso da marca. Além disso, ela permite que a empresa faça estudos de mercado e proponha novos modos de fazer e produtos para a rede.

Outro custo comum é a Taxa de Propaganda, que paga pelo suporte de marketing que a empresa oferece. Com essa assessoria, o franqueado pode obter material para fazer diferentes ações de divulgação. Como a distribuição de panfletos, campanhas nas redes sociais (como Facebook), publicidade no rádio ou TV, e mais.

3. Separe finanças pessoais e da empresa

Algo que acontece muito, especialmente no início de uma empresa, é a confusão entre o dinheiro que pertence à empresa, e o que pertence ao empreendedor. Se as contas da companhia não fecharem, não há problema em aplicar parte do que você tem na sua conta pessoal, não é mesmo?

Na verdade há, e muito. Confundir as finanças pode provocar um descontrole dos valores e levar todo o planejamento da franquia por água abaixo. No fim, as chances de falência são enormes.

4. Se concentre nas vendas 

Como já citado, adquirir uma franquia significa obter todo o know-how da empresa. Ele inclui até o melhor modo de atender aos clientes, com técnicas de venda e atendimento. Essa etapa é fundamental. Afinal, de que adianta um ótimo produto ou serviço, se você não souber como vendê-lo ao consumidor?

mulher vendedora de flores falando ao telefone e sorrindo
Bons vendedores conhecem bem os produtos e serviços da empresa e atendem o cliente com atenção.

Para um controle de vendas, é essencial estabelecer metas e acompanhar os números obtidos. Você pode realizar esse controle com a ajuda de um contador, e também com o auxílio de um programa de gestão.

Conhecer os resultados da empresa é essencial para a tomada de decisões. Como para escolha das melhores ações de marketing.

5. Se dedique ao negócio 

Para administrar uma franquia do modo correto, é preciso realmente se dedicar aos negócios. São várias as tomadas de decisão necessárias e as atividades do dia a dia.

O melhor modo de otimizar os processos é participar ativamente da administração da empresa. Ou atuando no seu cotidiano, ou contando com um administrador de confiança.

6. Acredite na consultoria do franqueador

Há situações em que franqueado e franqueador não concordam. Por exemplo: você pode acreditar que um marketing agressivo traria mais resultados, mas a dona da marca discorda completamente. 

Esse conflito pode desagradar o empreendedor, mas deve ser deixado de lado. A franqueadora já tem vivência no setor e todo o seu planejamento de negócio foi baseado em experiências bem-sucedidas. 

É essencial acreditar na proposta de atuação da marca e respeitá-la. Isso já que, além de estar estabelecido no contrato, o respeito à proposta trará mais chances de sucesso. Se o modelo já funcionou com outros empreendedores, por que não funcionaria com você?

7. Faça o controle de estoque

Vale muito a pena investir em softwares de gestão e controle de estoque. Eles ajudarão não só a visualizar os dados, mas também a centralizá-los para a tomada de decisão no negócio.

Para garantir a qualidade de seus produtos e serviços, as franqueadoras atuam de dois modos principais quando o assunto é o estoque da franquia. Primeiro, indicando fornecedores homologados, que manterão a qualidade dos insumos. Outra opção é o fornecimentos dos produtos pela própria franqueadora.

8. Invista em marketing 

Uma das vantagens da franquia é o reconhecimento da marca, que já facilita a atração dos clientes. Mas apenas esse reconhecimento não é suficiente para a conquista de todo o público. Assim, é essencial investir em ações de marketing, on-line e off-line. Isso inclui desde a presença nas redes sociais até a publicidade da loja em outdoors.

Independentemente da ação planejada, é importante contar com a consultoria da franqueadora. Não apenas porque ela já conhece o mercado e seu público, mas porque cada marca possui processos padronizados.

Talvez a marca da sua franquia, por exemplo, não deva divulgar seus serviços na televisão. Se você fizer isso por conta própria, poderá ter problemas com a dona da marca.

9. Aproveite o suporte da franqueadora

Nós já destacamos o quanto o suporte da franqueadora é essencial para administrar sua franquia. Principalmente, ele é um enorme diferencial da marca franqueada perante um negócio iniciado do zero. Para cuidar da sua empresa, é essencial que o empreendedor aproveite deste suporte ao máximo.

O auxílio da franqueadora começa com a escolha do ponto da loja e com o treinamento da equipe. Depois, funciona para fazer o marketing da empresa, e ainda para gerenciar o dia a dia do negócio. 

Sempre que houver dúvidas sobre o estoque e a tomada de decisões, o franqueado pode consultar a empresa e contar com o seu know-how para resolver os problemas.

10. Treine sua equipe

Para que uma franquia tenha sucesso, é necessário que a equipe da empresa esteja bem alinhada, especialmente pensando no que é um padrão da marca. Para que isso aconteça, é importante que o franqueado e todos os seus colaboradores passem pelo treinamento oferecido pela franqueadora. 

O know-how é transmitido por meio de aulas on-line e, dependendo da atividade, também por meio de treinamentos presenciais. 

Depois, à medida que a empresa cresce, o empreendedor pode transmitir ele mesmo os conhecimentos necessários aos funcionários. Ou então, negociar novos treinamentos com a franqueadora.

A empresa-matriz ainda atualiza os conhecimentos necessários frequentemente, mantendo o empreendedor e a marca relevantes no mercado.

funcionários participando de treinamento imagem ilustrativa artigo administrar franquia de sucesso
É importante que todos passem por treinamento na empresa, para saberem o que fazer.

Ainda pensando nos resultados da sua equipe, é essencial contratar as pessoas certas. Assim, conheça as competências necessárias para cada atividade e realize o processo seletivo adequado. Isso vai garantir maior sinergia entre a equipe e um trabalho ajustado à proposta da franqueadora.

11. Siga o planejamento da franquia

Administrar uma franquia significa respeitar todo o planejamento de negócio da marca, sem tirar nem pôr. Esse cuidado é o que garante a padronização nos produtos, serviços e atendimentos, aumentando o reconhecimento pelo consumidor. 

Ao assinar o contrato de franquia, o franqueado concorda com essa regra. Por isso, deve respeitá-la, especialmente para não ter problemas com a franqueadora. Se o objetivo for inovar sempre que você desejar, será mais vantajoso abrir um negócio próprio.

Ainda assim, não significa que o empreendedor não pode inovar em sua empresa. Na verdade, é apenas necessário que ele informe à franqueadora do seu desejo. Então, a marca vai avaliar a ideia.

12. Atualize seus conhecimentos

Por fim, administrar uma franquia requer conhecimento em diversas áreas. No setor de atuação do negócio, em métodos administrativos, aspectos financeiros e mais, nem que os conhecimento sejam básicos. Um bom empreendedor possui, pelo menos, uma breve noção dos assuntos que fazem parte do dia a dia do seu negócio.

Assim, sempre faça cursos rápidos, leia sobre os temas interessantes à empresa, converse com especialistas, participe de eventos. Também vale a pena fazer cursos mais longos, ou mesmo uma graduação no seu setor de atuação, sempre que possível.

Pronto! Agora que você já leu todo este conteúdo, sabe bem como administrar a sua franquia. Na hora de cuidar do seu negócio, lembre-se de que você pode contar com o auxílio da franqueadora, e que ele é essencial. Afinal de contas, a dona da marca já possui vivência de mercado e ajudou a estabelecer outras unidades.

Está na hora então de você escolher a melhor franquia para abrir. Para isso, basta clicar no botão abaixo.

Se preferir, você também pode contar com uma consultoria gratuita para abrir seu negócio. Neste caso, acesse: henriquemol.com.br.

Advertisement
Advertisement