O maior Portal de Franquias do Brasil!
Home » Todos Conteúdos » Para Empreender » Análise de franqueabilidade: sua empresa está pronta para se tornar franquia?

Análise de franqueabilidade: sua empresa está pronta para se tornar franquia?

Sumário

O mercado de franchising é uma forma eficiente para o crescimento de uma empresa. Mas é necessário fazer uma análise da franqueabilidade para saber se pode virar uma franquia. Nesse texto, você confere as dicas que separamos.

O segmento de franquias no Brasil tem se tornado cada vez mais atrativo. Mesmo com as instabilidades econômicas, este setor faturou quase R$ 56,2 bilhões, no terceiro trimestre de 2022. Isso segundo dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Porém, é preciso ter cuidado antes de realizar este processo de transformação de sua empresa. Aqui, mostraremos um pouco sobre as etapas desta mudança para você entender melhor. Acompanhe a leitura!

Clique, conheça e compare FRANQUIAS LUCRATIVAS. Acesse!

O que é análise de franqueabilidade?

Basicamente, a análise da franqueabilidade estuda se o negócio da sua empresa pode ser replicado. Porém, esse procedimento não é tão simples quanto parece e envolve riscos, pois empreender não é um processo que sempre dá o retorno esperado.

Esta análise considera a estrutura da empresa, estudando a fundo os processos internos e externos do negócio. Assim, esses aspectos estruturais são o ponto-chave para que uma empresa possa ser replicável.

A empresa faz uma análise detalhada de si mesma, bem como o caminho que deseja seguir. Tudo que vinha fazendo é posto a prova, para ver o que segue como está e o que será alterado.

Logo, observa se todas as etapas podem ser replicadas em novos negócios, ou se apenas algumas delas. Ou, se este processo pode ser feito sem onerar bastante o empreendedor.

Do mesmo modo, analisa o público-alvo do empreendimento, a forma de gestão, bem como os custos desta implantação.

Nesse sentido, avalia se pela análise consta que replicar a operação da empresa fica muito caro, e não será vantajoso para captar clientes. Logo, não vale a pena esta transformação.

As finanças, o marketing, o planejamento estratégico e a possibilidade de transmissão de know-how de processos da empresa devem ser levados em consideração.

CURSO Guia Prático Sobre Franquias. Clique e confira o conteúdo completo sobre o franchising no Brasil, como investir e como faturar!

Isso porque, a análise permite até que se avalie se o processo é possível ou não. Muitas vezes interrompe seu processo de franqueamento, por identificar uma inviabilidade.

Por fim, falaremos um pouco sobre cada um dos aspectos estudados nesta análise de franqueabilidade.

Entenda o que a análise de franqueabilidade observa

Para iniciar um negócio é preciso coragem do empreendedor, tendo em vista que é um processo sujeito a muitas variáveis.

Depois de um tempo, e de solidificar o negócio, o passo de transformá-lo em franquia exige ainda mais cuidado para que este processo não derrube toda a estrutura construída anteriormente.

Nesse sentido, esta análise evita que a empresa cometa alguns erros. Por exemplo, que não se planeje em relação à padronização do negócio, bem como ao trabalho de marketing que precisa fazer.

Banner ProResultado consultoria. Clique e confira!

Por isso, a análise de franqueabilidade é tão importante e o empreendedor deve ficar atento a cada uma das etapas deste processo. A seguir, confira quais são.

Estrutura da empresa

Assim como construir ou aumentar uma casa, você deve começar pela estrutura do imóvel. Saber se comporta este crescimento sem desmoronar.

Da mesma forma é a análise de franqueabilidade, que estuda a estrutura da empresa para saber se consegue passar por este processo.

Logo, identificar se existem funcionários o suficiente e capacitados para as novas demandas. Inclusive, espaço físico para contratar novos colaboradores e caixa para investir na mudança. Mas é preciso ainda treinar vários deles para que possam se adequar às novas necessidades.

Além disso, é importante analisar se a gestão da empresa comporta as novas exigências que serão feitas dela. Isso porque, o suporte aos franqueados exige uma estrutura empresarial.

Banner Totall Marcas. Clique para conferir os serviços!

Este processo de franqueamento demanda uma estrutura, e a empresa deve ter capital para investir nesta mudança. Isso porque, terá que vender franquias para fazer o dinheiro entrar. Até isso acontecer, dependerá do próprio caixa.

Enfim, para este modelo de negócio, a empresa deve ser capaz de se reestruturar com eficiência para receber novas demandas.

Posicionamento de mercado da marca

Na análise de franqueabilidade, o empreendedor observa como está sua marca no mercado. Ou seja, como se encontra junto ao público. Então, precisa ter uma clientela forte, que seja fiel à marca. Isso será um atrativo para os empreendedores se tornarem franqueados.

Nesse sentido, a marca da empresa deve ser forte, reconhecida pelo público, para poder atrair empreendedores.

Antes mesmo de se tornar uma franquia, a marca deve estabelecer uma comunicação externa eficiente para solidificar-se no mercado. Nesta análise, consegue-se identificar se este posicionamento é o suficiente para esta mudança.

MJG SOLUÇÕES EM ENGENHARIA. Clique e saiba como contratar essa empresa conceituada!

Do mesmo modo, a marca da empresa deve estar protegida junto ao Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI). Até porque, evita que terceiros usem o nome da sua empresa sem uma contraprestação.

Concorrência da empresa

Outro ponto a se analisar é como a nova franquia irá se encaixar no mercado. Assim, entender o cenário do setor no qual irá atuar.

Por exemplo, estudar como funciona as franquias que serão concorrentes e onde seu negócio irá se encaixar no mercado. Assim, analisar as empresas que irão concorrer direta ou indiretamente.

Com a análise da franqueabilidade você pode identificar se a sua marca pode oferecer algo que não tem no mercado. Isso pode dar uma grande vantagem para uma marca que está entrando no franchising.

Além disso, quem são os consumidores, quem toma a decisão de compra e quais são os aspectos importantes para esse público? Dessa forma, é possível oferecer aos empreendedores que buscam um novo negócio uma franquia atrativa frente à concorrência.

FOCO MARKETING. Clique e acesse para saber como faturar com o seu negócio fazendo ações de marketing!

Potencial de vendas do franqueado

O posicionamento de marca e frente à concorrência são fatores que elevam ou não a um potencial de vendas da empresa.

Nesse sentido, para a empresa se tornar uma franquia atrativa para os empreendedores, deve demonstrar uma boa possibilidade de vendas.

Os empreendedores não investem em uma franquia sem nome, desconhecida no mercado e pelo público. Sem estes requisitos, sua rede de franquias não será atrativa para novos investidores.

Diferenciais dos serviços e produtos

Na análise de franqueabilidade também são observados se os produtos ou serviços da empresa têm um diferencial a oferecer. Seja por conta da qualidade, melhor técnica ou variedade de produtos, ou serviços. Sua marca deve oferecer algo a mais do que as outras.

Assim, para se tornar uma franquia atrativa para os empreendedores, é preciso apresentar um diferencial que a faça se destacar no segmento.

CONHEÇA AS SOLUÇÕES DA DOTS HUNTERS PARA FRANQUEADORAS! Clique aqui!

Nesse sentido, pode ser interessante buscar um novo item para apresentar ao mercado após se tornar uma franquia. Dessa forma, sua marca inicia sua atuação com uma força a mais.

Mas para apresentar este diferencial, pode ser necessário algum tipo de modificação na empresa, ou então, um marketing mais agressivo.

Melhorias a serem feitas no negócio

Ao analisar a estrutura da empresa e seus processos internos, para se tornar uma franquia, pode ser necessário realizar algumas mudanças.

Dessa maneira, é comum a análise de franqueabilidade identificar etapas que precisam ser melhoradas, tornando-as mais baratas ou mais eficientes. Você avalia todo o know-how que tem e identifica eventuais melhoras que precisam ser feitas.

Como todo o processo é fundamental ser padronizado nas unidades. Então, pode ser necessárias mudanças em algumas etapas para facilitar sua replicação.

CONHEÇA AS SOLUÇÕES DA SULTS PARA FRANQUEADORAS! Clique aqui!

Assim, seja no processo produtivo, na gestão ou atendimento, deve-se identificar tais melhorias a serem feitas e incorporadas à operação que será replicada nas unidades.

Modelo financeiro da empresa

Para que a empresa possa ter uma boa base para esta mudança, deve repensar o modelo financeiro do empreendimento.

Se antes o lucro da empresa vinha da venda dos produtos ou serviços, agora o retorno virá com taxas de franquias e royalties, além das vendas.

Por conta disso, todo o processo da empresa deve ser repensado para suportar novos investimentos e um modelo de negócio diferente.

Ainda, analisar os custos que cada unidade terá, repensar margens de lucro, simplificar etapas para tornar mais baratas. Dessa forma, oferecer um modelo mais simples para o franqueado, com menores custos.

Possibilidade de transferir know-how

Depois de todo o processo de análise de franqueabilidade, a empresa terá ideia se é possível transmitir o seu know-how aos franqueados.

Ou seja, se é possível replicar a operação, se a empresa está preparada estrutural e financeira para este novo desafio, bem como seus colaboradores.

Para esta transferência, é importante se resguardar em relação aos segredos do seu processo. Por isso, é comum que a empresa proteja este conhecimento legalmente, para que outros não possam usá-lo sem pagar.

Do mesmo modo, para todo o processo de franqueamento é importante ter documentos. Um deles é a Circular de Oferta de Franquia (COF). Este documento é regulado pela Lei de Franquias, que traz as informações essenciais.

Além disso, existem obrigações jurídicas que vão além da COF, como também o Contrato de Franquia, proteção de marca e know-how, entre outros. Até a alteração do Contrato Social da empresa, para se adequar a uma mudança de regime tributário.

Enfim, chegar a uma conclusão de que é possível franquear não é tão simples, dependendo do tipo de negócio. Nessa hora, pode ser uma boa opção contar com uma ajuda profissional, como falaremos agora.

A análise de franqueabilidade pode ser feita por uma consultoria especializada neste processo. Com ela, esta mudança é mais eficiente e segura, facilitando para o empresário.

Do mesmo modo, a ajuda de uma consultoria pode resultar em um negócio mais sólido. O empreendedor deve entender que sua responsabilidade aumenta quando abre sua empresa para outros parceiros.

Assim, são muitos aspectos a se considerar na franqueabilidade, e todo o processo exige cuidado. Com as precauções certas, a tendência é que resulte em uma franquia atrativa para novos empreendedores e rentável para o franqueador. Agora que está por dentro do assunto, coloque o que aprendeu em prática.

Acompanhe o mercado
A mais lidas hoje