Como abrir meu próprio negócio sem ter prejuízo financeiro? Veja a resposta aqui!

Por
em
Homem de terno com o punho fechado comemorando. Imagem ilustrativa do texto como abrir meu próprio negócio.
Advertisement

Para saber como abrir meu próprio negócio o empreendedor deve atentar-se para uma série de detalhes e etapas que precisam ser bem conduzidas. Aqui, mostramos alguns desses cuidados para abrir uma empresa.

A taxa de empreendedorismo potencial, composta por cidadãos que não têm um negócio, mas pretendem abrir uma empresa em até três anos, teve um incremento de 75%, passando de 30%, em 2019, para 53%, em 2020, de acordo com o relatório Global Entrepreneurship Monitor (GEM).

Dessa forma, é cada vez maior o número de pessoas querendo investir em um novo negócio. Por isso, é fundamental buscar dicas e conhecimento para esse processo.

Afinal, como abrir meu próprio negócio?

Como abrir meu próprio negócio é uma pergunta cada vez mais comum, pois o empreendedorismo tem sido o desejo e a necessidade de muitas pessoas.

Seja pelas altas taxas de desemprego, que no Brasil devem atingir 11,2% da população brasileira ao final de 2022, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ou pelo sonho de abrir meu próprio negócio.

Contudo, não bastam apenas as boas ideias de negócios, é necessário um planejamento e bastante “pé no chão” para ser bem sucedido nessa jornada.

Por isso, separamos algumas dicas e etapas que podem facilitar o seu processo de começar um negócio. Continue a leitura!

Escolha algo que você quer fazer

Uma das bases para investir em um negócio é analisar o que você quer fazer. Isso porque, não adianta trabalhar com algum tipo de produto ou serviço com o qual você não tenha nenhuma afinidade.

Empreender é dedicar grande parte do seu tempo a uma empresa, a ideia é trabalhar o máximo de tempo possível. Porém, esse tempo de dedicação será mais prazeroso se for aplicado a algo que goste.

Nesse sentido, o ideal é se autoanalisar, ver quais são os seus hobbies, suas qualidades, defeitos, paixões e entender o que disso tudo pode ser aproveitado para ganhar dinheiro.

Mulher pintando algo em uma caixa. Imagem ilustrativa do texto como abrir meu próprio negócio.
Veja as coisas que gosta mais de fazer e defina como elas podem ser usadas em um negócio próprio.

Dessa forma, vale a pena buscar para investir em um modelo de negócios que possa aproveitar suas qualidades ou suas experiências prévias mais prazerosas.

Além disso, trabalhar com algo que se identifique lhe trará mais incentivo para pesquisas sobre isso, para se aprimorar, e essa satisfação pode ser um diferencial na hora de atender a um cliente.

Faça um plano de negócios

Advertisement

O plano de negócios consiste em uma ferramenta de gestão que analisa detalhadamente todas as áreas de uma organização.

Tem o intuito de estruturar um empreendimento. Isso pode ser feito por meio da elaboração dos seguintes serviços: plano de marketing, pesquisa de mercado e viabilidade financeira, para que o negócio alcance os objetivos determinados pelo cliente.

É uma ferramenta que orienta o empreendedor no caminho de como abrir seu negócio próprio, facilitando a tomada de decisões e ainda, permitindo prever eventuais problemas.

Mas para todos os tipos de empresa o plano de negócios ajuda na montagem da estrutura, ver como trabalhar o mercado, quanto terá de gastar e como fazer para reaver o investimento inicial.

Portanto, é no plano de negócios que você dirá onde quer chegar e quais meios empregará para que isso aconteça, bem como qual investimento será necessário em cada uma das etapas.

Enfim, note que esse não é um documento definitivo e, por essa razão, ele está sempre sujeito às mudanças, se necessário.

Entenda seu público

Uma etapa importante para empreender é conhecer o seu público, para quem você vai vender seus produtos ou serviços.

Este público-alvo, ou mercado-alvo, é um grupo de pessoas ou organizações que têm um mesmo perfil ou, ao menos, um perfil semelhante como consumidores.

Isso porque, são aqueles para os quais você deve direcionar seus esforços em ações de marketing e vendas da sua empresa, pois elas são as pessoas mais interessadas em adquirir seus produtos ou serviços.

Se você iniciar uma empresa sem definir seu público-alvo antes, isso pode trazer muitos prejuízos à longo prazo. Logo, fará com que você gaste mais recursos e não tenha nenhum lucro em troca.

IHomem e uma mulher em uma loja de chapéus. Imagem ilustrativa do texto como abrir meu próprio negócio.
Entender o seu cliente ajuda a direcionar os seus produtos e atendimento.

Nesse sentido, uma forma de se aproximar do seu consumidor para entender melhor seu perfil é analisando seus problemas, dúvidas e anseios.

Dessa forma, você poderá abordá-lo exatamente no cerne da questão, mostrando como seus produtos ou serviços são a melhor opção para a sua necessidade.

Enfim, definir o público-alvo é crucial para o crescimento do seu negócio. Embora não seja uma tarefa simples, envolve bastante pesquisa e um entendimento aprofundado do público, vale a pena investir nisso.

Estude para administrar

Não tem como abrir o meu próprio negócio sem saber nada sobre administração e gestão de uma empresa. Sem conhecimento você não conseguirá sair do mundo das ideias e tirar o seu empreendimento do papel.

Para tudo exige algum certo tipo de conhecimento, desde a parte burocrática, como a abertura da empresa, regime fiscal e tributário do negócio, licenças necessárias, entre outros detalhes.

Da mesma forma, é cada vez mais importante conhecer técnicas de vendas, as inovações em atendimento e marketing, ferramentas de administração e gestão.

Nesse sentido, compreender a gestão de negócios e evoluir em suas habilidades pode ser a peça que faltava para aproximá-lo dos objetivos estabelecidos para a carreira e seu projeto empreendedor.

Por exemplo, o empreendedor deve aproveitar o amplo acesso que a internet permite e estudar muito sobre as diversas questões que envolvem abrir um negócio.

Assim, por meio de cursos on-line de rápida ou longa duração, palestras, livros de empreendedores de sucesso, entre diversas outras fontes de conhecimento.

Por fim, com tudo isso você consegue se preparar melhor para que possa tomar decisões importantes na montagem e gestão do seu próprio negócio.

Tenha controle as finanças

Um grande empreendedor sabe a importância de fazer um controle financeiro empresarial eficiente.

Por exemplo, podemos dizer que somente uma gestão adequada das finanças permite que o negócio cresça e se desenvolva, porque proporciona uma reserva de investimentos.

Ao organizar o setor financeiro de uma empresa, é possível levantar custos, desperdícios, o nível exato de endividamento e os investimentos que não estão se mostrando um bom negócio.

Calculadora e uma pilha de moedas. Imagem ilustrativa do texto como abrir meu próprio negócio.
O empreendedor precisa planejar bem a parte financeira do seu negócio próprio.

Alguns dos problemas enfrentados no momento de organizar o financeiro do negócio, e que gera uma verdadeira bagunça são as finanças pessoais misturadas às contas da empresa, ausência de indicadores e falta de capital.

Por isso, é importante ter em mente que planejar e executar uma gestão financeira empresarial eficiente é a base para viabilizar qualquer tipo de negócio.

Desse modo, é preciso entender o seu negócio a fundo para tomar as melhores decisões que visem resultados positivos.

Ainda, se você quer saber como abrir meu próprio negócio, mas não tem muito dinheiro, precisa se adaptar a esta situação. Busque negócios mais enxutos e baratos. Depois, com tempo, tente expandir de forma sólida.

Com isso você consegue planejar melhor as finanças, evita gastar mais do que tem e inicia seu negócio de forma saudável na parte financeira.

Controle os processos

A estruturação do seu negócio deve ser bem feita para diminuir custos e ampliar os resultados. Portanto, tudo passa por um controle dos processos.

Seja com o que você vai trabalhar, é preciso ter em mente que a produção ou o atendimento devem ser bem delineados.

Nesse sentido, é difícil ter uma noção de quanto custa para produzir, qual o valor do seu produto ou serviço se você não tem controle do processo.

Por exemplo, se você produz uma pizza, precisa saber qual a quantidade de cada ingrediente, qual o valor do seu custo e por quanto terá que vendê-lo.

Além disso, esse controle permite que você ensine o processo a um colaborador caso precise contar com um.

O trabalho no dia a dia deve seguir uma sistemática, até para que possa ocorrer de forma mais natural. Logo, se é meio bagunçado, pode gerar mais custos, diminuir a qualidade ou ainda, atender mal aos clientes.

Crie ações de marketing

Sua empresa deve ser vista por seus futuros clientes, seja nas redes sociais ou nas ruas próximas ao seu estabelecimento.

Além da geração de valor, o marketing representa o elo de relacionamento entre a sua empresa e o seu público. Sendo assim, também é responsável pela conquista e fidelização dos clientes.

Advertisement
Outdoor em um prédio com propaganda de uma marca. Imagem ilustrativa do texto como abrir meu próprio negócio.
O trabalho de marketing é importante para o sucesso do negócio.

Para isso, são criadas estratégias de atração, conversão e retenção desses clientes. Porém, estas ações precisam ser bem planejadas para serem eficientes.

Um exemplo disso é sair distribuindo panfletos sem delimitar a sua área de atuação ou o seu público-alvo. É uma estratégia que pode ser interessante, mas não eficiente, já que pode resultar em muitos desses panfletos no lixo.

Da mesma forma, o trabalho de marketing na internet precisa ser bem direcionado. Se você sair mandando e-mails para uma enorme lista, sem critério nenhum, pode atrair uma má imagem para sua empresa.

Por isso, o empreendedor deve conhecer bem seu público-alvo e aprender como chegar até eles por meio do seu marketing.

Como saber qual é o melhor negócio para abrir?

Quando você busca como abrir meu negócio próprio surgem muitas necessidades e cuidados para que o processo possa se realizar de forma sólida.

Um dos primeiros passos antes de investir em um empreendimento é conhecer o seu perfil. Entender com o que você quer trabalhar e o mercado que mais lhe chama a atenção.

Nesse sentido, se você for uma pessoa comunicativa, invista em um negócio onde essa sua capacidade possa agregar valor. Do mesmo modo, analise o mercado local, porque é importante identificar lacunas que possam ser aproveitadas.

Uma forma mais segura de como abrir meu negócio próprio é por meio de franquias. O modelo de franquia é um formato de negócio que consiste em um licenciamento feito por uma franqueadora para que o empreendedor use sua marca e seu know-how.

Então, o negócio vem preestabelecido para o empreendedor, com uma estrutura pronta e uma operação delineada.

Cada unidade da franquia é igual a outra, oferecendo os mesmos produtos ou serviços, com o mesmo formato e tipo de atendimento.

O franqueador concede ao franqueado o direito de uso de todo o modo de fazer da marca em troca do pagamento de taxas, como a taxa de franquia e de royalties.

Além de uma marca reconhecida, o formato de franquia é atrativo, pois conta com suportes da franqueadora, como treinamentos e ajuda com o trabalho de marketing.

Loja de roupas masculinas e um cliente olhando a vitrine.
Pesquise bem o mercado e conheça o seu próprio perfil.

Ainda, o empreendedor consegue se planejar financeiramente, porque com a Circular de Oferta de Franquia (COF), ele sabe a projeção de custos para o negócio.

Do mesmo modo, nesse documento consta como é o trabalho no dia a dia na unidade da franquia, o que permite ao empreendedor avaliar se é este o tipo de negócio que deseja.

É possível abrir negócio com pouco dinheiro?

Nem sempre é preciso muito dinheiro para iniciar um negócio próprio, pois existem muitas opções de empreendimentos com estrutura bem enxuta.

Por exemplo, é possível abrir um negócio em home office, e para isso, basta um computador ligado à internet e um telefone.

Muitas franquias atuam com este modelo, seja para a venda de variados produtos ou prestar algum tipo de serviço de forma remota.

Da mesma forma, existem opções que não precisam de muito estoque, e isso diminui o custo de implantação e de manutenção da empresa.

Assim, cabe ao empreendedor pesquisar bem, conhecer as oportunidades de mercado para buscar como abrir meu negócio próprio com pouco dinheiro.

Ele irá se surpreender com diversas franquias que não precisam de muito capital, seja para trabalhar totalmente em casa ou então, levando produtos ou serviços até os clientes.

Do mesmo modo, para diminuir custos pode iniciar o empreendimento sem funcionários, e com o tempo, maturando o negócio, aumentando as vendas, e aí sim contratar um colaborador.

Características para ser um empreendedor de sucesso

Empreender é uma tarefa que exige muito cuidado e dedicação para que possa dar certo. Além disso, algumas características são importantes para se dar bem nesse processo.

Por isso, separamos cinco qualidades para ser um empreendedor, características que você pode ter naturalmente ou então, trabalhá-las ao longo do tempo.

Ter iniciativa

Uma característica inerente aos empreendedores é ter iniciativa, ser uma pessoa de atitude para buscar realizar seus sonhos e ambições.

O empreendedor é uma pessoa que vai lá e realiza, busca alternativas para solucionar os problemas, opções de produtos ou serviços para atender o público.

Homem mexendo na parte de baixo de um carro.
O empreendedor precisa ter muita iniciativa para iniciar o seu negócio próprio.

Desse modo, essa proatividade é importante, pois o empreendedor é o seu próprio chefe. Logo, o sucesso ou fracasso do negócio depende do seu próprio trabalho.

Comprometimento

Quer buscar formas de como abrir meu próprio negócio? Então, precisa ter o comprometimento com esse processo. Seja por meio de muita dedicação como também buscar informações, pesquisar sobre o mercado e a gestão do negócio.

O empreendedor precisa estar comprometido com seu negócio, entender que ele será o responsável pelo bom andamento da empresa.

Ser estudioso

Uma característica que pode ser trabalhada caso você não tenha, mas é importante para os empreendedores, é ser estudioso.

Para abrir um negócio é preciso buscar bastante conhecimento sobre todos os detalhes que envolvem esse processo e em seguida, se dar bem nesta jornada.

Enfim, o estudo é importante para conseguir tomar as decisões certas, gerir o negócio, direcionar o crescimento da empresa de forma sólida.

Bom network

Para fazer negócios é essencial ter uma ampla carteira de clientes, que podem estar em diversos lugares do seu círculo de relacionamentos. Pode ser um amigo, um primo ou um conhecido: nunca se sabe onde um bom negócio pode acontecer.

Esse network é importante para o crescimento do negócio, para realizar parcerias, receber dicas ou um feedback das pessoas.

Autoconfiança

Você vai iniciar um negócio próprio, uma jornada importante e cheia de desafios, por isso, precisa ter uma boa autoconfiança para enfrentar esse processo.

Nesse sentido, precisa acreditar em si, pois essa confiança é importante para tomar as decisões, não ficar com dúvidas sobre a sua capacidade de gerir e de conseguir o sucesso com o seu empreendimento.

Agora que você já sabe um pouco mais como abrir meu próprio negócio, separamos uma lista de franquias baratas que podem ser uma boa escolha para empreender. Acesse e descubra!

Advertisement
Advertisement