Como começar a empreender? Veja o que saber antes de investir!

Por
em
Imagem de uma folha de papel amassada e uma caneta. Imagem ilustrativa texto como começar a empreender.
Advertisement

Quando a ideia de ter o próprio negócio já está formada na sua cabeça, você deve buscar como começar a empreender.

Iniciar um novo empreendimento é tarefa que exige cuidado, da mesma forma que pode lhe dar muito retorno financeiro.

Portanto, para lhe ajudar, separamos um passo a passo com algumas dicas para quem quer começar um negócio próprio.

Entenda como começar a empreender agora mesmo!

Para escolher uma roupa para uma festa você leva em consideração uma série de detalhes. Por exemplo, o seu próprio estilo, o lugar no qual irá, o tempo e até mesmo seu estado de espírito.

Do mesmo modo, para começar a empreender é preciso estar atento a detalhes que refletem seu perfil, mas também ao mercado.

Nesse sentido, se para escolher uma roupa você já tem um cuidado, imagina para iniciar um novo empreendimento que pode significar sua independência financeira?

Sendo assim, veja um passo a passo de como começar a empreender que detalhamos para lhe ajudar.

1. Avalie seu perfil empreendedor

Um primeiro passo antes de decidir em qual negócio investir é o empreendedor se conhecer, suas características, qualidades e objetivos.

Analise suas qualidades que podem influenciar no desenvolvimento do negócio. Por exemplo, para pessoas mais expansivas, falantes, o modelo de vendas é o mais indicado.

Do mesmo modo, se o empreendedor busca uma renda extra, um modelo home office sei encaixa melhor, pois possui flexibilidade de horário de trabalho.

Além disso, há pessoas que lidam melhor com pressão, enquanto outras são mais voltadas para o lado humano. São características que influenciam no dia a dia de um empreendedor.

Dessa forma, é fundamental avaliar o tipo de negócio, como ele se desenvolve e como é o trabalho no cotidiano.

Por fim, o empreendedor deve ter um perfil proativo, de iniciativa e criatividade para desempenhar um bom papel na gestão de um novo negócio.

Vemos alguns gráficos em folhas de papel sobre uma mesa (imagem ilustrativa). Texto: como começar a empreender.
Avalie as melhores possibilidades de acordo com o seu perfil.

2. Analise seu mercado local

Advertisement

Para saber como começar a empreender, uma boa atitude é fazer um plano de negócio no qual você esquematiza a implementação do empreendimento.

Um dos pontos deste plano deve ser uma análise do mercado no qual irá implementar o seu empreendimento.

É nessa hora que se descobrem os riscos e oportunidades dentro de uma área de atuação desejada.

Esta análise deve entender a presença do seu público-alvo, e se os seus consumidores em potencial terão acesso fácil a seu negócio.

Você pode começar com um estudo das expectativas do cliente sobre o nível do serviço esperado e suas necessidades mais básicas e fundamentais.

Do mesmo modo, conhecer o estilo de vida dos consumidores da região. Isso irá definir sua política de preços, seus custos e a forma como direcionar o seu marketing.

Assim, você poderá direcionar a estrutura do seu negócio de modo a atender melhor o seu público.

3. Entenda seus concorrentes

Além dos seus consumidores, você também deve conhecer bem os seus concorrentes. Sejam aqueles que atuam diretamente no seu ramo, ou os que podem influenciar nas suas vendas indiretamente.

Uma das análises que você deve fazer é a das boas práticas implementadas pela concorrência. Assim, aprender com eles as formas eficientes de tratar o público consumidor.

Da mesma forma, você também tem a oportunidade de aprender com os erros das outras empresas que atuam no mercado local.

Outro ponto é buscar espaços no mercado que ainda podem ser melhor explorados, que possuam pouca ou nenhuma concorrência. Para isso, inovação e qualidade são palavras-chaves.

Ademais, aprender com o público por meio das redes sociais de seus concorrentes. Estes canais podem ajudar a compreender os pontos positivos e negativos de uma marca.

Por fim, com uma análise da concorrência você pode identificar eventuais riscos do mercado. Empresas que tenham fechado recentemente podem ser um sinal do que não fazer ou um sinal sobre eventuais problemas no setor.

Vemos algumas fachadas de lojas iluminadas em uma rua (imagem ilustrativa). Texto: como começar a empreender.
Estude o mercado local e conheça os pontos fortes para a sua marca.

4. Considere abrir uma franquia

Todos estes passos são fundamentais para abrir o próprio negócio de forma mais segura e com maiores chances de sucesso.

Para investir, são diversos modelos de negócios que podem se adaptar a diferentes tipos de mercado e público.

Contudo, se você não se sente seguro para realizar estas etapas, mas deseja saber como começar a empreender, o modelo de franquia pode lhe ajudar.

Com uma franquia, você recebe um negócio estruturado, com uma operação simplificada, que é replicada em todas as unidades.

Dessa forma, cada unidade é igual à outra, oferecendo os mesmo produtos ou serviços, utilizando a mesma marca. Assim, todas usam o know-how da franqueadora.

Do mesmo modo, a franqueadora auxilia na escolha do melhor local para instalação da unidade. E para isso, ela mesma realiza a análise do mercado do qual falamos anteriormente.

Além desta vantagem, o modelo de franquia oferece segurança ao empreendedor, pois o negócio possui uma marca reconhecida. Ademais, produtos ou serviços testados e aprovados no mercado.

Se você não possui muita experiência em administrar um negócio não se preocupe. O modelo de franquia conta com suportes da franqueadora para lhe ajudar.

Nesse sentido, a franqueadora oferece apoio para questões jurídicas e burocráticas, como licenças e alvarás.

Da mesma forma, a franqueadora oferece treinamentos para o empreendedor que se torna franqueado. Para que assim ele conheça a operação da marca e como fazer a gestão da unidade.

Todos os suportes da franqueadora são citados na Circular de Oferta de Franquia (COF), documento importante nas tratativas entre empreendedores e franqueadoras.

Neste documento, o empreendedor também analisa os custos e os investimentos necessários para se tornar um franqueado.

Veja o ebook abaixo falando mais sobre as vantagens de ter uma franquia.

E-book "As vantagens de abrir uma franquia: o guia definitivo".

5. Planeje seu investimento financeiro

Uma etapa importante de como começar a empreender é se organizar financeiramente para iniciar o próprio negócio.

Você deve fazer o levantamento de todos os custos necessários para estruturar o empreendimento. Nessa hora, vale a regra de ouro dos economistas: “Não gaste mais do que arrecada”.

Assim, entenda o tamanho do capital que possui para investir, se ele será suficiente para iniciar o negócio que você tem em mente.

Veja os custos da sua operação e, neste calculo, deixe uma margem para mais, pois imprevistos sempre acontecem. Um gasto aqui e outro acolá podem desestruturar um orçamento apertado.

Saiba quanto terá de gastar em máquinas, produtos, divulgação, funcionários, entre outros detalhes.

Outra questão fundamental é: que o capital não seja retirado de suas despesas pessoais, a fim de que a saúde financeira de sua família não seja afetada.

Em suma, a regra é que o seu negócio deve ser baseado no capital que você possui, e não o contrário. Mesmo que seja possível pegar um empréstimo, isso deve ser feito com muito cuidado.

6. Busque capacitação

Segundo levantamento encomendado pela Herbalife Nutrition e conduzida pela OnePoll, 77% dos brasileiros têm vontade de ter o próprio negócio.

Contudo, esta tarefa, como falamos e mostramos neste conteúdo, não é tão simples. Ela exige estudos e cuidados para não perder dinheiro.

Dessa forma, se você está disposto a aprender como começar a empreender, busque por capacitação. Hoje em dia, com a internet, o acesso à informação e conhecimento está cada vez mais facilitado.

Nesse sentido, conheça os cursos do Sebrae, cursos on-line de faculdades ou de outras instituições que podem lhe auxiliar nesta tarefa.

A capacitação pode lhe dar uma visão diferente, um olhar mais amplo. Pode ajudar a pensar fora da caixa, além de uma base técnica que orienta o desenvolvimento do negócio.

Por fim, esta capacitação ajuda a lidar com este processo de estruturação de um negócio para, com isso, conseguir uma boa base de organização.

Vemos um grande auditório com vários alunos em uma Universidade (imagem ilustrativa).
O estudo acrescenta técnicas e formas de ver as coisas de forma diferente.

7. Organize seu tempo

Empreender demanda tempo! Isso deve estar sempre na sua cabeça e no seu planejamento. Iniciar um novo negócio exige máxima dedicação, horas de estudos e implantação das ideias.

Dessa forma, organize sua vida pessoal para poder se dedicar e ter tempo para estar presente durante cada etapa do empreendimento.

Como dizem os mais velhos, “É o olho do dono que engorda o boi”. E e esta máxima se adéqua perfeitamente ao empreendedorismo.

Esqueça momentos de folga, pelo menos a princípio, pois até quando estiver descansando o seu empreendimento estará na sua cabeça.

Da mesma forma, deve estar presente no empreendimento para orientar colaboradores e outras questões do dia a dia que cabem a você resolver.

Por fim, organize seu tempo para se dedicar com eficiência a todas as tarefas necessárias.

8. Defina metas para alcançar com a empresa

Aplique em seu empreendimento uma máxima que serve também para a sua vida: saiba aonde você quer chegar.

Sua empresa deve ter metas a serem alcançadas que devem ser definidas por você antes mesmo de iniciar o negócio.

Desenho de pessoas em uma mesa de reunião olhando para um gráfico em crescimento (imagem ilustrativa). Texto: como começar a empreender.
Trace metas capazes de serem conquistadas.

Afinal, como começar a empreender sem saber o caminho que deve percorrer, métricas para avaliar os resultados?

As metas ajudam a orientar o empreendedor. Nesse sentido, elas precisam ser mensuráveis, ou seja, é necessário criar metas que se baseiem em números.

Dessa forma, analisar quando espera que o empreendimento dê lucro, quantos de vendas por semana, por mês, por ano são métricas importântes.

Com estes parâmetros, caso você não as alcance, fica mais fácil identificar como está indo o negócio.

Não queira se tornar o Elon Musk da noite para o dia! Pense que empreender é uma maratona, e não uma corrida de 100 metros.

9. Divulgue seu negócio

Por último, entre os passos que separamos para lhe ajudar como começar a empreender está a etapa da divulgação.

Depois de estruturar o negócio e abrir as portas, cabe a você mostrar aos seus consumidores que sua empresa existe e que eles devem conhecê-la.

O marketing é uma ação fundamental para as empresas serem vistas atualmente, pois os mercados são cada vez mais concorridos.

Nesse sentido, um bom meio de propaganda são as redes sociais. O ambiente da internet é cheio de maneiras de divulgar das marcas.

Contudo, este trabalho exige certo conhecimento para ser mais eficiente e, por isso, contar com a ajuda de profissionais é a melhor opção.

Porém, se você investir em um modelo de franquia, do qual já falamos, a franqueadora oferece suporte para estas ações de marketing.

Além desta vantagem, a franquia também conta com uma marca reconhecida, o que facilita a captação de cliente. Assim, desenvolvendo o negócio mais rapidamente.

Como são muitas as franquias disponíveis no mercado, separamos um conteúdo que irá lhe ajudar com dicas para optar pela melhor franquia para você. Basta clicar aqui.

Advertisement
Advertisement