O maior Portal de Franquias do Brasil!
Home » Todos Conteúdos » Para Empreender » Como começar um pequeno negócio de um jeito simples e descomplicado

Como começar um pequeno negócio de um jeito simples e descomplicado

Sumário

Começar um pequeno negócio pode ser uma empreitada desafiadora, mas com o planejamento correto, pode ser uma aventura emocionante e gratificante.

Inclusive, de acordo com a Agência Brasil, cerca de 99% das empresas em território nacional são micro ou pequenas empresas. Nessa estatística, o setor de franquias se destaca por sua alta rentabilidade, afinal, só em 2022, faturou R$ 211,4 bilhões.

Porém, antes de começar a investir, é importante ter alguns cuidados, como escolher o setor em que deseja atuar. Para isso, pense em algo que você seja apaixonado e que possua uma demanda no mercado, faça uma pesquisa ou então converse com pessoas que já atuam na área.

Mas não se preocupe, nós ajudaremos você nesse processo. Ficou interessado em ter seu próprio negócio? Então continue a leitura e veja essas e outras dicas sobre como começar um pequeno negócio de um jeito simples e descomplicado!

Entenda como começar um pequeno negócio de forma fácil

A melhor forma de como começar um pequeno negócio com pouco dinheiro é por meio de franquias. Este modelo de negócio é mais simples e enxuto, facilitando a vida do empreendedor.

O modelo de franquias consiste em um contrato em que o franqueador permite ao empreendedor utilizar a marca e o know-how da franquia.

Nesse sentido, ele recebe uma empresa preestabelecida, com uma estrutura definia e uma operação consolidada, que segue um padrão em todas as unidades da marca.

Por causa disso, este formato de negócio é uma boa maneira por onde começar sua pequena empresa. Você já sai na frente de muitos concorrentes por atuar junto a uma marca reconhecida no mercado.

Da mesma forma, por ser um negócio estruturado previamente, ele não exige experiência do empreendedor. A franquia conta com um plano de negócio que orienta a sua jornada.

Além disso, são oferecidos diversos tipos de suportes. Entre os mais importantes estão os treinamentos para conhecer a operação da franquia e entender o mercado no qual a marca está inserida.

Este modelo também é atrativo por contar com negócios lucrativos, seja em home office ou em loja. Assim, o empreendedor pode optar por aquele que melhor se encaixa ao seu perfil.

Passos para abrir seu negócio lucrativo

O processo para iniciar uma pequena empresa é complexo, pois exige do empreendedor alguns cuidados para não investir errado e ter prejuízos.

Da mesma forma, existem alguns passos na caminha de como começar um pequeno negócio aos quais o empreendedor deve estar sempre atento. Veja alguns deles:

Entenda seu perfil empreendedor

Qualquer pessoa que pretende se lançar no empreendedorismo deve saber que o caminho é árduo e repleto de armadilhas.

Nesse sentido, correr riscos e enfrentar crises, por exemplo, serão situações inevitáveis. Começar uma empresa do zero é uma atitude que exige coragem e determinação.

O primeiro passo de como começar um pequeno negócio é avaliar aquilo que lhe agrada. Para tanto, busque conhecer o seu próprio perfil a fim de que a empresa possa ser uma extensão da sua personalidade.

Assim, é preciso estudar suas qualidades e verificar quais delas se encaixam às suas ideias de negócio. O seu perfil é mais arrojado? De uma pessoa que gosta de colocar a mão na massa? Mais introvertido e analítico?

Outro ponto importante é avaliar o seu perfil financeiro. Alguns empreendedores precisam que o retorno do investimento inicial seja mais rápido. Já outros, têm mais condições de esperar por um retorno gradativo.

Por isso, cabe a você entender como suas qualidades podem facilitar a implementação e o dia a dia do negócio, aumentando as possibilidades de sucesso.

Pesquise seu mercado local

Um segundo passo de como começar um pequeno negócio é estudar quais mercados mais se encaixam ao seu perfil e entendê-los mais a fundo.

Nesse sentido, avaliar a concorrência será um processo fundamental, pois é importante saber qual a participação dela no mercado e o seu potencial.

Do mesmo modo, é preciso verificar se o mercado está bem atendido e quais oportunidades o seu negócio possui para obter uma maior fatia dele. Por isso que analisar os concorrentes fará toda a diferença.

Um ponto importante para conhecer o mercado local é saber se nele está o seu público-alvo. Se seu produto ou serviço será bem recebido na região, já que de nada adianta plantar uma semente em um solo sem nutrientes, certo?

As franqueadoras costumam fazer essa análise de forma primorosa, pois elas precisam mapear as melhores regiões para suas unidades. Assim, com todas as informações reunidas, fica mais fácil prosperar.

Conheça negócios com potencial

O mercado possui inúmeras oportunidades de negócios, porém, o empreendedor precisa conseguir identificar aqueles com maior potencial.

Portanto, ele deve estudar os produtos ou serviços que estão em alta, ou que possam se tornar a próxima febre do mercado.

Da mesma forma, conheça alguns dos nichos menos explorados pelas outras empresas, pois nestas lacunas estão as oportunidades para ganhar dinheiro.

Por exemplo, a pandemia trouxe novos hábitos, como o consumo por delivery, cursos on-line, vendas pelas redes sociais, entre outros tipos de negócio.

No mercado de franquias, existem diversas redes com grande potencial, principalmente para quem deseja saber como começar um pequeno negócio.

Por fim, avalie aquele mercado que mais se adéqua ao seu local de atuação, seu perfil empreendedor e a sua capacidade financeira. Estando todos estes parâmetros alinhados, você terá um negócio de sucesso.

Clique no botão abaixo e conheça alguns pequenos negócios no mercado de franquias!

Visite unidades das empresas

Neste passo, o empreendedor já está quase se alinhando a uma franqueadora, após verificar que ela está de acordo com o seu perfil.

Agora, cabe a você conhecer mais de perto a operação desta franquia, e fazer uma visita às unidades da marca.

Assim, veja como elas funcionam e avalie um pouco mais de perto o dia a dia do negócio.

Além disso, ao visitar outras unidades franqueadas da empresa, se possível, converse também com os clientes. É importante entender a percepção que eles têm da marca e de seus serviços.

Procure saber por que eles preferem ser atendidos pela franquia em vez da concorrência, por exemplo, ou o que a empresa poderia melhorar para chamar ainda mais clientes.

Mostre interesse na marca desejada

Para iniciar um pequeno negócio por meio de uma franquia, depois de se identificar com uma marca, é necessário entrar em contato com a franqueadora.

Muita das marcas possuem um site próprio para fazer um cadastro, por meio do qual a franqueadora busca recolher algumas informações sobre o empreendedor.

Assim como o empreendedor busca uma franquia com o seu perfil, a franqueadora busca empreendedores com um perfil ideal desejado.

Por exemplo, ela pode avaliar se você possui o capital necessário, a escolaridade mínima exigida, entre outras características.

O perfil desejado pela franqueadora varia muito de franquia para franquia, mercados e nichos de atuação, mas tudo começa a se resolver logo nos primeiros contatos.

Mostre a empresa que você pode ser um franqueado de sucesso e que tem potencial. A partir daí, as tratativas vão se tornar cada vez mais sólidas.

Saiba mais com a franqueadora

Quanto mais próximo de finalizar o processo de como começar um pequeno negócio, mais cuidados você deve ter para avaliar suas escolhas.

Dessa forma, depois de pesquisar bastante e optar por uma franquia, busque mais informações sobre a franqueadora.

Tente saber tudo que puder sobre a empresa. Como estão as finanças, quanto tempo ela tem de mercado e suas credenciais.

Do mesmo modo, procure saber a história dos fundadores da marca e como ela chegou até ali. Isso pode ser um bom indicativo de como as coisas se dão na empresa.

Por fim, tire dúvidas diretamente com a franqueadora para entender bem o negócio. Leia as informações da franquia no site da marca e, se precisar, faça perguntas.

Esta é uma etapa importante para fazer um investimento seguro. É preciso sentir confiança em algo a ponto de querer investir o seu precioso dinheiro nele, certo?

Esse é, inclusive, um dos pontos abordados no curso Guia Para Iniciantes. São aulas que você pode acessar clicando aqui, assistir online e entender em detalhes como investir em uma franquia. Sem prejuízo e sem o risco de escolher uma marca ruim.

Leia a COF da empresa

Antes de comprar uma franquia, é preciso se informar sobre o funcionamento de todo o sistema. Entender quais serão seus direitos como franqueado e suas obrigações.

A melhor maneira de fazer isso é por meio da Circular de Oferta de Franquia (COF), documento desenvolvido pelo franqueador e que explica todas as condições do negócio.

Por exemplo, na COF, estão reunidos aspectos legais, deveres e responsabilidades das partes, custos de implementação do negócio, entre outras informações importantes.

O documento deve ser conciso e completo para que não haja nenhuma dúvida por parte do futuro franqueado.

Alguns pontos devem ser bem estudados na COF para que você possa investir sem medo, sabendo o que esperar, bem como o que a franqueadora espera de você.

Assim, verifique qual o tempo necessário que a franqueadora exige de dedicação. Mesmo pequenos negócios exigem muito disso no início.

A franqueadora pode exigir dedicação integral neste primeiro momento, e você deve avaliar se pode ou não oferecer este tempo.

Da mesma forma, conheça em detalhes os suportes que a franqueadora promete, para não entrar em uma parceria esperando mais do seu parceiro do que ele pode dar.

Por fim, como cuidado e sopa de galinha nunca são demais, leve a COF a um advogado ou a alguém com mais experiência, caso não se sinta seguro.

Converse com franqueados da marca

Uma boa conversa serve para conhecer as pessoas e também entender como funciona uma franquia. Os franqueados de uma marca são ótimas fontes de informação para os empreendedores.

Conforme falamos, se informar é fundamental no processo de como começar um pequeno negócio. E isso passa por conhecer o dia a dia de uma franquia através dos olhos de quem está lá todo o tempo.

Dessa forma, veja na COF os contatos dos franqueados e ex-franqueados (informação obrigatória no documento) e tente conversar com eles.

Eles podem lhe falar se os suportes prometidos pela franqueadora realmente são oferecidos, se são eficientes ou não etc.

Da mesma forma, essa é uma oportunidade para conhecer as dificuldades reais da franquia, e também o quanto ela pode ser lucrativa.

Enfim, são essas pessoas que podem tirar diversas dúvidas e trazer mais confiança para seu processo de se tornar um franqueado da marca escolhida.

Confirme o potencial do negócio

Depois de escolher uma franquia, comece a fazer uma leve propaganda para seus amigos e familiares a fim de saber o que eles acham da ideia.

Isso porque, eles podem ser um termômetro. Muitas vezes nos empolgamos com algo e uma conversa deste tipo pode nos dar um outro olhar e nos fazer reavaliar certas escolhas.

Ouça o que as pessoas mais próximas têm a dizer sobre o mercado, sobre os produtos ou serviços com o quais você pretende trabalhar, e até sobre quanto o negócio combina ou não com você.

Uma opinião de fora é muito bem-vinda neste processo para que você possa se sentir seguro e confiante ao iniciar o seu pequeno negócio.

Negocie com a franqueadora

Antes de assinar o contrato de franquia, cabe o empreendedor negociar alguns detalhes finais com a franqueadora.

Veja o quanto de desconto ela consegue lhe dar na taxa de franquia, ou talvez uma isenção de royalties por um pequeno período.

Estas negociatas são comuns no mundo do empreendedorismo, fazendo com que a parceria comece de forma sólida, com ambas as partes satisfeitas.

Abra seu negócio!

Assim que assina o contrato com a franqueadora, o agora franqueado costuma passar por alguns treinamentos para a implementação da sua unidade.

Esta última etapa de como começar um pequeno negócio é parte na qual você terá mais contato com a operação da marca, conhecendo os pequenos detalhes da sua estrutura e do seu know-how.

Estes treinamentos darão o pontapé inicial na sua vida como franqueador e você deve estar atento para absorver o máximo possível de dicas e orientações.

Além disso, para negócios com ponto comercial, essa é a hora de deixar o estabelecimento com a cara da franquia.

Enfim, chegou a sua hora de abrir uma unidade franqueada! Então, não perca tempo e boa sorte nessa empreitada!

Acompanhe o mercado
A mais lidas hoje