O maior Portal de Franquias do Brasil!
Home » Todos Conteúdos » Franchising » Como começar um pequeno negócio de forma simples? Veja a resposta

Como começar um pequeno negócio de forma simples? Veja a resposta

Sumário

Se você se pergunta como começar um pequeno negócio de forma simples, esse texto é para você. Aqui, vamos te dar um passo-a-passo que inclui análise de mercado, da franqueadora e planejamento financeiro.

Apesar do que possa parecer, os pequenos negócios são maioria no Brasil. De acordo com um levantamento, eles correspondem a 99% das micro e pequenas empresas.

Nesse sentido, abrir um pequeno negócio pode ser sua chance de conquistar a independência financeira e ser seu próprio chefe.

Clique, conheça e compare FRANQUIAS LUCRATIVAS. Acesse!

9 passos para como começar um pequeno negócio

Não tem uma fórmula pronta, mas existem alguns passos para começar um pequeno negócio, como por exemplo, pesquisar sobre os tipos de empreendimentos, fazer um planejamento financeiro, analisar o mercado e a concorrência.

Além disso, é importante decidir o tipo de negócio, como loja, quiosque, e-commerce, empreendimento em home office, entre outros.

Confira a seguir os passos de como começar um pequeno negócio!

1. Descubra o que você quer fazer

Um dos primeiros passos de como começar um pequeno negócio é descobrir o que quer fazer. Antes de tudo, é essencial delimitar os aspectos mais gerais, como a área de atuação, o modelo de negócio, o produto ou serviço oferecido. 

Desse modo, é mais simples para se delimitar futuramente aspectos mais específicos. Por isso, caso deseje mudar e abrir um novo empreendimento, precisa começar fazendo o que gosta.

Afinal, montar um negócio e gerenciá-lo é uma tarefa árdua, que exige muita dedicação e resiliência. 

Em outras palavras, é muito difícil ir em frente sem ter paixão e dedicação pela atividade. Existem vários tipos de negócio e cabe a você escolher um modelo que mais combine com a sua personalidade e expectativa.

CURSO Guia Prático Sobre Franquias. Clique e confira o conteúdo completo sobre o franchising no Brasil, como investir e como faturar!

À primeira vista, esse trabalho pode parecer difícil. Afinal, muitas vezes os empreendedores têm que ser pioneiros e ter uma ideia muito diferente. Porém, você não precisa necessariamente inventar algo completamente novo.

Esse passo serve justamente para ajudar o empreendedor a saber o que pode e consegue fazer. Depois que entende melhor sua personalidade, ele pode surgir com ideias que já existem e melhorá-las, ou preencher alguma deficiência desse segmento.

Afinal, muitos empreendedores de sucesso começaram a partir de ideias que já existiam no mercado. Ao mesmo tempo, muitos negócios completamente pioneiros não conseguiram ir para frente e quebraram.

2. Analise seu mercado local

Outro passo muito importante para abrir uma empresa é a análise do mercado. Ou seja, pesquisar por meio do comportamento do mercado local a possibilidade do negócio. Dessa forma, você pode saber se o negócio tem a aprovação ou não desse mercado.

Em outras palavras, por melhor que a ideia seja, ela precisa da adesão do público-alvo para ir para frente. Afinal, é ele quem vai consumir esse produto ou serviço. O ideal é saber a necessidade dessas pessoas antes de abrir o negócio. 

Banner ProResultado consultoria. Clique e confira!

Começar um negócio e depois se adaptar às necessidades do mercado pode ser um mau negócio que pode causar prejuízos.

Desse modo, por melhor que a ideia parece ser, ela precisa de adesão das pessoas para dar certo.

Logo, é muito importante entender o segmento para abrir uma empresa e desenvolver uma ideia que se adequa a essas necessidades. Um dos caminhos para isso é o estudo de mercado e um bom networking. 

Ou seja, entrar em contato com pessoas experientes para essa pesquisa de mercado e conhecer a concorrência.

Além de saber a própria opinião do público-alvo que consome nesse mercado. Dessa forma, é muito mais simples de encontrar potenciais lacunas. 

Banner Totall Marcas. Clique para conferir os serviços!

Até mesmo parceiros para ajudar na ideia e prospectar o negócio. Assim, é possível promover o seu produto ou serviço por meio dessa rede de contatos. 

3. Avalie a concorrência

Como citado anteriormente, a análise da concorrência é essencial para a verificação dos empreendedores inseridos nesse mercado. Desse modo, é possível entender a dinâmica do segmento, as ideias que deram certo e aquelas que podem ser melhoradas.

Nesse sentido, você pode aprender com a experiência dos outros. E assim, evitar os erros cometidos no passado. Dessa maneira, vai conseguir começar o seu negócio da melhor forma possível.

Com a análise de mercado é possível entender como as empresas concorrentes atuam, o que oferecem ao público, como é a sua gestão comercial e até mesmo conhecer potenciais clientes.

Do mesmo modo, você pode identificar tanto os riscos, como as oportunidades do seu novo negócio.

MJG SOLUÇÕES EM ENGENHARIA. Clique e saiba como contratar essa empresa conceituada!

Assim, desenvolver uma inteligência comercial e de mercado. Tal análise pode aumentar as vendas, impulsionar o faturamento e posicionar melhor o negócio no mercado.

Por outro lado, isso não significa que todas as iniciativas dos concorrentes devem ser pensadas de forma única. Esse passo serve para que o empreendedor também tenha novas ideias e enxergue oportunidades.

Esses elementos analisados servem para direcionar melhor o negócio. Além de auxiliar no planejamento estratégico por meio do conhecimento do público, resultados de mercado e seu comportamento.

Essa análise deve ser feita com objetivos claros, com critérios para serem analisados e as formas de coleta dessas informações devem ser mais detalhada possível, com pontos que serão úteis para a atuação.

4. Aprenda sobre empreendedorismo

Atualmente, é possível aprender sobre empreendedorismo de diversas formas. Desde conteúdos gratuitos até cursos pagos. Você pode assistir vídeos, ouvir podcasts, ler livros e artigos. Assim como pode fazer cursos e procurar por profissionais.

FOCO MARKETING. Clique e acesse para saber como faturar com o seu negócio fazendo ações de marketing!

No site do SEBRAE, por exemplo, é possível fazer cursos sobre empreendedorismo. Dessa forma,você conhece as principais características de um bom empreendedor, aprende conceitos básicos tanto de empreendedorismo como de marketing e finanças.

Desse modo, você pode aprender lições muito importantes. Como evitar erros, seguir as exigência do mercado, formalizar o negócio e lidar com dificuldades. 

Essa dica serve tanto para quem quer começar a empreender, como para quem já está atuando. Afinal, empreender é um constante aprendizado. 

Além disso, o bom investidor precisa estar sempre disposto a entender mais e trazer melhorias constantes na sua atuação. Desse modo, o negócio nunca ficará estagnado. Além de aprender pontos essenciais para um negócio saudável e lucrativo.

Por exemplo, aprender a ter disciplina e manter o foco nas coisas realmente importantes. Além de foco para conseguir alcançar os seus objetivos e seguir os passos para o crescimento do empreendimento.

CONHEÇA AS SOLUÇÕES DA DOTS HUNTERS PARA FRANQUEADORAS! Clique aqui!

Outro ponto importante é a persistência. Os bons empreendedores sabem quando e onde investir.

Assim, eles conseguem enfrentar muitos obstáculos e sempre procurar por soluções e novas estratégias. Além de saber correr riscos planejados, sem perder o ânimo e continuar persistindo. 

5. Planeje suas finanças

O planejamento financeiro é outro passo indispensável de como começar um pequeno negócio. Nesse ponto é necessário muita disciplina para registrar detalhadamente os gastos, entradas, saídas, investimentos etc.

Além disso, é essencial separar as finanças pessoais e as da empresa. Essa separação é indispensável para o empreendedor ter uma boa saúde financeira.

Do contrário, o empreendedor pode acabar se atrapalhando nos gastos e ter prejuízos.

CONHEÇA AS SOLUÇÕES DA SULTS PARA FRANQUEADORAS! Clique aqui!

Uma boa opção para esse planejamento é identificar, classificar e definir os custos, receitas e despesas. Os custos podem ser caracterizados pelo gasto na fabricação do produto ou gastos na prestação do serviço.

Já a receita, é a quantidade recebida no negócio por sua atividade. Ou seja, todo o valor que a empresa recebe comercializando os produtos ou serviços. Assim, é possível observar o faturamento e o lucro gerado pela atividade.

As despesas são os gastos necessários para manter a empresa funcionando. Nesse ponto não estão inclusos os gastos do processo de transformação ou produção dos bens, produtos ou serviços.

Ou seja, as despesas são o valores investidos para a estrutura administrativa e comercial.

Por fim, é essencial para o empreendedor ficar atento para os prazos da movimentação das finanças da empresa como de pagamento e recebimento. Assim, é possível ter um orçamento bem definido e um planejamento assertivo. 

Sem que o empreendedor tenha surpresas no final do mês ou passe por dificuldades financeiras por falta de planejamento e controle financeiro do seu negócio.

Assim, ele consegue gerenciar o seu negócio de forma saudável e planejar estratégias com mais segurança.

6. Converse com outras pessoas

Como já citado anteriormente, conversar com outras pessoas é essencial para validar a ideia de negócio. Assim, é possível conversar com diversas pessoas como profissionais da área e até mesmo clientes.

Nesse sentido, é importante se atentar também para as críticas construtivas. Afinal, a ideia pode parecer boa, porém para saber se ela pode dar certo é necessário esse teste com outras pessoas. 

Assim, você sabe quais são os aspectos fortes do negócio e os pontos que podem ser melhorados.

Ao conversar com outras pessoas, você pode evitar erros e traçar estratégias. Além de melhorar o seu negócio antes que comece as operações. Afinal, todo negócio quando começa enfrenta diversos desafios.

Porém, ao ter informações importantes, é possível evitar diversas dificuldades. E ainda, saber mais sobre a atuação e o mercado antes mesmo de começar as suas atividades.

7. Prefira abrir uma franquia

Uma ótima opção de como começar um pequeno negócio é investir em uma franquia. Assim, você terá ajuda profissional em todos os aspectos acima.

Além da segurança de investir em um modelo de negócio já testado e aprovado tanto pelo público quanto por profissionais da área.

As franquias oferecem aos seus franqueados o direito de uso da marca. Assim, a franqueadora dão à eles auxílio em diversos aspectos antes e depois do começo das operações.

Afinal, é do seu interesse a prospecção da sua marca e os melhores resultados na atuação de cada franqueado.

Dessa forma, é interesse de ambos um negócio saudável e sólido. Assim, o franqueado pode focar na sua atuação e gerenciamento com a segurança de diversos profissionais especializados auxiliando em aspectos mais importantes e, por vezes, complicados e burocráticos.

Dessa forma, o franqueado recebe treinamentos iniciais e recorrentes sobre o negócio. Recebe também uma marca pronta para atuação, com todo o planejamento feito e testado. 

Ou seja, terá tanto a segurança de uma marca de qualidade quanto de uma equipe altamente capacitada para auxiliar no negócio como um todo.

8. Compare marcas de franquias

Para ajudar na escolha da franquia para investir é possível fazer a comparação dessas marcas. Assim, você pode escolher entre diversas opções de atuação no mercado que deseja atuar. 

Consequentemente, pode escolher a que melhor atende suas necessidades e expectativas.

Mesmo inseridas no mesmo mercado, as franquias oferecem diversas opções de atuação, investimento e modelo de negócio. 

Além disso, elas oferecem suportes em diferentes aspectos. Ao fazer a comparação, você pode saber quais são as melhores para a sua realidade, o modelo que mais combina com o seu mercado local e a atuação que mais combina com a sua personalidade.

9. Aprenda tudo sobre o negócio

A decisão de abrir uma empresa traz consigo uma grande responsabilidade. Por esse motivo, é necessário aprender tudo sobre o negócio que deseja atuar. Assim, o empreendedor pode tirar dúvidas com consultores e conversar com os franqueados.

Assim, é a hora de tirar todas as dúvidas com a franqueadora. Entender como funciona a atuação e os valores de investimento inicial. Assim como as suas obrigações, deveres e direitos. 

Além disso, conversar com os franqueados também pode ser de grande ajuda. Dess modo, ele terá noção de como o negócio funciona na prática, os desafios e a realidade da atuação. 

Outro ponto importante é entender como funciona o relacionamento entre franqueador e franqueado. Apenas depois dessa análise, leitura do contrato e com todas as dúvidas esclarecidas é a hora de abrir a franquia. 

Desse modo, você irá saber tudo que precisa e não será surpreendido sobre alguma questão que não sabia. Entender sobre o negócio permite ainda que você tenha uma visão macro e micro do seu empreendimento. 

Assim, você pode enxergar oportunidades e traçar estratégias. Além de saber lidar com momentos ruins e pensar em soluções para melhorar.

Qual o melhor pequeno negócio para abrir?

O melhor negócio para se abrir é aquele que melhor atende suas necessidades e expectativas. Ou seja, um negócio ideal para o seu perfil e para o mercado local que deseja atuar. 

Além disso, ao escolher uma franquia todo esse processo é facilitado pela ajuda de profissionais experientes.

Além de que, todos os aspectos citados acima são de grande ajuda para tomar essa decisão importante.

Afinal, um negócio pode ser lucrativo, porém sem a dedicação do empreendedor as chances de ir para frente são menores.

Também existe a possibilidade de você investir em algo que não goste muito. Assim, mesmo que o negócio pareça bom, pode não gerar os resultados esperados.

Dessa forma, o melhor pequeno negócio para se abrir é aquele que engloba todos esses aspectos em harmonia. 

Assim, com um negócio coerente com o seu perfil e mercado, você tem muito mais chance de apresentar ótimos resultados. Então, você empreendedor pode expandi-lo e melhorá-lo durante a sua atuação.

Muitas franquias oferecem essa opção, de começar com um negócio mais simples e ir aumentando a robustez de acordo com os resultados e experiência adquirida pelo franqueado. 

Mesmo a expansão é mais simples com o apoio de uma marca renomada. Por isso, as franquias podem ser a melhor forma de como começar um pequeno negócio.

Agora que você sabe que as franquias são bons negócios para quem está começando, confira uma lista de bons empreendimento neste texto: Franquias baratas e rentáveis: conheça as melhores opções no Brasil

Acompanhe o mercado
A mais lidas hoje