O maior Portal de Franquias do Brasil!
Home » Todos Conteúdos » Para Empreender » Como escolher uma franquia? Por onde devo começar? Veja as respostas aqui

Como escolher uma franquia? Por onde devo começar? Veja as respostas aqui

Sumário

Existem diversos detalhes que o empreendedor deve ficar atento no processo de como escolher uma franquia. Neste conteúdo, confira algumas dicas para ajudar você a optar pelo melhor negócio.

Segundo levantamento da Associação Brasileira de Franchising (ABF), em 2022, havia cerca de 179.356 marcas de franquias atuando no Brasil. Ou seja, são muitas opções para o empreendedor escolher.

Nesse sentido, é fundamental não ter pressa nessa hora, avaliar aspectos importantes do tipo de negócio no qual vai investir. Dessa forma, evita que você seja pego de surpresa ao fechar o contrato com uma franquia.

Porém, o que levar em consideração ao investir em uma franquia? Veja um passo a passo para ajudar você durante o processo de escolha.

Passo a passo de como escolher uma franquia

Cada franquia é um modelo de negócio diferente da outra, com maneiras de fazer próprias, seus pontos fortes e fracos. Não basta olhar se a franquia tem um alto faturamento ou seu investimento inicial. É necessário analisar diversos pontos antes de escolher.

Nesse sentido, faz parte do processo de como escolher uma franquia a parte financeira, mas também uma questão de gosto pessoal do empreendedor. É também importante analisar bem o nicho e o mercado local antes de investir.

Conforme falamos, o mercado de franquias é bem amplo, com muitas oportunidades para empreendedores de diferentes perfis. Por isso, esta escolha deve levar em consideração alguns aspectos, sobre os quais explicamos agora.

Conheça as taxas de uma franquia

Um dos pontos que o empreendedor precisa analisar na hora de escolher uma franquia são as taxas que ela cobra. Existem alguns custos que fazem parte deste modelo e que variam de acordo com a franquia.

Nesse sentido, a mais comum é a taxa de franquia, que é uma forma de pagar pelo uso da marca, seu know-how, custear os suportes e treinamentos iniciais do franqueado.

Dependendo do tipo de franquia esta taxa pode ser bem pequena e ainda financiada. Marcas que estão entrando no mercado ou em processo de expansão agressiva costumam facilitar este custo.

Do mesmo modo, uma franquia envolve custos mensais, como a taxa de royalties, fundo de propaganda, estoques, entre outros. O interessado em uma marca deve conhecer todos estes valores antes de optar pela franquia.

Além disso, podem existir investimentos necessários que fazem parte do negócio. Por exemplo, reformas, estoque inicial, layout do ponto comercial. Tudo isso é passado ao empreendedor na Circular de Oferta de Franquia (COF).

Sendo assim, normalmente, a franqueadora apresenta uma projeção de todos estes valores na COF, documento importante que informa detalhes do negócio. Logo, faz com que o empreendedor saiba quanto terá que investir aproximadamente.

Saiba quanto pode investir

Outro ponto que o empreendedor precisa analisar além dos custos da franquia é quanto poderá investir. Isso porque, não adianta se interessar em uma marca que tem investimento inicial alto se você tem R$ 10 mil para começar o negócio.

A franquia ideal é aquela que se encaixa no seu orçamento e na sua capacidade de investimento. Logo, é essencial que avalie bem esta parte financeira antes de escolher a franquia.

Para ter uma melhor noção de quanto pode investir, faça as contas dos seus custos mensais, veja quanto pode economizar e que possa aplicar na franquia.

Do mesmo modo, corte custos para que sobre um pouco de dinheiro, cancele aquela academia que você nunca vai, venda o carro que não sai da garagem.

Neste processo de empreender é importante levantar um bom capital para investir na franquia para ter um capital de giro e se possível uma reserva de emergência.

Enfim, ao final de tudo isso você terá uma boa ideia do quanto tem para investir e este valor vai lhe guiar na seleção de uma franquia.

Inclusive, se você é iniciante e tem dúvidas sobre o que é uma franquia e como fazer para abrir um negócio, o curso Guia Para Iniciantes pode ajudar. Com aulas inteiramente online, para assistir quando e onde quiser, você fica por dentro de tudo sobre o mundo do empreendedorismo. Basta clicar aqui.

Escolha algo que quer fazer

Além de se adequar ao seu orçamento, uma franquia deve também se encaixar aos seus gostos pessoais e suas qualidades e características. Ao escolher um negócio, selecione aquele que permite trabalhar com o que você gosta.

Então, é uma escolha bem simples, pense sobre os seus gostos pessoais, se gosta de cozinhar, de carros, tem facilidade para vender ou se comunicar. Mas é importante que o seu negócio próprio tenha algo relacionado com você.

Nesse sentido, é uma boa oportunidade para trabalhar com algo que goste, já que muitas vezes um emprego pode não lhe proporcionar isso.

Assim, é um ponto que cabe ao empreendedor pensar bem para avaliar como algum dos seus gostos pessoais pode se encaixar em um negócio.

Estude o mercado da sua cidade

Depois de analisar aspectos internos, como sua capacidade de investimento e gostos pessoais, é hora de avaliar aspectos externos. Ou seja, conheça mais sobre o seu mercado local e que tipo de negócio tem maior potencial de sucesso.

Por exemplo, se você gosta de cozinhar, uma franquia de Alimentação pode ser a mais indicada. Porém, se na sua cidade existem diversas pizzarias, hamburguerias, pastelarias, mas nenhum negócio voltado para comida chinesa, esta pode ser a sua oportunidade.

Do mesmo modo, deve analisar a renda do seu público nesta região, para que invista em uma rede de franquias que possa atender bem a estes consumidores.

Leve em conta também os hábitos do público, organização da região, pontos de maior movimento etc. Ou seja, estes detalhes ajudam a entender melhor o mercado antes de escolher a franquia.

Nesse sentido, o empreendedor precisa se adaptar à região, estudar os negócios que têm maior potencial e se encaixam melhor nas necessidades do local. Por fim, consegue oferecer algo interessante aos consumidores.

Trabalhar em casa ou em uma loja?

No processo de como escolher uma franquia, o empreendedor deve optar pelo formato que mais atende às suas necessidades e capacidade de investimento. Nesse sentido, pode abrir uma franquia em Home Office ou em Loja Física.

Cada um destes formatos tem os seus prós e contras, com faturamentos e custos diferentes. Por isso, o empreendedor precisa escolher baseando-se na sua rotina de vida, objetivos e oportunidades.

No Home Office, o negócio é mais flexível em horário e tem menores custos. Uma Loja Física demanda maiores investimentos e um horário mais fixo. Porém, pode ser que o empreendedor ganhe visibilidade para atrair os clientes.

O mercado de franchising conta com muitas opções para cada um destes formatos, para atuar em variados nichos. Portanto, cabe ao empreendedor avaliar qual deles melhor lhe atende.

Calcule qual deve ser seu faturamento

Baseado nos seus custos de vida e necessidades, o empreendedor deve escolher uma franquia que lhe dê um faturamento suficiente para viver bem.

Nesse sentido, o interessado deve analisar qual deve ser o seu faturamento para manter as contas em dia e uma vida confortável.

Por exemplo, para um empreendedor solteiro e sem filhos, os custos de vida podem ser menores do que alguém casado com uma grande família. Cada empreendedor precisa saber quanto precisa ganhar, e assim, escolher a franquia que atenda este faturamento.

Dessa forma, tendo em mãos uma projeção do seu custo de vida e seus objetivos, isso vai ajudar a entender suas necessidades e a franquia que consegue supri-las.

Estude o sistema de franquias

Para entender como escolher uma franquia, é importante que você conheça bem como funciona este modelo de negócio e o sistema de franchising.

Nesse sentido, pesquise sobre este formato de negócio, suas peculiaridades, vantagens e desvantagens. A internet é um espaço rico em informações para o empreendedor aprender tudo sobre as franquias.

Aproveite cursos, palestras, frequente feiras de franquias, leia sobre este modelo que tanto faz sucesso no mundo inteiro. Assim, você consegue avaliar se o seu perfil se encaixa neste mercado.

Dessa forma, sabendo mais sobre as franquias, você tem uma melhor noção do que avaliar em uma marca e escolher com maior segurança onde investir.

Pesquise por marcas de franquias

O empreendedor que deseja entrar para o mercado de franquias deve evitar investir na primeira marca que lhe chamou a atenção. Nesse sentido, é fundamental pesquisar por marcas variadas antes de se decidir.

Esta pesquisa pode ser feita pela internet de maneira simples, já que franquias têm sites próprios explicando melhor sobre o seu negócio. Algumas horas de estudo de várias marcas irão ampliar os seus horizontes.

Assim, conhecendo mais alternativas, você consegue comparar cada uma delas, ver aquelas que mais se encaixam ao seu perfil. Além disso, tem mais opções que se encaixam na sua capacidade de investimento.

Logo, não tenha pressa, tire um tempo para pesquisar o máximo de franquias, ver mais opções e com isso ter mais subsídios para escolher.

Aprenda tudo sobre cada marca

Depois de pesquisar mais genericamente sobre as franquias, chegou a hora de investir um tempo em algumas marcas mais específicas. Pegue as que chamaram sua atenção e aprenda mais sobre elas.

Para isso, pegue a COF das franquias que você mais gostou para conhecer os detalhes do negócio. Veja os suportes que a franqueadora oferece, os custos da unidade, rentabilidade, entre outras informações.

Entenda também como será o trabalho no dia a dia, que tipo de habilidades terá que ter para ser bem-sucedido. Sabendo mais sobre a rede fica mais fácil este processo de como escolher uma franquia.

Avalie a reputação da marca e da rede

Outro ponto que influencia na escolha de uma franquia é a reputação da marca e da rede. Analise como a empresa é avaliada por seus clientes, seus franqueados e ex-franqueados.

Nesse sentido, converse com parceiros da franquia. Na COF tem contatos de franqueados e ex-franqueados. Saiba deles os detalhes do negócio e se a franqueadora oferece tudo que promete.

Do mesmo modo, pesquise na internet e redes sociais sobre a marca, veja o que os consumidores dizem sobre ela. Por exemplo, no site Reclame Aqui também pode haver mais informações sobre eventuais problemas da marca com seus consumidores.

Agora, separamos um vídeo com dicas para não cair em golpes ou investir nas franquias erradas. Assista!

Logo, estudando mais sobre uma ou mais franquias, o empreendedor consegue escolher melhor a opção e evitar surpresas ao longo do tempo.

Confira os suportes oferecidos ao franqueado

Ao adquirir uma franquia, o franqueado está comprando um modelo de negócio testado e aprovado pela franqueadora. No entanto, para que o negócio seja bem sucedido, é fundamental que o franqueado receba um bom suporte por parte da franqueadora.

Um bom suporte da franqueadora é importante porque o franqueado precisa estar preparado para enfrentar os desafios que surgirão na gestão do negócio. Além disso, a franqueadora tem o dever de fornecer treinamento adequado para que o franqueado possa operar a franquia com sucesso.

Entre os suportes mais comuns oferecidos pela franqueadora estão o treinamento, o suporte técnico, o suporte em marketing e o suporte na gestão do negócio.

O treinamento é fundamental para que o franqueado aprenda a operar o negócio e possa oferecer o mesmo padrão de qualidade em todas as unidades da franquia.

O suporte técnico é importante para garantir que os equipamentos e sistemas utilizados na franquia estejam sempre funcionando corretamente.

O suporte em marketing é fundamental para que o franqueado possa atrair clientes e aumentar as vendas. Já o suporte na gestão do negócio é fundamental para que o franqueado possa gerir a sua unidade com sucesso.

Portanto, é fundamental que a franqueadora dê um bom suporte ao franqueado para garantir o sucesso do negócio. Com um suporte adequado, o franqueado poderá operar a franquia com mais segurança e eficiência, além de se sentir mais confiante para tomar decisões importantes na gestão do negócio.

Enfim, como mostramos, são muitos detalhes que devem ser levados em conta no processo de como escolher uma franquia. Isso porque, se atentando a eles com calma e paciência, o empreendedor se prepara melhor para selecionar o melhor negócio.

Acompanhe o mercado
A mais lidas hoje