Como investir em franquias sem errar? Como escolher uma boa franqueadora? Veja respostas!

Por
em
Imagem de um empresário sorrindo sentando em uma mesa de escritório. Imagem ilustrativa texto como investir em franquias.
Advertisement

O empreendedor que está pensando em entrar para o franchising precisa saber como investir em franquias de uma forma certeira. Por isso, separamos aqui algumas dicas para lhe ajudar neste processo.

O setor de franquias é atrativo para empreender. Somente no segundo trimestre de 2021, este mercado faturou mais de R$ 41 bilhões segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Dessa forma, é um investimento interessante para quem deseja ter um negócio próprio. Por isso, trazemos aqui algumas informações importantes de como investir em franquias. Acompanhe a leitura conosco!

Como investir em franquias e ter sucesso?

Antes de mais nada, saiba que entrar para o franchising significa fazer parte e usufruir dos benefícios de uma marca consolidada.

Desse modo, é possível assegurar mais clientes e comercializar excelentes produtos ou serviços. Sendo assim, é fundamental que você se certifique de que estes dois pontos são levados a sério pela marca que você decidiu comprar.

Isso por que, existem muitas franqueadoras que deixam esses aspectos na ambiguidade. Marcas não registradas, modelos de negócios que não foram testados, produtos e/ou serviços suspeitos e, até mesmo, falta de diferenciais competitivos.

Frequentemente, você irá encontrar franquias à venda com esses tipos de situações que podem resultar em fracasso.

Por isso, quem pensa em abrir o próprio negócio precisa considerar uma série de elementos para poder alcançar o sucesso.

Nesse sentido, ao investir em franquias, as chances de êxito aumentam consideravelmente, já que esse modelo prevê o uso de produtos e serviços já testados e consolidados no mercado.

Essas duas razões já deixam claro que o investimento em franquias é uma ótima escolha. No entanto, há vários outros pontos positivos que levam os empreendedores a optarem por esse modelo.

Um atrativo deste modelo de negócio é o suporte que a franqueadora oferece para os franqueados. São treinamentos, auxílio para a gestão e para o marketing.

Dessa forma, mesmo os empreendedores menos experientes não terão muita dificuldade para lidar com o trabalho do dia a dia em uma franquia.

Assim, cabe ao empreendedor pesquisar bem a marca que melhor se encaixa às suas necessidades e as suas expectativas.

Imagem de um empresário sentando em uma poltrona lendo um papel. Imagem ilustrativa texto como investir em franquias.
O empreendedor deve ter cuidado e analisar bem onde investir.

Escolher um negócio com qual você quer trabalhar

A busca por rentabilidade nos investimentos é constante, mas está cada vez mais difícil alcançar taxas que superam a inflação.

Nesse sentido, o empreendedorismo é visto como uma opção para multiplicar o capital investido a partir dos próprios esforços.

Além disso, as redes de franquias eliminam algumas etapas, fornecendo a marca, o modelo de negócio, conhecimento de mercado e sistemas de gestão aos seus franqueados.

O momento pode ser ideal para avaliar entrar ou não em uma franquia, traçando os planos para uma futura retomada da economia brasileira.

Por fim, essa análise deve ser criteriosa: a rentabilidade pode ser grande, mas é preciso ir além das informações fornecidas pela franqueadora e entender que o sucesso não está garantido.

Assim, separamos algumas dicas de como investir em franquias que irão lhe ajudar a escolher bem o negócio no qual irá trabalhar.

Analisar seu mercado local

Um dos pontos importantes de como investir em franquias é pesquisar bem sobre o seu mercado local e o que ele tem a oferecer.

Assim, o empreendedor deve investir em negócios que possam aproveitar as lacunas de mercado, oferecer algo que seus concorrentes não ofereçam ou então que não tenha similares na região.

Uma palavra que pode resumir bem o que você deve fazer é estudar. Estude os diversos fatores que fazem parte de um negócio.

Por exemplo, não tem como montar uma empresa sem saber em qual mercado ela irá atuar. Pode ser no ramo de alimentação, serviços, moda, entre diversos outros.

Nesse sentido, você precisa estudar como está este mercado, se ele está em crescimento ou se ele está em viés de baixa.

Além disso, analise se o mercado da sua região é interessante para o seu novo empreendimento. Não adianta plantar uma árvore em um terreno que não possui nutrientes, ela irá morrer em pouco tempo.

Imagem de três mulheres conversando sentadas em um sofá. Imagem ilustrativa texto como investir em franquias.
Conheça bem o mercado local, suas lacunas e possibilidades.

Do mesmo modo, estude seus concorrentes, saiba o que eles estão fazendo de positivo que possa ser implementado no seu negócio. Ou então, aprenda com eles o que não deve ser feito.

Esse tipo de pesquisa tem como objetivo a tomada de decisões estratégicas.  Uma pesquisa de mercado te ajudará a conhecer e, dessa maneira, entender seus potenciais clientes, assim como seus concorrentes.

Do mesmo modo, analise se as pessoas realmente querem pagar pelos serviços ou produtos que você oferece.

É comum que as franqueadoras já tenham mapeado as regiões mais atrativas para instalar uma nova unidade da marca.

Dessa forma, ela orienta o empreendedor para zonas que possam ser interessantes para a franquia que tenha disponibilidade de consumidores, além de outros fatores que influenciam no sucesso do negócio.

Avaliar como os clientes veem a marca

Advertisement

Para decidir em qual franquia investir, o empreendedor deve estar atento como os clientes veem a marca da franquia.

É preciso avaliar se os produtos ou serviços da franquia agradam aos clientes e se eles costumam voltar para realizar novas compras.

Da mesma forma, é importante fazer uma pesquisa na internet sobre a reputação da marca. Alguns sites como o Reclame Aqui podem fornecer um bom parâmetro de como a franquia lida com seus consumidores.

Se você esta pensando em investir em uma franquia, coloque o seu dinheiro em uma marca que esteja sólida no mercado e que seja bem vista pelos consumidores.

Nessa hora, é bom avaliar também o tempo de atuação da franquia no mercado, verificar se possui um público consumidor atrativo ou se está em crescimento.

Além disso, a franquia deve ter um trabalho ativo de pós venda, o que faz com que os consumidores se sintam atraídos a retornar à sua loja.

O empreendedor deve entender bem a relação da marca com seus consumidores até para que ele conheça a forma que irá trabalhar, e se possui o perfil para o trabalho com este público.

Dessa forma, entenda que os consumidores serão o seu “chefe”, pois o seu negócio deve ser voltado para atendê-los da melhor maneira possível.

Imagem de três mulheres andando em um corredor. Imagem ilustrativa texto como investir em franquias.
Entenda bem os hábitos dos seus consumidores para poder atraí-los.

Assim, se os consumidores da franquia estão satisfeitos com a marca, é um ponto bastante positivo que influencia na sua escolha.

Enfim, o bom relacionamento com os consumidores será um diferencial para o seu negócio, e por isso, é necessário entender o seu público.

Conversar com franqueados

Falar com pessoas que já fecharam ou venderam suas unidades é uma atitude altamente recomendada.

Nesse sentido, a ideia é verificar o que levou a essa decisão para identificar qualquer problema antes de finalizar a parceria.

Esse é um dos motivos que fazem a Lei de Franquias exigir que a Circular de Oferta de Franquia (COF) apresente os contatos de ex-franqueados, com e-mail e telefone.

Desse modo, você tem uma conversa franca com essas pessoas sobre a marca. Descobre, por exemplo, se todas as cláusulas são cumpridas, se o negócio é lucrativo e se as promessas são verdadeiras.

Além de falar com os antigos proprietários de unidades, é recomendado conversar com donos atuais antes de investir em alguma franquia.

Eles poderão lhe informar se os suportes da franqueadora são eficientes assim como falar sobre o dia a dia do negócio.

Do mesmo modo, pergunte se a franquia possui uma lucratividade próxima ao que é informado pela franqueadora.

Esta conversa deve ser feita com o máximo de franqueados e ex-franqueados para que o empreendedor interessado possa ter acesso a informações sólidas e mais próximas da realidade.

Por isso, vá até a unidade para conhecer o dia a dia das franquias. Pergunte sobre a rotina, o modelo de negócio, o capital de giro e os suportes prestados pelo franqueador, como falamos anteriormente.

Estas são algumas informações importantes para os candidatos a franqueados consolidarem suas opções de franquia.

Entenda os serviços de algumas unidades para ter certeza de que esse é o modelo que deseja seguir e assim, realizar o processo de como investir em franquias de forma segura.

Entender como a franqueadora trabalha

Geralmente, quando decidem investir em uma franquia, alguns empreendedores focam apenas em dois pontos: nas empresas mais famosas e nas mais lucrativas.

Acontece que existem diversos outros pontos a se analisar para evitar problemas no futuro do negócio.

Nesse sentido, as pessoas optam por investir em franquias por se tratar de um modelo de negócio já testado no mercado. Porém, é importante lembrar que somente isso não é garantia de sucesso.

É preciso também saber se a experiência adquirida pelo franqueador é satisfatória, bem como se existe um suporte eficiente oferecido pelo mesmo aos seus franqueados.

Imagem de um homem de negócios em uma mesa de escritório olhando para um computador. Imagem ilustrativa texto como investir em franquias.
Analise bem como é o formato de trabalho da franquia antes de investir.

Estes fatores serão essenciais ao longo de todo o processo de implementação da unidade, uma vez que é preciso contar com treinamentos, com suporte operacional, inovação tecnológica, entre outros pontos para que se consiga obter resultados positivos a partir da nova unidade.

Assim, para saber disso, o que o candidato deve fazer é analisar as unidades da rede que já estão em operação.

Do mesmo modo, como falamos antes, conversar com outros franqueados para saber deles como é feito este processo, se funciona na prática. Isso fará toda a diferença para que a franquia se torne bem-sucedida ou não.

Lembre-se de que estará depositando sua esperança de sucesso e dias melhores para você e sua família com este negócio próprio. Por isso, deve conhecer cada detalhe do empreendimento antes de bater o martelo.

Ainda, veja com a franqueadora como é o trabalho do dia a dia, quais são os problemas que podem acontecer ao longo do processo, bem como a rentabilidade do negócio.

Todas estas informações irão direcionar suas escolhas, para que selecione a melhor franquia que se encaixa com o que você espera deste negócio.

Considerar os suportes oferecidos ao franqueado

Para auxiliar seus franqueados e dar condições de sucesso, uma boa franquia oferece treinamentos constantes.

Além do treinamento inicial, não é incomum que a franqueadora ofereça cursos, palestras e eventos para que os franqueados aprendam mais sobre o negócio em si.

Se o objetivo é ter sucesso, o franqueado precisa participar de tantos treinamentos quanto possível. Além de ajudar a dar uma ideia clara de como o negócio funciona, esses eventos são ótimas oportunidades de fazer novos contatos, parcerias e assim, favorecer a atuação da franquia.

Do mesmo modo, é comum as franqueadoras terem um sistema interno para a operação do negócio, e o franqueado deve entender bem como fazer o uso deste item.

Da mesma forma, a franqueadora oferece suportes para o trabalho de marketing que deve ser feito pelo franqueado.

Por exemplo, é comum a franqueadora ter um setor exclusivo para o marketing, onde produz conteúdo para os franqueados.

O trabalho de divulgação é feito pelo franqueado, mas com o suporte da franqueadora ele terá mais efetividade, e por isso, é importante aproveitar bem este auxílio.

Outro suporte é para o ponto comercial. É essencial que a franqueadora forneça apoio na escolha do local, pois essa etapa pode definir o sucesso do negócio.

Alguns elementos não podem faltar nesta escolha. Entre eles, podemos citar: segurança, acessibilidade, custo de reforma e facilidade de acesso. Porém, é preciso ter atenção às características do negócio em questão.

É um erro pensar que o vínculo entre o franqueado e a franqueadora se rompe quando a unidade é inaugurada. Na verdade sempre haverá prestação de contas de ambas partes.

Assim, são feitas análises de acordo com critérios bem definidos e auditorias com checklists para garantir o padrão de qualidade de todas as unidades.

Ler a COF com cuidado

Imagem de uma caneta sobre um contrato. Image ilustrativa texto como investir em franquias.
A COF precisa ser bem analisada pelo empreendedor.

Se você está decidido a adquirir uma franquia, tome conhecimento em detalhes da Circular de Oferta de Franquia (COF). Este deve ser um dos primeiros passos do seu projeto.

A COF é um documento elaborado pelo franqueador que apresenta de forma detalhada e claramente, as condições gerais do negócio.

Neste documento você encontra aspectos legais, obrigações, além de deveres e responsabilidades de ambas as partes — franqueador e franqueado.

Todo investimento no setor de franchising depende da leitura e avaliação detalhada dessa ferramenta jurídica.

Além dessas questões, a circular é útil para você avaliar se o seu perfil se encaixa de fato ao modelo de franquia desejado.

Se precisar, um advogado com sólidos conhecimentos em franchising poderá lhe auxiliar na leitura e análise da documentação.

Geralmente, a COF é entregue aproximadamente 10 dias antes da assinatura do pré-contrato de franquia. Isso quando o candidato já tomou ou está em vias de tomar a decisão de investir em um determinado empreendimento.

Como reúne diversos termos técnicos, caso você não tenha familiaridade com eles, a recomendação é que você conte com a consultoria e acompanhamento de algum profissional especializado no assunto.

As informações contidas na COF são importantes e merecem ser tratadas com cuidado e confidencialidade.

Aqui falamos de alguns cuidados que o empreendedor deve ter no processo de como investir em franquias. É preciso estar atento a cada etapa para resultar em um investimento sólido e lucrativo.

Por fim, separamos um conteúdo com diversas franquias baratas para você conhecer um pouco mais, clicando aqui.

Caso escolha uma franquia, entre em contato diretamente com a franqueadora. Contudo, se ainda está com dúvida, conte com uma consultoria gratuita com especialistas que vão lhe ajudar nesta escolha. Acesse: henriquemol.com.br.

Advertisement
Advertisement