O maior Portal de Franquias do Brasil!
Home » Todos Conteúdos » Franchising » Segmento: Alimentação » Como negociar uma franquia: 7 formas brilhantes para fazer e economizar

Como negociar uma franquia: 7 formas brilhantes para fazer e economizar

Sumário

Está em dúvida sobre como negociar uma franquia? Então, este texto vai responder suas perguntas e lhe ajudar a escolher um bom investimento.

Segundo a pesquisa da Associação Brasileira de Franchising (ABF), em 2023, o setor de franquias como um todo, alcançou um faturamento de R$ 240,6 bilhões.

Desse modo, investir nesse mercado pode ser uma alternativa interessante para quem quer empreender. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto!

Clique, conheça e compare FRANQUIAS LUCRATIVAS. Acesse!

Melhores dicas de como negociar uma franquia

Algumas formas de negociar uma franquia está em ler a COF, comparar marcas e tirar dúvidas e, só em seguida, entrar em contato com a franqueadora para fechar o negócio.

Mas lembre-se de que cada franquia funciona de uma forma. Logo, não adianta, por exemplo, querer os mesmos resultados de uma rede de lojas físicas e de uma franquia que funciona em home office.

Sendo assim, pesquise muito antes de decidir onde vai investir. Com certeza existe a franquia certa para você! Confira agora algumas dicas essenciais de como negociar uma franquia!

1. Estude bem a COF

A COF é a Circular de Oferta de Franquia, um dos documentos mais importantes em relação a um contrato de franquia. Isso porque, é redigido pela franqueadora, no qual será explicitado todos os assuntos da franquia, suas normas, regras, valores a serem pagos etc.

Ou seja, nesse documento está tudo que você precisa saber sobre a sua franquia. A COF deve ser objetiva e conter todos os assuntos importantes sobre a marca pretendida.

Além disso, o documento precisa ser pautado com base na Lei das Franquias, assegurando legalmente as atividades e regras a serem cumpridas. Por esse motivo, é fundamental analisar e entender bem esse documento.

Para fazer essa análise é possível observar alguns pontos importantes. Como o investimento previsto e os custos mensais, local de instalação da franquia, as atividades exercidas e histórico da empresa.

CURSO Guia Prático Sobre Franquias. Clique e confira o conteúdo completo sobre o franchising no Brasil, como investir e como faturar!

Outro detalhe para se atentar, é se há alguma pendência jurídica da marca. Também é comum haver o contato dos franqueados e ex-franqueados desligados até um ano antes. Procure saber os direitos de acompanhamento e suporte oferecido pela franqueadora.

Saiba qual será o envolvimento do franqueado na administração da unidade. Assim como os balanços financeiros e demonstrações das atividades financeiras.

2. Compare marcas de franquias

A comparação das marcas também é de grande ajuda para tomar a decisão final. Desse modo, diversos pontos podem ser observados e comparados. Assim, é possível fazer essa comparação também com ajuda de ferramentas online, como no site Pequenas Empresas & Grandes Negócios. 

Nessa plataforma, o investidor pode colocar o setor, tipo de negócio e capital inicial de diversas franquias e fazer esse balanço.

A comparação é fundamental para selecionar empresas que ofereçam segurança, ideal para o perfil de empreendedor. Permite avaliar outras características de pessoas que pretendem atuar no negócio.

Banner ProResultado consultoria. Clique e confira!

Essa análise de comparação pode ser feita por meio das próprias COFs de cada franquia. Logo, o investidor entende de forma mais clara e profunda como funciona as operações, os investimentos, taxas, deveres e direitos de ambas as partes.

Nesse sentido, a comparação ajuda muito para a decisão final, para o investidor escolher a franquia que se alinha melhor as suas expectativas e necessidades. Então, evita frustrações e conflitos futuros sobre algum assunto importante. 

Desse modo, alguns pontos específicos podem ajudar nessa análise e na decisão final. Como o investimento inicial, as taxas cobradas como royalties ou taxa de propaganda, qual o investimento para instalação e padronização do espaço. 

Além dos equipamentos, produtos e gerenciamento do estoque e, como dito, possíveis pendências judiciais. Por fim, o processo de como negociar uma franquia se torna mais simples e objetivo.

3. Esclareça suas dúvidas

Com os dados adquiridos por meio da comparação das franquias, o investidor ainda pode esclarecer dúvidas de questões que não ficaram claras e obter informações importantes sobre como negociar uma franquia.

Banner Totall Marcas. Clique para conferir os serviços!

Essas dúvidas podem ser tiradas diretamente com a franqueadora por meio de diversos canais de comunicação. Um dos pontos que você pode perguntar para a franqueadora, é sobre o investimento total necessário para abertura do negócio.

Ou seja, entender qual será esse montante final e exatamente quais pontos são cobertos por esse valor. Entre eles: despesas, equipamentos, estoque, taxas, capital de giro, instalações etc. Isso permite ao investidor se preparar financeiramente para cumprir suas obrigações financeiras.

Para isso, é essencial ter esse valor antes da abertura do negócio para não gerar dívidas. Afinal, o negócio precisa de um tempo para alcançar o ponto em que o faturamento paga as despesas.

Ainda sobre a questão financeira, o empreendedor pode esclarecer como é o faturamento mensal e a margem de lucro dos franqueados. Desse modo, pode entender a rentabilidade da franquia.

Também é possível esclarecer a duração do contrato da franquia, em quanto tempo se recupera o investimento inicial e o perfil esperado dos franqueados para as atividades. Assim como entender como é feito o suporte pela franqueadora e o tempo de treinamento.

MJG SOLUÇÕES EM ENGENHARIA. Clique e saiba como contratar essa empresa conceituada!

Finalmente, esse é o primeiro contato entre o investidor e a franqueadora. Assim, é possível perceber como será a relação e a comunicação da rede com o futuro franqueado.

4. Use o que você aprendeu para negociar

Depois dessas pesquisas, você terá diversos dados e informações sobre as franquias. Dessa forma, pode usar o que aprendeu para negociar com as franqueadoras. Poderá usar os dados da COF e as informações adquiridas na comparação das marcas escolhidas.

Além disso, pode ter uma visão real das atividades, deixando de lado as idealizações e entendendo de forma sóbria o negócio. 

Isso também serve para você não deixar de lado as informações importantes e não se frustrar no futuro. Afinal, empreender no próprio negócio é o sonho de muitos brasileiros. 

Porém, é uma decisão muito importante, que exige responsabilidades e tem deveres. Por esse motivo, a análise detalhada das informações é essencial.

FOCO MARKETING. Clique e acesse para saber como faturar com o seu negócio fazendo ações de marketing!

Essa negociação também serve para alinhar os objetivos do empreendedor com os da franqueadora. Por esse motivo, você precisa entender o seu perfil e o que pode oferecer. Além das suas expectativas e realidade para atuação no negócio.

5. Tenha uma conversa respeitosa

Como toda negociação profissional, a conversa do empreendedor com a franqueadora deve ser feita de forma respeitosa e tranquila. Isso porque, muitas pessoas que idealizam um negócio próprio podem se frustrar ou ser levado pelas emoções.

Afinal, nem tudo é como esperado e pode haver decepções. Ou até mesmo, parecer uma grande oportunidade onde o investidor adquire uma franquia apenas pela empolgação.

Dessa forma, você pode deixar de lado algumas informações importantes. As franquias são um negócio seguro e lucrativo. Porém, é um investimento importante, que precisa ser gerido com cuidado e atenção. Ou seja, você precisa cumprir com seus deveres e fazer a sua parte para que o negócio tenha bons resultados.

Desse modo, é essencial ouvir com calma o que os representantes têm a dizer. Além disso, não deixe de resolver e esclarecer todas as dúvidas, por menores que pareçam. Portanto, seja objetivo sempre que possível para não prejudicar a relação com a franqueadora.

CONHEÇA AS SOLUÇÕES DA DOTS HUNTERS PARA FRANQUEADORAS! Clique aqui!

6. Entenda os limites da franqueadora

Como todas as negociações, sempre há limites que ambos os lados podem oferecer. Essas limitações serão determinadas e esclarecidas durante a negociação para o fechamento do acordo. 

Embora, alguns pontos não são passíveis de mudanças, seja por questões financeiras, jurídicas, entre outras. As franquias são um modelo de negócio baseado em diversas experiências de profissionais ao longo do tempo e ainda têm um know-how acumulado.

Dessa forma, quando uma empresa se expande como franquia, saiba que a marca criou, testou e formatou diversas vezes o seu plano de negócio.

Assim, conseguiu um modelo ideal para gerar expertise de mercado e atuação necessária para passar aos seus franqueados. Nesse sentido, alguns pontos não se modificam justamente por gerarem o resultado esperado.

Ou seja, não é possível negociar os termos de contrato da franqueadora. Isso porque, é necessário que todos os franqueados estejam alinhados para que a franquia seja padronizada e reconhecida pelo público.

CONHEÇA AS SOLUÇÕES DA SULTS PARA FRANQUEADORAS! Clique aqui!

Por esse motivo as franqueadoras são rígidas sobre certos pontos de atuação. Então, o franqueado tem que se adequar a essas regras para conseguir obter os melhores resultados.

7. Negocie sua forma de pagamento

Como já citado, as franquias exigem um investimento inicial e o franqueado precisa se planejar financeiramente para cumprir essas obrigações.

Porém, é possível negociar as condições de pagamento, como parcelar as primeiras taxas, por exemplo. Assim, o primeiro valor que precisa ser pago é a taxa de franquia, para que o empreendedor possa ter o direito de explorar a marca comercialmente durante os anos de contrato. 

O ideal é ter o dinheiro ou pelo menos parte dele antes. Porém, essa quantia não precisa ser paga de forma integral, abrindo a possibilidade de pagar em um determinado período.

Por outro lado, as demais despesas e deveres financeiros podem não ser passíveis de negociação. Por exemplo, as taxas de royalties e propaganda. Isso porque, podem ser fixas ou percentuais de acordo com o faturamento. Por fim, costumam ser pagas mensalmente pelo franqueado.

Vale mesmo a pena abrir uma franquia?

As franquias costumam ser um negócio seguro, que está em crescimento nos últimos tempos. Por isso, são vantajosas. Dessa forma, outra grande vantagem é o crescimento desse setor que interfere diretamente no resultado das unidades.

Mas além disso, em 2023, segundo a ABF, o setor de franquias apresentou uma estabilidade e crescimento de 13,8%, comparado a 2022. Ou seja, é um setor que está se mantendo consolidado.

São diversos fatores que influenciam os bons resultados. Como a segurança do empreendimento dada pelo know-how e experiência da franqueadora. Desse modo, o negócio já foi testado e comprovado para apresentar resultados satisfatórios.

Logo mais, descubra quais são as franquias mais baratas e lucrativas para investir. Mas antes, entenda se é possível financiar um negócio desse modelo.

É possível financiar uma franquia?

Financiar uma franquia é viável. Porém, a disponibilidade de financiamento varia conforme a marca. Antes de decidir, é importante dialogar com a empresa para entender as opções de financiamento disponíveis.

Algumas franquias oferecem programas internos de financiamento, enquanto outras podem ter parcerias com instituições financeiras. Ter uma conversa franca com a marca pode esclarecer as condições e requisitos necessários para obter o financiamento desejado.

Então, ao considerar financiar uma franquia, é essencial avaliar cuidadosamente os termos e condições para tomar uma decisão informada e que se alinhe aos seus objetivos de investimento.

Inclusive, esse é um dos assuntos abordados no curso Franquias: Guia prático para iniciantes. Acesse e saiba mais sobre as aulas. Assim, potencialize o seu conhecimento sobre ter uma franquia de sucesso.

Quais são as franquias mais baratas e lucrativas?

Descubra as franquias mais baratas e lucrativas. Isso porque, esse pode ser o ponto de partida ideal para iniciar seu empreendimento.

Aqui, separamos uma lista com algumas das oportunidades disponíveis no mercado que oferecem baixo custo inicial e alto potencial de retorno sobre o investimento.

Então, ao avaliar essas opções, você poderá identificar a franquia que melhor se adequa ao seu perfil e às suas metas financeiras. Coloque em prática seu conhecimento de como negociar uma franquia. Vamos mergulhar nesta busca por oportunidades de negócio promissoras e acessíveis. Acompanhe!

[raio_x]

Como escolher a melhor franquia para abrir?

Na busca pela franquia ideal, é essencial considerar diversos fatores. Como dito, comece entendendo seu próprio perfil e interesses. Analise o mercado e identifique setores em crescimento.

Depois, pesquise as franquias disponíveis, avalie reputação, suporte oferecido e retorno do investimento. Considere também a demanda local e a concorrência.

Nesse sentido, ao adotar uma abordagem estratégica e realizar uma análise, você estará mais preparado para escolher a franquia que melhor se alinha com seus objetivos e expectativas de investimento.

Portanto, dedique tempo à pesquisa e tome uma decisão fundamentada para garantir o sucesso do seu empreendimento.

Ao longo do texto, você aprendeu como negociar uma franquia. Ainda, conferiu dicas estratégicas e opções de marcas para investir. Agora que está por dentro do assunto, empreenda e ganhe dinheiro.

Acompanhe o mercado
A mais lidas hoje