Crédito para franquias: é possível financiar 100% da franquia?

Por
em
Imagem de algumas notas de dinheiro ao lado de um notebook. Ilustração do texto sobre crédito para franquias.
Advertisement

São muitas opções no mercado para conseguir crédito para franquias, com alternativas para financiamento para investimentos em uma rede de franquias.

Algumas instituições financeiras oferecem linhas de crédito específicas para investir na aquisição de uma franquia. Outras, crédito para capital de giro e demais investimentos para micro e pequenas empresas.

Porém, o empreendedor deve estar atento a estas linhas de financiamento, se organizar e analisar se possui condições de arcar com isso, como mostraremos. Continue a leitura!

Vale a pena fazer o financiamento da franquia?

A resposta a esta pergunta varia muito de acordo com o empreendedor, com o tipo de negócio que ele almeja e até o contexto econômico.

Por exemplo, atualmente, por conta da pandemia do novo coronavírus, os bancos possuem linhas de créditos com juros baixos para micro e pequenas empresas.

Por conta disso, pode ser um bom momento para conseguir o capital necessário para abertura de uma franquia.

Da mesma forma,  vale a pena fazer um financiamento para abrir uma franquia barata, e com isso, ainda sobrar um capital de giro para o negócio.

Alguns modelos de negócios mais enxutos exigem baixo investimento, e financiar este capital pode valer a pena com os juros baixos.

Além disso, algumas franquias baratas fazem o próprio financiamento para o futuro franqueado. Isso diminui os custos com juros e dá um respiro para as contas do empreendedor.

Por outro lado, se a marca exige uma taxa de franquia maior e outros investimentos, como ponto comercial e estoque, o empreendedor deve estudar bem a situação.

Nesse sentido, deve analisar a sua capacidade de pagar o financiamento e se mesmo após a abertura do negócio irá lhe sobrar uma reserva de emergência.

Estes cuidados servem para um investimento seguro, no qual o empreendedor conta com uma capacidade de suportar o financiamento e os gastos com o negócio.

Imagem de uma planta em formato de cifrão sendo regada. Imagem ilustrativa texto crédito para franquias.
O empreendedor deve cuidar bem do investimento para ter o retorno esperado com a franquia.

O futuro franqueado deve analisar as projeções de faturamento da unidade da franquia para estudar a melhor forma de financiamento.

Da mesma forma, se esquecer dos curtos de vida que possui, e os investimentos extras que podem ser necessários, por conta de alguma eventualidade.

Enfim, verifique todas as opções disponíveis no mercado e faça as contas para decidir qual delas é a melhor para você.

Como conseguir crédito para abrir uma franquia?

Como falamos acima, o mercado oferece algumas opções de linhas de crédito para investimento em franquias.

Alguns bancos possuem linhas específicas para pagar taxa de franquia e investir na montagem de um ponto comercial.

Outros bancos contam com créditos genéricos, para empresas que precisam de capital de giro ou para reformas e investimentos.

E ainda, há bancos que podem exigir informações sobre o modelo de negócio no qual se pretende investir. Dessa forma, irá avaliar os riscos do empreendimento e adequar a linha de crédito.

Por outro lado, pode ser necessário também alguma garantia para facilitar o financiamento. Mas o empreendedor deve evitar dar em garantia imóveis, como a própria casa ou apartamento.

Um ponto que o empreendedor deve se atentar é para o percentual do financiamento. Algumas instituições evitam financiar 100% do investimento da franquia.

Da mesma maneira, deve-se evitar financiar a totalidade do investimento, pois pode comprometer a capacidade financeira do empreendedor e do negócio em si.

O empreendedor deve analisar o plano de negócios da franqueadora, bem como a Circular de Ofertas de Franquia (COF). Trata-se de documentos importantes que trazem tudo sobre a franquia.

Nestes documentos estão expressos os gastos que o franqueador terá para instalação e desenvolvimento do negócio. Isso sem esquecer dos gastos mensais obrigatórios, como royalties e fundo de propaganda.

Com estes valores em mãos, pode-se conseguir um crédito adequado para aquele modelo de negócio.

Uma boa forma para franqueador e franqueado é o financiamento por meio da própria franqueadora. Algumas delas oferecem esta modalidade, principalmente franquias mais baratas.

Então, assista abaixo um vídeo explicando melhor o que é o modelo de franquias, como funciona e as suas peculiaridades.

7 opções de crédito para franquia

Neste espaço separamos alguns programas de instituições financeiras voltados para novos franqueados e empreendedores do mercado de franchising.

Assim, o empreendedor poderá estudar as melhores taxas de juros antes de decidir por investir no seu próprio negócio.

Caixa Econômica Federal

O banco oferece o CAIXA + Franquias, que é um programa de apoio às empresas de micro, pequeno, médio e grande porte, do mercado de franquias.

Também são elegíveis as pessoas físicas interessadas em ingressar em uma rede de franquias como franqueado.

O banco oferece crédito para compra de uma unidade de franquia, bem como maquinários, estoque, capital de giro, entre outros.

Logo, o franqueado conta com produtos e serviços para auxiliar no desenvolvimento do negócio, como antecipação de recebíveis.

Banco do Brasil

Advertisement

O Banco do Brasil possui linhas de financiamento exclusivas para investir no mercado de franquias. Assim, o empreendedor pode optar pelos produtos ou serviços que melhor lhe atendam.

Portanto, o banco oferece soluções que auxiliam tanto na expansão quanto na renovação e gestão financeira da rede de franquias.

Nesse sentido, conta com uma linha para capital de giro, bem como um produto que facilita a aquisição de máquinas de cartões de crédito para a empresa.

Porém, para a compra da unidade da franquia, o empreendedor deve procurar uma agência para saber se é possível este tipo de financiamento, pois não se enquadra nesta modalidade. 

Santander

O banco possui um programa global voltado aos pequenos e médios empreendimentos, o Santander Negócios & Empresas.

Ainda, conta com produtos exclusivos para franquias, com capital de giro inicial, crédito para o projeto do espaço, obras, reformas, estoque inicial, mobiliário e equipamentos, entre outros.

Com isso, o banco oferece estas comodidades para franqueadoras e franqueados parceiros.

Enfim, separamos um ebook para você conhecer mais sobre o valor necessário para abrir uma franquia e se planejar melhor para esse investimento.

ebook todos os custos de uma franquia

Desenvolve SP

Em 2021 o Banco do Governo do Estado de São Paulo lançou uma linha de crédito para ajudar microempresas dos setores mais afetados pela pandemia do novo coronavírus.

Dessa forma, esta linha de crédito é voltada para microempresas dos setores de turismo, comércio, cultura e economia criativa.

Nesse sentido, esta linha de crédito, que totaliza mais de R$ 50 milhões, conta com juros de 1% ao mês, prazo de pagamento de 60 meses, com 12 de carência e garantia facilitada.

Por outro lado, o banco também oferece uma linha especial de crédito para franquias que atuem na área do turismo, o Fundo Geral de Turismo (Fungetur).

Bradesco

O Bradesco possui uma linha de crédito voltada para o franchising, podendo beneficiar franqueadores e franqueados.

Neste produto, o banco consegue financiar até 80% do investimento da operação da franquia. São cinco anos de prazo para pagar, com carência de até seis meses

Sendo assim, além do investimento, o banco oferece ferramentas para auxiliar na gestão do negócio, seja da franqueadora como dos franqueados.

BNDES

O Banco Nacional do Desenvolvimento possui uma linha de crédito especial para franquias.

Esta linha possui valores de até R$ 10 milhões para empréstimos.

O franqueador assina o contrato com o BNDES e, juntos, viabilizam o crédito para os franqueados, com o suporte dos agentes financeiros credenciados.

Um detalhe importante é que apenas marcas registradas no INPI são elegíveis ao apoio dessa iniciativa. Por isso, a franqueadora deve estar atenta para a sua regularidade documental.

Imagem de três mulheres empresárias sorrindo. Imagem ilustrativa do texto crédito para franquias.
Um empréstimo pode ser uma boa opção para se tornar dono do próprio negócio.

Banco do Nordeste

O Banco do Nordeste financia até 100% dos valores investidos para a implantação, expansão, modernização e relocalização de empreendimentos.

Ainda, inclui a aquisição de máquinas, equipamentos, veículos, capital de giro associado e taxa de franquia.

Nesse sentido, o crédito para franquias conta com prazo de até 12 anos para pagamento, incluindo 48 meses de carência, de acordo com o investimento a ser realizado.

Cuidados para financiar o seu negócio

Conforme dito anteriormente, o empreendedor deve ter cuidado antes de financiar um capital para abrir uma franquia.

Este investimento deve ser bem pensado, analisando o tipo de negócio, a lucratividade e a capacidade de pagar pelo empréstimo.

Da mesma forma, o empreendedor deve evitar dar o seu imóvel de moradia como garantia, e se possível não financiar 100% do negócio.

Isso para evitar um endividamento excessivo, pois ele deve levar em conta que um novo negócio pode sofrer com variações de ganhos.

Recomenda-se também organizar a sua própria vida financeira, para estudar em qual franquia investir. Assim, pode optar por uma franquia maior e mais cara, ou uma menor, com modelo home office.

Do mesmo modo, o empreendedor deve pesquisar junto às instituições financeiras as melhores taxas de juros, tempo de carência e prazo para pagamento.

Nesse sentido, manter também um capital de giro e uma reserva de emergência para eventualidades, sejam no negócio, como na vida pessoal.

Por fim, o empreendedor não deve ter pressa em analisar todos os aspectos desta operação. Primeiro, estudar bem o modelo de negócio, a franqueadora e a marca que irá investir.

Depois, pensar bem sobre o investimento, e assim tomar uma decisão bem segura, com os cuidados devidos.

Advertisement
Advertisement