Quais os custos de uma franquia? Descubra todas as taxas e valores associados

Por
em
cifrão desenhado em caderno imagem ilustrativa artigo custos franquia e taxas
Advertisement

São vários os custos associados a uma franquia, e vários deles são taxas rotineiras. Ou seja, é preciso considerar os gastos durante toda a operação do negócio, e não só na sua abertura. É isso que apresentamos neste artigo!

Afinal, abrir uma franquia pode ser uma opção cheia de vantagens. Tanto é que já são mais de 156 mil unidades de franquia no Brasil. Mas, assim como qualquer empresa, esse tipo de empreendimento precisa ser bem planejado.

Uma franquia funciona como o “clone” de uma empresa que já existe. Ao aderir ao franchising, o empreendedor se beneficia de todo o reconhecimento que a marca já possui no mercado.

Para atuar com uma franquia, o empresário precisa pagar algumas taxas pelo uso da marca. Essa remuneração é o que garante o acesso a todo o conhecimento (o know-how) da empresa, a seu modo de fazer, matérias-primas, assessoria jurídica e mais.

Todas as taxas são permitidas por lei. Entre elas está a taxa de franquia, a de publicidade e os royalties. Nem todas as franqueadoras cobram as mesmas taxas. Algumas delas, por exemplo, suprimem os royalties do seu modelo de negócio. 

Para conhecer os valores cobrados por cada empresa, é necessário verificar a Circular de Oferta de Franquia (COF) do modelo de negócio.

Foi para apresentar os principais custos de uma franquia que produzimos este artigo. Neste conteúdo, você poderá conhecer os principais valores associados a este tipo de negócio, e também o objetivo de cada um. Assim, será muito mais fácil se decidir ou não por aproveitar as vantagens de uma franquia. Boa leitura!

Quais os custos e taxas de uma franquia?

Na hora de abrir uma empresa, é fundamental se planejar. Não apenas sobre seu dia a dia, mas também sobre os valores necessários para investir no negócio.

O mesmo ocorre com uma franquia, e são vários os custos específicos a este modelo de negócio. A seguir, listamos cada um deles.

Taxa de Franquia

O primeiro valor associado à abertura de uma franquia é a taxa de franquia. Ela é cobrada do franqueado uma única vez, para que ele obtenha o direito de uso da marca. 

Também chamado de Taxa de Adesão ou Taxa de Licença, esse custo costuma incluir o treinamento teórico e prático oferecido pela franqueadora. Deste modo, o empreendedor recebe todo o know-how da marca. Isso permite que ele atue de acordo com o padrão de qualidade já conhecido pelos consumidores.

Treinamento Teórico e Prático

Advertisement

Como citado, os custos ligados ao treinamento do franqueado costumam fazer parte da taxa de franquia. Ainda assim, os valores podem ser um pouco diferentes quando o novo franqueado está localizado em cidade diferente da franqueadora. 

Nessas situações, o treinamento presencial requer viagem por parte do especialista da marca. Por isso, o franqueado precisa arcar com custos da passagem, alimentação e hospedagem do especialista, por todo o tempo de treinamento. Essa regra pode variar, e por isso é essencial ter atenção à COF da empresa.

Royalties

Para usar a marca franqueada, o empreendedor precisa quitar uma taxa periódica à franqueadora. Chamado de royalties, esse custo costuma ser percentual, baseado no faturamento bruto da unidade. Também é comum que ele seja cobrado de modo mensal, mas esse intervalo pode ser um pouco maior.

Mais do que garantir o uso da marca pelo franqueado, os royalties permitem o aprimoramento da franqueadora. Afinal, parte dos valores arrecadados é reinvestido na empresa-matriz. Assim, ela pode aderir a novas tecnologias ou estabelecer novos produtos, para o benefício de todas as unidades franqueadas.

Você pode saber um pouco mais sobre a taxa de royalties no vídeo abaixo. Assista!

Taxa de Propaganda

A divulgação de uma empresa é parte fundamental do seu crescimento. Sem publicidade e ações de marketing, as unidades da franquia têm dificuldade em conquistar novos clientes. As franqueadoras sabem disso e, por este motivo, auxiliam na propaganda do negócio. Assim, há a cobrança da taxa mensal de publicidade. 

Por meio da taxa de publicidade, a equipe da franqueadora estabelece estratégias de marketing e promove cada unidade. Deste modo, é possível conquistar clientes e fidelizar aqueles que já fazem negócio com a marca. 

Normalmente, a taxa de publicidade tem custo entre 2% e 5% do faturamento do franqueado. Também existem casos em que o valor é fixo, independentemente do faturamento da unidade.

Taxas de Sistema

Nem todas as redes de franquia cobram taxas de sistema. Muitas delas, porém, demandam sistemas específicos para a operação das lojas.

Quando estes programas possuem alto custo de manutenção, esses custos são repassados a cada franqueado. Isso é muito comum quando as empresas precisam usar computadores, softwares ou aplicativos. Os valores podem ser fixos ou percentuais. 

Taxa de Serviço

Mesmo que seja possível prever os custos de uma franquia, existem situações imprevistas. É o caso da manutenção de equipamentos, por exemplo.

Caso a franqueadora precise realizar serviços desse tipo, ela cobrará taxa específica. Os valores variam de acordo com o auxílio extra prestado ao franqueado.

Taxa de Compras

Uma parte fundamental do negócio é garantir o padrão dos serviços oferecidos por uma franquia. O uso de uma marca já estabelecida atrai consumidores e mantém a empresa em destaque.

Para manter o padrão nas suas unidades, muitas franqueadoras são responsáveis pelos insumos ao franqueado. Nestes casos, há a cobrança da taxa de compras. Assim, a dona da marca fornece todo o necessário para a atuação do empresário.

Taxa de Renovação do Contrato

Um contrato de franquia geralmente possui duração de 5 anos, ou menos. Após esse período, o empresário pode escolher continuar ou não a trabalhar com a marca.

Se optar pela renovação do contrato, o empreendedor costuma precisar pagar uma taxa de renovação do contrato. Porém, esse valor nem sempre é cobrado.

Outros valores associados à franquia

Além dos custos cobrados pela franqueadora, uma franquia requer o investimento de outros valores. É necessário pagar pela montagem da loja, manter o capital de giro, adquirir equipamentos e mais. Por isso, na hora de fazer o planejamento financeiro do negócio, é necessária atenção. 

Cada gasto da abertura da franquia e do seu dia a dia precisam ser listados. Só por meio de um plano completo, o empresário pode estimar os seus custos e ganhos ao longo da operação.

Assim, fica mais simples planejar sua vida financeira e estimar o sucesso do empreendimento. A seguir, listamos outros valores associados à franquia.

Capital de Giro

O capital de giro nada mais é do que o valor necessário para manter a empresa funcionando. Ele é usado para manter os estoques e pagar funcionários, fornecedores e impostos.

Abertura da empresa

Na hora de abrir uma empresa, de qualquer tipo, é preciso registrá-la na Junta Comercial do estado. É esse registro que garante a formalização do negócio, além de um CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica).

Assim, o empreendedor tem maior facilidade em comprar insumos, vender serviços e produtos, e também em pagar os impostos necessários.

Montagem da loja

No mercado do franchising, são várias as opções de empresas home based ou home office. Ou seja, em que o franqueado atua em casa, em vez de em um ponto comercial. Ainda assim, é bem mais comum que as empresas sejam montadas em espaços maiores, lojas para a produção e/ou comercialização do seu trabalho. 

Nessas situações, é preciso considerar os custos para a montagem da empresa. A reforma do espaço físico, compra de móveis e decoração. A franqueadora auxilia bastante neste processo, oferecendo planejamento arquitetônico completo.

loja de roupas imagem ilustrativa artigo custos franquia e taxas
A loja de uma franquia precisa respeitar o padrão da marca, sendo igual às demais unidades.

Equipamentos e insumos

As ferramentas e insumos necessários para o trabalho da franquia também possuem custo importante. Os equipamentos geralmente são vendidos pela própria franqueadora.

Quando isso não acontece, a empresa indica os fornecedores e marcas necessárias. Com os equipamentos e os produtos padronizados, é possível manter o padrão do que é oferecido ao consumidor, em todas as unidades.

Veículo para operação

Algumas franquias precisam contar com veículo (carro, moto ou caminhão) próprio. Isso é muito comum para empresas que fazem entregas ou são fornecedoras de produtos. Assim, é essencial verificar essa necessidade e incluir o custo no planejamento financeiro da empresa.

Custos operacionais 

Por fim, existem os diversos custos operacionais relacionados a uma empresa. É preciso planejar, por exemplo, despesas com o aluguel do espaço, contas de energia elétrica, água e internet, assessoria contábil etc. Quanto mais detalhado for o plano financeiro do seu negócio, maior será o controle dos gastos e ganhos.

Vale a pena abrir uma franquia, mesmo com várias taxas e custos?

Talvez você esteja se perguntando exatamente o que o subtítulo acima disse: vale a pena abrir uma franquia, afinal?

A resposta é que vale, sim, a pena. A lista de custos e taxas da franquia pode parecer grande mas, na verdade, não são altos. São valores apresentados separados, mas que estariam presentes também em outros negócios. Como o capital de giro e uma reserva para insumos.

O ponto é que abrir uma franquia é mais seguro do que iniciar um negócio do zero. Para se ter uma ideia, apenas 5% das franquias fecham as portas em dois anos. Esse percentual sobe para 23% no caso dos novos negócios.

Ao mesmo tempo, uma franquia oferece vários suportes ao empreendedor. Então, as chances de erro são menores, e o sucesso mais simples de alcançar.

Mas se você ainda estiver na dúvida sobre o assunto, pode acompanhar nosso artigo: Franquia tem vantagens e desvantagens! Entenda tudo para investir com segurança no negócio.

Outra dica é conhecer várias opções de franquia na hora de investir. Inclusive porque, os custos e taxas das opções de franquia variam bastante segundo a marca.

Logo, uma boa pesquisa vai ajudar você a encontrar opções baratas e que também combinem com seu perfil. Afinal, é essencial abrir um negócio com o qual você se identifica. Dessa forma, você terá mais prazer e facilidade em trabalhar.

Para conhecer várias opções de franquia e já amadurecer sua ideia de abrir um negócio, você pode clicar no botão abaixo.

Se preferir, você também pode contar com uma consultoria gratuita para abrir seu negócio. Neste caso, basta acessar: henriquemol.com.br.

Advertisement
Advertisement