Dono de franquia ou negócio próprio? Acabe com essa dúvida de uma vez por todas!

Por
em
Imagem de um empresário sorrindo sentando em frente um computador em uma mesa ao ar livre. Imagem ilustrativa texto dono de franquia ou negócio próprio.
Advertisement

Muitos empreendedores ficam na dúvida entre ser dono de franquia ou de um negócio próprio. Esta escolha vai depender de muitos aspectos, sobre os quais iremos falar neste texto.

Uma coisa é certa, um dos grandes sonhos do brasileiro é empreender. Segundo pesquisa da Onepoll, 77% dos brasileiros querem ser donos do próprio negócio.

Porém, é preciso avaliar se o melhor para você neste momento é iniciar um negócio do zero ou investir em uma franquia. Por isso, trazemos algumas dicas para você escolher de forma consciente onde empreender.

Vantagens de abrir uma franquia

Ambas as escolhas, ser dono de franquia ou do negócio próprio, possuem vantagens e desvantagens. Contudo, o modelo de negócio de franquia pode ser uma forma mais segura para empreender.

Nesse sentido, quem investe no franchising conta com um negócio preestabelecido, uma empresa com produtos e serviços testados e aprovados pelo mercado.

Advertisement

Além disso, o know-how da franquia poupa tempo para o empreendedor, já que a operação está pronta e toda a estrutura pensada para ser lucrativa.

Uma das grandes vantagens da franquia é o suporte que a franqueadora oferece para o franqueado, o que aumenta sua chance de sucesso.

Assim, a franqueadora orienta para a escolha do ponto comercial, a forma de realizar o marketing, e isso sem contar os treinamentos oferecidos. Inclusive para trabalhar em home office, se for o caso do negócio.

Da mesma forma, o empreendedor consegue se organizar melhor financeiramente para iniciar uma franquia. Na Circular de Oferta de Franquia (COF) ele conhece os custos de implantação do negócio.

Com esta informação sobre as taxas de franquia, ele pode analisar se terá capital suficiente para investir no empreendimento. É algo bem importante antes de decidir.

Para empreendedores que buscam uma franquia mas não têm tanto dinheiro, existem opções de linhas de crédito de longo prazo para conseguir este capital.

Por ser um modelo mais seguro e com uma previsão de lucratividade já posta pela franqueadora, este financiamento pode ser uma opção.

Imagem da porta de loja com a palavra OPEN. Imagem ilustrativa texto dono de franquia ou negócio próprio.
Os modelos de franquias são bem atrativo para empreender.

Do mesmo modo, o modelo de franquia é vantajoso pois a franqueadora oferece um plano de negócios. Ou seja, o franqueado terá um caminho trilhado, ações que deve seguir para ter sucesso no empreendimento.

Enfim, todas estas vantagens permitem que empreendedores sem experiência não tenham tanta dificuldade para iniciar o seu negócio.

Desvantagens de abrir uma franquia

Existem franquias que vários tipos, e cada modelo terá alguma peculiaridade que pode não agradar ao empreendedor.

Por exemplo, empreendedores mais criativos, que desejam ter um negócio com a sua cara, podem se frustrar com o franchising.

Isso porque, a unidade da franquia deve seguir um padrão definido pela franqueadora. Não há muito espaço para alterações feitas pelo franqueado.

Nesse sentido, o empreendedor que adora cozinhar não pode achar que irá abrir uma franquia de Alimentação e terá ampla liberdade para colocar seus dotes culinários em ação nos pratos da marca.

Um outro ponto de desvantagem é que o franqueado precisa pagar algumas taxas para a franqueadora ao longo do contrato. Por exemplo, a taxa de royalties e o fundo de propaganda.

Na maioria das vezes são valores baixos, mas vai depender do tipo de franquia e o mercado onde o negócio atua.

Porém, estes são valores que podem trazer mais benefícios do que prejuízo, como o fundo de propaganda.

Ao pagar este valor, o franqueado conta com um suporte da franqueadora para o seu trabalho de marketing, e fica mais barato do que contratar uma pessoa ou uma empresa para isso.

Outro aspecto que o empreendedor deve estar atento é com a reputação da franqueadora. Investindo em uma franquia, ele deve estar seguro de que a franqueadora é sólida.

Caso contrário, estará entrando em uma parceria que tende a não ser vantajosa, pois haverá problemas em toda a operação e logística da franquia.

Vantagens de abrir um negócio próprio

Imagem de uma mulher no balcão de uma cafeteria. Imagem ilustrativa texto dono de franquia ou negócio próprio.
O empreendedor pode colocar toda sua criatividade na estrutura de um negócio próprio.

Entre ser dono de franquia ou negócio próprio, uma das grandes vantagens de abrir um negócio próprio do zero será a satisfação que o empreendedor terá de ver nascer um projeto seu, com a sua cara.

Nesse sentido, ele poderá estruturar o negócio da forma que desejar. Se for uma empresa de alimentação, por exemplo, ele poderá fazer as receitas que mais agradam ao seu paladar ou que foram criadas por ele.

Além disso, esta é uma forma de empreender sem ter que dar satisfação a ninguém. Assim, poderá lidar com a organização do negócio da forma que melhor lhe parecer.

Esta liberdade é uma vantagem para empreendedores criativos, que possuem ideias inovadoras ou que têm um desejo de trabalhar com determinado tipo de produto ou serviço.

Abrir um negócio próprio é uma forma de conseguir uma renda sem depender do patrão e não ficar a mercê do medo do desemprego.

Esta vantagem também se encaixa ao processo de montar uma franquia. Por isso, empreender é o sonho de grande parte dos brasileiros que convivem com o desemprego ou com trabalhos mal remunerados.

Em outras palavras, o empreendedor tem liberdade de determinar seus planos e estratégias para alavancar o sucesso do negócio. Ou seja, ele pode tentar diversas formas para gerir o seu empreendimento e, assim, conseguir alcançar os melhores resultados.

Desvantagens de abrir um negócio próprio

Uma das grandes desvantagens de abrir um negócio próprio do zero é que a falta de experiência do empreendedor pode impactar neste processo.

Para estruturar um negócio, é preciso avaliar muitas coisas, estruturar a operação e direcionar todo o desenvolvimento da empresa.

Diferente de uma franquia, o negócio próprio não terá um plano pronto. Sendo assim, o empreendedor terá que fazer este planejamento.

Nesse sentido, é ele quem terá de analisar os custos, ver quais produtos ou serviços terá em sua empresa e como será a produção destes itens.

Além disso, em geral, há maiores gastos e um prazo mais extenso até que o negócio comece a gerar lucro. Como a franquia já possui uma expertise no negócio, seu crescimento se dá de forma mais sólida e rápida.

Advertisement

Imagem de um homem sentado no sofá com expressão de preocupação. Imagem ilustrativa texto dono de franquia ou negócio próprio.
Investir em um negócio do zero traz mais riscos para o empreendedor.

Do mesmo modo, cabe ao empreendedor fazer todo o estudo de mercado, avaliar onde irá instalar seu negócio e como irá fazer o marketing. Contudo, dá para evitar alguns custos, por exemplo optando por um formato home based, ou seja, trabalhando de casa.

Enfim, são etapas que o empreendedor terá que realizar sozinho. Por isso, sempre correrá mais riscos de errar neste momento, por conta da inexperiência.

O que é importante para abrir um negócio?

Abrir uma empresa do zero ou por meio de uma franquia exige algumas características do empreendedor. Tanto uma dedicação extrema, bem como um preparo para as dificuldades e uma capacidade de colocar em prática suas ideias.

Para abrir qualquer negócio, o empreendedor precisa ser uma pessoa resiliente, que não se abale com os momentos ruins e não desista facilmente dos seus objetivos.

Da mesma forma, é preciso foco para lidar com um negócio próprio, para estar atento a cada detalhe no dia a dia da empresa.

Além disso, empreender é buscar soluções criativas para os problemas, e o empreendedor precisa ser uma pessoa que tenha esta capacidade de inventar.

Sendo dono de franquia ou negócio próprio, o empreendedor precisa ser uma pessoa organizada para lidar com as contas, fluxo de caixa, atendimento aos clientes e fornecedores, entre outros trabalhos ao longo do tempo.

Enfim, mesmo que o empreendedor não tenha todas estas qualidade e outras necessárias, ele pode trabalhar estas características. Assim, será um empresário de sucesso.

O que analisar ao escolher uma franquia?

Para fazer a seleção da franquia na qual irá investir, o empreendedor deve analisar uma série de fatores para escolher bem.

Nesse sentido, para fazer um investimento em franquias de forma eficiente, ele deve buscar um tipo de negócio que combine com o seu perfil.

Por exemplo, se for uma pessoa que gosta de cozinhar, pode optar por uma franquia de alimentação, ou ainda, se tem paixão por carros, uma marca de serviços automotivos. Se prefere atuar com serviços de limpeza ou de marketing, entre outros, as opções também vão variar.

Do mesmo modo, o empreendedor deve buscar conhecer a franqueadora, avaliar se é uma empresa séria, que oferece os suportes aos franqueados e se ter renome no mercado.

Além disso, vale a pena conversar com outros franqueados. Assim, será possível saber como é o dia a dia do negócio, se a lucratividade é perto daquela projetada pela franqueadora etc.

Imagem de um homem fazendo um drink no balcão de um bar. Imagem ilustrativa
O empreendedor deve buscar trabalhar com algo que ele goste de fazer.

Ainda, o empreendedor deve analisar se tem capital suficiente para pagar a taxa de franquia e os outros custos do negócio.

Da mesma forma, é importante entender se os produtos ou serviços da franquia possuem uma boa aceitação no mercado, e se eles se encaixam na região onde você pretende atuar.

Todos estes detalhes e outros precisam ser levados em consideração na hora de escolher a franquia. Dessa forma, esta seleção será a mais feliz possível.

É melhor ser dono de franquia ou negócio próprio?

Falamos um pouco sobre os prós e contras de ser dono de franquia e negócio próprio. Porém, o empreendedor também tem outros aspectos a analisar além destes.

Nesse sentido, o empreendedor deve avaliar o seu próprio perfil para que possa escolher entre uma franquia ou um negócio próprio.

Dessa forma, vale entender que a franquia é mais indicada para empreendedores com menos experiência ou que tenham menos capital para investir.

Por outro lado, iniciar um negócio próprio pode ser atrativo para quem possui alguma expertise que possa ser empregada na estruturação da empresa.

Outro ponto que o empreendedor deve analisar é que o negócio deve ser aberto em uma área que ele tenha afinidade. Isso tornará o trabalho mais prazeroso durante todo o tempo que ele terá que dedicar ao negócio.

Por conta dos suportes e da estrutura pronta, o modelo de franquia é uma opção mais segura. Além disso, ter produtos ou serviços já testados diminui os riscos do negócio.

Do mesmo modo, o empreendedor evita de se perder em relação à questão financeira. Quando inicia um negócio do zero, os custos são mais imprevisíveis do que com uma franquia.

Dessa forma, todos estes pontos dos quais falamos devem ser levados em conta pelo empreendedor na hora de escolher ser dono de franquia ou negócio próprio.

Se o mercado de franchising foi o que mais lhe chamou a atenção, não deixe de ver o nosso conteúdo que separamos para você com diversas franquias baratas para investir. Basta clicar no link!

Advertisement
Advertisement