O maior Portal de Franquias do Brasil!
Home » Todos Conteúdos » Para Empreender » Como ser dono de uma franquia: comece o seu negócio próprio!

Como ser dono de uma franquia: comece o seu negócio próprio!

Sumário

Muitos empreendedores sonham em ser dono de uma franquia e, assim, poder buscar sua independência financeira. Mas este processo demanda um cuidado especial. Se você está nessa encruzilhada fique com a gente e veja os cuidados necessários para este momento decisivo.

A Associação Brasileira de Franchising (ABF), divulgou uma pesquisa revelando que o modelo de negócio de franquias faturou R$ 211,4 bilhões, em 2022. Assim, representando um aumento de 14,3% em comparação com o ano de 2021.

Por isso, essa pode ser uma oportunidade promissora para quem quer investir no próprio negócio e ganhar dinheiro. Porém, a escolha de uma franquia passa pela análise de diversos aspectos, para que o investidor possa ter maiores chances de sucesso. Continue a leitura a e saiba mais!

Clique, conheça e compare FRANQUIAS LUCRATIVAS. Acesse!

Passo a passo para ser dono de uma franquia

Ser dono de uma franquia pode parecer simples, pois o modelo de negócio já vem relativamente pronto. No entanto, antes de abrir a unidade, o empreendedor deve escolher bem a franquia na qual irá investir.

Esse é, inclusive, um dos pontos abordados no curso Guia para Iniciantes. São aulas que você pode acessar clicando aqui, assistir online e entender em detalhes como investir em uma franquia. Sem prejuízo e sem o risco de escolher uma marca ruim.

Sendo assim, separamos aqui uma série de detalhes aos quais o empreendedor deve se atentar antes de escolher o empreendimento. Acompanhe!

1. Defina com o que quer trabalhar

Primeiramente, o empreendedor deve definir com o que quer trabalhar. Isso já é uma grande decisão, pois deve-se levar em conta os gostos e objetivos pessoais.

Você pode escolher uma área de trabalho na qual tenha experiência prévia para se sentir mais seguro. Ou pode, ainda, escolher algum negócio no ramo da Moda. Contudo, neste caso, é preciso ter atenção.

Isso porque, é necessário compreender qual segmento do franchising mais de atrai, se é Alimentação, Serviços Automotivos, Cosméticos, Hotelaria e Turismo, entre outros. Pense naquele que você mais gosta.

Da mesma forma, é possível escolher um modelo Home Office ou de Loja, dependendo do capital disponível para investir, além de considerar os seus objetivos, evidentemente. Por fim, ao definir o segmento com o qual irá trabalhar, o próximo passo é escolher a franqueadora certa.

CURSO Guia Prático Sobre Franquias. Clique e confira o conteúdo completo sobre o franchising no Brasil, como investir e como faturar!

2. Pesquise pelas franqueadoras

Cada um dos diversos segmentos do franchising têm boas franquias para investimento, desde as mais baratas até as de maior investimento.

Portanto, pesquise pelas marcas, conheça as franqueadoras e seus variados modelos de negócio. Alguns tipos de franquias são mais rentáveis e voláteis. Outras franquias são menos lucrativas, mas têm um negócio mais sólido.

Da mesma forma, veja as marcas que se ajustam às suas preferências pessoais. Isso é importante para o dono de uma franquia, pois precisará dedicar muito tempo ao negócio, e é melhor fazer isso com algo que lhe agrade.

Por último, empreendedores com menos experiência podem optar por modelos mais simples e práticos. Do mesmo modo, se você é mais comunicativo, deve conhecer as franquias de vendas, porque pode ser este um ambiente de mais sucesso.

3. Avalie a reputação das marcas

O mercado de franquias é amplo, como aprendemos. Mas como em qualquer setor, é preciso saber diferenciar negócio sólidos de marcas aventureiras.

Banner ProResultado consultoria. Clique e confira!

Dessa forma, antes de decidir ser dono de uma franquia, conheça bem a reputação da marca que lhe interessou. Depois, procure conhecer bem sobre a história da empresa e como está a situação dos outros franqueados.

Faça uma pesquisa na internet sobre as reclamações dos usuários e franqueados da marca. Um site com várias informações deste tipo é o Reclame Aqui. Em seguida, veja se os produtos e serviços da marca são de qualidade, compatíveis com a propaganda feita pela empresa.

O empreendedor deve ficar atento a propostas com lucratividade muito alta, pois muitas vezes não se sustentam no dia a dia. Portanto, é fundamental buscar todas as informações relevantes, como planos de negócios, investimentos necessários e as taxas a serem pagas.

4. Solicite a COF do negócio

O franchising é regulamentado pela Lei de Franquia (Lei nº 13.966/19). Nela está indicado como deve funcionar este modelo de negócio.

Entre os diversos documentos e informações presentes nas negociações entre empreendedores e franqueadoras, um dos mais importantes é a Circular de Oferta de Franquia (COF).

Banner Totall Marcas. Clique para conferir os serviços!

Neste documento devem constar uma série de informações para subsidiar o investidor na tomada de decisão para fechar o negócio com a marca.

Sendo assim, na COF devem vir as informações sobre as finanças da franqueadora, os direitos e deveres das partes, bem como os suportes dados aos franqueados. Com tudo isso em mãos, o empreendedor deve fazer sua escolha com mais segurança, decidindo pela franquia que melhor lhe atenda.

Da mesma forma, o documento é uma segurança jurídica para que o franqueado saiba o que pode cobrar da empresa ao longo do contrato. Além disso, fica ciente de quais são os investimentos necessários para ser dono de uma franquia da rede.

5. Analise todos os aspectos da franquia

Com a COF em mãos, o empreendedor já pode se programar para os investimentos e taxas que são devidas para a franqueadora. Assim, este é um dos aspectos que deve ser analisado, pois taxas altas podem inviabilizar o negócio.

Logo, o franqueado deve estar atento aos suportes que a franquia lhe oferece. Então, para empreendedores menos experientes, isso pode ser um diferencial para orientar os trabalhos.

MJG SOLUÇÕES EM ENGENHARIA. Clique e saiba como contratar essa empresa conceituada!

Por último, analise se a região onde deseja atuar é um bom local para o ponto comercial. Se for um modelo Home Office, analise se você está preparado para este tipo de negócio, que exige muita organização e disciplina.

6. Converse com franqueados da marca

Um bom termômetro para saber mais sobre a franquia é conversar com franqueados da marca e, sobretudo, com ex-franqueados. O contato destas pessoas deve constar na COF. Desse modo, o empreendedor pode perguntar como funciona a franquia na prática.

Por fim, com esta conversa, é possível aprender como lidar com os clientes da marca e atestar se os produtos e/ou serviços são, de fato, atrativos. Ao mesmo tempo, verifique se o suporte da franqueadora é satisfatório ou não.

7. Planeje sua vida financeira e instalação da empresa

Ser dono de uma franquia exige que o empreendedor se planeje financeiramente para os investimentos necessários para ser dono do próprio negócio.

No modelo de franchising, além da taxa de franquia, o empreendedor pode precisar se planejar para instalar o ponto comercial, além de um capital de giro.

FOCO MARKETING. Clique e acesse para saber como faturar com o seu negócio fazendo ações de marketing!

Isso porque, a instalação da empresa exige gastos com reforma, licenças e alvarás de funcionamento, bem como contratação de funcionários.

Na própria COF, o empreendedor já tem uma noção de quanto irá gastar, mas alguns investimentos podem variar. Então, o franqueado deve estar com as finanças em dia para poder investir no que for necessário.

8. Invista na franquia

Após passar por todas as etapas para abrir uma franquia, resta ao empreendedor assinar o contrato. Depois de inaugurar a unidade, o franqueado ainda deve investir em marketing, propaganda, promoções para atrair clientes, entre outras ações.

Do mesmo modo, o empreendedor precisará investir tempo de vida para que o negócio seja um sucesso. Portanto, deve acompanhar bem de perto as operações, principalmente neste primeiro momento.

9. Siga as orientações da franqueadora

O modelo de franquia é um tipo de negócio em que cada unidade deve seguir o padrão de produtos e/ou serviços da marca. Sendo assim, a relação entre franqueadora e franqueado deve objetivar o melhor desenvolvimento para o negócio. Para isso, cada unidade deve seguir à risca as orientações da marca.

CONHEÇA AS SOLUÇÕES DA DOTS HUNTERS PARA FRANQUEADORAS! Clique aqui!

Por outro lado, como já tem experiência no negócio, a franqueadora é capaz de orientar de maneira eficiente o trabalho do empreendedor. Assim, a gestão da unidade no dia a dia se torna mais fácil.

Por fim, o franqueado também deve estar atento aos manuais de operações e aos treinamentos dados pela rede de franquias. Desse modo, é possível manter o padrão da marca na sua unidade. Agora que está por dentro do assunto, abra o seu negócio e ganhe dinheiro.

Acompanhe o mercado
A mais lidas hoje