O maior Portal de Franquias do Brasil!
Home » Todos Conteúdos » Franchising » Segmento: Serviços automotivos » Empreendedor do zero: entenda como começar seu negócio de um jeito fácil

Empreendedor do zero: entenda como começar seu negócio de um jeito fácil

Sumário

Ser um empreendedor do zero exige que a pessoa se planeje bem, mas com alguns cuidados este processo pode ser mais fácil, como mostraremos.

Os dados apresentados pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) revelam que quase 50% da população brasileira sonha em empreender. No entanto, transformar esse sonho em realidade e atingir o sucesso demanda uma estratégia sólida e bem elaborada.

Logo, são muitas pessoas que começam a empreender do zero, seja por conta da necessidade de renda, para complementar seus ganhos ou para realizar um sonho. Assim, se você é um desses, não perca as dicas e o passo a passo que trazemos aqui!

Como ser empreendedor começando do zero?

Começar a empreender é algo que muitas vezes amedronta, pois envolve riscos de perder um investimento e até acumular dívidas. Desse modo, alguns passos para abrir uma empresa ajudam a diminuir os riscos e aumentar as chances de sucesso.

Se o empreendedor analisar seus próprios gostos, custos do negócio, mercado onde irá atuar, tudo isso envolve planejamento que permite ser um empreendedor do zero com mais segurança. Continue a leitura!

1. Saiba o que você quer fazer

O primeiro passo para o empreendedor do zero é saber o que ele gosta de fazer e pode ser usado em um negócio próprio. Nesse sentido, é preciso entender quais os seus talentos, suas facilidades, suas próprias características que podem otimizar ou dificultar o seu negócio.

Além disso, iniciar um negócio é algo que exige muita dedicação e tempo de trabalho, e isso será mais fácil e prazeroso se você estiver atuando com um produto ou serviço que goste.

Da mesma forma, você terá mais disposição para pesquisas sobre o mercado e melhorar sua forma de atuar, caso se identifique com aquilo com o que trabalha.

Ainda, faça uma lista daquilo que você gosta, por exemplo, cozinhar, ou conversar, atuar nas redes sociais, tecnologia, entre diversas outras ideias de negócios.

Mas é necessário que se identifique com aquilo que irá vender, isso passa mais credibilidade para seus clientes e ainda torna o trabalho do dia a dia mais prazeroso.

2. Avalie seu mercado local

Além de analisar aquilo que você gosta de fazer e que possa se tornar um negócio, é fundamental avaliar bem o mercado no qual você vai atuar.

Nesse sentido, quando analisou o que gosta de fazer e chegou a algumas opções, veja qual delas se encaixa melhor no seu bairro ou na sua cidade.

Por exemplo, se você gosta de cozinhar, tem um gosto particular por comida italiana, mas também gosta de carros, pode optar por negócios relacionados a essas duas paixões.

Mas caso o seu mercado local esteja cheio de lava-jatos e outros tipos de lojas para carros, mas não tenha um restaurante italiano, esta pode ser uma boa ideia.

Do mesmo modo, você pode identificar um viés de crescimento em algum segmento em específico. Esse é o motivo pelo qual a análise possibilita antecipar tendências.

Afinal, nesse caso, não se considera apenas o contexto atual, mas também o que vai poder acontecer no futuro e o impacto dessas mudanças.

Já a pesquisa de mercado é o melhor caminho para obter as informações que você precisa para tomar decisões com base em dados e não em achismos. Portanto, ter intuição e faro para os negócios é um ótimo diferencial, mas em meio a tantos desafios, não dá para contar só com isso.

Então, para tirar suas ideias do papel, é importante que você tenha uma boa noção das lacunas que poderá aproveitar no mercado local para ser um empreendedor do zero de sucesso.

3. Entenda seu público-alvo

O público-alvo é uma excelente maneira de trabalhar com a segmentação do mercado. Isso porque, com ele, você entenderá quem é o foco da sua empresa, para qual fatia da população você deve comunicar e, com base nisso, criar seus argumentos de venda.

Nesse sentido, quando uma empresa define o público-alvo, ela elimina uma grande quantidade de pessoas que possivelmente seriam impactadas por um anúncio sem possuírem interesse naquele conteúdo.

Dessa maneira, você otimiza o investimento da sua empresa e coloca os seus esforços para atingir aquela parcela da população que realmente está ligada com o seu negócio e com os produtos que você oferece.

Do mesmo modo, entendendo quanto ganha o seu público você precifica seus produtos ou serviços de acordo com aquele patamar.

E ainda, ao analisar bem este público-alvo identifica a frequência com a qual eles consomem, se há uma época de maior consumo, entre outros detalhes que ajudam no seu planejamento.

4. Participe de feiras de negócios

Para ser um empreendedor do zero você precisa ter mente aberta, estar ligado nas oportunidades que surgem no mercado.

Uma opção bem atrativa para se inteirar dos movimentos do mercado são as feiras de negócios. Nelas, o empreendedor recebe palestras, faz um network com empresários, conhece mais sobre as tendências.

Da mesma forma, surgem oportunidades de parcerias, investir em negócios atrativos e que também buscam parceiros na sua região.

Existem diferentes tipos de feiras de negócios, algumas mais segmentadas para um determinado nicho de mercado e outras com opções variadas. Uma dessas oportunidades é a Franchise B2B, feira de franquias que acontece em diferentes pontos do país ao longo do ano.

Nestes eventos, o empreendedor encontra oportunidades de investir em franquias variadas, marcas que valem a pena e que se encaixam ao seu perfil.

Ainda, é uma possibilidade de participar de palestras com empreendedores renomados e aprender um pouco mais sobre o mundo dos negócios. Com isso, terá mais conhecimento para implementar a sua própria empresa.

5. Defina seus objetivos

Para ser um empreendedor do zero, você deve saber onde quer chegar, quais são os seus objetivos com este novo negócio.

Isso porque, de acordo com os seu objetivos você realiza os investimentos, estrutura a empresa, faz o planejamento de médio e longo prazo. Da mesma forma, é como ter um mapa para montar um caminho para chegar até o “pote de ouro”, ou seja, o seu sucesso.

O empreendedor não pode começar uma empresa e sair navegando às escuras, esperando que o vento o leve. Logo, é preciso tomar as rédeas e definir com firmeza seus objetivos.

Nesse sentido, se o seu objetivo é apenas ter uma renda extra, a estruturação do seu negócio é diferente do que seria se você estivesse desempregado e passando por dificuldades.

Enfim, defina estes objetivos com clareza até para poder avaliar ao longo do tempo se você está chegando mais próximo ou não de suas metas para assim analisar se é preciso mudar as estratégias ou não.

6. Considere abrir uma franquia

Franquia é um modelo de negócio no qual você abre seu próprio empreendimento usando a marca, know-how, sistema e suporte de uma empresa já consolidada.

É como se, pelo tempo do contrato, você fosse sócio da empresa, seguindo suas diretrizes e colhendo os resultados de suas vendas.

Neste modelo temos o papel do franqueado e o franqueador. O franqueador é a pessoa jurídica que possui todos os direitos sobre a marca e patente, e que os cede aos franqueados, pessoa física ou jurídica que adere a essa marca.

Ou seja, você se torna sócio de uma marca que já existe e possui nome no mercado, tendo assim, um investimento com um retorno mais rápido e maior rentabilidade.

Assim, o empreendedor do zero investe em um negócio mais sólido e mais fácil de implementar, por conta da orientação da franqueadora e a simplicidade do modelo

Do mesmo modo, o franqueado recebe um plano de negócios que orienta sua jornada, como o valor do investimento necessário, rentabilidade do negócio, melhores formas de realizar o marketing.

O modelo de franquia é vantajoso também por permitir que o empreendedor se planeje financeiramente, pois sabe previamente quanto precisa gastar neste processo.

Enfim, por conta de toda estruturação do modelo facilita a vida do empreendedor, diminuindo seus riscos e aumentando as chances de sucesso.

7. Organize suas finanças

O planejamento financeiro é indispensável para o sucesso do empreendimento. Afinal de contas, ele é a base para toda e qualquer prática da empresa. Além disso, todas as decisões devem ser baseadas no orçamento que o seu negócio tem.

Nesse sentido, é fundamental que o empreendedor analise quanto de dinheiro tem para investir, e evite dar um passo maior do que a perna.

Se você tem um dinheiro guardado e pode investir em um negócio, se planeje para fazer este investimento da forma mais eficiente. Por exemplo, busque alternativas de empreendimentos mais baratos para iniciar esta jornada.

Outro ponto são os gastos mensais próprios e da sua família. Por isso, reveja custos que podem ser eliminados sem afetar a qualidade de vida. Cada real economizado é uma reserva para eventuais momentos de dificuldade.

8. Aprenda sobre ser um empreendedor

Empreender do zero não pode ser algo apenas intuitivo, é preciso bastante conhecimento para conseguir tomar decisões importantes ao longo do processo.

Atualmente, é muito fácil o acesso às informações sobre empreendedorismo e as melhores formas de iniciar um novo negócio. O empreendedor deve acumular conhecimentos antes de entrar neste processo como: detalhes do mercado, formas de atendimento, questões burocráticas e de gestão.

Para isso ele deve buscar vídeos, livros, cursos, palestras e quem sabe até uma faculdade para aprender mais sobre o empreendedorismo. Com a internet, isso ficou ainda mais fácil, porque sem sair de casa você consegue se preparar bem para os diversos desafios que é iniciar um negócio do zero.

9. Fale sobre sua ideia

Fale sobre suas ideias com outras pessoas, compartilhe alguns de seus planos. As pessoas que estão de fora do processo podem ter uma visão mais ampla e menos comprometida.

Uma pessoa que nunca tenha tido uma empresa, mas que seja uma consumidora daquele produto com o qual você vai trabalhar pode ser uma boa fonte de ideias e lhe chamar a atenção para alguns detalhes que você ainda não havia se atentado.

Da mesma forma, fale com pessoas que possam compartilhar experiências que podem ajudar nesse processo. Porém, evite levar em consideração opiniões pouco embasadas e que podem lhe deixar para baixo.

Esse é, inclusive, um dos pontos abordados no curso Guia Para Iniciantes. São aulas que você pode acessar clicando aqui, assistir online e entender em detalhes como investir em uma franquia. Sem prejuízo e sem o risco de escolher uma marca ruim.

Vale mesmo a pena investir em franquia?

Investir em uma franquia pode ser uma estratégia lucrativa para empreendedores em busca de estabilidade e reconhecimento de marca. As vantagens são evidentes: um modelo de negócio testado, suporte contínuo e uma marca consolidada que atrai clientes.

Porém, os desafios não podem ser subestimados. Custos iniciais consideráveis, royalties recorrentes e falta de autonomia total são desvantagens a serem ponderadas. Além disso, a competição pode ser acirrada, exigindo habilidades de gestão afiadas.

Antes de decidir, é essencial realizar uma análise minuciosa do setor, considerar o perfil do investidor e as condições do mercado. A seguir, confira quais são as melhores opções de franquias para investir e lucrar.

Melhores franquias para você abrir

Descubra as melhores oportunidades de investimento no fascinante mundo das franquias. Agora, apresentaremos uma seleção criteriosa das franquias mais promissoras, oferecendo uma análise detalhada para orientar sua decisão de negócio.

Então, explore opções diversificadas que se destacam em setores dinâmicos, com possibilidade retorno rápido e estabilidade. Ao considerar fatores como histórico de sucesso, suporte ao franqueado e potencial de mercado, esta lista destaca escolhas estratégicas para empreendedores ambiciosos.

Portanto, prepare-se para mergulhar em oportunidades que não apenas prometem crescimento, mas também se alinham ao seu perfil e objetivos. A jornada rumo ao sucesso empresarial começa aqui. Acompanhe!

[raio_x_esf]

Para quem o modelo de franquia é indicado?

O modelo de franquia é especialmente indicado para empreendedores que buscam ingressar no mercado com menor risco.

Sendo assim, também é ideal para quem valoriza a segurança de um negócio testado. Isso porque, as franquias oferecem uma opção atrativa. Esse modelo serve para indivíduos que desejam empreender com suporte e expertise de uma marca consolidada.

Aqueles que buscam minimizar incertezas e aproveitar a vantagem de uma estrutura já estabelecida encontram nas franquias uma escolha estratégica. Então, se você procura um caminho empreendedor com menor margem para erros e comprovado potencial de sucesso, a franquia pode ser a resposta.

Passos para começar a sua franquia

Primeiramente, entre em contato direto com a marca desejada e explore suas oportunidades. Em seguida, mergulhe na análise minuciosa do negócio, avalie sua viabilidade e alinhamento aos seus objetivos.

A Circular de Oferta de Franquia (COF) é essencial. Por isso, estude-a detalhadamente para compreender termos e compromissos.

Depois, como você viu até aqui, planeje suas finanças com precisão, considere custos iniciais e projeções futuras. A negociação com a franqueadora é fundamental. Então, clarifique termos, expectativas e possíveis ajustes.

Por fim, comprometa-se ao investir na franquia, solidificando uma parceria promissora. Agora que você está por dentro do assunto, abra o seu negócio e ganhe dinheiro.

Acompanhe o mercado
A mais lidas hoje