O que é ser um empreendedor individual? Vale a pena investir?

Por
em
Imagem de uma empresária ao telefone e usando um computador. Imagem ilustrativa texto empreendedor individual.
Advertisement

Investir em um negócio próprio é o sonho de muitos brasileiros. Vários deles não querem sócios e, por isso, se tornam um empreendedor individual. Este formato pode ser bom para alguns perfis, como mostraremos.

De acordo com a pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), no Brasil, há mais de 50 milhões de empreendedores. São pessoas que iniciaram um negócio próprio nos mais variados mercados.

Neste texto, falaremos um pouco mais sobre o que é ser empreendedor individual, e também mostraremos algumas formas de se tornar dono do próprio negócio.

O que é ser empreendedor individual?

O empreendedor individual é basicamente um empresário solo, dono da própria empresa e que não possui sócios.

Tal categoria exige uma formalização para poder emitir nota fiscal, ter conta e financiamentos em bancos, entre outras necessidades.

A princípio, um empreendedor individual pode formalizar seu negócio por meio de uma Empresa Individual (EI), uma MEI – Microempreendedor individual, de uma Microempresa ou uma Empresa de Pequeno Porte (EPP).

Sendo assim, para cada um destes enquadramentos é exigido alguns requisitos, além de cadastro no portal do empreendedor. Para EI, o empresário precisa ter um valor mínimo de R$ 1 mil no caixa.

Já para MEI, o limite de faturamento é R$ 81 mil por ano; R$ 360 mil para Microempresa e de até R$ 4,8 milhões ao ano para uma EPP.

O empreendedor individual precisa fazer vários cadastros da sua empresa, bem como acessar o portal para pessoa jurídica, a declaração anual de faturamento, entre outros.

São muitas formalidades, nós sabemos, mas todas são necessárias a fim de evitar problemas futuros.

Vale a pena abrir um negócio?

Assim como explicamos acima, ser um empreendedor individual exige algumas formalidades, registros, entre outros detalhes.

Porém, ser dono do próprio negócio envolve mais do que esta parte burocrática. Envolve iniciar uma empresa do zero.

Vemos um homem de negócios (imagem ilustrativa). Texto: empreendedor individual.
Abrir um negócio sozinho pode resultar em bons ganhos.

Por conta de toda esta burocracia, é difícil ser um empreendedor no Brasil. A carga tributária está entre as mais altas do mundo, bem como as dificuldades econômicas que não são fáceis.

Da mesma forma, essa é uma atividade arriscada, que exige investimento e nem sempre resulta em ganhos. O empreendedor individual sempre flerta com o inesperado, que pode acabar com o seu negócio.

Nesse sentido, ter uma empresa não é uma tarefa simples e exige do empreendedor um perfil bem organizado, proativo e de inteligência emocional.

Contudo, iniciar o seu negócio também pode lhe trazer muitas vantagens. A principal delas é a financeira, pois, como dono da sua empresa, você não fica sem emprego.

Do mesmo modo, os seus ganhos são proporcionais ao sucesso do negócio, e não se resumem a um salário fixado pelo chefe.

Outro ponto é a liberdade de trabalho, tendo em vista que você é o responsável pela sua rotina. Seu horário é você quem define.

Para o empreendedor individual a vantagem é ainda maior, de não ter que lidar com chefe ou com sócios. Em síntese, você é quem dita os rumos do negócio.

Por conta destas e outras vantagens é que ser empreendedor é o quatro maior sonho entre os brasileiros. Segundo pesquisa, 77% dos brasileiros querem ser donos do próprio negócio.

Por fim, para ter essas vantagens do empreendedorismo individual, você pode optar por um modelo de franquias, sobre o qual falaremos agora.

Negócios para abrir como empreendedor individual

O modelo de franquia consiste no licenciamento de uma marca e de uma operação organizada por uma empresa franqueadora.

Dessa forma, o empreendedor investe em um negócio estruturado, com produtos ou serviços testados e aprovados pelos consumidores.

Assim, ele inicia um negócio igual às outras unidades da marca, aproveitando a expertise da franqueadora e os suportes oferecidos por ela.

No vídeo abaixo você confere um pouco mais sobre este modelo de negócio. Confira!

Uma das vantagens deste modelo de negócio é o reconhecimento da marca. Além, claro, dos suportes da franqueadora que auxiliam no desenvolvimento do empreendimento.

Para o empreendedor individual é ainda melhor, as vantagens são ainda melhores. Por ser um formato mais simples de negócio, é também mais fácil de ser gerenciado.

Essas e outras informações, bem como a quantia necessária para tirar o projeto do papel, vêm informadas na Circular de Oferta de Franquia (COF).

Por fim, são muitas opções no mercado de franchising e, aqui, separamos algumas delas para você conhecer melhor.

1. Acquazero

A franquia Acquazero é a maior rede de estética automotiva do Brasil, trabalhando com uma proposta de serviços ecologicamente sustentáveis.

Dessa forma, a franquia realiza a limpeza do veículo por fora utilizando apenas 300 ml de água, com o uso de produtos biodegradáveis.

Por isso, a Acquazero tem se tornado referência em sustentabilidade e foi destaque na revista eletrônica SEGS como uma das marcas de grande impacto neste mercado.

A rede de franquias conta com três modelos em home office, ideais para o empreendedor individual. Assim, ele não precisa de funcionários nem de um ponto comercial para sua empresa.

Tais características diminuem os custos do empreendimento, possibilitando uma maior lucratividade. Outros dois modelos são de loja.

A Acquazero tem se destacado não só pela sustentabilidade, mas também por ter em seu catálogo uma grande variedade de cuidados automotivos.

Além da limpeza ecológica, conta também com polimento, enceramento, vitrificação de pintura, entre outros. Isso tem chamado a atenção de empreendedores e clientes.

Ademais, a marca possui um aplicativo próprio para fazer a ponte entre o usuário e as unidades da franquia mais próxima a ele.

Por fim, a Acquazero também oferece uma série de treinamentos aos franqueados, que ficam disponíveis no portal do franqueado. Assim, ele tem acesso ao material sempre que quiser.

  • Investimento inicial: a partir de R$22.820 mil
  • Faturamento médio mensal: até R$ 70 mil
  • Prazo de retorno: entre 3 e 24 meses
Vemos um técnico da Acquazero, devidamente paramentado, com máscara e luvas, limpando a pintura de um carro azul (imagem ilustrativa). Texto: empreendedorismo individual.
A Acquazero conta com um modelo simples, ideal para empreender sozinho.

2. Quisto Corretora de Seguros

Advertisement

A Quisto também apresenta um modelo de negócio atrativo para o empreendedor individual que deseja atuar no mercado de seguros.

Com um negócio enxuto, principalmente na modalidade home office, o franqueado não precisa de funcionários, sócios, nem de ponto comercial.

Segundo o diretor da Quisto, Henrique Mol, a franquia é uma excelente opção para o empreendedor que busca boa lucratividade e horário de trabalho flexível.

Uma das vantagens da franquia é o seu catálogo de produtos. São mais de 90 opções de contratos disponíveis para os clientes.

A rede possui parceria com as maiores seguradoras do mundo, oferecendo preços atrativos e suporte aos clientes.

Outro ponto é o software a rede, que consegue realizar mais de 20 cotações para um mesmo contrato. Isso permite ao franqueado trabalhar com diferentes margens de comissão.

Por falar em comissão, a Quisto é bastante atrativa neste ponto. Sua tabela de comissionamento permite uma boa lucratividade.

Entre os diversos produtos da rede estão o financiamento veicular, crédito consignado, empréstimo com garantia de imóvel, rastreamento veicular, entre outros.

Enfim, para o franqueado, o suporte da rede é eficiente, com treinamentos completos para conhecer bem o mercado de seguro e como captar clientes.

  • Investimento inicial: a partir de R$ 21 mil
  • Faturamento médio mensal: R$ 50 mil
  • Prazo de retorno: entre 6 e 18 meses

3. Cream Berry

A Cream Berry é uma franquia de açaí criada em Varginha (MG), que conta com um modelo de negócio atrativo para o empreendedor individual.

Ao abrir uma unidade, o empreendedor poderá trabalhar com os diversos produtos da Cream Berry. A rede possui um amplo cardápio, além de dois modelos de negócios.

Um deles, o Express, possui foco no self-service. O formato exige uma estrutura um pouco maior para os clientes se servirem e fazerem suas combinações do creme de açaí e os diversos acompanhamentos disponíveis.

Além deste, há o formato convencional, sem self-service, com os combos pré-delimitados.

Sobre a marca, um dos franqueado, Tiago Junji, ressalta uma das vantagens da rede, que é estar sempre atenta às mudanças do mercado. Como resultado, é possível seguir evoluindo com o modelo de negócio da marca.

Ademais, a Cream Berry conta com uma receita exclusiva do açaí, fabricado de forma centralizado. Assim, oferece qualidade e padrão a todas as unidades.

  • Investimento inicial: a partir de R$ 90 mil
  • Faturamento médio mensal: R$ 50 mil
  • Prazo de retorno: entre 12 e 24 meses

Por fim, se ainda não sabe em qual franquia investir, separamos um conteúdo com dicas para lhe ajudar nesta escolha clicando aqui.

Se já se decidiu, entre em contato com a franqueadora. Contudo, se ainda não sabe em qual franquia investir, receba uma consultoria gratuita com especialistas para ajudar a optar pela melhor franquia para você. Basta acessar: henriquemol.com.br.

Advertisement
Advertisement