Você sabe o que é empreendedorismo corporativo? Entenda finalmente

Por
em
Imagem de pessoas sentadas ao redor de uma mesa de reuniões. Imagem ilustrativa texto empreendedorismo interno.
Advertisement

O termo empreendedorismo corporativo tem se tornado comum nas empresas, e muitas delas tem incentivado esta forma de empreender. Mas você sabe o que isso significa? Descubra aqui com a gente!

Com o desemprego, muitas pessoas tem recorrido ao empreendedorismo. O Brasil registrou 13,7 milhões de desempregados no trimestre encerrado em agosto de 2021 segundo o IBGE. Mas saiba que, até quem não faz parte destes números, também pode empreender.

Você sabia que é possível abrir um negócio dentro de uma empresa estruturada? Empreender dentro de uma empresa contribui para a inovação de um empreendimento já pronto, como mostraremos neste conteúdo.

O que é empreendedorismo corporativo?

Empreender significa gerar boas ideias, inovar, construir algo que possa ser útil, seja para consumidores ou até mesmo para auxiliar nas tarefas do dia a dia.

A busca por uma solução no empreendedorismo geralmente acontece da forma mais comum: ao iniciar um negócio próprio por meio de uma nova empresa.

Advertisement

Este é o processo que estamos mais acostumados. Por muitas vezes, um empresário com uma boa ideia embarcar no universo do empreendedorismo com o objetivo de trazer novidades para o mercado.

Contudo, é possível também ter novas ideias e inovar mesmo dentro de uma empresa. Este processo é conhecido como empreendedorismo corporativo.

Nesse sentido, o empreendedor que esteja empregado busca por novas ideias para gerar soluções para o seu próprio trabalho ou para inovar o produto ou serviço prestado pela empresa.

O empreendedor corporativo pode ser um chefe de setor ou até mesmo um funcionário. Ele está sempre em busca de novas soluções e novos projetos para aperfeiçoar a estrutura organizacional da empresa.

Empreendedores corporativos são colaboradores que colocam o empreendedorismo em prática. Muitas vezes agem como donos do negócio e trabalham para fazer a empresa crescer, superando expectativas com ideias inovadoras.

Enfim, o termo tem ganhado força dentro das empresas que cada vez mais incentivam seus funcionários dentro das corporações.

Quais os tipos de empreendedores corporativos?

Imagem de duas mulheres em frente um quadro explicando algo. Imagem ilustrativa texto empreendedorismo corporativo.
A empresa deve dar espaço para seus colaboradores investirem em boas ideias para a organização.

Dentro de uma empresa pode ter alguns tipos de empreendedores corporativos. Estes profissionais são um achado no mercado e a corporação deve estar atenta para fomentá-los.

Nesse sentido, existe o empreendedor corporativo que busca as mudanças apenas para o seu departamento. Ele é uma pessoa que tenta conhecer cada detalhe da estrutura do setor onde trabalha.

Assim, consegue avaliar o que pode ser alterado, as inovações que podem trazer ganhos para o setor, seja em questão de custos ou tempo de produção.

Este profissional implementa um empreendedorismo mais concentrado, e pode ser alguém que está a pouco tempo na empresa, e por isso, ainda não teve tempo para avaliar a estrutura organizacional como um todo.

Do mesmo modo existe o empreendedor corporativo que já tem uma visão mais ampla, pois ele também tem o conhecimento sobre as etapas do processo fora do seu departamento.

Esse profissional deve possuir uma visão sistêmica do negócio, propondo sugestões que possam aprimorar os processos de trabalho da organização.

Dessa forma, ele não restringe suas ações apenas ao seu departamento e busca conhecer todas as áreas e atividades desenvolvidas pela empresa.  

Com isso, adquire um olhar mais detalhado, enxergando pontos fortes, fracos e até mesmo as falhas. Para sanar os problemas, ele sugere ideias e soluções que vão maximizar os resultados.

Vantagens do empreendedorismo corporativo

O empreendedorismo corporativo é um processo altamente vantajoso, não só para a empresa, como também para os profissionais que fazem parte dela.

Em um mercado onde a concorrência é cada vez maior e as empresas precisam se reinventar constantemente, contar com um profissional que possa auxiliar nestas mudanças é muito significativo.

Nesse sentido, uma das vantagens de ter uma cultura de empreendedorismo na empresa é que os colaboradores desenvolvem o seu lado empreendedor no desempenho de suas atividades.

Eles entendem que por meio do trabalho em equipe as chances de todos alcancem o sucesso aumentam em grande proporção.

Imagem de um homem empolgado conversando com outras pessoas em uma mesa de reuniões. Imagem ilustrativa texto empreendedorismo corporativo.
A empresa que consegue ter a cultura do empreendedorismo sai na frente no mercado.

Do mesmo modo, com a constante evolução dos processos por meio do empreendedorismo interno aumenta-se a produtividade. Isso porque os funcionários acabam apresentando soluções que melhoram os processos dentro da empresa.

Além disso, como consequência desta evolução, há também uma diminuição de custos. Assim, a empresa ganha em lucratividade com o aumento da produção e redução de gastos.

Devo ser um empreendedor corporativo?

Se você deseja desenvolver o empreendedorismo corporativo, saiba que algumas características são muito bem vindas. Em geral, elas se parecem muito com as de um empreendedor comum.

Vale lembrar que algumas delas podem ser desenvolvidas pelo empreendedor. Por isso, você não deve desistir ao se deparar com certas qualidades que talvez não tenha.

Ademais, um ponto que independente de suas características será necessário para empreen der é a dedicação. É preciso bastante trabalho para entender as estruturas e o todo o funcionamento de uma empresa.

Advertisement

Visão Sistêmica

Para o empreendedorismo corporativo é preciso que o funcionário tenha uma visão do todo para que possa entender as engrenagens da empresa e avaliar o que pode ser alterado ou desenvolvido.

Nesse sentido, é preciso conhecer os detalhes da estrutura interna, saber o fluxo de informações, de comando e de produção.

Como buscar inovar em algo que você sequer sabe como funciona? Por isso ter essa visão sistêmica é fundamental para o empreendedor.

Contudo, o colaborador deve estudar com cuidado toda a estrutura para conhecer bem os menores detalhes. Saiba que isso pode demandar um tempo maior. Por isso, nada de pressa neste processo.

Seja inovador e ousado

Após conhecer bem as estruturas da empresa e seus processos, o funcionário deve colocar seu espírito inovador em ação.

Nesse sentido, é preciso pensar “fora da caixa”, tentar enxergar novas soluções, algo que possa gerar um ganho significativo em uma etapa do processo interno.

Para isso, o empreendedor deve pesquisar, pois para inovar é preciso conhecimento, e isso vale para várias áreas.

Além disso, ele precisa ser ousado nas propostas, não ter vergonha de apresentar ideias. Se a empresa possuir uma cultura empreendedora fica mais fácil para que ela se abra para novas ideias.

Imagem de um homem explicando algo em um quadro branco. Imagem ilustrativa texto empreendedorismo corporativo.
A ousadia deve fazer parte das características de um empreendedor.

Criatividade

Apesar de muitos acharem que a criatividade é algo difícil de se ter e que se você não nascer com ela, não terá a chance de se destacar, saiba que é possível sim estimular e utilizá-la em prol da empresa.

Caso você queira ter sucesso como empreendedor corporativo, tenha em mente que ao longo de sua carreira, algumas atividades dependem de momentos de criatividade e de um espírito inovador.

Por meio das atividades realizadas no dia a dia, é possível que tenha uma ideia brilhante que vai aperfeiçoar um método de trabalho. Sendo assim, o exercício diário das suas funções pode estimular boas e novas soluções.

Bom relacionamento interpessoal

Independente se o profissional ocupa um cargo de liderança ou não, é fundamental que ele tenha a capacidade de se comunicar de maneira eficaz.

Dessa forma, ele consegue não só transmitir suas mensagens com objetividade e transparência, como também é capaz de motivar e engajar as pessoas ao seu redor a desempenharem bem as suas atividades.

Flexibilidade

O mundo dos negócios vem passando por mudanças de forma exponencial com o passar dos anos. Portanto, para que você esteja interado das adaptações feitas pela empresa, você precisa acompanhar as transformações do mercado.

Dessa forma, para empreender internamente, é preciso se adequar às mudanças, buscar entender o rumo dos negócios para que possa se destacar antecipadamente.

Enfim, entenda que muitas estratégias que davam certo até pouco tempo atrás, se tornaram obsoletas com as novas estratégias e tendências empresariais. Nesse sentido, você deve ter a capacidade de se adequar a elas.

Devo abrir meu próprio negócio?

Conforme falamos, além do empreendedorismo corporativo, há também o empreendedorismo tradicional, usado pela maioria das empresas.

Nele, durante a construção de um negócio, o empreendedor é quem busca oferecer algo novo ou mais atrativo para os consumidores.

Contudo, assim como empreender internamente exige algumas características, para iniciar o seu próprio negócio não é diferente. Por isso, separamos alguns detalhes que você deve levar em consideração neste processo.

Espírito empreendedor

Para iniciar o seu próprio negócio, você deve ter em mente que você será o chefe, é nas suas mãos estará o sucesso ou o fracasso da empresa.

Assim, você deve estar preparado, ter disponibilidade para se dedicar ao negócio, ser proativo para entender e saber como realizar cada etapa.

Imagem de várias pessoas reunidas ao retor de uma mesa de escritório. Imagem ilustrativa texto empreendedorismo corporativo.
O empreendedor é uma pessoa de atitude, que agrega muito valor para uma empresa.

Dessa forma, entenda que você é o responsável por buscar soluções e que não terá um chefe para lhe orientar. A sua força de vontade para fazer o empreendimento crescer fará toda a diferença.

Capacidade financeira e técnica

Abrir o próprio negócio exige condições financeiras e alguns conhecimentos técnicos que irão orientá-lo nesta jornada. É preciso entender como será feita por exemplo, a estrutura, a parte administrativa e o marketing do negócio.

Para empreender é preciso investir na empresa, portanto, o empresário deve estar preparado para isso. Cada detalhe do negócio tem um custo que vai desde a parte burocrática até a parte material.

Além disso, entender como funciona a dinâmica de uma empresa ajuda neste processo. Mesmo que não tenha muito conhecimento sobre isso, é possível buscar informações e se preparar bem para empreender.

Conhecimento sobre o mercado

A jornada do empreendedorismo inclui também saber aproveitar as oportunidades. E uma delas, é conhecer bem o mercado no qual deseja atuar.

Dessa forma, você consegue avaliar se o setor é atrativo, se está passando por um momento de baixa, se pode vir a se recuperar, ou então, se está em processo de se tornar obsoleto.

Entender a dinâmica do mercado ajuda a direcionar o seu negócio para que você possa aproveitar as lacunas do setor e os espaços deixados pelos seus concorrentes.

Sendo assim, uma forma prática e rápida de empreender é por meio de franquias.

Este formato consiste em um negócio preestruturado e uma marca reconhecida no mercado. Além disso, trata-se de um empreendimento quase pronto, o que facilita a sua implementação.

Da mesma forma, ao analisar a Circular de Oferta de Franquia (COF) da marca, o empreendedor terá todas as informações a respeito dos custos do negócio. Assim, poderá se planejar melhor na hora de fazer o investimento.

Por fim, o empreendedor conta com diversos suportes da franqueadora como treinamentos e apoio para as ações de marketing do negócio.

Caso escolha uma marca, entre em contato com a franqueadora. Mas se ainda está com dúvida, conte com uma consultoria gratuita com especialistas que vão lhe ajudar neste processo. Acesse: henriquemol.com.br.

Advertisement
Advertisement