Empreendedorismo de franquia: como funciona e por que investir?

Por
em
empreendedorismo de franquia
Advertisement

Existem duas formas principais de abrir uma empresa: pelo empreendedorismo de franquia e iniciando o negócio do zero.

As diferenças entre as opções são bastante claras. Ao iniciar uma empresa do zero, o empresário precisa estabelecer um novo plano de negócios. Esse plano vai sofrer erros, que precisarão ser corrigidos ao longo do tempo.

Essa dinâmica de erros e acertos torna o sucesso desse tipo de empresa mais lento. Também aumenta as chances de mortalidade do negócio.

Para se ter uma ideia, 23% das empresas fecham as portas em até dois anos de operação. No caso das franquias, essa porcentagem cai para 5%.

Já no caso do empreendedorismo de franquia, o investidor recebe o plano de negócios da marca. Um plano já estabelecido e testado em outras unidades. 

Suas chances de erro com o negócio são muito menores, pois o empreendedor tem um modelo a seguir. Um modelo que deu tão certo no mercado que agora é replicado em várias unidades.

Mas antes de investir no empreendedorismo de franquia, é importante saber mais sobre a opção. Continue lendo o texto.

Como funciona o empreendedorismo de franquia?

Para iniciar sua franquia, o empreendedor precisa seguir alguns passos. Começando pela pesquisa detalhada dos modelos de negócio que existem no mercado. São vários deles, assim como são diversas as marcas disponíveis no franchising.

É essencial escolher uma franquia que tenha boa reputação no mercado. Ela também deve atender ao seu perfil de interesse. Ou seja, é preciso gostar da atividade. Do contrário, o empresário vai logo perder seu entusiasmo de investir tempo e dinheiro no negócio.

Assim que adere a uma marca de franquia, o empreendedor recebe o plano de negócio da marca. Ou seja, todo o planejamento para iniciar a sua unidade.

Uma franquia nada mais é do que uma “cópia” de uma empresa que já existe. Uma nova loja (ou home office) daquele negócio, que vai oferecer os mesmos produtos e serviços que a empresa “matriz”.

O McDonald’s e o Subway são dois exemplos de sucesso do franchising. Com unidades espalhadas pelo mundo, as empresas reproduzem seus produtos e atendimento com base em seu plano de negócio. 

Essa padronização é interessante porque os consumidores sabem o que esperar da marca. Isso aumenta a confiança no negócio, mesmo que a loja nova naquele local.

Vantagens do empreendedorismo de franquia

Na hora de investir em um negócio, é essencial verificar suas vantagens. Isso também vale para as franquias, e precisa ir além do lucro do negócio.

Claro, o faturamento de uma empresa é o objetivo principal de um investidor. Mas apenas ele não será suficiente para garantir o sucesso rápido do negócio.

Pensando nesse aspecto, três vantagens da franquia são bastante interessantes. São elas: o reconhecimento da marca, suportes ao franqueado e planejamento dos custos. Veja abaixo.

Reconhecimento da marca

Fazer parte de uma rede também facilita as pesquisas dos consumidores. Afinal, muitos deles pesquisam on-line antes de comprar, segundo pesquisa.

Como já existirão outras unidades da marca, os resultados na internet são mais amplos. Assim, o usuário poderá formar uma opinião prévia antes de visitar a unidade.

Por isso, aliás, é tão importante investir em marcas com boa reputação. Se o negócio escolhido tiver muitas reclamações de consumidores, os clientes da sua região podem ter certo receio em visitar sua unidade. 

Isso poderia prejudicar todo o seu empreendimento. Um levantamento mostrou que o marketing boca a boca, quando ruim, pode afetar 25% da receita anual de um negócio. 

Suporte da franqueadora

Advertisement

Os suportes oferecidos ao franqueado variam muito de acordo com a marca de franquia. Por isso, antes de adquirir uma unidade, é essencial ler a COF da empresa.

A COF é a Circular de Oferta de Franquia, um documento completo sobre o negócio. É ele que traz, por exemplo, o histórico da marca, os valores necessários para investimento e os suportes disponibilizados.

Ter atenção aos suportes é importante porque, sem eles, seria o mesmo que abrir um negócio do zero. Ou seja, se o empresário vai atuar sozinho, por que deveria abrir uma franquia?

O apoio de marketing é um dos que costuma ser oferecido pelas marcas. Por meio dele, o empreendedor recebe dicas de como divulgar sua empresa. Tanto nos meios digitais, quanto por meio de materiais gráficos e ações no ambiente off-line.

Esse auxílio de marketing também costuma oferecer dicas para a publicidade on-line. Assim como assessoria de imprensa e publicidade para toda a rede de franquia.

Outro suporte comum é o comercial. Com ele, o empreendedor tem orientações de como realizar parcerias comerciais para atrair consumidores. Aprende, ainda, a lidar com a concorrência e com colaboradores etc.

Entre todos os suportes, porém, o mais importante é o treinamento do franqueado. Por meio dele, o empreendedor aprende como atuar com a marca. Desde seu modo de atendimento até o modo de realizar seus serviços e atendimentos.

Com esse know how, as unidades de franquia podem manter sua padronização. Principalmente: o franqueado aprende uma fórmula de sucesso, passando a oferecer exatamente o que o consumidor espera da marca.

Para esse treinamento, muitas franqueadoras disponibilizam a capacitação on-line. Assim, o empreendedor tem o primeiro contato com seu plano de operação.

Dependendo da atividade, também podem ser necessários treinamentos presenciais. Nesse caso, o franqueado pode ir à franqueadora, ou vice-versa. 

Planejamento dos custos

Na COF das franquias, ficam listados todos os custos para a montagem da franquia. Assim como o capital de giro para mantê-la funcionando. Essas informações facilitam muito o planejamento financeiro do empreendedor.

É importante conhecer os custos de um negócio desde o início. Assim, é mais simples obter todo o valor necessário, inclusive por um financiamento ou empréstimo.

Uma marca de franquia já abriu outras unidades que não a sua. Então, ela tem dados sobre os gastos de cada operação iniciada anteriormente. 

Com base nesses valores, ela pode definir estimativas mais precisas do necessário para o negócio.

Vale dizer que a previsão das franqueadoras também incluem taxas mensais. Dessa forma, o empreendedor consegue planejar seu financeiro de forma mais acertada, conhecendo bem suas despesas periódicas.

As taxas associadas à uma franquia, assim como os suportes, variam conforme a marca. Mas geralmente elas incluem valores como os royalties e a taxa de marketing.

Quer conhecer outras vantagens de investir em uma franquia? Acompanhe o nosso texto sobre o assunto! Basta clicar no link.

Perfil ideal de um franqueado

Como citado antes, existem várias opções de franquia para investir. Mas, para iniciar um negócio deste tipo, é preciso ter alguns cuidados.

Começando por pesquisar bem a marca. Se a empresa não tiver uma boa aceitação entre os consumidores, dificilmente sua unidade se desenvolverá bem. Afinal, ao pesquisarem sobre a rede, os clientes serão bombardeados com críticas ruins sobre o negócio.

Mas a opinião dos usuários não é a única a se considerar. Na verdade, também é preciso ter acesso ao que os franqueados acham da marca.

O empreendedorismo de franquia tem como principal vantagem o suporte da franquia. No entanto, esse suporte precisa ser efetivamente oferecido, sempre que o franqueado desejar.

Se isso não acontece hoje, com os franqueados atuais, a franqueadora tem problemas. E com problemas, ela também não vai te oferecer o necessário para se desenvolver.

Para conhecer a opinião dos franqueados, você pode pesquisar sobre a franquia na internet. Porém, ainda há outra opção: conversar com esses empreendedores.

Neste caso, você pode usar a lista de franqueados que a empresa disponibiliza em sua COF. Por lei, essa lista deve contar com os franqueados atuais e com os desligados nos últimos 24 meses.

Pergunte a eles o que eles acham do negócio e da franqueadora. Eles já terão certa vivência com a marca e poderão te apresentar um panorama mais cuidadoso, das suas vantagens e dificuldades.

Outro ponto essencial é ter o perfil de um franqueado. Assim, você terá facilidade em lidar com o dia a dia do negócio e a franqueadora.

Abaixo, listamos algumas características presentes em franqueados de sucesso

Ter interesse no setor

É fundamental ter interesse no ramo no qual você vai atuar. Apenas assim você terá o entusiasmo necessário para se manter trabalhando. Muito mais do que o lucro, o prazer na atividade pode ser um grande motivador.

Nesse sentido, o interessante de investir em uma franquia é que você não precisa ter experiência no ramo. Na verdade, a franqueadora te dará todo o conhecimento necessário para atuar. Logo, você pode mudar completamente de setor se tiver vontade de trabalhar nele.

Com disposição para empreendedor e o auxílio da franqueadora, as chances de sucesso do empreendedor são muito maiores.

Acreditar na marca

Outro ponto importante é acreditar na marca em você vai investir. O faturamento do negócio e os suportes da franqueadora são muito importantes, claro. Mas se o empreendedor se identifica com o modelo de negócio, isso vai afetar todo o seu trabalho. 

Considere, por exemplo, que uma marca trabalhe com a técnica A, enquanto você acredita que a B seria muito mais eficaz. Se essa sensação permanecer mesmo com o desenvolver do trabalho, o incômodo com o negócio poderá minar seu entusiasmo.  Então, voltaremos ao problema do tópico anterior.

Estar disposto a trabalhar

Muita gente acha que investir em uma franquia significa trabalhar pouco. Se a franqueadora disponibiliza todo o modo de trabalho, executá-lo não requer muito, certo? 

Na verdade, essa percepção está bem longe da realidade. Uma franquia requer muita dedicação do empreendedor, assim como qualquer outro negócio demandaria.

O franqueado precisa ter atenção a vários aspectos. O atendimento ao consumidor, aos seus colaboradores, estoque da loja, sistemas on-line, marketing on-line e off-line e mais.

São muitas as tarefas de um franqueado. E, mesmo quando ele contrata alguém para ajudar, elas são de responsabilidade dele. Afinal, o empreendedor foi quem comprou a franquia, quem investiu dinheiro e deseja ver resultados reais.

Se adquirir a franquia e esperar que ela se desenvolva sozinha, o franqueado vai se frustrar. Até porque, a unidade terá grandes chances de fechar as portas.

Manter contato com o franqueador

Usar do suporte da franqueadora é essencial no empreendedorismo de franquia. Mas a empresa não vai manter o contato por conta própria, pois tem outras unidades para assessorar. Assim, o franqueado deve sempre entrar em contato com a marca.

Geralmente, as franqueadoras têm um setor exclusivo para atendimento ao franqueado. Mantenha contato com esse setor, solicitando auxílio no seu marketing, por exemplo.

Também é importante tirar dúvidas e pedir ajuda sempre que algo surgir na unidade. Certamente a franqueadora já terá lidado com momentos parecidos em outras operações. Assim, ela poderá te orientar quanto a melhor maneira de lidar com o problema.

Perfil “esponja”

Pensando no contato com a franqueadora, é importante que o franqueado tenha um perfil “esponja”. Ou seja, ele deve estar disposto a absorver os conhecimentos e auxílios a que a franqueadora tem a oferecer.

Por outro lado, os empreendedores que não têm essa característica podem ter dificuldades no franchising. Até porque, sua unidade deverá seguir um padrão estabelecido pela marca.

Quando não está disposto a seguir esses padrões, o empreendedor terá atritos com a franqueadora. Também verá suas ideias sendo limitadas, mesmo que ele tenha concordado, desde o início, com essa limitação.

Um empreendedor “esponja” não vê essa limitação como um problema. Mas sim como a padronização e um plano que já dá certo no mercado. Logo, um plano com grande potencial de sucesso.

Inclusive porque as franqueadoras estão sempre abertas a mudanças. Uma nova ideia pode ser estudada por ela e implementada em toda a rede, se for vantajosa. É o caso de um novo produto ou serviço ofertado, por exemplo.

Pronto! Agora você já sabe como funciona o empreendedorismo de franquia e que cuidados tomar para investir.

Não se esqueça que as franqueadoras trabalham de modo diferente. É essencial ler a COF de cada uma antes de estabelecer o negócio. Assim, você terá maior confiança na marca e com o que pode contar.

Quer conhecer mais sobre o sistema de franquias e a relação entre franqueador e franqueado? Então acesse o texto! Você também pode conhecer algumas opções de franquias para investir no vídeo abaixo.

Agora, se você ainda tem dúvidas sobre que tipo de franquia, pode contar com uma consultoria gratuita em: henriquemolcom.br.

Advertisement
Advertisement