Empreendedorismo na pandemia é risco ou oportunidade de crescimento?

Por
em
Imagem de um homem de mascara em uma serralheria olhando para um computador. Imagem ilustrativa texto empreendedorismo na pandemia.
Advertisement

Em tempos de crise, é normal as pessoas terem medo de investir em um negócio próprio. Nesse sentido, o empreendedorismo na pandemia é assunto que chama a atenção. Por isso, vamos falar um pouco a respeito.

De acordo com o relatório Global Entrepreneurship Monitor (GEM), feito em 2020, mais de 14 milhões de brasileiros iniciaram o próprio negócio durante a pandemia.

Todavia, este número poderia ser ainda maior, pois muitos empreendedores ainda sentem certa desconfiança em investir. Mas nós estamos aqui para lhe mostrar que, sim, esse é um bom momento para empreender.

Novos negócios cresceram na pandemia

O mercado amplo, com muitos negócios para investir. Vários nichos são mais sólidos e, por isso, se mantiveram com bons números mesmo na pandemia.

Da mesma forma, muitos negócios conseguiram enfrentar a crise com inovação, mudança de postura, até empresas que ofereciam soluções para este momento do Brasil.

Nesse sentido, a crise pode ser uma oportunidade de crescimento, pois o mercado perdeu diversas empresas e com isso, abriu-se espaço para novos negócios.

Para se ter uma ideia, enquanto as médias e grandes empresas tiveram dificuldades, com perda de mais de 193 mil empregos, as micro e pequenas empresas (MPE) tiveram resultados bem diferentes.

As MPE tiveram uma geração de 293,2 mil novos empregos, segundo estudo do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Porém, o empreendedorismo na pandemia deve ser bem pensado, pois há também um grande risco.

Assim, cabe ao empreendedor avaliar os mercados que estão mais sólidos, aqueles que demonstram uma recuperação mais avantajada e que podem dar mais dinheiro.

Além disso, fique atento ao mercado da sua região para evitar investir em um tipo de negócio já saturado.

Vemos um homem explicando algo com a ajuda de um quadro; ele aparenta estar em um escritório (imagem ilustrativa). Texto: empreendedorismo na pandemia.
Muitos empreendedores aproveitaram o momento de crise para expandir seus negócios.

Vale a pena abrir negócio em momentos de crise?

É notório que a situação Econômica do Brasil não é das melhores. Segundo estatísticas, já são mais de 14 milhões de desempregados.

Da mesma forma, para a inflação, a expectativa do mercado para o ano de 2021 avançou de 8% para 8,35%. Algo que pode dificultar a retomada econômica.

Além disso, o Ministério da Economia manteve em 5,3% a expectativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2021. Esse é um valor menor do que se esperava para compensar a queda durante a pandemia.

Nesse sentido, muitos trabalhadores se viram obrigados a investir em um novo negócio próprio para ter uma renda e sobreviver.

São pequenos negócios que elevam os números de empreendedores que buscam aproveitar as vantagens de ter um próprio negócio. Aqui apresentamos alguns destes pontos positivos para você.

Nova fonte de renda

Abrir o próprio negócio permite ao empreendedor uma nova fonte de renda. Seja ela para substituir a perda de um emprego ou possibilitar uma renda extra.

Nesse sentido, o empreendedor pode aumentar os seus ganhos de forma mais acentuada do que em um emprego comum. Isso porque, os ganhos da sua empresa poderão crescer com tempo e dedicação.

Ou seja, essa é uma ótima alternativa para quem se viu entre os milhões de desempregados, mas conta com um capital para investir. É uma forma de usar a situação a seu favor e colher bons frutos.

Concorrência menor

Advertisement

Uma peculiaridade do empreendedorismo na pandemia é que muitas empresas fecharam por conta das restrições de circulação de pessoas e a crise causada pela Covid-19.

Assim, para quem está iniciando um novo negócio neste cenário, é uma boa hora investir em mercados cuja concorrência esteja menor.

Negócios que antes já passavam por alguma dificuldade tiveram que fechar as portas enquanto muitas empresas, até as mais consolidadas, também não conseguiram escapar da falência.

Por fim, este processo pode ser um facilitador para novos empreendedores, abrindo espaços em mercados que antes estavam saturados.

Vemos dois homens de negócio se cumprimentando em uma mesa de reunião (imagem ilustrativa). Texto: empreendedorismo na pandemia.
Em momentos de crise, é possível aproveitar algumas chances de crescimento.

Atração do público

Com o fechamento de empresas, o mercado começa a se realocar. Consumidores migraram de uma marca de referência para outra ou buscaram por novidades.

Dessa forma, o empreendedor pode aproveitar consumidores que deixaram de ter a empresa na qual confiavam e agora estão em busca de novas marcas, produtos e serviços.

Do mesmo modo, essa é a oportunidade de fazer um marketing mais agressivo, mostrando que sua nova empresa veio para ficar.

Por ser um momento muito peculiar, o empreendedor deve aproveitar as oportunidades que surgirem. O mesmo fazem os consumidores, que podem avaliar ser vantajoso uma marca nova, que oferece algo diferente.

Mudança de vida

Sem dúvida, empreender é uma mudança de vida para qualquer um. Isso exige bastante dedicação e pode ser um processo bastante recompensador.

O empreendedor, seja ele empregado ou não, em um trabalho formal, terá que se reorganizar para esta nova etapa. Seja na questão de tempo livre, horas de lazer, convívio com a família etc.

Contudo, a crise pode, sim, ser a oportunidade que o empreendedor esperava. Mas para isso, ele deve ter cuidado a fim de avaliar bem onde investir para abrir a sua empresa, conforme falaremos a seguir.

Cuidados importantes para empreender agora

Empreender não é uma tarefa simples. O processo exige muita pesquisa, avaliações dos mais variados detalhes do novo negócio, planejamento financeiro etc.

Sendo assim, o primeiro passo é analisar o seu próprio perfil e compreender se você possui as qualidades exigidas para empreender com sucesso.

Além disso, é preciso estar atento a dois aspectos sobre o negócio no qual vai investir. Continue lendo e descubra quais são eles.

Vemos uma mulher desenhando alguns esquemas em uma folha (imagem ilustrativa). Texto: empreendedorismo na pandemia.
O empreendedor precisa avaliar se é capaz de fazer o investimento e se dedicar ao negócio.

Planejamento completo

O planejamento financeiro é muito importante para quem busca o empreendedorismo na pandemia. São comuns às empresas que fecham as portas em pouco tempo ter como motivo questões financeiras.

O empreendedor deve primeiro avaliar quanto capital possui para investir sem comprometer a sua saúde financeira e da sua família.

Além disso, é fundamental avaliar os custos de implantação, sem esquecer de cada detalhe estrutural da empresa. Cada real que é gasto precisa ser cuidadosamente avaliado visando a solidez do negócio.

Do mesmo modo, saber os gastos de manutenção e a composição dos custos do seu produto ou serviço será necessário. Dessa forma, torna-se possível precificar o você oferece.

Tudo isso deve ser feito levando em conta o capital que o empreendedor possui. Ele deve gastar apenas o que tem, evitando empréstimos ou a venda de bens que podem fazer falta em um futuro próximo.

O empreendedor deve fazer um plano de negócio com o objetivo de estruturar os custos (ainda mais os gastos inesperados).

Para empreendedores com menos capital, investir em um negócio home office evita custos com aluguel e reformas, além das contas de água e luz.

Escolha do mercado

Como falamos, a escolha do mercado é uma etapa importante para quem deseja investir em um negócio próprio.

Essa escolha deve balancear um nicho de mercado que seja atrativo, seja por conta do público consumidor ou pelas lacunas existentes em sua região.

Da mesma forma, o empreendedor deve escolher um mercado com o qual se identifica e tenha afinidade. Isso facilita na hora de se dedicar ao máximo.

Além disso, deve-se evitar a escolha de mercados saturados e fugir dos modismos que sempre surgem, principalmente em épocas de crise.

Logo, é preciso estar atento aos segmentos sólidos, que permitam uma boa lucratividade ou que, mesmo com a crise, tenham tido um bom crescimento.

Vemos duas mulheres conversando; uma delas aponta para um documento em mão enquanto a outra o analisa (imagem ilustrativa).
Encontrar um mercado atrativo é um passo importante para iniciar um novo negócio.

Perfil dos empreendedores na pandemia

Conforme citamos, houve um grande aumento no número de pequenos negócios abertos durante a pandemia.

O perfil destes novos empreendedores é bastante variado. Desde pessoas que ficaram desempregadas até aquelas que buscam uma renda extra ou querem aproveitar o momento para investir.

De acordo com a pesquisa GEM 2020, o número de empreendedores iniciais motivados por necessidade saltou de 37,5% para 50,4%. Algo a se levar em conta em relação ao empreendedorismo na pandemia.

Ainda segundo o levantamento, houve um expressivo crescimento da atividade empreendedora entre as mulheres, os mais jovens (de 18 a 24 anos) e os mais velhos (de 55 a 64 anos).

Da mesma forma, há de se destacar o crescimento acentuado do empreendedorismo pela população com escolaridade mais baixa e com renda familiar entre dois e três salários mínimos.

Franquia é opção segura para abrir negócio!

O empreendedor pode investir em um negócio mais seguro como as franquias e diminuir os riscos deste processo.

modelo de franquia consiste em investir em uma empresa preestabelecida, que possui uma operação padrão a ser seguida e um know-how.

Dessa forma, o empreendedor inicia um negócio com uma empresa praticamente pronta, e ainda, com uma marca reconhecida no mercado.

Por conta deste reconhecido e estrutura pronta, o negócio é mais seguro. Ainda, o empreendedor conta com suportes da franqueadora para a gestão e para o marketing.

Do mesmo modo, o modelo é mais seguro, pois o empreendedor sabe de antemão quanto terá que investir no início do negócio e na sua manutenção. Estes valores são repassados na Circular de Oferta de Franquia (COF).

Em resumo, o modelo diminui os riscos, permite um planejamento financeiro mais eficiente e ainda conta com a ajuda da franqueadora para o seu desenvolvimento. Clique no botão abaixo e conheça franquias para abrir!

Veja um pouco mais sobre este formato de empresa no vídeo que separamos para você!

Contudo, o mercado possui um grande número de franquias. Por isso, o investidor deve ficar atento quanto ao empreendedorismo na pandemia.

Caso opte por uma marca, entre em contato com a franqueadora. Se ainda não se decidiu, receba uma consultoria gratuita com especialistas que vão lhe orientar neste processo de escolha. Acesse: henriquemol.com.br.

Advertisement
Advertisement