Franchising é para você? Saiba agora se você está pronto para esse tipo de negócio

Por
em
Imagem de uma mulher em primeiro plano e uma equipe se reunindo ao fundo. Imagem ilustrativa texto franchising é para você.
Advertisement

É cada vez mais comum entre os empreendedores brasileiros investir em uma franquia. Contudo, você deve avaliar se o franchising é para você.

O setor de franquias faturou mais de R$ 167 bilhões em 2020 segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF). É um segmento bem atrativo, mas você deve avaliar se ele é bom para o seu perfil.

Por ser um tipo de negócio diferente, com alguns detalhes em sua estrutura, o empreendedor deve conhecer bem o formato. Assim, trazemos aqui algumas informações sobre este modelo que vão lhe ajudar a entender se o franchising é para você.

Veja o que avaliar para saber se franchising é para você

No Brasil somos uma população que passa dos 210 milhões e cada pessoa é diferente da outra. Seja em gostos, em objetivos de vida, ambições, maneiras de trabalhar etc.

O modelo de franquias é comprovadamente um formato atrativo, com uma boa lucratividade e tem um grande leque de opções para se trabalhar.

Contudo, antes de investir, o empreendedor deve entender as peculiaridades deste modelo de negócio. Ele conta com detalhes que não existem quando se abre uma empresa do zero.

Veja aqui alguns destes detalhes próprios do sistema de franchising que você deve saber antes de abrir uma franquia.

Modelo de negócio tem regras

O modelo de franquias é baseado em uma estrutura preestabelecida pela franqueadora, que é replicada em cada uma das unidades.

Dessa forma, cada franqueado deve seguir todas as orientações da franqueadora em relação ao negócio. E respeitar o padrão definido pela empresa.

Nesse sentido, a franqueadora define os padrões de diversos aspectos do negócio. Isso vai desde a forma de produção, bem como o modo de realizar os serviços da marca.

Imagem de quadradinhos com letrar formando a palavras RULES. Imagem ilustrativa texto franchising é para você.
O empreendedor deve seguir as regras ditadas pela franqueadora.

Da mesma forma, o atendimento em cada uma das unidades é padronizado; com uniforme, disposição das lojas, cores, até a forma de realizar o marketing.

Assim, o franqueado conta com pouca liberdade em vários quesitos do negócios. Por isso, em muitos momentos, ele pode se sentir preso sem essa possibilidade de gerir o negócio como bem entender.

Em outras palavras, o franchising é para você caso consiga seguir estes padrões da franqueadora. Do contrário, para ter liberdade de atuação, é mais indicado iniciar um negócio do zero.

Há treinamento do franqueado

Advertisement

O modelo de franquias apresenta uma estrutura importante para o processo, que são os treinamentos oferecidos aos franqueados.

O empreendedor deve passar por esta etapa para conhecer melhor a operação da franquia e para poder atuar de acordo com o padrão definido pela marca.

Estes tipos de treinamentos são uma grande vantagem para quem deseja ter o negócio próprio e não tem muita experiência.

Assim, mesmo que o empreendedor nunca tenha atuado no ramo, ele terá este suporte, que o fará entender melhor onde o seu negócio está inserido.

Estes treinamentos servem para repassar o know-how da franqueadora. Por exemplo, a forma de produzir determinado produto ou de como realizar os serviços oferecidos pela rede.

Dessa forma, o empresário terá mais segurança para atuar no dia a dia, bem como realizar melhor o atendimento ao público daquele segmento.

Quem investe no sistema de franquias deve ter a mente aberta para receber estes treinamentos e aproveitá-los ao máximo. Para isso, não pode ser um empreendedor sem ânsia de aprendizado.

Suporte à distância

Além de uma operação padronizada, cada unidade de franquia costuma usar programas próprios para o trabalho do dia a dia.

Seja um sistema de controle ou de vendas, entre outros tipos que variam de acordo com o negócio.

Imagem de um homem sorrindo mexendo em um computador. Imagem ilustrativa texto franchising é para você.
Muitos dos suportes aos franqueados são realizados de forma remota, online.

Todos os franqueados contam com os suportes da franqueadora para eventuais problemas nestes sistemas, que fazem parte da estrutura da franquia.

Assim, quando surge alguma dificuldade, cabe ao franqueado alertar a franqueadora, que irá oferecer suporte técnico. Normalmente, a resolução é feita de forma remota.

Nesse sentido, um técnico da franqueadora resolve os problemas usando programas de computador e sistemas apropriados.

Contudo, o franqueado deve ter uma noção de informática para poder auxiliar o técnico e identificar quais são os problemas.

Do mesmo modo, para os problemas mais simples com um conhecimento básico, o franqueado consegue resolver sem ajuda da franqueadora.

Taxas para trabalhar com a franquia

Para analisar se o franchising é para você, é preciso saber também quais serão os custos deste negócio ao longo do tempo.

Na Circular de Oferta de Franquias (COF), apresenta-se os detalhes dos gastos com implantação de uma unidade franqueada. Por exemplo, valor da taxa de franquia e de outros custos.

O modelo de franchising possui algumas taxas que são cobradas dos franqueados ao longo do tempo. Pode ser com periodicidade mensal ou outra forma de cobrança.

Por exemplo, a cobrança da taxa de royalties. Este é um valor relativo à permissão de uso do know-how e da marca da franquia.

Da mesma forma, muitas franquias cobram as taxas ou fundo de propaganda, valor usado para as ações de marketing de toda a rede.

Cabe ao franqueado se planejar para o pagamento destas taxas. Por isso, ele deve avaliar estes custos antes de investir em uma franquia.

Entenda melhor o modelo de franquia

Conforme falamos, o modelo de franquia consiste em uma empresa preestabelecida, onde o empreendedor investe para usar o know-how de uma franqueadora.

Neste formato, cada unidade é igual a outra, segue o padrão definido pela franqueadora, oferecendo os mesmos produtos ou serviços.

Veja o vídeo abaixo que separamos para você. Nele, falamos mais sobre como funciona o modelo de franquias.

São inúmeras vantagens deste modelo de negócio. Citamos os treinamentos, por exemplo, pois eles permitem que o empreendedor invista sem ter muita experiência.

Além disso, os suportes da franqueadora auxiliam para o marketing e para a gestão. Logo, são um facilitador para o desenvolvimento do negócio.

Do mesmo modo, por ser um modelo preestabelecido, a franquia é um negócio que possui custos previamente definidos. Assim, o franqueado consegue se programar para realizar os investimentos de implantação do negócio.

Como escolher uma franquia para abrir?

Depois de avaliar se o franchising é para você, chegou a hora dos próximos passos antes de investir em uma franquia.

E estes passos não são simples, pois começar um negócio exige cuidado do empreendedor, bem como atenção a vários detalhes.

Primeiro, deve-se avaliar o seu próprio perfil. Entender suas características e qualidades que possam ser aproveitadas no negócio.

Por exemplo, se possui afinidade com um mercado específico ou até mesmo se é uma pessoa que gosta de atender clientes diretamente.

Essas questões devem ser levantadas para que o empreendedor invista em uma franquia que combine com o seu perfil.

Do mesmo modo, o franqueado precisa estar atento ao mercado local. Ou seja, analisar quais são as lacunas existentes para que possa explorar.

Não adianta plantar uma semente em um terreno sem nutrientes. E isso é a mesma coisa quando se fala em abrir um negócio em uma região que não conte com um bom público consumidor para sua empresa.

Além disso, é preciso estudar bem as franquias que mais lhe chamaram a atenção no segmento. Existem franquias mais sólidas, outras mais inovadoras.

Estude a COF das marcas, veja quais os suportes que elas oferecem, seus custos, bem como outros detalhes do negócio.

Entre em contato com franqueados e ex-franqueados para saber se a franqueadora cumpre o que promete a seus parceiros. Se os suportes são dados e se há boa aceitação dos produtos ou serviços.

Enfim, conheça bem sobre franquia como um todo antes de bater o martelo e decidir investir em uma marca.

Imagem de um homem lendo um jornal na parte de negócios. Imagem ilustrativa texto franchising é para você.
A escolha da franquia é um processo que exige bastante pesquisa do empreendedor.

Tenha a certeza de que franchising é para você!

É comum o empreendedor ficar na dúvida quanto ao processo de iniciar um negócio próprio. E ainda, não é fácil saber se o franchising é para você sem nunca ter tido uma franquia.

Nessa hora é bom contar com um auxílio externo, seja conversando com empresários do franchising ou, ainda, buscando uma consultoria.

Por exemplo, a consultoria Henrique Mol é uma forma de ter uma ajuda gratuita com especialistas do ramo. Eles podem lhe orientar neste processo e ainda indicar uma franquia para o seu perfil.

Henrique Mol é empresário do ramo de franchising há mais de uma década e presidente do grupo Encontre Sua Franquia, uma das maiores holdings de franquias do Brasil.

Com esta consultoria, o empreendedor recebe ajuda para avaliar se possui mesmo o perfil para o mercado de franchising.

Além disso, consegue orientações para o processo, como os mercado que mais combinam com seu perfil e as franquias que mais se encaixam às suas características.

Em outras palavras, é um auxílio especializado que proporciona ao empreendedor investir com mais segurança. Assim como aproveitar da expertise de um grupo renomado neste processo.

Por fim, o mercado de franquias é bem amplo e, por isso, é bom conhecer também o máximo possível de marcas disponíveis em cada segmento.

Leia o nosso conteúdo que separamos com diversas opções de franquias baratas para investir sem gastar muito dinheiro, clicando aqui.

Advertisement
Advertisement