Franqueada Mardelle se une à filha e colhe frutos com a franquia Mardelle

Por
em
Franqueada clotilde e sua filha. Imagem ilustrativa texto franqueada Mardelle
Advertisement

A franqueada Mardelle Clotilde Fonseca Costa, de 65 anos, viu na marca a chance para mudar de vida, após a aposentadoria. Assim, desde maio de 2018, a empresária tem conseguido bons resultados ao lado de sua sócia: a própria filha.

Para uma pessoa acostumada a trabalhar durante anos, a aposentadoria pode trazer um baque e, com ele, a sensação de ociosidade que acaba incomodando muita gente. Buscando uma forma de driblar essa questão, alguns apostam na abertura de um negócio próprio.

Foi o que aconteceu com Clotilde. Mesmo sem experiência como empreendedora, ela buscou nas franquias a segurança necessária para colocar seu dinheiro, sem correr grandes riscos. Foi aí, devido a indicação de um familiar, que a empresária conheceu a Mardelle.

A empresa de moda íntima oferece diversas linhas e coleções que abrangem homens, mulheres, gestantes, crianças, adolescentes, plus-size etc. Como já era seu desejo empreender na área, não demorou muito para Clotilde tirar o projeto do papel.

Para conhecer um pouco mais sobre a história da franqueada e descobrir as vantagens de investir na Mardelle, preparamos o texto a seguir. Acompanhe a leitura.

“Estrutura definida facilitou muito meu sucesso”, ressalta franqueada

Uma das questões que mais chamaram a atenção da franqueada Mardelle foi a estruturação do empreendimento. A começar pelo suporte oferecido para auxiliar até quem nunca teve a oportunidade de empreender antes. Inclusive, de acordo com Clotilde, esse foi um dos fatores para sua escolha.

Segundo a empresária, devido a sua inexperiência com varejo, ela achou melhor apostar no franchising. O que condiz muito com as vantagens desse modelo. Lembrando que franquia é uma empresa que oferece sua marca a um terceiro para criar uma rede e expandir sua área de atuação.

Em troca, essa empresa transfere todo o know-how que adquiriu ao longo dos anos. Assim, qualquer pessoa consegue dar prosseguimento a sua história como empresário correndo menos riscos do que quem opta por iniciar um empreendimento do zero.

Para se ter uma ideia, de acordo com o Sistema Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), apenas 15 % das franquias fecham as portas antes de completar 10 anos. Ainda segundo esse levantamento, o número de empresas próprias que vão à falência é quase cinco vezes maior.

Nesse sentido, de acordo com Clotilde, todo o sistema traz diversas vantagens para quem quer começar, mas não sabe por onde. “O que me chama atenção é a importância de se começar o negócio por uma franquia, quando se é inexperiente”.

Estrutura da Mardelle

Vemos diversos sutiãs expostos  em tons vermelhos, perolados, rosa e amarelo, em cabides da Mardelle (imagem ilustrativa). Texto: franqueada mardelle.
A Mardelle oferece uma das melhores estruturas do mercado.

Com relação à estrutura do negócio, a franqueada Mardelle afirma que esse foi um dos principais motivos para optar pela marca. Essas questões estão na Circular de Oferta de Franquia (COF). O documento é responsável por trazer informações como o histórico da marca, valores, taxas, os treinamentos, suportes, diretrizes etc.

A circular é algo tão importante que, conforme a Lei, é necessário um intervalo de, no mínimo, 10 dias entre seu recebimento e a assinatura do contrato. Apenas após isso é possível dar continuidade ao processo de franqueamento.

Caso tenha alguma dúvida ao longo da analise da COF, não deixe de conversar com um advogado ou representante comercial da marca.

Antes de firmar o acordo, é muito sanar todas as dúvidas. Afinal, após esse ato, a sua jornada como empreendedor será iniciada e tudo precisa estar bem desenhado.

Expectativa para o futuro

Advertisement

Com relação ao futuro da empresa, analisando o cenário de crise pelo qual passamos no Brasil e no mundo, Clotilde espera que o mercado dê a volta por cima já nos próximos meses.

“Espero que cresça, que em breve tenhamos uma curva ascendente. Mas, para isso, temos que trabalhar bastante, estarmos bem informados e sermos resilientes para contornar as adversidades que estão, e sempre estarão, presentes”, conclui a franqueadora.

Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), apesar de ser um dos segmentos que mais sofreram no primeiro semestre de 2020, seu terceiro trimestre foi positivo para os empresários da moda.

Apesar de ainda estar levemente distante do ideal, o movimento de recuperação é visível.

E o que não falta são dados para motivar os empresários, principalmente quem trabalha com moda íntima, no caso da Mardelle.

De acordo com a Inteligência de Mercado (IEMI), desde 2014, o Brasil vem registrando um crescimento na produção e venda de peças íntimas, seja para o público feminino ou masculino.

A seguir, separamos um vídeo exclusivo da franqueada Clotilde. Confira o depoimento da empresária sobre o negócio!

Crescimento da unidade vem com trabalho e suporte da franqueadora

Quem vê uma unidade pronta, e gerando bons resultados, muitas vezes se deixa levar pela primeira impressão e ignora todos os desafios enfrentados para chegar até ali. Isso pode acabar iludindo novos empreendedores que buscam fazer parte de uma franqueadora.

Porém, graças ao suporte da Mardelle, essa é uma questão que acaba ficando em segundo plano.

Afinal, estamos falando de um negócio com boas perspectivas e que caminha para se recuperar dos conturbados primeiros meses do ano. Segundo Clotilde, não houve problema para conseguir entender as principais questões do momento.

Nesse sentido, a franqueadora elogiou bastante a operação da Mardelle:

“O maior desafio é esse período de pandemia que estamos vivenciando. Argumentei algumas questões com o franqueador que logo foram esclarecidas e de grande valia em um momento delicado”.

Todo esse trabalho de nada adianta se não houver um empreendimento capaz de oferecer boas experiências de negócio.

Em um mercado tão competitivo quanto o da Moda, qualquer ação pode fazer a diferença entre o sucesso e o fracasso de uma unidade. Mas no caso da Mardelle, essa não é uma preocupação.

A empresa é uma das referências no bom atendimento. Para isso, a marca oferece diversos treinamentos para o franqueado e sua equipe, transmitindo os principais pontos que fazem parte da cultura da empresa. Questões que acabam fazendo a diferença.

“Creio que o meu diferencial é a qualidade do atendimento. Primamos para que ele seja de qualidade, respeitando as diferenças e procurando atender a clientela da melhor maneira possível!”, afirma Clotilde.

Dicas para quem deseja se tornar uma franqueada Mardelle

A principal dica que a franqueada Mardelle oferece para os empreendedores é a seguinte: tenha a certeza de que está entrando para um negócio que realmente deseja!

Essa orientação é fundamental para que questões relacionadas ao financeiro não sejam as únicas levadas em consideração. Além disso, é falsa a ideia de que bons resultados financeiros serão alcançados com pouco esforço.

Lembre-se: empreender significa dar muita atenção ao negócio. Além de tempo, é o seu dinheiro que está investido ali. Não serão apenas oito horas de trabalho como a maioria das pessoas estão habituadas.

É preciso abrir mão de noites, finais de semana, feriados e até férias para conseguir manter o negócio estruturado. No entanto, com o passar dos anos, com mais experiência, as coisas tendem a mudar. Agora, imagine todo esse sacrifício por algo que não lhe agrada?

Certamente, o resultado passará longe do esperado e, como consequência, gerará desmotivações. Dessa forma, busque por áreas que você realmente gosta. Se empreender no ramo moda é o seu sonho, então, a Mardelle pode ser a melhor opção para você.

A empresa está no mercado há mais de 20 anos, quando iniciou sua jornada em Betim, cidade da região metropolitana de Belo Horizonte.

Inicialmente, o objetivo do negócio era ajudar sua fundadora a pagar seus estudos. Graças a qualidade dos produtos, em questão de meses, a primeira loja estava sendo inaugurada.

Na hora de apostar na empresa, lembre-se das palavras de Clotilde: “O meu conselho é escolher um ramo de negócio com o qual se identifique, procurar um empresa com experiência no mercado, estar atento à questão financeira, como ter um capital de giro compatível e estar pronto para desafios”.

Franquia Mardelle: conheça os modelos de negócio para investir na marca

Vemos uma unidade física da Mardelle e suas prateleiras (imagem ilustrativa). Texto: franqueada Mardelle.
O empresário que optar pela Mardelle poderá escolher entre dois formatos de loja.

Quem quiser abrir uma unidade poderá optar por dois modelos distintos. Cada um possui uma estrutura mínima necessária, de acordo com os locais de atuação para quais são planejadas.

Como disse Clotilde, franqueada Mardelle, é muito importante conhecer os valores praticados pela marca.

Apesar de ser algo bastante comum no ramo, é importante destacar, o empresário não pode abrir uma loja virtual da marca. No entanto, existem outras possibilidades para explorar o potencial da internet em seu negócio.

Um dos meios mais usados para difundir um empreendimento são as redes sociais.

Graças a elas, você se conecta a diversos consumidores que, em alguns casos, nem sabem da existência da sua loja. No caso da Mardelle, o franqueado não só pode, como é aconselhado, ter um perfil próprio da unidade em redes sociais.

Dessa forma, você consegue anunciar promoções e apresentar as principais peças disponíveis na sua coleção. Sem contar na agilidade de comunicação. Nesse sentido, os clientes podem perguntar sobre tamanhos, valores e cores antes de ir até a sua loja.

Podemos dizer, que esse é um importante passo para conquistar a confiança do seu público. Se ele não se sentir acolhido ali, certamente não irá aparecer na sua loja.

Após essa breve dica, vamos apresentar os dois formatos de loja Mardelle. Caso queira entender mais sobre o negócio, não deixe de entrar em contato com representantes da marca.

Unidade Loja de Rua

O modelo mais em conta é voltado para qualquer empresário que busca abrir um unidade em ruas de bairros movimentados da cidade.

A principal vantagem desse empreendimento é sua visibilidade. Sem contar nos gastos mais em conta, em comparação com outros formatos.

O principal desafio é encontrar um espaço, entre 25 m² e 40 m², com boa localização e estrutura para receber a nova loja. Esse é um dos pontos que o suporte da Mardelle auxilia os futuros franqueados.

Com relação ao quadro de funcionários, devem ser de, no máximo, seis pessoas, ou seja, um gerente, um caixa e entre dois e quatro vendedores.

  • Taxa de Franquia: R$ 30 mil
  • Instalações e Montagem: valor base de R$ 90 mil
  • Capital de giro: R$ 15 mil
  • Investimento inicial previsto: R$ 206 mil
  • Faturamento médio mensal: R$ 50 mil

Unidade de Shopping

O segundo formato oferecido pela Mardelle é para os investidores que sonham em ter um negócio dentro de shoppings ou grandes centros comerciais. Uma das vantagens, nesse caso, é ter acesso a consumidores que saem de casa realmente dispostos a realizar uma compra.

Além disso, os administradoras desses espaços oferecem estudos sobre o fluxo de clientes.

Assim, você terá maiores condições de encontrar um ponto realmente bom para o seu negócio. Já entre as possíveis desvantagens, estão os gastos mensais maiores para manter a sua unidade considerando, além do aluguel, o condomínio do local.

A estrutura de uma unidade de Shopping varia entre 40 m² e 45 m². Com relação ao quadro de funcionários, são nove pessoas: um gerente, até dois caixas e entre quatro e seis vendedores.

  • Taxa de franquia: R$ 30 mil
  • Instalação e Montagem: valor base de R$ 120 mil
  • Capital de giro: R$ 15 mil
  • Investimento inicial previsto: R$ 216 mil
  • Faturamento médio mensal: R$ 80 mil

Ao longo do texto, você conheceu um pouco sobre a história da Mardelle e as facilidades que ela oferece para seus franqueados. São diversas questões que tornam a empresa uma das melhores para quem busca um empreendimento para chamar de seu.

Gostou do nosso conteúdo sobre Clotilde Costa, a franqueada Mardelle? Então, saiba mais sobre a marca lendo o artigo “Franquia de roupas Mardelle: 10 perguntas respondidas”.

Advertisement
Advertisement