Vale a pena abrir franquia de confeitaria? Conheça esse negócio e outras opções

Por
em
Imagem de bolos doces com coberturas coloridas. Imagem ilustrativa texto franquia de confeitaria.
Advertisement

Doces, tortas e chocolates fazem parte da vida de muitos brasileiros e são uma tentação de dar água na boca. Por isso, investir é uma franquia de confeitaria é algo que o empreendedor deve levar em conta.

São diversos modelos de negócios para investir, em diferentes nichos de produtos e serviços. Contudo, cabe ao empreendedor pesquisar bem sobre aquele que melhor se encaixa ao seu perfil.

Sendo assim, separamos algumas dicas para você saber como funciona uma franquia de confeitaria e ser dono do próprio negócio.

Como funciona uma franquia de confeitaria?

Como falamos, o segmento de franquias de confeitarias possui muitos nichos e produtos. Portanto, alguns modelos de negócio são mais simples e outros mais complexos.

Existem franquias nas quais o empreendedor realiza todo o processo de fabricação em sua unidade.

Por outro lado, em outros negócios, parte do processo é realizado pela franqueadora, o que simplifica o dia a dia do franqueado.

Nesse sentido, estas franquias contam com operações mais simples, com cozinhas compactas para facilitar a produção rotineira.

O estabelecimento exige poucos funcionários. Basicamente alguém para o caixa, uma ou duas pessoas para atender os clientes e o pessoal da produção. Nessa hora, o número depende do tipo de negócio.

Além disso, o empreendedor pode trabalhar com doces e salgados dos mais variados. O mercado conta com franquias de bolos, doces especiais, salgados para festas ou para consumo no dia a dia, entre outros.

Pudins, cookies, tortas, também são alguns dos produtos oferecidos neste segmento, que também conta com diferentes tipos de atendimento.

Por exemplo, franquia de confeitaria por delivery ou produção por encomendas, além do modelo mais clássico para consumo no local.

Vemos três waffles em formato de de coração salpicados com açúcar sobre uma mesa (imagem ilustrativa). Texto: franquia de confeitaria.
O setor de franquias de confeitaria conta com vários modelos de negócios.

Contudo, algo necessário para o empreendedor investir neste setor é ter uma certa identificação com ele.

Ou seja, gostar do mercado de alimentação, de atender clientes e lidar bem com este modelo de produção. Com isso, ele se sentirá mais confortável para se dedicar ao empreendimento.

Confeitaria é um negócio vantajoso?

Você não precisa ser um Willy Wonka e abrir uma fantástica fábrica de chocolate para ter sucesso com uma franquia de confeitaria.

O setor conta com modelo simples conforme falamos, alguns deles trabalhando em delivery, com entregas por encomenda.

Nessa hora, o empreendedor deve analisar o seu perfil, sua capacidade de investimento inicial para optar por um negócio que se encaixe às suas possibilidades.

Alguns modelos de negócios são atrativos, pois são mais enxutos, e podem ser geridos por apenas uma pessoa responsável pela produção e comercialização.

Por outro lado, alguns modelos pedem maiores gastos com estrutura e funcionários.

Contudo, é uma boa opção para investimento, tendo em vista que estas guloseimas fazem parte da vida de muitas pessoas.

Para se ter uma ideia, de acordo com uma pesquisa da rede eCGlobal em dezembro de 2019, cerca de 47,9% dos brasileiros comem doce de uma a três vezes por semana.

Isso faz com que o faturamento do mercado seja algo que chama a atenção. Segundo dados da Euromonitor International, o do setor chega a lucrar mais de R$ 12 bilhões por ano.

Isso se reflete no amplo público que se pode alcançar com uma franquia de confeitaria. Claro que pensamos primeiro nas crianças, mas os adultos não ficam nada para trás.

Seja aquele doce depois do almoço ou ao longo do dia para acompanhar um café, estas iguarias fazem parte de nossas vidas.

Dessa forma, neste mercado, o empreendedor pode ter um faturamento de R$ 30 mil a R$ 100 mil por mês, dependendo do modelo de negócio.

E um destes modelos é o de franquia, que possui algumas vantagens, como mostraremos a seguir.

Imagem de doces com cobertura branca e um morango em cima.
A venda de doces é um mercado de grande faturamento.

Vantagens de abrir uma franquia

O modelo de franquia é atrativo para diversos perfis de empreendedores, nos mais diferentes segmentos de mercado.

Seja uma franquia de confeitaria ou outro tipo de franquia, o empreendedor conta com um negócio já estruturado e uma operação padrão.

Além disso, possui uma forma de implementação mais simples, com um planejamento feito pela franqueadora.

Nesse sentido, a franquia é uma boa opção, pois conta com um plano de negócio organizado e testado em outras unidades.

Assim, com este plano de negócio, o franqueado sabe quanto custará o seu empreendimento, as ações a serem feitas para o desenvolvimento do negócio e a captação de clientes.

Do mesmo modo, nesta questão da clientela, ter uma franquia facilita esse processo, pelo fato de a marca já ser reconhecida no mercado. Ademais, conta com produtos testados e aprovados pelo público.

Além disso tudo, a rede oferece também diversos tipos de suportes para os franqueados. Esse é um diferencial, principalmente para empreendedores sem muita experiência no mercado.

Ao abrir uma franquia, o empreendedor recebe treinamentos diversos para conhecer a operação da marca. Seja para a produção dos itens do cardápio ou para a prestação de serviços de forma padrão.

Ademais, a franqueadora oferece auxílio para a escolha do melhor local para a instalação do ponto comercial e para o seu layout.

Por fim, o franqueado recebe apoio para ações de marketing, para questões jurídicas e burocráticas, facilitando a montagem do negócio e o seu desenvolvimento.

Veja o ebook abaixo que separamos para você falando um pouco mais sobre as vantagens do modelo de franquia.

ebook gratuito franquias vantagens abrir uma franquia guia

Setor de alimentação é uma ótima oportunidade!

O setor de alimentação do franchising, onde estão inseridas as franquias de confeitaria, é o segmento de maior faturamento.

De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF), este setor faturou mais de R$ 40 bilhões em 2020. E isso mesmo com a queda na Economia causada pela pandemia do novo coronavírus.

O mercado de Alimentação possui grande faturamento por alguns motivos. Primeiro, por ser um item de primeira necessidade. Segundo, por contar com uma grande variedade de nichos dentro do mercado.

São diversos tipos de alimentos em diferentes modelos de franquias. Por exemplo, um nicho que tem tido grande destaque é o de venda de açaí.

Esta fruta caiu no gosto de todo o Brasil, ultrapassando as fronteiras da região Norte, onde já fazia parte da culinária local.

Segundo dados da Embrapa, a movimentação da indústria de extrativismo e comercialização do açaí tem como resultado anual mais de R$ 40 milhões em receitas. O consumo de açaí aumenta cerca de 15% a cada ano.

Ainda dentro do segmento de Alimentação, cabe destacar as franquias que trabalham por delivery. Por causa da pandemia, estes negócios conseguiram manter uma boa competitividade.

Da mesma forma, temos que destacar as franquias de pizzarias, fast-food, comidas saudáveis, entre outras. São diferentes públicos para o empreendedor trabalhar, tendo espaço para todo mundo.

3 franquias de confeitaria para abrir

Um destes segmentos é o de franquias de confeitaria, que oferece para o público diferentes tipos de produtos.

Aqui separamos algumas destas redes para você conhecer um pouco mais sobre o modelo de negócio.

1. Sodiê Doces

A franquia Sodiê Doces está presente em todo o Brasil, em mais de 310 unidades. A rede trabalha com mais de 100 variedade de bolos dos mais deferentes tipos.

A Sodiê oferece com apenas um modelo de negócio, que exige um ponto comercial de 150 metros quadrados, em média. Ainda, é voltado para cidades com mais de 85 mil habitantes.

Para se tornar franqueado é necessário um investimento de R$ 450 mil, incluso taxa de franquia, mobiliário, capital de giro, obras e equipamentos.

Vemos alguns pirulitos de chocolate (imagem ilustrativa). Texto: franquia de confeitaria.
Quem resiste a um doce para alegrar o dia?

2. Amor aos pedaços

Advertisement

Uma das franquias de confeitaria no mercado brasileiro é a Amor em Pedaços. A rede trabalha com mais de 130 opções entre docinhos, bolos, tortas, pavês, mousse, sorvetes e salgados.

Ao se tornar franqueado, o empreendedor conta com uma série de suportes da rede. Por exemplo, auxílio para a escolha do local de instalação e para o marketing desta franquia de confeitaria.

Por fim, a franquia possui modelos de lojas e quiosques para o empreendedor, com um investimento inicial mínimo de R$ 170 mil.

3. Bella Gula

Com um amplo cardápio de tortas e quiches para seus clientes temos a franquia Bella Gula. Criada no Rio Grande do Sul, a rede conta atualmente com 34 unidades pelo Brasil.

A franquia possui dois modelos de negócios, um de Tortaria e Café, e o outro de Restaurante e Tortaria.

Para se tornar um franqueado, o investimento inicial mínimo é de R$ 350 mil, podendo chegar a um investimento de R$ 660 mil.

3 opções de franquias em outros nichos de alimentação

Além das franquias de cafeterias e confeitarias que falamos, o setor de Alimentação conta com muitos outros nichos para os empreendedores.

Esse é um mercado amplo, com grande faturamento e um variado público para atender. Sendo assim, veja algumas outras marcas que separamos para você.

1. Cream Berry

Especializada na venda de açaí, a Cream Berry foi criada na cidade de Varginha, no interior de Minas Gerais, com o nome de Akasa do Açaí.

Em 2016, ela entrou para o franchising e recentemente alterou seu nome para Cream Berry, apresentando aos empreendedores um novo modelo de negócio atrativo.

Vimos que a venda do açaí é um segmento interessante, com números interessantes e um mercado cada vez maior.

A Cream Berry conta com um cardápio variado de produtos para acompanhar o creme ou o suco de açaí. Por exemplo, cremes de frutas variados, bem como chocolates, leite em pó, entre outros.

Veja um pouco como é uma unidade da franquia no vídeo que separamos para você.

Além disso, a franquia conta com uma receita exclusiva de açaí, que possui uma central para sua fabricação e distribuição para os franqueados.

Do mesmo modo, ao se tornar franqueado, o empreendedor recebe vários suportes para a instalação e gestão da unidade. Eles são informados na Circular de Oferta de Franquia (COF) da marca.

O franqueado e seus colaboradores recebem treinamentos para conhecer a operação da rede e fazer a produção do cardápio da unidade.

Ademais, os modelos de negócios da Cream Berry são enxutos, de fácil gestão, contando com poucos funcionários.

A franquia trabalha com dois modelos de negócios: o formato Convencional, que não possui self-service, e o Express, modalidade em que os clientes se servem. Ambos trabalham também com entregas por delivery.

Por fim, o investimento inicial mínimo para se tornar um franqueado da Cream Berry é de R$ 90 mil, incluso a taxa de franquia e outros custos de operação.

2. Casa do Pão de Queijo

A franquia Casa do Pão de Queijo é uma rede de renome no marcado de franchising, com mais de 30 anos de experiência na venda deste produto tão tradicional.

Além do pão de queijo, a franquia também trabalha com outros pratos, além de bebidas quentes e geladas. Para se tornar franqueado, o investimento inicial é de no mínimo R$ 130 mil.

3. Patroni Pizza

No setor de pizzarias, uma das opções para investir é a Patroni Pizza, que possui um amplo cardápio de pizzas, bem como massas e petiscos.

A rede entrou para o franchising em 2003 e conta, atualmente, com mais de 140 unidades no Brasil e no exterior.

O investimento inicial em uma unidade da franquia da marca é de no mínimo R$ 200 mil.

Você viu que o mercado de alimentação é atrativo, com franquias de confeitaria e outros tipos de negócios para empreender. Por ser um setor de grande faturamento, o empreendedor deve estar atento às boas oportunidades.

Por fim, separamos um conteúdo para você conhecer mais sobre franquias de alimentação, clicando aqui.

Advertisement
Advertisement