Franquia de moda fitness ou franquia de moda íntima: qual é a melhor?

Publicado em
Franquia de moda fitness: mulher amarrando cadarço com roupa fitness

Abrir um negócio gera muitas dúvidas, principalmente se você está em busca de uma franquia de moda fitness. Será realmente que esse é um modelo que vale a pena investir?

O brasileiro é uma dos povos mais preocupados com aparência no mundo. Assim, diversas empresas cresceram explorando essa situação.

Não muito distante, surgiram as lojas de roupas especializadas em oferecer o que existe de mais confortável na hora de fazer academia, correr, caminhar etc. 

Porém, devido a sazonalidade do mercado, muitas pessoas ficam com dúvida se realmente é um negócio capaz de ser sustentável a longo prazo.

Dessa forma, para quem está começando agora, um boa oportunidade para entender como o mercado da moda funciona são as lojas de roupas íntimas. 

Por isso, preparamos o texto a seguir fazendo um comparativo sobre cada uma das possibilidades. Permitindo, assim, que você identifique pontos fortes e fracos de cada um dos investimentos. Acompanhe a leitura.  

O que é franquia de moda fitness?

franquia de moda fitness: mulher com roupa fitness em uma calçada fazendo exercício
As roupas fitness são projetadas para facilitar a prática de exercícios.

Uma franquia de moda fitness é um mercado que visa oferecer roupas para os praticantes de exercícios físicos. A ideia por trás desse segmento é providenciar modelos cada vez mais aprimorados e confortáveis para as pessoas, podendo também ser utilizado como uma peça do dia a dia. 

Diferente dos demais empreendimentos voltado para a confecção de roupas, esse tipo de empreendimento utiliza tecidos mais leves e confortáveis.

Sem contar no recorte que possibilita melhor movimentação nas juntas, sem travar as articulações ou criando uma resistência que possa prejudicar o trabalho de alguma forma. 

Esse é um conceito que vale para todas as peças. É muito comum pensarmos em roupas fitness apenas os tops, regatas, camisetas shorts ou calças. Existem empresas que oferecem também modelos para quem pratica exercício no inverno também. Com blusas de frio e até as tradicionais segunda pele. 

Antes de darmos prosseguimento ao nosso conteúdo, precisamos relembrar como as franquias funcionam. O modelo de negócio mais seguro, de acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), surge como uma opção para quem deseja se tornar empresário e ter um caminho mais fácil para crescer. 

Para que uma marca possa crescer e ganhar mais espaço no mercado, é comum que empresas optem por esse formato.

A ideia é negociar com um terceiro o direito de explorar comercialmente todos os serviços e produtos oferecidos pela empresa. Dessa forma, basta o interessado demonstrar o interesse e começar a sua jornada. 

Em contrapartida, ele precisará seguir uma série de padrões e regras impostas pela franqueadora. Tais regras são repassadas via treinamentos e suportes, que também auxiliam no desenvolvimento da unidade.

Porém, a parte de gestão e administração não sofre essa interferência. Por isso, podemos chamar as franquias de semi-independentes. 

Confira como está o mercado de academias no Brasil

De acordo com o estudo realizado pela International Health, Racquet & Sportsclub Association (IHRSA), em 2019, o Brasil possui aproximadamente 34,5 mil academias espalhadas pelo território. Assim, se afirma como o segundo maior mercado do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. 

Esse levantamento mostra o quão promissor é se apoiar em empreendimentos que estejam ligados de alguma forma como o segmento fitness. Principalmente quando passamos a analisar a relação de pessoas que praticam algum tipo de exercício regularmente. 

Porém, mesmo tendo a segunda maior quantidade de academias no mundo, o Brasil fica em terceiro no faturamento anual em dólares analisando as Américas.

Quando partimos para o nível mundial,o País não se encontra nem entre os 10 maiores. Ao que se refere ao número de clientes, estamos em 4º no ranking mundial. 

Mesmo possuindo um das populações mais preocupadas com a estética, a segunda do mundo segundo Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética (ISAPS), o Brasil possui o maior nível de sedentarismo da América Latina. Assim, 47% dos brasileiros não praticam atividade física para se manter saudável. 

A pesquisa realizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS), identificou que o País tem sofrido com a rápida urbanização das regiões e o ritmo agitado das cidades.

Poucas pessoas tem condição de se exercitar em algum momento do seu dia. O que pode ocasionar problemas cardiovasculares, diabetes, demência e até câncer.

Quais os desafios de abrir uma franquia de moda fitness?

franquia de moda fitness: homem fazendo exercício na esteira ouvindo música com fone
Por atuar em um nicho específico, uma empresa de moda fitness tem alguns desafios.

Como podemos ver, mesmo com bons números, o mundo fitness ainda sofre para se manter estável. O potencial de crescimento é gigante e as expectativas é que os dados apontem melhorias para os próximos anos. Mas ainda é necessário enfrentar diversos desafios para se manter. 

Inicialmente, o maior desafio encontrado por quem deseja abrir uma franquia de moda fitness é a exigência de seus consumidores.

Para conseguir se manter competitiva, é necessário que a marca esteja sempre antenada às novidades do mercado. Sem contar na tecnologia que precisa aplicar na confecção para entregar uma peça cada vez mais confortável. 

Para que isso possa acontecer, esbarramos em outro problema que precisa ser lidado com quem deseja entrar no segmento: o alto custo de produção.

Por incrível que pareça, a matéria prima nacional para confeccionar uma peça é mais cara que a importada. Por causa disso, é comum encontrarmos roupas caras em diversas lojas. 

Além disso, devido a esse preços da matéria prima, o empresário precisa ficar atento ao mercado internacional. Muitos consumidores acabam apostando em adquirir um produto importado para evitar de pagar mais caro. 

Dessa forma, a franqueadora precisa ter bons anos de mercado e contar com um plano sólido de negócio. Mas esses são problemas bem fáceis de resolver diante do outro fator que vamos apresentar em seguida. O que irá fazer você ter que analisar com cuidado todas as opções que o mercado lhe oferece.  

Veja os impactos da sazonalidade no seu negócio de moda fitness

Conhecido com um “fator fantasma”, a sazonalidade é um dos problemas que mais assombram diversos empreendimentos. Quando vamos analisar as questões que envolvem uma franquia de moda fitness, as coisas podem assustar um empreendedor de primeira viagem. 

A sazonalidade é um efeito que ocorre quando o calendário acaba interferindo na saúde do seu negócio por meio de eventos, condições climáticas etc.

Na maioria dos casos, esse é um efeito que acontece sempre nas mesmas épocas do ano. Como o mercado de turismo que tende a ter uma alta durante os meses de férias escolares. 

Existe uma forma para evitar que esse efeito atrapalhe os negócios, porém nem todas as empresas e empreendedores fazem um bom planejamento.

Como resultado, acabam surgindo números ruins e resultados bem abaixo do esperado. Assim, caso queira apostar na sua franquia de moda fitness, é muito importante que fique atento a essas condições. 

No caso das academias e todos os empreendimentos que dependem diretamente ou indiretamente dela, podemos afirmar que os melhores meses serão sempre janeiro, fevereiro, março, agosto e setembro. Geralmente é o período em que as pessoas se dedicam mais aos exercícios. 

Nos demais meses, existem aqueles que possuem uma frequência bem ruim como junho, julho, novembro e dezembro. Geralmente esses são meses onde ou o inverno está presente, ou temos muitas chuvas. Mas calma, isso não quer dizer que o seu empreendimento não irá para frente. 

É necessário que você faça um planejamento prevendo a queda das vendas nessas épocas, utilize os meses de alta para fazer uma boa reserva em caixa e, assim, manter você bem no restante do ano.

Por isso, não deixe de fazer uma pesquisa com outros empresários sobre os anos anteriores, e busque sempre entender as necessidades de seus alunos.  

Qual a outra opção para trabalhar com moda?

Uma outra opção para quem deseja investir em franquia de moda fitness, mas ainda não sente confiança em entrar no mercado e busca mais experiência, são as roupas íntimas.

Esse tipo de empreendimento visa oferecer para os clientes diversas peças com o intuito de manter o dia a dia mais confortável e prazeroso. 

Durante muitos anos, falar de peças íntimas era algo totalmente obscuro e particular. Existia todo um cuidado para que nenhuma alça do sutiã ficasse a mostra.

Homens usavam cuecas mais simples e entrar em um loja especializada nesse segmento, era quase um teste para superar a timidez e vergonha.

Porém, com o passar do tempo as coisas foram mudando. E ao mesmo passo, a moda não ficou para trás. Atualmente, vemos diversos modelos de sutiãs que são feitos para ficarem a mostra. Cuecas e calcinhas mais bem trabalhadas e estilosas, proporcionando um conforto ainda maior para o usuário etc. 

As marcas que trabalham nessa vertente, produzem diversos modelos de sutiãs, calcinhas, cuecas etc. Em alguns casos, é possível encontrar empresas que também oferecer pijamas e camisolas. Atraindo, assim, diversas pessoas sem importar se é homem ou mulher, afinal quase todo mundo necessita de uma peça íntima. 

Uma das características desse tipo de empreendimento é que ela acaba possibilitando uma coleção bem abrangente. Seja para quem busca um peça para uma noite especial, para dormir com mais conforto ou apenas para o uso ao longo do dia. Seja básico ou de luxo, com uma costura nova ou mais antiga. 

Conheça algumas vantagens da franquia de moda íntima

franquia de moda fitness: peças íntimas expostas junto com um pijama
Abrir uma loja de moda íntima pode ser uma opção melhor para empreender.

Aqui estamos falando de um nicho onde o conforto e a qualidade de um produto é ainda mais importante que em outras frentes.

Uma pessoa pode até usar um vestido que não lhe agrada durante uma festa, por exemplo. Mas a peça íntima é praticamente impossível se ela não estiver dentro das suas expectativas. 

Dessa forma, não fica difícil observar a exigência do mercado para ter peças realmente boas para o seu público. E aí entramos na primeira das vantagens de trabalhar nesse segmento.

As franquias de moda íntima, por serem especializadas nesse segmento, produzem peças totalmente de acordo com o que há de melhor no mercado. 

Assim, o franqueado não precisará se preocupar se a marca com a qualidade das peças que está comercializando. Apesar que para chegar nesse nível de confiança é necessário passar por um processo de escolha muito detalhado e cuidadoso, que falaremos no decorrer do texto. 

Outra vantagem para quem busca investir no segmento é a possibilidade de trabalhar sem se preocupar com coleções de inverno, verão, primavera e outono. Apesar de cada empresa possuir seu intervalo de coleções, não é necessário apresentar uma coleção para cada estação do ano. 

O que pode acontecer, e é facilmente perceptível em diversas empresas, é da franqueadora apostar em cores mais vivas para o verão e primavera, por exemplo. Ou com alças mais elaboradas para ficarem a mostrar. Em muitos casos as empresas oferecem uma ou duas coleções por ano. 

Como está o mercado de moda íntima no Brasil?

O mercado de moda íntima no Brasil é um dos mais promissores que existem no mundo. De acordo com o relatório feito pela Inteligência de Mercado (IEMI), entre 2014 e 2018, o número de sutiãs e calcinhas cresceu mais de 9%. Para se ter uma ideia, isso equivale a 880 milhões de unidades vendidas por ano. 

Quando olhamos para o mercado de 2019, houve um gasto médio de R$ 110 por pessoa em peças íntimas. Sem considerar no consumo aproximadamente de quatro produtos em cada compra.

Durante o período da crise, que obrigou muitos brasileiros a ficar em casa, o mercado de moda íntima foi um dos que sofreu o menor impacto. 

A IEMI identificou que 64% dos consumidores mantiveram suas compras ao longo de 2020, sem contar nos 58% que dizem se sentirem motivadas a comprarem alguma peça íntima até o final do ano. Por fim, a expectativa é que 48% voltem a comprar ao final do período de isolamento. 

Um exemplo desse crescimento, é a cidade de Juruaia, em Minas Gerais. Conhecida como a capital da lingerie, devidos as várias fábricas especializadas no segmento, apresentou um crescimento de 50% das vendas em comparação com 2019. 

Outra informação que comprova o crescimento do segmento durante o conturbado primeiro semestre, a Hope, uma das empresas que atuam no setor, identificou um crescimento de 400% em peças conhecidas como loungewear. Ou seja, os pijamas mais chiques que podem se passar como roupas de ficar em casa, sem problema. 

Descubra se há sazonalidade no mercado de moda íntima

Vimos que uma franquia de moda fitness tem um grande problema com relação a sazonalidade.

Porém, esse é um problema que não gera impacto nas empresas de moda íntima. Sabemos que esse fenômeno acontece apenas em negócios que dependem do calendário para se manter vivo. 

Dessa forma, basta analisarmos brevemente para observar que os dias são o que menos impactam na venda de peças íntimas.

Talvez o único período que mais ofereça um resultado muito acima da média seja o dia dos namorados. Fora isso, qualquer data pode ser boa para adquirir uma unidade. 

Quando analisamos o mercado para esse tipo de peça, ficou fácil observar um consumo recorrente mensal e com boas quantidades. E mesmo durante a crise, o mercado continuou crescendo. Não à toa, o Brasil produz mais de 800 milhões de peças por ano. 

Não importa a época do ano, sempre haverá pessoas comemorando aniversário de namoro, casamento, querendo uma peça para renovar o armário etc.

Porém, mesmo com algo tão promissor em mãos, é muito importante que tome os cuidados necessários para que não tenha perdas importantes ao longo do ano. 

Para isso, você precisa encontrar uma marca que confia e se sente seguro de investir. Como no caso da Mardelle. Confira o vídeo explicativo sobre a marca.  

Como se tornar dono da sua franquia de moda fitness ou íntima?

A jornada para se ter a sua franquia de moda fitness ou íntima começa bem antes da assinatura do contrato.

Para que um empreendimento desse porte possa dar certo e caminhe de acordo com os seus objetivos, é muito importante que consiga encontrar a marca que case perfeitamente com o seu perfil. 

Dessa forma, o objetivo é apresentar todas as dicas para fazer uma busca tranquila e com qualidade. Porém, fique sempre em mente que o dinheiro não pode ser o principal fator da sua escolha. Mesmo que seja algo muito tentador, ele pode acabar mascarando diversas questões fundamentais para o seu desenvolvimento. 

Assim, você estará pronto para começar o processo e descobrir qual das franqueadoras disponíveis no mercado, tem o melhor negócio. Respeitando os seus limites e outros pontos para o crescimento profissional. 

Defina qual o melhor mercado para você

Primeiramente, você precisa encontrar o empreendimento que está de acordo com o segmento que deseja atuar. Se quer abrir uma franquia de moda fitness, tem que estar disposto a enfrentar todos os desafios e problemas que irão aparecer ao longo da jornada. 

franquia de moda fitness: lingeries expostas em uma loja
A jornada de um franqueado começa ao escolher o melhor empreendimento para o seu perfil.

O mesmo pensamento funciona para o negócio de moda íntima. Cada uma vai ter um retorno financeiro e sua característica de atuação. Então, tenha ciência dos seus desejos e objetivos. A ideia de empreender é permitir que você trabalhe com aquilo que realmente gosta. 

Acordar todas as manhãs sabendo que terá que trabalhar em algo que não gosta e, pior ainda, que tem o seu dinheiro em jogo, não é nenhum motivador. Assim, encontre os pontos que cada uma das opções oferece para o empresário, como a questão da sazonalidade que apontamos anteriormente. 

Agora, se você é uma pessoa que possui hábitos saudáveis, se identifica mais com o segmento fitness, certamente terá mais facilidade para lidar com esse tipo de empreendimento. Mas isso não quer dizer que você não estará preparado para desenvolver um negócio de moda íntima. 

Analise com cuidado todas as características de cada mercado. Caso seja o empreendedor de primeira viagem, saiba que a sua jornada de trabalho será muito maior que as tradicionais oito horas. Por isso, você precisa ter toda a certeza necessária para conseguir trabalhar da melhor forma possível. 

Descubra o seu perfil empreendedor

Em seguida, chegou a hora de você conhecer o seu perfil de empreendedor. Basicamente existem dois tipos que se destacam e possuem variações.

O primeiro que vamos apresentar é aquele que tende a ter mais facilidades para desenvolver uma loja de moda. Ou seja, a pessoa com mais aptidão para vendas. 

Geralmente, esse tipo de empresário consegue conversar melhor com seus clientes, atua na linha de frente, tem a capacidade de reverter situações contrárias, tende a resolver problemas de relacionamento com maior facilidade e é visto como referência pelos demais colaboradores da loja. 

Em contrapartida, existem aquelas pessoas com foco no administrativo. Elas não possuem tanta facilidade para vendas, mas consegue cuidar da gestão e estratégias de crescimento com mais tranquilidade. Esse empreendedor lida melhor com números, tomadas de decisão e consegue fazer planejamentos para curto, médio e longo prazo mais facilmente. 

Isso quer dizer que as pessoas voltadas para o administrativo não podem abrir uma franquia de moda fitness? Não. Significa que quem tem o perfil para vendas tem o sucesso do seu negócio garantido? Não. Conhecer o seu perfil irá servir para mostrar quais os seus pontos fortes e fracos. 

Mesmo que cada um tenha um perfil, é muito importante que consiga unir os dois tipos para ajudar o seu empreendimento crescer.

Se você se contentar apenas com o que já tem, certamente terá graves problemas de gestão financeira ou pessoal. Esse é apenas um guia para evitar que você não alcance o sucesso esperado. 

Faça um levantamento financeiro

mulher segurando dinheiro e feliz
O levantamento financeiro é fundamental para conseguir juntar dinheiro para abrir um negócio.

Após traçar o seu perfil e reconhecer os pontos fortes e fracos, o próximo passo é saber qual a sua capacidade financeira. É comum muitas pessoas terem medo de conhecer o caminho que o dinheiro faz ao chegar na conta. Ou seja, evitam analisar o extrato, analisar cada saída etc. 

Essa é uma prática fundamental para conseguir guiar um empreendimento. Sem isso, certamente a sua unidade estará fadada ao colapso. E para evitar que isso aconteça, é aconselhável que tenha essa prática no seu dia a dia. Além de facilitar o seu entendimento sobre dinheiro, irá permitir aumentar o seu poder de compra. 

Inicialmente, é recomendável que você faça uma análise bem detalhada de todos os seus gastos ao longo do mês. Identifique quais foram suas aquisições no último mês e faça um levantamento sobre qual é realmente importante para o seu dia a dia, ou é apenas um capricho.

Por exemplo, caso coma fora ou peça delivery todo dia, se pergunte se não vale mais a pena fazer a comida ou deixar para comer em casa.

Se comprou algum produto, certifique-se que ele é realmente essencial para a sua vida. Essa pesquisa simples será o suficiente para conseguir entender um pouco mais sobre como o dinheiro trabalha. 

Ao final do primeiro mês de acompanhamento, certamente irá notar uma melhora na sua capacidade financeira. Para evitar que o dinheiro fique parado na sua conta e perca valor, mantenha em um investimento. Assim, com o passar do tempo, ele será valorizado e tende a aumentar. 

Conheça o mercado

Com essas primeiras etapas do funil, chegou o momento de conhecer um pouco mais sobre o mercado que você escolheu.

Agora, diferente da primeira pesquisa que realizou, a busca deve ser com relação as tendências e expectativas para o futuro. O mais importante agora é encontrar mais critérios para iniciar a caçada pela marca perfeita. 

Quando falamos de moda íntima, o mercado tem se desenvolvido com base em algumas tendências. As lingeries, como vimos, têm ficado cada vez mais a mostra. Fazendo com que as marcas trabalhem nas questões relacionadas a modelagem das peças. Ao mesmo tempo, o visual esportivo dentro do casual tem tido grande influência. 

Especialistas também apontam que os sutiãs balconet também irão crescer ainda mais. O modelo que possui meio bojo apenas na parte inferior do seio e alças separadas tem ganhado mercado. Essas são apenas uma das tendências que serão adotadas nos próximos anos. 

Já para olharmos uma franquia de moda fitness, você precisa ficar atento as cores que tendem a ganhar mais espaço. Sem contar nos modelos com estampa. Além disso, já existe atualmente peças que funcionam como protetor solar ou com microcápsulas de aloe vera, para ajudar na proteção da pele. 

Assim, com base nesse levantamento, você terá condição de observar a coleção das marcas que tem maior interesse e observar se ela já se encontra dentro do que é esperado no futuro. 

Encontre a franquia de moda fitness ou íntima

Com o levantamento feito sobre o mercado, chegou o momento de conhecer as marcas disponíveis no mercado.

Para isso, basta acessar algum portal sobre franquias e conhecer as opções que são apresentadas. Além disso, a própria Associação Brasileira de Franchising (ABF) conta com uma área para consulta das marcas associadas. 

Faça uma busca analisando cada um dos tópicos que você levantou até aqui e evite escolher apenas por causa do retorno financeiro que ela pode oferecer. Considere a história, os anos de experiência, modelo de negócio etc. Faça uma lista com as melhores que encontrar. 

Em seguida, pesquise sobre essas empresas escolhidas nas redes sociais e no google. Verifique a reputação de cada uma com o seu público. Uma franquia de moda fitness ou íntima, para ser considerada com boa perspectiva de crescimento, precisa ter público. Assim, se você aposta em uma marca que não possui isso, se prepare. 

Repare no número de reclamações e se existem usuários que defendem a marca. Se puder, vá até a loja para conhecer a qualidade das peças, compre e use. Essas ações farão você ter uma ideia melhor sobre cada marca. Por fim, não deixe de consultar também o site Reclame Aqui. 

Esse portal é referência no Brasil para diversos consumidores. Nele é possível verificar as reclamações e como a empresa trata seus clientes. Sem contar na nota que aponta a qualidade do atendimento de uma determinada empresa, o que gera até premiação no final do ano. 

Entre em contato com a franqueadora

Após esse processo, estamos caminhando para finalmente você se tornar dono da sua franquia de moda fitness ou íntima. Chegou o momento de entrar em contato com a marca e demonstrar o seu interesse em ser um franqueado. 

Para isso, basta acessar o site da empresa, preencher o formulário de cadastro, enviar e aguardar o contato.

Nessa primeira conversa, a franqueadora irá buscar entender um pouco melhor sobre o seu perfil e objetivos. Afinal, até aqui apenas você pode conhecê-la e ela precisa ter a mesma certeza que você teve para escolhê-la. 

Não existe um número máximo de reuniões que podem acontecer até o fechamento do contrato, tudo depende de uma série de fatores.

Cada franqueadora tem suas exigências para fechar um negócio. Como esse será o seu primeiro contato com a empresa, aproveite para esclarecer todas as suas dúvidas. 

Não deixe nada para depois, pergunte e obtenha o máximo de resposta possível para que tenha tranquilidade em dar continuidade no negócio.

Não tenha medo de estar sendo enganado apenas para fechar negócio. O modelo de franquia não trabalha dessa forma, afinal é a história e reputação da marca que estará em jogo. 

Logo, se você não apresentar o que ela pede dos seus franqueados, ela não irá insistir para que feche negócio a todo custo. 

Estude a Circular de Oferta de Franquia 

Por fim, chegou o momento de receber a sua Circular de Oferta de Franquia (COF). Esse é o último passo antes da assinatura do contrato. O documento conta com uma série de informações importantes para o franqueado. Será por meio dela que você terá conhecimento das suas obrigações. 

Ao mesmo tempo, também irá conhecer quais os deveres da franqueadora durante a duração do contrato. São diversos pontos abordados como o histórico da marca, balanço financeiro, taxas, regras para encerramento do contrato, área de atuação, pendências judiciais se houver etc. 

Não tenha pressa para estudar todos os tópicos abordados na COF. Analise com bastante calma e consulte um advogado para ajudá-lo. De acordo com a Lei de Franquias, a Circular deve ser entregue pelo menos 10 dias antes da assinatura do contrato. Se o prazo não for respeitado, o investimento é perdido. 

Após estar de acordo com todos os tópicos apresentados, basta assinar o seu contrato, quitar a taxa de franquia e começar a se preparar para a inauguração. Para que conheça o passo a passo completo, separamos o infográfico abaixo. 

Infográfico passo a passo para adquirir uma franquia

Como vimos ao longo do texto, abrir uma franquia de moda íntima aparenta ser um empreendimento mais aconselhável. Não apenas por causa da sazonalidade inexistente nesse mercado, mas por não fazer parte de um nicho tão específico quanto o fitness. 

Ao analisar os mercados, também foi possível observar que mesmo durante a crise, houve um crescimento na vendas. Se mostrando um negócio pouco mais protegido que outros para enfrentar situações que parecem adversas. 

Gostou do nosso conteúdo sobre franquia de moda fitness ou íntima? Continue em nosso blog por meio do artigo “Franquia de moda íntima: opções para investir