O maior Portal de Franquias do Brasil!
Home » Todos Conteúdos » Franchising » Franquias para cidades pequenas: vantagens, cuidados, dicas e opções lucrativas

Franquias para cidades pequenas: vantagens, cuidados, dicas e opções lucrativas

Sumário

O interior do Brasil tem chamado cada vez mais a atenção dos empreendedores. Uma maneira de investir nestas regiões é com as franquias para cidades pequenas, sobre as quais explicaremos neste conteúdo.

O consumo nas cidades pequenas cresceu 23% entre 2015 e 2020, segundo levantamento da consultoria IPC Marketing. As cidades maiores tiveram um crescimento de 15% no mesmo período.

Estes números são apenas um dos indícios de que investir em franquias baratas e lucrativas para cidades pequenas pode ser uma boa ideia. Confira algumas dicas para que você possa empreender com segurança nestas regiões.

Afinal, a sua cidade é pequena?

O Instituto brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), classifica cidades pequenas como sendo aglomerados urbanos com contingente populacional de até 50 mil habitantes.

Assim, são regiões menores, normalmente mais afastadas das capitais dos estados. Porém, com o aumento do trabalho remoto por conta da pandemia, essas cidades ganham novos adeptos.

Nesse sentido, são pessoas que buscam uma vida mais tranquila e também mais barata, tendo em vista o custo nos grandes centros urbanos.

Há um aumento do deslocamento das pessoas para essas cidades, e isso faz com que as regiões se tornem atrativas para empreender.

Os novos habitantes levam hábitos de consumo das grandes cidades, o que pode ser atrativo para um negócio.

Por isso, investir nas melhores franquias para cidades pequenas pode ser uma oportunidade para ganhar dinheiro nesses locais.

O que abrir de negócio em cidade pequena?

Por ser uma região com menos habitantes, o empreendedor deve analisar bem o mercado local antes de investir. Logo, é fundamental conseguir identificar nichos de mercados com potencial.

Por exemplo, o empreendedor precisa analisar o poder aquisitivo naquela região, para que possa ter uma franquia que se encaixe ao público local.

Não adianta ter um negócio de luxo se a renda dos moradores locais não comporta tais gastos.

Do mesmo modo, o empreendedor deve buscar franquias baratas para cidades pequenas caso tenha pouco dinheiro. Esta escolha também deve levar em consideração quais são os seus objetivos de lucratividade.

Um ponto importante na hora de investir em qualquer negócio é entender o seu próprio perfil. Você deve buscar trabalhar com algo que goste, e que tenha aptidão para atuar.

Nesse sentido, se é uma pessoa mais comunicativa, pode investir em franquias de sucesso para cidades pequenas que envolvam venda direta. Assim, aproveita as suas qualidades que se encaixam neste tipo de negócio.

O seu perfil e o perfil do mercado consumidor local são pontos que devem fazer parte da sua análise para investir em uma franquia. Por conta do tamanho do público da região, isso exige um cuidado a mais.

Separamos a seguir algumas opções de franquias baratas e lucrativas para cidades pequenas. Entenda também como escolher o melhor negócio para investir.

Franquias para cidades pequenas com bom faturamento todo mês

Conforme falado, as cidades pequenas têm se tornado recantos atrativos para investir. Assim, franquias mais enxutas podem ser boas opções para empreender nessas regiões.

Então, descubra algumas das melhores franquias para cidades pequenas, com tipos de negócios voltados para diferentes públicos.

[raio_x]

Vantagens de abrir negócio em uma cidade pequena

Existem algumas vantagens de se abrir um negócio em cidade pequena. Um deles, como dito, é o crescimento do consumo nessas regiões.

Além disso, por serem mercados pequenos, o empreendedor tende a encontrar menos concorrência.

Estas cidades têm uma menor variedade de produtos e serviços, o que pode ser interessante para o investidor.

Do mesmo modo, uma franquia pode ser uma novidade na cidade, atrair os consumidores que não estão acostumados com aquele produto ou serviço. Por ser uma marca mais conhecida.

Logo, pelo fato de tratar-se de uma franquia, tem esta atratividade a mais.

Um ponto positivo também é que cidades pequenas costumam ter custos menores. Por exemplo, aluguel mais barato, custo de mão de obra menor, entre outros itens.

As cidades menores também são mais fáceis para se fazer o trabalho de marketing, por terem sua população mais concentrada.

Enfim, o empreendedor encontra um bom potencial de lucro nas cidades pequenas espalhadas pelo interior do Brasil.

Perfil ideal para abrir uma franquia

O empreendedor que deseja abrir uma franquia deve ser uma pessoa proativa e organizada. Assim como qualquer negócio, o modelo de franchising também exige bastante dedicação.

Nesse sentido, se o empreendedor não pode dispor de um bom tempo para se dedicar ao negócio, pode não ser o ideal abrir uma franquia.

Do mesmo modo, o empreendedor precisa ser comunicativo, para captar os clientes. Em cidades menores é importante a propaganda “boca-a-boca” para que sua franquia fique cada vez mais conhecida.

Além disso, o empreendedor deve saber seguir a padronização imposta pela franqueadora. O modelo de franchising limita um pouco a liberdade do empresário, e deve saber lidar com isso.

Por fim, para investir em franquias baratas para cidades pequenas precisa também ter um perfil autoconfiante. Isso é importante para tomar as decisões necessárias para o bom andamento do seu projeto.

Passo a passo para você investir em franquia

Abrir uma franquia é um processo que costuma ser mais simples do que iniciar um negócio do zero. Se o modelo for Home Office, é ainda mais fácil, já que precisa de uma estrutura bem básica.

Sendo assim, o primeiro passo para abrir franquias em cidades pequenas é escolher a marca. Buscar aquela que mais tem potencial de sucesso naquela região. Além disso, que combine com o seu perfil.

Em seguida, demonstre seu interesse pelo negócio entrando em contato com a franqueadora. Isso porque, também avaliará se você tem o perfil que busca e se a cidade onde deseja atuar é interessante para aquela franquia.

Depois das tratativas entre as partes, há a assinatura do contrato. O empreendedor paga a taxa de franquia, busca um ponto comercial e passa pelos treinamentos da franqueadora.

Nesse sentido, é comum que o novo franqueado faça visitas guiadas a outras unidades da rede para conhecer mais de perto o negócio.

Após todo este preparo, o franqueado está pronto para iniciar seus trabalhos.

Entre os últimos passos estão a divulgação massiva da inauguração. A franqueadora costuma acompanhar bem de perto este primeiro momento da nova unidade.

Portanto, é um processo que envolve algumas etapas a mais dependendo do tipo de negócio. Porém, a franqueadora dá o suporte que facilita a montagem do negócio.

Enfim, as franquias são as melhores opções para investir em cidades pequenas, seja por conta do reconhecimento da marca ou estrutura mais enxuta. Agora que já sabe disso, que tal começar o seu negócio?

Acompanhe o mercado
A mais lidas hoje