O maior Portal de Franquias do Brasil!
Home » Todos Conteúdos » Franchising » Funcionamento de uma franquia, cuidados e vale a pena abrir? Acompanhe!

Funcionamento de uma franquia, cuidados e vale a pena abrir? Acompanhe!

Sumário

No funcionamento de uma franquia, é importante estar atento aos cuidados necessários antes de abrir um negócio deste tipo. Neste texto, vamos abordar o que você precisa saber para garantir que a sua escolha seja acertada e traga bons resultados.

Os dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), em 2022, revelam que o mercado de franquias faturou R$ 211,4 bilhões. Logo, essa pode ser a maneira ideal de empreender e lucrar.

Muitas pessoas se perguntam se vale a pena investir em uma franquia, e a resposta depende de diversos fatores que envolvem o modelo de negócio, o setor de atuação, a marca escolhida, entre outros aspectos. Então, continue a leitura e saiba mais!

O mercado de franchising brasileiro

O mercado de franchising brasileiro tem apresentado um crescimento constante nos últimos anos. Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), em 2022, o setor teve um aumento de 14,3% no faturamento em relação ao ano anterior, superando o patamar pré-pandemia.

O setor de Alimentação lidera o ranking, seguido por saúde, Beleza e Bem-estar. O mercado de franquias tem sido uma opção interessante para quem quer empreender, já que conta com um modelo de negócio já consolidado.

O setor também tem investido em Tecnologia e Inovação para se adaptar às mudanças do mercado e oferecer uma experiência cada vez melhor aos consumidores.

Como é o funcionamento de uma franquia?

As franquias se tornaram um modelo de negócio popular no Brasil. Funcionam como uma parceria entre o franqueador e o franqueado. Assim, o primeiro concede o direito de uso da marca, produtos, serviços e processos em troca de uma taxa de franquia e royalties.

O franqueado recebe todo o suporte necessário para iniciar e operar o negócio, incluindo treinamento, marketing e suporte operacional.

O funcionamento de uma franquia segue um padrão rigoroso e bem definido. Desse modo, garante que o modelo de negócio seja replicável e gere resultados consistentes em todas as unidades.

Logo mais, você aprenderá sobre a importância da Circular de Oferta de Franquia (COF. Mas antes, entenda para quem indica-se uma franquia.

Para quem uma franquia é indicada? Quem pode ter?

O modelo de franquias tem se mostrado uma opção atraente para empreendedores que buscam investir em um negócio consolidado. Portanto, o perfil ideal de um franqueado envolve habilidades como liderança, gestão de pessoas, organização e comprometimento.

Além disso, é importante que o interessado tenha afinidade com o setor em que deseja investir e esteja disposto a seguir as diretrizes e padrões estabelecidos pela franqueadora.

Quando o assunto é funcionamento de uma franquia, ter recursos financeiros suficientes para o investimento inicial e capital de giro também é fundamental.

Entenda a importância da COF

A Circular de Oferta de Franquia (COF) é um documento importante para quem deseja investir em uma franquia.

Isso porque, nela que o franqueador deve detalhar informações como custos, direitos e deveres do franqueado. Além de prever possíveis riscos envolvidos no negócio.

Por meio da COF, o futuro franqueado tem acesso a dados que o ajudam a avaliar se o investimento é viável e se está alinhado aos seus objetivos. Dessa forma, você precisa estudar o documento com atenção antes de fechar um contrato de franquia.

O que o franqueado paga ao franqueador?

Ao abrir uma franquia, o franqueado precisa estar ciente das taxas que irá pagar ao franqueador. A primeira delas é a taxa de franquia, que é um valor único pago no momento da assinatura do contrato de franquia.

Essa taxa é referente aos custos que o franqueador teve para montar a franquia e estruturar o modelo de negócio.

Dessa forma, o franqueado precisa pagar os royalties nas franquias, que são uma porcentagem do faturamento bruto mensal. Esse valor destina-se ao uso da marca e do know-how do franqueador, além do uso para ações de marketing e publicidade.

Nesse sentido, outra taxa que o franqueado precisa pagar é a taxa de propaganda, que é destinada às campanhas publicitárias da marca como um todo. Sendo assim, essa taxa é obrigatória para todas as unidades da franquia, independente da localização.

Por fim, algumas franquias podem cobrar também a taxa de sistema, que é uma contribuição para o suporte e manutenção do sistema de gestão usado pela franquia.

Mas entenda que existem outras taxas que podem ser cobradas pelo franqueador. Porém, essas são as mais comuns entre as marcas. Por isso, é fundamental que o franqueado esteja ciente de todas as obrigações financeiras antes de assinar o contrato de franquia.

Vantagens e desvantagens do sistema de franquias

O sistema de franquias apresenta vantagens e desvantagens para quem deseja investir. Dentre as vantagens, destaca-se a possibilidade de ter um negócio já consolidado, apoio na gestão e marketing e acesso a treinamentos.

Já as desvantagens incluem a obrigatoriedade de seguir padrões, a dependência do franqueador e a falta de autonomia na tomada de decisões. Mas avalie esses pontos antes de investir em uma franquia, além de analisar o mercado e o potencial de retorno financeiro.

Qual é a razão do sucesso das franquias?

A razão do sucesso das franquias pode ser atribuída a diversos fatores, como o modelo de negócio já testado e aprovado, a transferência de know-how, a força da marca, entre outros.

Nesse sentido, o franchising oferece mais segurança ao investidor, já que o negócio foi previamente testado e validado. Com isso, muitos empreendedores têm optado por esse modelo de negócio para começar a empreender.

No entanto, você precisa atentar-se às desvantagens do sistema de franquias antes de tomar a decisão de empreender nesse mercado.

Cuidados para tomar na hora de abrir franquia

O primeiro passo está em escolher uma franquia confiável e com histórico de sucesso. Além disso, como aprendeu até aqui, você deve ler com atenção a COF (Circular de Oferta de Franquia) e o contrato. Isso para entender todas as obrigações e direitos.

Por outro lado, realize uma pesquisa de mercado e análise de viabilidade financeira do negócio. Também você deve estar preparado para seguir as regras e padrões da franquia. Isso porque, garantem a manutenção da qualidade e imagem da marca.

Por fim, é fundamental seguir um plano de negócios bem estruturado e contar com uma reserva financeira para eventuais imprevistos.

Agora, potencialize o seu conhecimento sobre franquias e tenha sucesso. Conte com o curso Franquias: Guia prático para iniciantes. Acesse e saiba mais sobre as aulas.

Passo a passo para investir na sua franquia

O primeiro passo está em escolher a marca adequada para o seu perfil de empreendedor. Feito isso, é hora de verificar a documentação necessária, incluindo, como dito, a análise da COF.

Em seguida, é fundamental realizar uma pesquisa de mercado para entender o potencial da região escolhida. Feito isso, é hora de escolher o ponto comercial e começar as obras.

Por fim, é necessário contratar a equipe, fazer a inauguração e começar a operação da franquia. Agora que está por dentro sobre o funcionamento de uma franquia, abra seu negócio de sucesso e ganhe dinheiro.

Acompanhe o mercado
A mais lidas hoje