9 passos de como gerenciar uma franquia de sucesso

Por
em
Empresário feliz sentando em uma mesa de escritório. Imagem ilustrativa do texto gerenciar uma franquia.
Advertisement

O modelo de franchising é um formato atrativo para empreender, ainda mais quando o empreendedor conhece alguns detalhes de como gerenciar uma franquia, sobre os quais falaremos aqui.

Mesmo com as incertezas na Economia causadas pela pandemia, o mercado de franquias brasileiro teve bons números. Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o setor teve crescimento de 10,7% no faturamento em 2021.

Mas além de um mercado aquecido, o empreendedor encontra algumas facilidades no modelo de franquia que são importantes para quem tem o desejo de investir em um negócio próprio.

Vantagens de abrir uma franquia

As franquias são formatos de negócios previamente estabelecidos, possuem uma estrutura e operação definidas.

Então, ao investir em uma, o empreendedor paga pela autorização para usar a marca da rede de franquias e todo o seu know-how.

Por ser um negócio pronto, simplifica sua implantação, além de ser mais seguro. Por isso, pode ser sua melhor ideia de negócio.

Mas além da facilidade de empreender, este tipo de empreendimento possui algumas outras vantagens em relação a começar uma empresa do zero.

Isso porque, você conta com uma marca reconhecida no mercado, já algumas delas são de renome internacional. Logo, uma franquia de sucesso possui por si só a capacidade de atrair clientes. Assim, o público reconhece a empresa e já sabe o que esperar.

O franqueado conta também com treinamentos para conhecer o mercado no qual vai atuar, bem como para gerenciar uma unidade da franquia.

Portanto, ele tem uma estrutura de suporte à sua disposição, para auxiliar nas ações de marketing pelas redes sociais, orientação para questões burocráticas, jurídicas, entre outros.

Um fator vantajoso é ter também um plano de negócio definido pela franqueadora. Assim, o empreendedor já sabe no início do empreendimento os custos que terá para implantar a franquia.

Estes e outros suportes são informados aos empreendedores na Circular de Oferta de Franquia (COF), documento importante nas tratativas entre franqueadora e investidores.

Sala de escritório com um empresário falando ao telefone perto da janela. Imagem ilustrativa do texto gerenciar uma franquia.
Esse modelo de negócio facilita muito o processo de empreender.

Entenda como gerenciar uma franquia

Como falamos, o formato de franquia possui algumas facilidades, como as de home office. Dessa forma, é mais simples do que iniciar um negócio do zero.

Porém, é preciso alguns cuidados para gerenciar uma franquia, sobre os quais vamos explicar um pouco mais neste conteúdo. Então, tranquilize-se e fique com a gente até o final!

1. Atenção aos treinamentos

Como dito, a franquia possui uma operação previamente estabelecida e para conhecer a melhor forma de gerenciar este negócio, o empreendedor deve aproveitar bem os treinamentos oferecidos pela franqueadora.

Nesse sentido, a franqueadora apresenta um material sobre cada detalhe do negócio, como é feito o trabalho no dia a dia e outras informações de como administrar uma franquia.

Muitas dessas franquias também fazem visitas a algumas unidades da marca junto com o novo franqueado. Assim, ele conhece in loco como funciona o negócio.

Dessa forma, é possível tirar as dúvidas junto à franqueadora sobre cada aspecto do negócio, para que por fim, possa realizar o trabalho de modo seguro.

2. Aproveite o suporte da franqueadora

Advertisement

Além dos treinamentos, o franqueado recebe suporte da franqueadora. Por exemplo, orientação para as questões burocráticas, como abertura de empresa e as documentações necessárias.

Da mesma forma, a franqueadora auxilia com o trabalho de marketing da unidade, fornecendo materiais de publicidade para serem usados pelo franqueado.

A franqueadora também oferece suporte, como programas de gestão interna. Ainda, ajuda o franqueado a solucionar eventuais problemas que aconteçam com os programas.

Enfim, com os treinamentos e os suportes da franqueadora o empreendedor terá mais segurança para gerenciar uma franquia mesmo sem nunca ter tido um negócio próprio antes.

3. Mantenha dinheiro em caixa

O planejamento financeiro é um ponto chave para qualquer negócio e com as franquias não é diferente. Isso porque, é comum que na hora de iniciar uma unidade de franquia o empreendedor tenha que manter um capital de giro reservado.

Nesse sentido, dentro do investimento inicial da franquia costuma ter um valor a título de reserva. Já o capital de giro é importante para pagar os custos do negócio até que ele comece a dar o retorno financeiro esperado.

Balconista de loja recebendo o pagamento dos clientes. Imagem ilustrativa do texto gerenciar uma franquia.
Um negócio precisa estar saudável financeiramente. Por isso, é importante ter um capital de reserva.

Da mesma forma, ter este capital guardado é interessante para eventuais problemas que possam surgir ao longo dos primeiros meses do negócio.

Assim, o empreendedor não será surpreendido por algum gasto que não estava programado ou até para realizar algum investimento que seja interessante para o desenvolvimento do negócio.

4. Controle o estoque de perto

Outro ponto importante para gerenciar uma franquia é atentar-se ao estoque da sua loja. Desse modo, é preciso ter um equilíbrio. Ou seja, ele deve ser o suficiente para não faltar, mas não pode ser muito, pois é um dinheiro que estará parado.

É comum que a franqueadora oriente o franqueado para manter um determinado tamanho de estoque, pois ela tem expertise e consegue fazer uma projeção em relação ao estoque ideal, o que é bem atrativo em alguns nichos, como de Alimentação.

Nesse sentido, o empreendedor deve avaliar sempre se o estoque está sólido para atender à quantidade de clientes que frequentam uma loja.

E ainda, o controle deve ser constante, para evitar que falte qualquer tipo de insumo e impeça o franqueado de atender os clientes de forma completa.

Enfim, é necessário o cuidado, até porque dependendo da logística da franqueadora, a entrega de um novo estoque pode demorar. Logo, isso também deve ser considerado pelo franqueado.

Advertisement

5. Faça várias ações de marketing

O franqueado precisa fazer a divulgação de seu produto ou serviço para que seu público-alvo conheça o que você tem a oferecer e se destaque diante de outros negócios.

Então, para o trabalho de marketing é comum que a franqueadora tenha um setor direcionado, ou terceirize o serviço com uma empresa especializada.

Sendo assim, a franqueadora oferece materiais para a divulgação bem como orientação para as ações de marketing feitas pelo franqueado.

Isso porque, ele é o responsável por este trabalho em sua unidade. Dessa forma, deve ter a noção da importância desse trabalho para gerenciar uma franquia.

6. Não misture seu dinheiro com o da franquia

Pessoa colocando uma nota de dinheiro em uma caixa. Imagem ilustrativa do texto gerenciar uma franquia.
Evite pagar contas pessoais com o dinheiro da franquia.

Citamos a importância do planejamento financeiro para o bom desenvolvimento do negócio. Dessa forma, é fundamental que o empreendedor tenha uma reserva, mas é importante também que ele não misture seu dinheiro com o da franquia.

O empreendedor precisa evitar pagar suas contas pessoais com o dinheiro da franquia, para que ele possa ter melhor controle dos ganhos e custos do negócio. Assim, manter as contas da empresa mais protegidas.

Além disso, ele precisa também avaliar sempre se as metas de ganhos do negócio estão dentro do previsto, e caso misture o capital pessoal com o da empresa, a avaliação estará prejudicada.

7. Faça uma boa gestão de pessoas

Uma parte do gerenciamento de um negócio é saber como administrar e lidar com seus funcionários. Ter um bom relacionamento com eles contribui para que o trabalho flua com mais facilidade.

Portanto, o franqueado, ao optar por uma unidade com ponto físico e funcionários, deve fazer a gestão dos colaboradores para que eles estejam sempre dispostos a realizar um bom trabalho.

Esta gestão de pessoas pode ser feita por meio de reuniões frequentes, bastante conversa para entender o lado do funcionário e uma orientação para que possam realizar o trabalho da forma que você deseja.

Porém, algumas franquias possuem modelos de negócios menores para trabalhar em home office. Por isso, possibilita que o franqueado atue sozinho.

Dessa forma, não terá essa necessidade de gerenciar colaboradores. Sendo assim, isso é um fator que pode ser um diferencial para empreendedores que não possuem um perfil de liderança e gostam de atuar mais solitários.

8. Realize ações de pós-venda

O setor de pós-venda é de extrema importância para qualquer empresa, já que pode fidelizar clientes, levando-os a não apenas realizar uma nova compra no futuro, mas estabelecer uma relação comercial duradoura.

Mulher escolhendo uma roupa em uma loja.
A franquia deve estar sempre atenta para cativar seus clientes por meio das ações de pós-vendas.

Porém, para oferecer um bom serviço de pós-venda, é fundamental dispor de um atendimento de qualidade, conhecer o mercado de atuação do negócio e, acima de tudo, suprir as necessidades dos seus consumidores de forma competitiva.

O pós-venda ativo foca seus esforços em tentar aproximar o público e fidelizá-lo à marca.

Por outro lado, o pós-venda receptivo pode dar suporte e auxílio ao cliente por meio dos canais de comunicação disponibilizados pela empresa, entre outras opções que os consumidores podem usar para sanar dúvidas, fazer reclamações e contatar a companhia.

Este trabalho é essencial para que a sua franquia possa crescer de forma sólida, captar novos clientes, assim como conseguir manter os antigos consumidores.

9. Mantenha as taxas da franquia em dia

Falamos bastante sobre os suportes que a franqueadora oferece para os franqueados, mas saiba que isso tem um custo.

Algumas taxas são comuns na relação entre franqueados e franqueadora. Por exemplo, a taxa de royalties e também o fundo de propaganda.

Os royalties são a remuneração pelo uso do know-how da marca bem como um pagamento pelos suportes da franqueadora. Este valor pode ser cobrado mensalmente ou de outras formas.

Mas para que o franqueado continue tendo o suporte da franqueadora que são importantes para gerenciar uma franquia, ele deve manter os pagamentos em dia junto à empresa.

Do mesmo modo, não ficar em débito com a franqueadora é importante para que a relação entre as partes corra da melhor forma possível.

Agora que você já tem uma boa ideia sobre como gerenciar uma franquia, conheça as top franquias que separamos para você aqui. Acesse e descubra!

Advertisement
Advertisement