Qual é o melhor momento para abrir uma franquia? Descubra de vez

Por
em
Imagem de uma empreendedora em uma loja. Imagem ilustrativa texto abrir uma franquia.
Advertisement

O empreendedor pode se sentir inseguro para avaliar quando é o melhor momento para abrir uma franquia. Isso porque são diversos detalhes que devem ser levados em conta antes de investir.

É sabido que o sonho de muitos brasileiros é ter o próprio negócio. Segundo pesquisa da Onepoll, 77% dos brasileiros sonham em empreender. Mas este processo exige cuidados para ser eficiente.

Aqui separamos algumas dicas para você saber se é a melhor hora para abrir uma franquia e tudo que deve analisar antes de se decidir.

Está na hora de abrir uma franquia? 9 coisas para analisar

Conforme falamos anteriormente, é o sonho de grande parte dos brasileiros empreender. Contudo, este processo não se resume apenas à esta vontade.

Para abrir uma empresa, é preciso analisar diversos aspectos que vão desde o momento econômico, passando pelo perfil do empreendedor até pelo estudo dos melhores mercados para atuar.

Além disso, o momento ideal para abrir uma franquia irá variar de pessoa para pessoa. É uma escolha pessoal que deve ser pensada de forma cuidadosa.

Nesse sentido, é fundamental buscar informações sobre os aspectos que envolvem este processo de empreendedorismo. Muitas coisas devem ser levadas em consideração, conforme mostraremos a seguir.

1. Seu mercado local

Para quem quer abrir uma franquia, um ponto chave para iniciar este processo é analisar bem o mercado local onde deseja atuar.

Para um negócio começar com o pé direito, é necessário que ele saiba explorar as lacunas de mercado. Assim, analisar por exemplo, onde os concorrentes são mais fracos e onde possui um público-alvo maior.

Esta análise deve levar em conta as oportunidades que surgem, seja por falta de empresas que trabalhem com determinados produtos e serviços na região ou por concorrentes em declínio.

Imagem de uma rua cheia de luzes de lojas. Imagem ilustrativa texto abrir uma franquia.
Avalie a região onde pretende investir para buscar lugares mais atrativos.

Do mesmo modo, é possível aproveitar um mercado aquecido em sua região que pode ser um tipo de produto ou serviço que esteja na moda ou seja novidade.

Entender como funciona o mercado local é uma estratégia que irá orientar também suas ações de marketing e o seu investimento. Ainda, os preços e qualidade dos produtos ou serviços com os quais irá trabalhar.

2. Com o que você quer trabalhar

Advertisement

Um dos primeiros passos para abrir uma franquia passa por um autoconhecimento do empreendedor. Ele deve analisar com que tipo de negócio deseja atuar.

Você pode se identificar com o mercado de Alimentação ou então, bem diferente, gostar de trabalhar no nicho de serviços automotivos.

É preciso avaliar que tipo de produtos ou serviços se encaixam ao seu perfil e às suas expectativas.

Da mesma forma, deve entender como suas características próprias podem influenciar na escolha do modelo de negócio.

Por exemplo, se for uma pessoa mais extrovertida, deve buscar negócios que envolvam contato direto com os clientes. Assim, você terá mais prazer de trabalhar e também vai ter mais chances de sucesso.

Muitos empreendedores desejam trabalhar de forma online, sem contato com as pessoas. Assim, pode buscar um modelo de franquia que se adapte ao seu gosto pessoal e ao seu bem-estar.

3. Sua capacidade de investimento

Antes de abrir uma franquia, o empreendedor deve analisar bem suas capacidade de investimento. Avaliar se possui o capital necessário para implementar o negócio.

Uma vantagem que o modelo de franquia oferece, é que o empreendedor sabe de antemão quanto terá de investir em uma unidade.

Na Circular de Oferta de Franquia(COF) é explicado de forma detalhada os custos do empreendimento.

Além da taxa de franquia e das taxas mensais como royalties e fundo de propaganda, o empreendedor precisa analisar os gastos para abrir a empresa, para o primeiro estoque quando necessário, entre outros.

Imagem de uma pessoa contanto dinheiro. Imagem ilustrativa texto abrir uma franquia.
Evite gastar mais do que possui para não se endividar e prejudicar a saúde financeira do negócio.

Na COF, a franqueadora faz um levantamento até de quanto o franqueado deve gastar com as reformas do estabelecimento para receber a unidade da franquia.

Sabendo destes detalhes, o empreendedor irá se programar para fazer os investimentos. Assim, poderá organizar sua vida financeira sem se atrapalhar.

4. Sua vida pessoal

Quando o empreendedor já sabe quanto terá de gastar como falamos acima, ele pode se programar melhor em relação à sua vida financeira.

Do mesmo modo, antes de abrir uma franquia, ele deve analisar o impacto que iniciar o empreendimento terá em sua vida pessoal.

Assim, avaliar quais são os seus objetivos com o negócio próprio, se terá tempo para se dedicar, se possui capital para investir em uma franquia.

Do mesmo modo, existem empreendedores que buscam uma renda extra, e isso combina com o modelo home office de trabalho.

Portanto, é possível conciliar o emprego ou estudos com o trabalho na franquia. Esta flexibilidade de horário se encontra em diversas marcas.

Por exemplo, ele acabou de ter um filho ou possui algum problema na família, entender se começar o negócio próprio pode afetar de alguma forma a sua vida pessoal.

Nesse sentido, empreender exige muito tempo de dedicação. Além disso, será necessário abrir mão de vários momentos de descanso, viagens e até de convivência com a família.

Assim, é preciso entender se o momento é mesmo propício para abrir uma franquia e poder se dedicar a ela sem causar problemas para você.

5. Modelo de negócio desejado

O mercado de franchising é bem amplo, com tipos de negócios dos mais variados. Nesse sentido, o empreendedor deve analisar o modelo mais indicado para o seu perfil.

Tem empreendedores que sonham em abrir uma loja de doces ou uma pizzaria, ou então trabalhar com venda de seguros. Cada um destes tipos de franquia oferecem um modelo de negócio diferente.

Imagem de um homem trabalhando em um computador. Imagem ilustrativa texto abrir uma franquia.
O empreendedor deve analisar em que tipo de negócio deseja atuar, por exemplo, em home office.

O empreendedor deve estar de olho em mercados que estão em crescimento, bem como aqueles que se encaixam na sua região.

Contudo, ele deve também ir de acordo com o seu instinto, seu desejo. Buscar aquele modelo de negócio que ele entender que lhe trará mais prazer para trabalhar.

Assim, ele pode optar por um modelo mais enxuto em home office ou então em home based. São formatos que permitem aliar o empreendedorismo com outros projetos de vida, por conta da flexibilidade de horário.

Da mesma forma, pode realinhar o sonho ao abrir uma franquia maior para receber diversos clientes e ter um contato direto com o público consumidor.

Isso vai de cada um, e por isso, é preciso analisar que tipo de modelo de negócio é o mais desejado por você antes de iniciar o seu negócio.

6. Opções de franquia disponíveis

Assim como falamos, o mercado de franquias conta com diversos tipos de negócios. E ainda, são muitas marcas que atuam neste segmento.

O interessado deve analisar as diversas franquias disponíveis e depois, fazer uma seleção daquelas que mais se encaixam ao seu orçamento e ao seu perfil.

Entre todas elas é preciso analisar a COF de cada uma, entender o que te oferece, quais são os suportes da franqueadora e o retorno que o negócio proporciona.

Dessa forma, avaliar entre as diversas opções de franquias no mercado aquela que pode ser sua melhor alternativa para ganhar dinheiro.

7. Dados sobre o segmento desejado

Entre os diversos mercados e nichos disponíveis para abrir uma franquia, o empreendedor deve analisar como está o mercado onde a marca atua.

Buscar dados sobre o segmento, se ele está em crescimento ou em crise, se os concorrentes estão saindo do setor ou pelo contrário, estão investindo mais.

Avaliar toda a conjectura do segmento, conhecer as inovações, avaliar se o mercado pode se expandir em um curto prazo.

Dessa forma, entender para onde caminha o setor e se vale a pena investir nele nesta altura, se é mais vantajoso esperar ou então procurar outro segmento.

Imagem de uma mulher em frente uma televisão cheia de gráficos explicando algo para alguns empresários. Imagem ilustrativa texto abrir uma franquia.
Invista em mercados que estejam com números mais sólidos e atrativos para empreender.

8. Opinião de outras pessoas

Um passo importante que auxilia nesta jornada do empreendedorismo é conversar com outras pessoas sobre suas ideias. Ter uma visão de fora pode ajudar a enxergar o momento por outra perspectiva.

Nesse sentido, não é preciso perguntar para as pessoas se você está fazendo certo ou errado, mas analisar as opiniões alheias.

Um empreendedor de sucesso sabe colher informações, aprender com elas e ouvir seu público em potencial. Isso pode ajudar muito na orientação que dará ao seu novo negócio.

9. Você está capacitado?

Além de analisar todos estes aspectos que falamos anteriormente para abrir uma franquia, você também precisa entender o quanto está preparado para empreender.

Muitas pessoas pensam que tendo o dinheiro para investir, o resto virá de forma natural com um modelo de franquia. Contudo, esta é uma visão equivocada.

A franqueadora irá oferecer suportes, mas o fraqueado precisa se sentir seguro para iniciar o seu próprio negócio.

No dia a dia é ele quem irá resolver os problemas, lidar com os clientes, fornecedores e funcionários. A franqueadora apenas orienta e oferece uma operação estruturada, mas o trabalho pesado é do franqueado.

Nesse sentido, mesmo com a ajuda da franqueadora, cabe ao empreendedor buscar aprender sobre gestão, as ações de marketing, administração e todos os outros aspectos que envolvem o negócio.

Por fim, buscar materiais que possam lhe orientar como livros, vídeos, sites especializados, workshops, entre outros.

Como escolher uma franquia para abrir?

Para escolher uma franquia de forma mais eficiente, além de analisar bem o modelo de negócio da marca, é necessários busca outros tipos de informações.

Por exemplo, conversar com outros franqueados para saber se a franqueadora oferece os suportes que promete. Ainda, se a marca é bem recebida pelos consumidores.

Nesse sentido, pesquisar nas redes sociais se a marca da franquia recebe um feedback positivo de seus clientes. Enfim, é importante avaliar tudo antes de investir na empresa.

Assim como falamos, o mercado é amplo, e aqui apresentamos um conteúdo com diversas opções de franquias baratas para você conhecer.

Caso opte por uma marca, entre em contato com a franqueadora. Se ainda está indeciso, aproveite uma consultoria gratuita com especialistas que podem lhe orientar para a escolha da franquia mais indicada para você. Acesse: henriquemol.com.br.

Advertisement
Advertisement