O maior Portal de Franquias do Brasil!
Home » Todos Conteúdos » Para Empreender » Entenda o que é franchising e os principais motivos de investir

Entenda o que é franchising e os principais motivos de investir

Sumário

É comum encontrarmos pessoas querendo descobrir o que é franchising e as características que fazem esse empreendimento tão seguro. Então, conheça o modelo de negócio e saiba quais as vantagens que fazem os empreendedores de sucesso apostarem nas franquias. 

Dados revelados pela Associação Brasileira de Franchising (ABF), indicaram um aumento significativo de 14,3% na receita do setor de franquias, em 2022, em relação ao ano anterior. Dessa forma, atingindo um faturamento de R$ 211,4 bilhões. Logo, empreender nesse mercado pode ser interessante para lucrar.

Por mais que pareça que o franchising consiste apenas na transferência de conhecimento da marca para o empresário, existem outras questões que precisam ser levadas em consideração. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto.

O que é franchising?

Para saber o que significa franchising, é importante compreender que esse sistema visa conceder o direito de uso da marca para um terceiro. Ou seja, a franqueadora (dona da patente) autoriza que o franqueado (empresário) ofereça os seus produtos e serviços em uma nova unidade da empresa.

Uma das grandes vantagens desse modelo de negócio é a possibilidade de entrar no mercado com um empreendimento que passou por todas as etapas de consolidação com o público. Dessa forma, os riscos e problemas que podem surgir são minimizados, principalmente se comparado com empresas abertas do zero. 

Os custos para abrir uma franquia são variados. Existem, inclusive, diversas opções no mercado que contam com um investimento baixo e que cabe no bolso.

Essas são as consideradas microfranquias e têm um investimento inicial de até R$ 135 mil. A informação é da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

O mais importante de saber sobre esse sistema de negócio é que precisa ser uma via de mão dupla. Logo, é necessário que você consiga seguir todos os padrões e processos estabelecidos pela marca. Em contrapartida, a franqueadora se compromete a oferecer treinamentos e suportes.  

Embora seja obrigatório seguir essas orientações, as questões relacionadas a administração e gestão são de responsabilidade do franqueado. Isso torna o modelo um sistema semi-independente.  

Como funciona o sistema de franchising?

O sistema de franquias no Brasil é regido por meio da Lei de Franquias, uma norma criada na década de 1990 para proteger ambas as partes no negócio e evitar fraudes. Com o passar dos anos, necessitando passar por uma reformulação, uma nova norma entrou em vigor (em 2020). 

Um dos objetivos das franquias é permitir que os franqueados possam ter sucesso de uma maneira rápida e segura, algo que dificilmente teriam ao apostar em uma empresa própria. Ao mesmo tempo, o sistema consegue ajudar a franqueadora a expandir a sua área de atuação, espalhando suas unidades por um território. 

Porém, para que isso tudo possa acontecer é preciso ficar atento a algumas coisas que são fundamentais para o desenvolvimento tanto da marca, quanto para o franqueado. A seguir, confira mais sobre o funcionamento do sistema da franchising. Acompanhe!

Transferência do know-how

Para que você tenha acesso ao direito de comercializar a marca, é importante que quitar as taxas da franquia e royalties. Esses valores são referentes ao uso do know-how e expertise, além da transferência deles para a sua unidade, por meio de treinamentos. 

A forma como esses treinamentos são feitos variam entre as marcas. Algumas apostam apenas nos formatos online e contam com uma plataforma de ensino própria. Outras apostam nas aulas presenciais, ou em ambas as possibilidades. 

Valores associados a uma franquia

A taxa de franquia é paga apenas uma vez, no ato de assinatura do contrato. Enquanto isso, os royalties devem ser pagos mensalmente.

Existem duas formas dos royalties serem cobrados. Primeiramente, com base em uma porcentagem sobre o faturamento bruto. A outra é uma quantia fixa, estabelecida em contrato. 

Outro valor que também é cobrado no decorrer da jornada do franqueado é referente a publicidade. O fundo de marketing é uma reserva feita pela franqueadora, que visa criar campanhas publicitárias para toda a sua rede. 

Formatos de franquias disponíveis

Quando optar por apostar em uma franquia, você irá encontrar diversas possibilidades para atuar. Cada modelo tem o seu valor, vantagens e formatos.

Portanto, cabe ao franqueado estudar e descobrir a opção que melhor se encaixa em sua necessidade. Agora, você poderá entender sobre alguns dos modelos de negócio de franquias.

Franquia home office (ou home based)

Modelo mais comum entre as microfranquias, o Home Office permite que o franqueado trabalhe em casa. Dessa forma, não tem gastos com estrutura, aluguel, funcionários etc. Para conseguir realizar as funções, geralmente basta acesso a internet e um computador. 

Muitos dos franqueados home office também fazem atendimento delivery. Ou seja, vão até a casa do cliente para realizar o serviço, processo comum em negócios que voltados para limpeza de ambientes, por exemplo. 

Franquia Loja Física

As franquias loja física permitem que o franqueado atue em um local comercial físico, como uma loja em shopping center.

Nesse formato, você pode optar tanto pelas tradicionais lojas físicas, quanto quiosques e containers, por exemplo. O investimento é um pouco mais caro, por exigir um quadro de funcionários, reforma, padronização de layout etc. 

Valores conhecidos antes do investimento

Outra questão que diferencia as franquias dos demais negócios é a possibilidade do futuro franqueado saber o valor que será gasto antes de abrir a unidade. Isso evita surpresas ao longo da jornada e permite o planejamento financeiro do negócio.

Então, ao demonstrar interesse na marca, você recebe a Circular de Oferta de Franquia (COF), um documento muito importante para conhecer o negócio.

Dentro da Circular estão apresentadas informações como o histórico da marca, pendências judiciais, dados dos atuais ou ex-franqueados etc. Além disso, é obrigatório que estejam informados os valores que serão gastos para tirar o projeto do papel.

Dados sobre o franchising no Brasil

Para que você tenha ideia do tamanho do sucesso do franchising no Brasil, separamos alguns dados que comprovam a vantagem desse empreendimento em comparação com as empresas convencionais. 

A começar pelo levantamento feito pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). De acordo com eles, cinco em cada 100 franquias fecham as portas em dois anos. Se analisarmos apenas os empreendimentos abertos do zero, essa porcentagem sobe para 23%. 

Desse modo, os números mostram que o mercado de franquias tem crescido durante os últimos anos. Desde 2015, o faturamento do franchising aumentou exponencialmente, como dito, fechando 2022 com R$ 211,4 bilhões, de acordo com a pesquisa da ABF. 

Além disso, a quantidade de marcas disponíveis no mercado cresce há mais de três anos consecutivos. Saímos de 2.918 empresas apostando nas franquias em 2019, para mais de 3.077 em 2022. Como resultado, houve um crescimento de 5,4% no número total de franquias espalhadas pelo Brasil.

Todo esse movimento possibilitou que o franchising criasse mais de 1,5 milhão de vagas de emprego em 2022. Assim, se tornou um dos meios que mais empregam no país.

O franchising permite que o franqueado aumente as suas possibilidades de sucesso e crescimento. Por fim, devido ao seu sistema de transferência de know-how, basta que você siga as orientações e se dedique para fazer a melhor gestão possível do seu negócio. 

A história do franchising

O franchising é um conceito enraizado na história do empreendedorismo, evoluiu ao longo do tempo, moldando-se conforme as demandas do mercado. Seu início remonta ao século XIX, mas foi na década de 1950 que o modelo ganhou popularidade nos Estados Unidos.

Rapidamente, a ideia de replicar um modelo de negócio bem-sucedido em diferentes localidades conquistou o mundo. No Brasil, o franchising ganhou força nos anos 1980, impulsionado por marcas de renome.

Desde então, tornou-se uma poderosa estratégia de expansão, proporcionando oportunidades de negócios e consolidando-se como um pilar do empreendedorismo global.

O mercado de franchising no Brasil

O mercado de franchising no Brasil destaca-se como uma força impulsionadora do empreendedorismo, apresentando vigor e diversidade. Marcado por um crescimento consistente, o setor abraça uma ampla gama de segmentos e oferece oportunidades para investidores de diferentes perfis.

Com mais de mil marcas consolidadas, o franchising brasileiro abrange desde Alimentação até Serviços Especializados. A resiliência do modelo durante desafios econômicos é notável, o que evidencia a atratividade e estabilidade para empreendedores.

Em constante evolução, o mercado de franquias no Brasil promete continuar a atrair investimentos, destacando-se como uma opção estratégica para quem busca empreender com respaldo e potencial de crescimento.

Vantagens e desvantagens das franquias

As franquias podem ser uma opção atraente para empreendedores por causa das diversas vantagens. Isso porque, a possibilidade de iniciar um negócio com um modelo já consolidado, como dito, diminui os riscos e facilita a entrada no mercado.

Mas, além disso, a franquia proporciona suporte contínuo, o que inclui treinamento e estratégias de marketing. No entanto, é essencial ponderar as desvantagens, como as taxas recorrentes e a perda de autonomia em algumas decisões.

Por fim, entenda que o sucesso depende da escolha criteriosa da franquia e da compreensão equilibrada entre benefícios e desafios. Assim, você pode garantir uma jornada empreendedora sólida e bem-informada.

Quem pode abrir uma franquia?

Abrir uma franquia demanda um perfil específico para maximizar as chances de sucesso. O candidato ideal é um empreendedor com habilidades de gestão, determinação e afinidade com o setor escolhido. Experiência anterior no ramo pode ser um diferencial, mas não é essencial.

Logo, a franquia é apropriada para aqueles que buscam uma fórmula testada e com suporte estruturado. A capacidade de seguir diretrizes da franqueadora e a disposição para aprender são importantes.

Além disso, a afinidade com a cultura da marca e o comprometimento com os padrões estabelecidos são fundamentais para estabelecer uma parceria sólida e bem-sucedida.

Esse é, inclusive, um dos pontos abordados no curso Guia Para Iniciantes. São aulas que você pode acessar clicando aqui, assistir online e entender em detalhes como investir em uma franquia. Sem prejuízo e sem o risco de escolher uma marca ruim.

Como investir em uma franquia?

Primeiramente, entrar em contato com a marca é essencial para compreender sua proposta. Em seguida, uma análise detalhada do negócio proporciona informações indispensáveis sobre seu funcionamento.

Como dito, avaliar a COF é um passo jurídico fundamental, delineando obrigações e direitos. Depois, planeje finanças cuidadosamente, alinhando expectativas com a realidade financeira. Mas lembre-se que a negociação com a franqueadora exige clareza e habilidade para definir as condições.

Por fim, ao investir na franquia, concretiza-se o planejamento, marcando o início dessa jornada empreendedora. Ao longo do texto, você pôde compreender como funciona o mercado de franquias e sua importância para quem busca empreender de forma estratégica.

Desse modo, ao explorar o sistema, desde a legislação que rege o setor até a história do franchising, foi possível obter uma visão ampla. Analisamos o cenário do setor no Brasil, destacando suas vantagens e desvantagens, essenciais para uma decisão informada.

Discutimos o perfil ideal do franqueado e mostramos um passo a passo claro sobre como investir nesse modelo de negócio.

Ao longo do conteúdo, você aprendeu sobre como funciona o franchising e entendeu os motivos para investir. Agora que já sabe o que é franquia, abra a sua unidade e lucre.

Acompanhe o mercado
A mais lidas hoje