Como funciona a operação de uma franquia? Saiba antes de abrir a sua

Por
em
Imagem de um empresário sentando em sua mesa sorrindo e olhando para o computador. Imagem ilustrativa texto operação de franquia.
Advertisement

Com certeza, como empreendedor, você já ouviu falar do mercado de franchising. Contudo, muita gente não sabe como funciona a operação de uma franquia. Por isso, vamos falar um pouco sobre esse importante mercado aqui.

O mercado de franquias atrai cada vez mais empreendedores por conta da sua solidez. Para se ter uma ideia, já no segundo trimestre de 2021 o mercado faturou mais de R$ 41 bilhões. Este número chega perto do faturamento do mesmo período de 2019 antes da pandemia, o que mostra a recuperação do setor.

Porém, antes de investir neste modelo de negócio, é muito importante conhecer bem a operação da franquia e avaliar se ele se encaixa aos seus interesses e ao seu perfil.

Como uma franquia funciona?

O modelo de negócio funciona da seguinte forma: uma franqueadora é detentora dos direitos da marca, sendo ela a responsável por adequar o seu negócio ao sistema de franquias. Com isso, outros empreendedores podem ser franqueados e passam a fazer parte da rede de unidades desta franqueadora.

Assim, os franqueados podem adquirir unidades que fazem a comercialização dos produtos ou serviços disponibilizados pela franquia, devendo manter seus padrões de qualidade, com a mesma operação, dentre outros aspectos que são exigidos em contrato.

Advertisement

Dessa forma, o franqueado vai reproduzir igualmente os serviços prestados pela rede franqueada.

Este know-how é basicamente a cópia de outras franquias. Toda a gestão, assim como a operação e a divulgação, são transferidas para a nova franquia ou loja gêmea.

A infraestrutura terá elementos base, mas poderá ser ajustada de acordo com a localização e o imóvel onde a marca será instalada.

Nesse sentido, as franquias são muito procuradas por serem modelos de negócio já testados e consolidados no mercado. Por isso, muitos empresários preferem investir neste formato ao invés de começarem uma empresa totalmente do zero.

Além disso, o franqueado também poderá contar com todo o suporte e experiência da franqueadora, que orienta e ajuda nas diversas etapas do empreendimento.

Imagem de três pessoas conversando em uma sala de empresa. Imagem ilustrativa texto operação de franquia.
Uma franquia possui diversos modelos de negócio e formas de trabalho.

Aspectos importantes da operação de franquia

Antes de comprar uma franquia, o empreendedor deve conhecer detalhes importantes que diferenciam este negócio.

Além do mercado de franquias ser bem atrativo, com um faturamento alto e com uma recuperação interessante no pós-pandemia, é uma maneira mais prática, fácil e rápida de empreender.

Enfim, conheça aqui alguns aspectos sobre o modelo de franquia que devem ser apresentados ao empreendedor antes da escolha e abertura da unidade.

Treinamentos para operação

Um dos principais pontos que devem ser levados em consideração pela franqueadora é que, tratando-se de franchising, é comum o investidor ingressar no negócio mesmo sem muita experiência em gestão.

Isso só é possível graças ao assessoramento fornecido pela franqueadora por meio de treinamentos, transferência de procedimentos operacionais padrões e manuais explicativos para conhecimento do know-how da empresa.

Para auxiliar os seus franqueados rumo ao sucesso, uma boa franquia deve oferecer treinamentos constantes.

Além do treinamento inicial, não é incomum que a franqueadora ofereça cursos, palestras e eventos para que os parceiros aprendam mais sobre o negócio e saiba aplicar os conhecimentos adquiridos no dia a dia.

Assim, a franqueadora mostra para o novo franqueado os segredos do seu negócio, a forma de realizar os serviços ou produzir seus produtos.

Do mesmo modo, os treinamentos orientam para o atendimento aos clientes, que em alguns mercados é uma das bases da marca.

Tudo isso faz com que o franqueado comece o negócio próprio sabendo como executar o trabalho, o que permite que empreendedores sem experiência nenhuma possam se destacar no mercado.

Manuais da franqueadora

Os treinamentos são uma forma dinâmica e prática da franqueadora passar para o franqueado todo o conhecimento para lidar com a operação da marca no dia a dia.

Da mesma forma, as franqui as também possuem manuais que ficam a disposição do franqueado para que ele possa consultar e se orientar para todas as etapas do negócio.

Advertisement

Mesmo que uma rede tenha padrões, não é possível que haja consultores de campo presente em todas as unidades para orientar os franqueados sobre os processos a seguir.

Imagem de uma pilha de livros e um deles aberto. Imagem ilustrativa texto operação de franquia.
A franqueadora conta com manuais para a orientação constante do franqueado.

Dessa forma, a franqueadora cria o manual da franquia com todas as diretrizes necessárias para que os empreendedores tenham autonomia para gerir seu negócio sem descumprir o padrão da rede.

O documento funciona como uma ferramenta de treinamento, onde consta a descrição de todos os processos criados e exercidos pela rede de franquias em questão.

Basicamente, os manuais de franquia se dividem em: manual de implantação da unidade, manual de operação, manual de gestão e manual de marketing e vendas.

Contudo, o detalhamento de cada um vai variar de acordo com o tipo de negócio, o mercado da franquia e até o modelo, seja o home office ou o de formato loja.

Gestão da loja e de pessoas

Um aspecto importante da operação de franquia assim como qualquer empreendimento são os funcionários.

O franqueado deve ser um líder, deve lidar bem com seus colaboradores. Esta gestão de pessoas é um passo importante para o sucesso do negócio.

Nesse sentido, mesmo com uma franquia atrativa e uma marca forte, se os seus consumidores não forem bem atendidos eles não retornam à sua loja.

Contudo, existem muitas franquias com modelos home office. Este formato de negócio exige apenas um funcionário, que é o próprio franqueado.

Neste modelo o empreendedor não precisa gerir pessoas, mas ele precisa gerir a sÍ mesmo e a sua unidade.

Assim, não terá um chefe para lhe orientar ou cobrar, o sucesso do negócio está totalmente em sua mãos. Por isso, para operação de franquia home office, o empreendedor deve ser bastante proativo.

O franqueado terá que ir atrás dos seus clientes, buscar melhorias para o negócio, fazer o trabalho de marketing da unidade e a gestão administrativa e financeira do negócio.

Enfim, por um lado é mais fácil, pois a gestão de pessoas pode ser algo mais complexo, mas também o franqueado vai precisar se organizar para não se atrapalhar com afazeres e a rotina da casa.

Imagem de um homem em pé falando para diversas pessoas sentadas em uma sala cheia de quadros de imagens. Imagem ilustrativa texto operação de franquia.
O empreendedor deve saber lidar com seus funcionários e clientes.

Trabalho comercial

Um aspecto muito importante da operação de franquia é sua parte comercial. Vender é o ponto chave para o sucesso de uma franquia.

Nesse sentido, o franqueado deve ser uma pessoa capaz de persuadir os clientes, expondo de maneira clara e eficiente o trabalho da franquia.

Contudo, existem várias maneiras de fazer este trabalho comercial. Em algumas franquias este trabalho é mais direto, pois o franqueado vai estabelecer contato com os consumidores nas lojas ou pelo telefone.

Em outros modelos as vendas são feitas de forma indireta, por meio de redes sociais e outros meios digitais.

Dessa forma, é importante que o empreendedor tenha uma certa habilidade comercial, ou então deve buscar aprimorá-la para favorecer o desenvolvimento do negócio.

Ações de marketing

Dentro da operação de franquia um aspecto importante é o marketing. No tópico anterior falamos sobre o trabalho comercial, e o marketing é uma forma de complementar este trabalho.

Nesse sentido, o marketing é a divulgação da unidade. Não adianta investir em uma marca reconhecida se o seu público não sabe que você está ali, na esquina da casa dele ou no bairro ao lado.

As ações de marketing são importantes para todos os tipos de negócio. Se é uma franquia é em home office, este trabalho deve direcionar para as redes sociais e também para o famoso “boca-a-boca”.

Do mesmo modo, para uma franquia com estabelecimento comercial, este trabalho começa bem antes da inauguração.

Um aspecto diferenciado do modelo de franquia é o suporte que a franqueadora oferece para estas ações de divulgação. Seja com a produção de materiais de propaganda como também para a orientação das melhores ações.

Enfim, algumas franqueadoras possuem um setor específico para o marketing e outras terceirizam este serviço com empresas especializadas.

Imagem de uma tela de computador com gráficos, e um tablet ao lado. Imagem ilustrativa texto operação de franquia.
Um marketing bem feito faz toda a diferença para o sucesso de um negócio.

Pagamento de taxas

O empreendedor que resolve investir em uma franquia deve conhecer todos os detalhes deste modelo de negócio. Um deles são os custos da franquia.

Nesse sentido, além da taxa de franquia que é paga na assinatura do contrato, existem outros pagamentos que podem ser feitos ao longo do tempo.

Por exemplo, os royalties são uma taxa que remunera a franqueadora pelo uso do seu know-how e de sua marca. Sendo assim, é feita a cobrança mensal em valor fixo ou variável.

Do mesmo modo, há o fundo de propaganda ou taxa de marketing. Este valor é como um rateio entre os franqueados para custear o trabalho de marketing da rede de franquias.

Além destas taxas, podem haver outras, como remuneração pelo uso de algum sistema em especial e outros custos específicos do negócio.

Estas cobranças variam muito de acordo com a marca e o tipo de negócio. Algumas sequer cobram royalties, por exemplo, quando estão em um processo agressivo de expansão.

Da mesma forma, os valores variam muito, e por isso, o empreendedor deve analisar bem a Circular de Oferta de Franquia (COF). O documento informa todas as taxas obrigatórias durante a parceria.

Além disso, no contrato de franquia também podem existir taxas que devem ser detalhadas para que o franqueado possa saber de antemão os seus custos.

Agora que você já conhece um pouco sobre a operação de uma franquia, resta optar pela marca que melhor se encaixa ao seu perfil.

Por isso, leia o nosso conteúdo com diversas franquias baratas, em diferentes nichos de mercado.

Caso opte por uma franquia, entre em contato com a franqueadora. Porém, se ainda está em dúvida, aproveite uma consultoria gratuita com especialistas que vão lhe orientar nesta escolha. Acesse: henriquemol.com.br.

Advertisement
Advertisement