O maior Portal de Franquias do Brasil!
Home » Todos Conteúdos » Para Empreender » 5 dicas de planejamento empresarial para ser bem-sucedido nos negócios

5 dicas de planejamento empresarial para ser bem-sucedido nos negócios

Sumário

O planejamento empresarial é um ponto importante para os empresários que querem estar preparados para mudanças e manter um bom desenvolvimento do negócio. Se você ainda não conhece este tipo de planejamento, fique com a gente neste conteúdo.

O cenário brasileiro ainda deve passar por momentos de baixa. Segundo o Fundo Monetário Internacional (FMI), o Produto Interno Bruto (PIB) deve crescer 2,8% em 2022. Assim, o empresário precisa estar preparado para turbulências. Por isso, não há nada melhor do que se planejar.

Assim, é preciso ter um bom planejamento, seja para quem está iniciando uma empresa ou até mesmo para quem conta com um negócio já sólido no mercado.

Por que fazer um planejamento empresarial?

Um planejamento empresarial é muito importante para que o seu negócio sobreviva aos imprevistos no mercado econômico. Principalmente em momentos como o atual, com muitas inovações e mudanças constantes no mercado.

O empresário não pode guiar sua empresa como se estivesse em um passeio sem rumo pelo Oceano Atlântico. Isso porque, é preciso estar ciente de qual o caminho certo para o seu negócio e qual é o momento ideal.

Se a corporação não estabelece objetivos e nem sabe que rumo tomar, provavelmente perderá a vantagem competitiva e ainda ficará estagnada no mercado.

Com um bom plano de ações, o gestor tem à sua disposição uma variedade de recursos necessários e estratégias para facilitar o fluxo de trabalho da empresa.

Mas somente o planejamento é capaz de garantir que o negócio vencerá em tempos de crise. Mas é essencial conhecer os pontos fortes e fracos para passar por estes momentos. Então, essa é a importância do planejamento empresarial.

Nesse sentido, o planejamento empresarial é essencial para a conclusão de metas. Não é apenas saber onde se quer chegar. Nessa hora é um ponto importante para analisar onde a empresa almeja estar e o que precisa ser feito para se chegar a este objetivo.

Dado o atual contexto econômico, o planejamento empresarial serve para ajudar a manter seu negócio saudável e preparado para contornar qualquer adversidade. Isso porque, não dá para sobreviver a possíveis instabilidades sem estar preparado. Desse modo, os desafios prometem ser grandes em 2022.

Da mesma forma, quando o cenário é positivo, é necessário estar pronto para tirar o maior proveito possível da situação.

Tipos de planejamento empresarial

Basicamente existem quatro tipos de planejamento empresarial: o estratégico, o tático, o operacional e o financeiro. Logo, são maneiras de organizar determinadas áreas da sua empresa.

Nesse sentido, o planejamento estratégico está ligado aos objetivos e metas do negócio, bem como sua missão e valores. Então, trata-se de um plano para auxiliar nas tomadas de decisões futuras da organização.

Já o planejamento tático está mais voltado para estrutura da empresa, departamento, custos, e como serão aplicados os recursos humanos. Portanto, é uma organização interna para que todos os colaboradores saibam o que precisam fazer.

Além disso, há o planejamento operacional, onde constam prazos, metas de departamentos, definição de tarefas, com enfoque no curto prazo.

Por fim, o planejamento financeiro está ligado às questões de investimento da empresa. Por exemplo, quanto poderá gastar, metas de faturamento, entre outros pontos. Nele, o empresário pode também projetar diferentes cenários e identificar como isso irá impactar nos seus ganhos.

A seguir, você poderá saber como estas maneiras de se planejar trazem benefícios para o negócio.

Benefícios do planejamento para empresas

Quando você sabe para onde quer ir, menos tempo é perdido com atividades que não são priorizadas em um determinado período. Esse é um dos benefícios do planejamento empresarial.

Já um tipo de comportamento comum em empresas que não têm um planejamento empresarial são projetos e atividades que não têm um foco estratégico ou objetivo a atingir.

Nesse sentido, simplesmente seguem um fluxo baseado em uma demanda desorganizada, realizando tarefas aleatórias. Assim, sem saber se acabaram impactando positivamente para o sucesso da empresa.

Além disso, este planejamento é necessário para conseguir acompanhar os resultados. Ou seja, sem ele fica difícil saber onde você quer que a sua empresa chegue. Então, não poderá avaliar se conseguiu cumprir as metas.

Esse tipo de documento permite que as organizações prevejam seu futuro e se preparem adequadamente. Por meio do planejamento, as empresas podem prever certos cenários desfavoráveis ​​antes que aconteçam.

O planejamento pode evitar o retrabalho, tornar a gestão mais eficiente em relação a custos e despesas que podem ser evitados. Da mesma forma, pode promover um fluxo de caixa mais saudável e direcionar o negócio para o alcance de seus objetivos.

Nesse sentido, podem ajudar a tomar as precauções necessárias para evitá-los. Ou seja, as organizações conseguem acompanhar melhor as tendências em constante mudança do mercado. Com isso, mantém-se sempre um passo à frente da concorrência.

Da mesma forma, por meio de um planejamento estratégico bem feito, as atividades internas tornam-se dinâmicas.

Por fim, é possível ter uma diminuição no tempo de resposta entre um acontecimento e outro. Isso porque, as ações e os próximos passos já estão previstos dentro do planejamento, sobre o qual explicamos agora.

Como fazer um bom planejamento empresarial?

Como podemos ver, o planejamento empresarial é importante e pode ser um meio de tornar a base do seu negócio mais sólida. Para fazer um bom planejamento, é fundamental tomar alguns cuidados para se organizar.

Até porque, com o planejamento é possível aguentar mais facilmente as oscilações que a Economia e o mercado apresentarem.

Independente do nível que está a sua empresa, seja no início dos trabalhos ou mais consolidada, é importante ter este planejamento para enfrentar diversos cenários.

Um ponto que o empresário deve analisar na hora de fazer este planejamento é realizar um diagnóstico do ano anterior da empresa. Entender como está a sua performance atual, para que possa identificar necessidades que precisam ser trabalhadas.

Compare suas metas e seus resultados, como está o trabalho de suas equipes, quais as dificuldades que a empresa enfrentou. Tudo isso ajuda a criar um planejamento empresarial mais sólido e eficaz.

Saiba também quanto tem para investir neste planejamento e garanta estes recursos para que não tenha problemas futuros.

Por fim, separamos cinco dicas para elaborar este planejamento empresarial de forma a trazer um documento amplo. Até porque, poderá ser a base da sua tomada de decisões em diferentes casos.

1. Defina metas e objetivos

Um dos primeiros passos para este planejamento é definir onde deseja chegar com a sua marca, e isso deve englobar vários aspectos do negócio.

Uma empresa pode ter como objetivo manter estáveis os níveis de faturamento e lucratividade ou crescer com um certo ritmo em um determinado tempo.

Nesse sentido, é possível que o empresário possa ter um trabalho mais fácil, e atentar-se aos pequenos problemas do dia a dia da empresa.

Do mesmo modo, deve atentar-se também para manter sua lucratividade. Para isso, precisa compensar os aumentos de custos com fornecedores e salários, algo comum a médio prazo. Então, será possível tornar o negócio mais enxuto ou compensar com melhores vendas.

Além disso, se a intenção for expandir e conquistar novos mercados, provavelmente será necessário um bom investimento. Logo, pode ser feito com recursos próprios ou de terceiros.

Com isso, é importante analisar bem a disponibilidade financeira da empresa para saber de onde podem vir os recursos para esta expansão.

Da mesma forma, é preciso verificar como se dará este crescimento. Se será de forma mais rápida e agressiva ou progressivamente, para ir avaliando o recebimento pelo mercado.

Enfim, são metas e objetivos que devem fazer parte do planejamento. Assim, para avaliar se a empresa está caminhando positivamente para onde o seu dono pretende ou se precisa de uma correção de rota.

2. Analise bem o mercado

O planejamento estratégico empresarial é indispensável para que o negócio tenha um caminho exato para seguir. Para fazer este direcionamento, é necessário que o empresário também avalie o mercado no qual está inserido.

De fato, sem um direcionamento bem feito é complicado até contabilizar os bons resultados, já que ninguém colocou na ponta do lápis os objetivos de cada ação realizada.

Por exemplo, se o seu mercado foi bastante atingido por uma crise econômica, pode ser a hora de frear algum tipo de investimento como em uma expansão.

Do mesmo modo, se o cenário é de aumento de consumo, isso irá direcionar para ações mais voltadas para aproveitar o ambiente. Assim, seja com abertura de negócios, investimentos, lançamentos de novos produtos etc.

O mais recomendado é fazer uma pesquisa prévia sobre quais são as próximas tendências, as novas tecnologias e as ações realizadas pelos concorrentes.

Da mesma forma, o empresário pode fazer uma análise SWOT para avaliar os pontos fortes e fracos tanto da empresa quanto do mercado.

Enfim, saber onde sua empresa pisa é um dos principais segredos para crescer no seu segmento de atuação, ainda mais no cenário da nova Economia. Afinal de contas, o planejamento estratégico diz respeito também ao que acontece no ambiente externo.

3. Defina ações para o dia a dia

Depois de fazer um bom planejamento, chegou a hora de colocá-lo em prática. Para isso, não é necessário implementar as ações logo de cara, mas é importante saber o que será feito no dia a dia.

Então, defina como serão os cuidados com a estrutura do negócio, por exemplo, para avaliar o que pode ser alterado para diminuir custos.

Do mesmo modo, planejar treinamentos para os colaboradores para implementar novas ideias. Ou então, apresentar propostas de mudanças e buscar o desenvolvimento da empresa.

Nesse sentido, para montar um planejamento é importante conferir se as metas e as operações da empresa são compatíveis com as pessoas que fazem parte dela.

Isso porque, o tempo dos colaboradores é um dos principais ativos de qualquer negócio. Logo, é preciso aplicá-lo com sabedoria para transformá-lo em bons resultados.

Sendo assim, uma boa solução de gestão de RH pode ser uma ótima aliada. Isso porque, pode integrar esses profissionais aos processos e controles operacionais e ajudar a otimizar os processos de dentro para fora.

O empresário precisa ter a certeza das ações no dia a dia para conseguir implementar seus objetivos de forma sólida. Sem ter que alterar os planos de ações, ou ainda, rever os custos para o projeto.

4. Conheça seus concorrentes

No Brasil, grande parte dos empresários conhecem bem as suas empresas, mas não têm conhecimento acerca do mundo de negócios na totalidade. Isso pode comprometer a sobrevivência do negócio no mercado.

Dessa forma, é importante conhecer as forças e fraquezas dos seus concorrentes para entender suas ações futuras e construir uma vantagem competitiva diante deles.

Em seguida, você pode definir como se diferenciar e ganhar vantagem competitiva, além de enxergar possibilidades de melhorar o seu negócio.

Por exemplo, você pode fazer esta análise por meio dos consumidores das marcas concorrentes, o que poderá lhe render um feedback bem interessante.

Antes da inclusão digital essa prática era mais difícil, pois era preciso procurar o consumidor pessoalmente. Ou então, buscar em fontes como jornais e revistas, onde as informações poderiam ser divulgadas por meio especializados ou propagandas.

Porém, atualmente, com a popularização das redes sociais digitais ficou mais fácil consultar a opinião direta do consumidor e em larga escala.

Dessa forma, basta entrar em uma página comercial, sites das empresas ou de reclamações e vasculhar em seus posts. Você poderá ter milhares de retornos em pouco tempo.

Enfim, entenda bem como estão essas empresas, busque aprender algo de positivo com elas e procure um meio para atuar de maneira mais atrativa.

5. Planeje estratégias de marketing

O planejamento empresarial deve conter um plano de ações para o trabalho de marketing da marca. Sua empresa precisa se diferenciar em meio a mercados cada vez mais concorridos.

Em todos os tipos de planejamento empresarial, o marketing é uma ferramenta essencial para consolidar a marca, aumentar as vendas e solidificar o negócio.

Nesse sentido, o marketing pode ser um diferencial para o sucesso da sua marca. Uma das melhores opções para realizar este trabalho é por meio das redes sociais.

O marketing digital é uma ferramenta cada vez mais fundamental para o sucesso das empresas nos mais variados mercados. Seja por meio das redes sociais, aplicativos de mensagens, e-mails, entre outras ferramentas.

A intenção é pensar e planejar cada ação que será realizada, considerando todos os aspectos importantes. Por exemplo, prazos, canais, público-alvo, orçamentos, entre outros.

O planejamento de marketing pode parecer uma etapa teórica demais ou mesmo tediosa. Mas é fundamental que todo o processo possa ser avaliado previamente. Além disso, para que as ações realizadas gerem resultados positivos.

Por fim, um dos benefícios mais almejados pelos gestores é que o planejamento de marketing contribua para o sucesso das suas decisões e ainda dos projetos das organizações.

Isso é fundamental para dar garantia de que o negócio se torne mais competitivo, fazendo frente à concorrência.

O planejamento empresarial para franquia

O modelo de franquias é cada vez mais procurado por empreendedores que buscam ter um negócio próprio. Com este formato, é um pouco mais simples de realizar este planejamento empresarial.

A franquia tem um modelo de negócio previamente estabelecido. Conta com uma operação pronta, produtos e serviços testados e aprovados pelos consumidores.

Nesse sentido, tem uma previsibilidade maior. Isso porque, a franqueadora realizou estudos com aquele modelo de negócio e já tem experiência com outras unidades. Assim, o empreendedor tem uma projeção de custos e ganhos mais próxima da realidade.

Dessa forma, o planejamento empresarial de um franqueado é mais simples, já que consegue definir melhor quanto irá gastar. Por exemplo, para ter uma outra unidade da marca.

Do mesmo modo, o franqueado tem mais informações do histórico da marca. Portanto, consegue prever possíveis cenários positivos e negativos que podem impactar o seu negócio.

Além da previsibilidade de custos e ganhos, o modelo de franquia é bem atrativo, pois conta com o suporte da franqueadora.

Logo, o empreendedor passa por treinamentos para conhecer a operação da franquia, o mercado no qual irá atuar e como realizar o marketing de sua unidade.

O empreendedor também conhece por meio da Circular de Oferta de Franquia (COF), os custos ao longo do negócio como estoque, taxas, entre outros. Ao final, isso facilita o seu fluxo de caixa, porque permite mais organização financeira.

Então, o empreendedor consegue fazer um planejamento mais eficiente para os próximos passos do seu negócio.

Por último, seja com uma franquia ou com um negócio do zero, o planejamento empresarial é fundamental. Até porque pode dar mais ferramentas e organização para você tomar as decisões certas e ter sucesso na sua jornada.

Acompanhe o mercado
A mais lidas hoje