Plano de negócios para micro e pequenas empresas: por que é importante?

Por
em
Imagem de pessoas em um escritório conversando. Imagem ilsutra
Advertisement

Ao iniciar um pequeno negócio, o empreendedor deve pensar no plano de negócios para micro e pequenas empresas. Assim, ele poderá organizar o processo de começar um empreendimento.

No Brasil, são mais de 50 milhões de empreendedores, segundo levantamento da Global Entrepreneurship Monitor (GEM). E a tendência é que esse número aumente ainda mais.

Com um mercado concorrido e uma Economia pouco sólida, o empreendedor deve se organizar bem. Sendo assim, produzimos este conteúdo sobre o plano de negócios para micro e pequenas empresas.

O que é um plano de negócio?

Iniciar uma empresa não é apenas ter boas ideias de negócio, mas exige também muita organização e planejamento.

Por isso, a importância de um plano de negócio para o seu empreendimento. Este plano é um documento onde o empresário pensa e analisa vários detalhes que envolvem o seu negócio.

Ou seja, ele pensa o conceito de sua empresa, faz uma análise do mercado, estuda os pontos fortes e fracos da concorrência e o diferencial que seu negócio deve ter.

Estuda os nichos de mercado e o público-alvo da empresa, para adequar custos, planejamento de marketing e de atendimento etc.

Da mesma forma, o plano de negócios para micro e pequenas empresas também deve focar nos custos de implantação. Assim, estudar as maneiras mais eficientes de operar a empresa é essencial.

Este planejamento financeiro envolve os custos sobre produtos ou serviços com os quais irá trabalhar, bem como a estrutura do empreendimento.

Por fim, ele indicará o que a empresa é e os passos para o futuro; quais áreas vão gerar melhores resultados de investimento e quais devem ser priorizadas. Questionará quando, como, porquê e com quem fazer o negócio.

Importância do plano de negócios para micro e pequenas empresas

Vemos um planner com as palavras "To Do", ou "A fazer", em inglês (imagem ilustrativa). Texto: plano de negócios para micro e pequenas empresas.
O empresário deve investir na elaboração de um plano de negócios completo.

Assim como falamos, organizar o negócio é essencial para que possa se desenvolver da melhor maneira possível. Por isso, a importância do plano de negócios para micro e pequenas empresas é grade.

São diversos benefícios que o planejamento pode trazer para a sua empresa. Separamos alguns deles a seguir.

Visualizar o negócio como um todo

Um plano de negócios bem detalhado, com as informações certas, permite ter uma visão total do negócio.

Dessa forma, neste planejamento, você consegue enxergar o modelo de negócio, os caminhos que deve trilhar e as ações para conseguir bons resultados.

O plano de negócio mostra detalhes práticos que podem influenciar na escolha de um processo ou de uma ação no dia a dia.

Enfim, é um mapa do seu negócio, e com o conhecimento expresso nele, fica mais fácil colocar em prática aquilo que foi pensado anteriormente.

Conhecer o mercado

Advertisement

A elaboração de um plano de negócio passa por analisar o mercado, seu público-alvo e concorrentes.

Um planejamento bem-feito é importante para auxiliar a entender as mudanças do mercado, suas lacunas e como a sua empresa se insere neste contexto.

Da mesma forma, com o plano de negócio, é possível visualizar a melhor localização para a empresa, o valor a ser cobrado e a estrutura da loja.

Indicar os rumos do negócio

Um plano de negócios para micro e pequenas empresas também deve contar com metas que possam ser alcançadas.

Isso porque este planejamento indica se o negócio está no caminho certo, ou se terá que ter alguma mudança de curso.

Portanto, ter em mente alguns indicadores auxilia nas tomadas de decisão. Por exemplo, se as vendas estiverem abaixo do esperado, pode ser necessário corrigir algo, seja no processo, no plano de marketing ou no atendimento.

Por outro lado, se as metas estão próximas de serem batidas, o empreendedor pode pensar nos próximos passos.

Vemos um homem desenhando um planejamento em uma lousa (imagem ilustrativa). Texto: plano de negócios para micro e pequenas empresas.
Um bom planejamento auxilia a entender o melhor caminho para a empresa.

Que informações devem aparecer no plano de negócio?

Um bom plano de negócios para micro e pequenas empresas deve ser rico em informações de custos e do mercado no qual a empresa está inserida.

Dentro de um plano de negócios, o empreendedor precisa definir que tipo de necessidade do público ele vai atender. Além disso, precisa projetar o faturamento, que é considerado um dos maiores desafios.

Da mesma forma, neste planejamento deve ter informações importantes sobre a empresa, sua estrutura, bem como a visão e missão que se pretende implementar.

Além disso, deve apresentar um estudo para identificar forças, ameaças, oportunidades e fraquezas da empresa, como na análise SWOT.

Dentro do plano, o empreendedor também deve apresentar um planejamento estratégico para a empresa. Por exemplo, um bom estudo sobre os fornecedores, a concorrência e a região de atuação.

Ainda, apresentar um processo operacional, que é o roteiro de como as coisas devem ser feitas na sua empresa. Em outras palavras, é a descrição de tudo que precisa ser feito para completar uma atividade.

Ademais, o plano de negócio deve conter os objetivos da empresa. Porém, na hora de defini-los, o empreendedor deve buscar objetivos factíveis, ou seja, que possam ser alcançados.

De nada ajudará o negócio traçar um plano impossível de se executar.

Quais os passos para elaborar um plano de negócios?

O empreendedor pode ter certa dificuldade em definir um plano de negócios para micro e pequenas empresas. Como vimos, muitas informações devem constar neste documento.

Porém, com uma boa orientação, é possível que o empresário consiga pensar por etapas como realizar este planejamento. Será como construir uma casa, de tijolo em tijolo, cômodo por cômodo.

Mas antes de falarmos sobre este passo a passo, separamos um infográfico para você visualizar melhor este processo.

Infográfico "10 passos para montar seu plano de negócios".

Como falamos, faça uma pesquisa de mercado e defina suas estratégias de marketing baseadas no seu público-alvo.

Da mesma forma, planeje suas finanças, que devem levar em conta o melhor local para a instalação da empresa. Aluguel e reformas podem ter um grande impacto e, por isso, devem ser pensados de antemão.

Toda empresa precisa de um nome, e você deve colocar toda a sua criatividade nesta etapa.

Ainda, algumas questões burocráticas precisam ser feitas, como conseguir licenças de funcionamento e os softwares de gestão do negócio.

Ademais, pense quantos e qual o perfil de funcionários que você precisará no seu negócio. Analise que o seu atendimento será o seu cartão de visitas neste início de empreendimento.

Por fim, para alguns modelos de negócios, pode ser necessário treinamento, que deve ser bem executado para que todos estejam “afinados” no grande dia.

Isso mesmo, a inauguração é uma etapa importante. Ela deve ser pensada levando em conta o público-alvo, a região de atuação e os produtos ou serviços disponibilizados.

Posso não definir um plano de negócio?

Falamos tanto sobre a importância do plano de negócio para micro e pequenas empresas que ele é, com certeza, uma das etapas mais importantes da abertura de um empreendimento.

Para quem busca iniciar um negócio do zero ele é fundamental, e não pode ser deixado de lado. É com ele que o empresário consegue orientar o caminho que sua empresa deve seguir.

Contudo, caso o empreendedor opte por investir em uma franquia, este plano de negócio já vem pronto. Ele não precisará ter todo este trabalho de planejamento.

Uma franquia é um modelo de negócio que vem estruturado, com uma operação padrão e uma forma de trabalhar igual para todas as empresas da marca.

Por ser um modelo de negócio pronto, o empresário também recebe um plano de negócios preestabelecido. Este planejamento leva em conta a experiência da franqueadora com suas unidades.

Dessa forma, este plano é eficiente em apresentar um caminho sólido, com as ações mais indicadas para o desenvolvimento do negócio.

Veja no vídeo abaixo um pouco mais sobre como funciona o modelo de franquia.

Entenda como funciona uma franquia

O modelo de franquia é um negócio que vem preestabelecido, com uma estrutura e uma operação padrão.

Neste negócio, o franqueado licencia o uso de uma marca, oferecendo os mesmo produtos ou serviços que nas demais unidades da franquia.

Além de receber uma empresa estruturada e um plano de negócio, o franqueado também conta com suportes da franqueadora. Estes suportes são detalhados na Circular de Oferta de Franquia (COF).

Por exemplo, a franqueadora auxilia na escolha do melhor local para instalação da unidade. Se fosse iniciar um negócio do zero, o empreendedor teria que fazer esta análise sozinho.

Do mesmo modo, o franqueado recebe treinamento para conhecer a operação da marca, o mercado da franquia e as melhores ações de marketing.

Todos estes suportes suprem algumas das etapas que o empresário teria que passar na elaboração do plano de negócios para micro e pequenas empresas.

Você tem perfil para empreender?

Conforme falamos no início do texto, são milhões de brasileiros empreendedores, e muitos outros que desejam ter o próprio negócio.

Contudo, o potencial empreendedor deve analisar se possui algumas das características necessárias para ser dono de uma empresa.

Nesse sentido, ele deve ser uma pessoa proativa, organizada e focada. Levar em conta que iniciar um negócio é uma tarefa difícil, que exigirá bastante dele.

Do mesmo modo, o empreendedor deve ter um bom networking, gostar de conhecer pessoas e realizar parcerias.

Estas qualidades também são necessárias para iniciar uma franquia. Porém, com este modelo de negócio, a captação de clientes é mais fácil, por contar com uma marca reconhecida.

Além disso, por ser um negócio mais simples e que já vem estruturado, isso exige menos da capacidade de organização do empresário. Porém, como todo negócio, exigirá foco e proatividade.

Por fim, conheça algumas opções de franquias baratas para investir. É só clicar no link.

Caso deseje se tornar um franqueado, entre em contato com a franqueadora. Mas, se ainda não se decidiu por qual franquia investir, receba uma consultoria gratuita com especialistas para lhe ajudar na escolha da melhor franquia para você. Acesse: henriquemol.com.br.

Advertisement
Advertisement