O maior Portal de Franquias do Brasil!
Home » Todos Conteúdos » Franchising » Taxa de franquia e royalties: entenda a diferença e importância de cada uma

Taxa de franquia e royalties: entenda a diferença e importância de cada uma

Sumário

Se você está pensando em abrir uma franquia, é importante entender os termos “taxa de franquia” e “royalties”. Neste texto, vamos aprofundar a importância de cada uma e como elas podem impactar na sua decisão de abrir uma franquia.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), em 2022, o mercado de franquias faturou R$ 211,4 bilhões. Logo, as taxas são fatores importantes para viabilizar esse modelo de negócio.

Então, entender a diferença entre as taxas é fundamental para o sucesso do negócio e para evitar problemas jurídicos no futuro. Sendo assim, continue a leitura e saiba mais sobre o assunto.

Clique, conheça e compare FRANQUIAS LUCRATIVAS. Acesse!

O que é a taxa de franquia?

A taxa de franquia é um valor que o franqueado paga para ter o direito de usar a marca, produtos e serviços de uma franquia. Desse modo, também é uma das formas que as franqueadoras têm de expandir suas redes e permitir que novos empreendedores se tornem parceiros do negócio.

No entanto, é importante destacar que nem todas as franquias cobram taxa de franquia e que a forma de cálculo pode variar bastante. Algumas franquias podem optar por cobrar taxas fixas, enquanto outras utilizam uma porcentagem do faturamento bruto mensal do franqueado.

Nesse sentido, as marcas podem variar no que diz respeito à cobrança de taxa de franquia. A forma de cálculo pode ser fixa, ou baseada em um percentual sobre compras, ou faturamento, por exemplo. Além disso, as taxas podem ser cobradas de maneira mensal, trimestral, anual, entre outras.

Por isso, conheça bem as condições da franquia antes de investir, para não ser pego de surpresa com valores inesperados e acabar prejudicando sua rentabilidade.

Então, antes de decidir investir em uma franquia, o empreendedor precisa analisar atentamente as informações contidas na Circular de Oferta de Franquia (COF). Por fim, entender bem quais são as taxas envolvidas no negócio. A seguir, conheça os tipos de taxas cobradas.

Para que servem os royalties?

Os royalties são uma forma de remuneração que é paga pelo uso ou exploração de um ativo intelectual, ou propriedade. Sendo assim, trata-se de uma das principais formas de remuneração que os franqueados devem repassar aos franqueadores. Mas você sabe para que eles servem?

Bom, em geral, os royalties nas franquias são uma forma de remunerar os franqueadores pelos serviços que prestam aos franqueados. Por exemplo, o fornecimento de suporte e treinamento, o uso da marca e dos produtos, além da transferência de know-how e tecnologia.

CURSO Guia Prático Sobre Franquias. Clique e confira o conteúdo completo sobre o franchising no Brasil, como investir e como faturar!

Logo, essa remuneração é geralmente calculada como um percentual do faturamento bruto do franqueado. Assim, costuma ser paga mensalmente ou trimestralmente. Mas em alguns casos, também podem ser cobrados sobre o lucro líquido.

Ainda, os royalties são importantes porque garantem a continuidade dos serviços prestados pelos franqueadores aos franqueados. O que inclui a manutenção da qualidade dos produtos e serviços oferecidos, o desenvolvimento de novos produtos e aprimoramentos no modelo de negócio.

Nesse sentido, também ajudam os franqueadores a manterem sua rede em crescimento e expansão. Isso já que essa é uma forma de gerar receita para investir em marketing, pesquisa e desenvolvimento, e outros aspectos fundamentais para o sucesso da franquia.

Por fim, é importante destacar que o pagamento dos royalties deve estar previsto no contrato de franquia. Desse modo, sua cobrança deve ser justa e proporcional aos serviços prestados pelo franqueador.

Então, antes de investir em uma franquia, você precisa entender bem como funciona o sistema de royalties e quais são suas obrigações como franqueado. Caso necessário, procure um especialista como um advogado para esclarecer todas as dúvidas sobre o assunto.

Banner ProResultado consultoria. Clique e confira!

Entenda a taxa de propaganda e a taxa de sistema

A taxa de propaganda é um valor cobrado pelo franqueador para que o franqueado possa usar a marca e todo o suporte publicitário. Dessa forma, pode variar de acordo com o porte da empresa, bem como com o volume de investimentos em propaganda.

Já a taxa de sistema trata-se de uma cobrança que engloba os custos com a gestão e manutenção do sistema de gestão da franquia. Além de outros serviços e suportes fornecidos pela franqueadora.

Assim, divide-se em diferentes categorias, como taxa de licença de uso, taxa de treinamento e taxa de consultoria. Para muitos empreendedores, o pagamento dessas taxas pode parecer um ônus, mas é importante destacar que elas oferecem diversas vantagens.

Então, ao pagar a taxa de propaganda, por exemplo, o franqueado tem acesso a todo o material de comunicação já desenvolvido pela franqueadora. O que pode reduzir custos com criação de peças publicitárias.

Já a taxa de sistema garante que o franqueado tenha acesso a um suporte completo para gestão do negócio, desde a instalação de softwares até a capacitação de funcionários.

Banner Totall Marcas. Clique para conferir os serviços!

Além disso, garante a padronização do atendimento e da qualidade dos produtos e serviços oferecidos, fator essencial para manter a boa reputação da marca.

O que a Lei de Franquias diz sobre as taxas?

De acordo com a Lei de Franquias, as taxas de franquia e royalties devem ser claramente especificadas no contrato de franquia. Além disso, essas taxas não podem ser excessivas ou abusivas, devendo estar de acordo com o mercado e com os serviços oferecidos pela franqueadora.

Paga-se a taxa de franquia, por exemplo, pelo franqueado à franqueadora no momento da assinatura do contrato. Isso porque, tem como objetivo a transferência do know-how da franquia.

Já o royalty é uma taxa periódica, paga pelo franqueado à franqueadora, em contrapartida ao uso da marca e dos serviços prestados pela franqueadora.

Então, é essencial evidenciar que a Lei de Franquias também prevê a obrigatoriedade da prestação de contas por parte da franqueadora. Ou seja, a franqueadora deve fornecer ao franqueado informações detalhadas sobre a utilização das taxas cobradas, bem como os resultados obtidos com elas.

MJG SOLUÇÕES EM ENGENHARIA. Clique e saiba como contratar essa empresa conceituada!

Potencialize o seu conhecimento sobre franquias e tenha sucesso. Conte com o curso Franquias: Guia prático para iniciantes. Acesse e saiba mais sobre as aulas.

Agora que você está por dentro de como funcionam as taxas de franquias e royaties, abra o seu próprio negócio e ganhe dinheiro.

Acompanhe o mercado
A mais lidas hoje