Vida de empreendedor: como conciliar a vida profissional com a vida pessoal?

Por
em
Homem sentado em chão enquanto mulher está sentada em sofá acariciando gato. Ilustração do texto sobre vida de empreendedor.
Advertisement

Você já deve ter ouvido por aí que vida de empreendedor não é fácil. Mas com planejamento e escolhendo bem o investimento, é possível ter sucesso. Por isso, preparamos algumas dicas para quem pensa em empreender.

Segundo uma pesquisa da Global Entrepreneurship Monitor (GEM), a taxa de empreendedorismo no Brasil de 23% aumentou para 34,5% em dez anos. Ou seja, três em cada dez brasileiros adultos entre 18 e 64 anos têm um negócio próprio.

Assim, muitas pessoas conciliam a vida de empreendedor com a pessoal. Dessa maneira, é possível constatar que, com o planejamento e rotina, nenhum aspecto da vida fica deixado de lado. Continue a leitura.

Como conciliar a vida pessoal com a vida de empreendedor?

Antes de mais nada, é importante ressaltar que não há uma fórmula mágica. Cada negócio conta com suas particularidades, de modo que o empreendedor deve analisar da melhor forma quais são as principais demandas.

Mas além disso, cada pessoa encontra sua produtividade de uma forma. Por isso, é preciso analisar suas características e do negócio. Abaixo, estão algumas dicas que podem facilitar esse processo para quem quer abrir o próprio negócio.

Defina sua rotina

Em primeiro lugar, uma das primeiras coisas para se fazer é delimitar rotinas pessoais e de trabalho. Ou seja, separar um tempo para essas atividades e saber em que horário vai trabalhar.

Logo, é interessante ter uma agenda bem definida, seja física ou digital, que tenha os horários determinados para cada atividade. Afinal, como dono do próprio negócio, é comum querer levar trabalho para casa.

Além disso, fica mais difícil fazer essa separação quando o modelo de negócio é de home office. Assim, o empreendedor não deve assumir compromissos profissionais fora do expediente definido, por exemplo. 

É compreensível para os donos de negócio a preocupação constante com o seu trabalho. Afinal, ele é o responsável geral pelo bom andamento da empresa. Porém, o tempo para descansar, ficar com a família ou aproveitar os amigos é essencial.

Homem olhando para papéis colados em uma parede com gráficos. Ilustração do texto vida de empreendedor.
O planejamento é essencial para que a vida do empreendedor seja mais simples.

Isso porque, tendo uma vida balanceada, o empresário terá melhores condições para tomar decisões difíceis. Além de que, depois de um bom descanso estará pronto para performar melhor, com mais eficiência e energia.

Mas independente da área de atuação, o tempo de descanso é importante. E não estamos falando apenas de lazer, como aproveitar passeios ou boas companhias. E sim também de ócio, um período para não fazer nada e descansar a mente.

Separe as finanças 

Advertisement

Além de separar os horários para se dedicar a cada atividade, é importante organizar também as finanças. Afinal, a mistura de contas pessoais com as do empreendimento pode acarretar muitos problemas para um empreendedor. 

Sendo assim, cada conta bancária deve ter sua finalidade muito bem definida. Ou seja, a conta jurídica é de uso exclusivo da empresa, enquanto a conta física é de uso exclusivo do empreendedor e sua família. 

Desse modo, não se deve misturar as contas. E não pagar os gastos, sacar dinheiro ou fazer investimento pessoal por meio da conta empresarial e vice-versa.

Essa falta de limites pode causar diversos problemas. Como criar confusão com os limites de gastos e atrapalhar ambos os orçamentos. Dessa forma, a longo prazo, o empreendedor terá dificuldades fiscais causadas pela mistura das duas finanças.

Logo, o empreendedor com o seu próprio negócio tem o dever de ser rigoroso consigo. Ou seja, precisa refletir com cuidado para não ser impulsivo em suas decisões.

Neste sentido, ter uma conta separada para a empresa, mesmo que seja de pequeno porte, é importante. Então, ao criar o CNPJ para abrir o empreendimento, é possível solicitar ao banco para abrir uma conta específica.

Dessa maneira, além de ter maior controle do dinheiro, o empreendedor pode acessar linhas de crédito e outros benefícios empresariais.

Delegue funções

Outro fator essencial na vida do empreendedor é a liderança. Afinal, conduzir um negócio significa manter parceria com colaboradores e fornecedores. Portanto, é necessário saber delegar funções para que cada parte do todo funcione bem.

Reunião de negócios com grupo de quatro pessoas em mesa de madeira com cafés e computadores.
A liderança é diferente de apenas mandar. Por isso, o empreendedor deve estar aberto ao diálogo.

Assim, delegar funções economiza o tempo do empreendedor. Mas este não é o único benefício. Isso porque, ter colaboradores e fazer uma boa gestão dos mesmos agrega valor a um negócio, sem contar que aumenta as contribuições para o sucesso.

Por outro lado, também é positivo para fazer a equipe crescer e acreditar no seu negócio no qual o processo de delegar funções seja feito corretamente. Nestes momentos o empresário tem a oportunidade de se mostrar como um bom líder.

Por isso, é preciso que o empresário saiba lidar bem com a sua equipe. Porém, também é necessário ter equilíbrio nessas decisões. Desse modo, não delegue apenas aquelas tarefas complicadas ou que ninguém gostaria de fazer, nem mesmo você.

Afinal, ao agir dessa forma, o empreendedor é apenas um chefe e não um líder. Já para ser um líder é necessário inspirar a sua equipe, ter um bom relacionamento e comunicação com ela. E para isso, é essencial conhecer bem a equipe antes de delegar as tarefas. 

Porém, tanto empreendedor, como colaboradores precisam estar alinhados em relação à função de cada um. Então, vale o diálogo contínuo para não haver desentendimentos.

Escolha suas prioridades

Como líder, o empreendedor precisa escolher bem as prioridades dele e da equipe. Isso porque, nada é mais trabalhoso do que o retrabalho.  Sem contar que é impossível que uma única pessoa cumpra todas as funções de uma empresa.

Sendo assim, o empreendedor precisa ser claro em suas decisões e instruções Além disso, cabe a ele determinar o sistema de cobrança, avaliando os trabalhos, aprendendo e analisando os erros e acertos com a equipe.

Dessa forma, a tarefa de eleger as prioridades torna-se fácil. Embora pareça uma tarefa simples, caso não seja aplicada corretamente, pode acarretar em diversos problemas no negócio. Até porque, atualmente, tudo parece demandar urgência e ser extremamente importante. 

Vista aérea de grupo trabalhando com tablets, computadores e celulares.
Não é possível fazer tudo ao mesmo tempo. Então, ter uma lista de prioridades é essencial.

Boa parte dessa urgência vem do hábito crescente de sempre estar conectado. Isso causa uma sensação de que tudo precisa ser feito na hora. Porém, é praticamente impossível atender demandas e realizar processos com a mesma velocidade da internet.

Assim, é preciso criar prioridades tanto para o trabalho como para a vida pessoal e saber a hora certa para cada coisa ser feita e concluída. Logo, ao criar uma ordem para as tarefas o empreendedor reduz o seu nível de ansiedade. 

E ainda, a ação de escolher as prioridades cria um plano de ação para ser seguido. Por isso, deixa claro o momento de cada ação, facilitando ver os objetivos de uma forma geral.

Torne rotina um tempo para você

Como citado anteriormente, é muito importante tornar uma rotina o tempo para você. Afinal, quando se está à frente de um negócio são tantas coisas para fazer que muitas vezes o tempo para si é esquecido.

Advertisement

Além de afetar também a vida pessoal como a convivência com a família e amigos. Sem contar que, com tantas obrigações, você esquece de tirar um tempo apenas para você.

Esses momentos ajudam no bem-estar físico e mental. Dessa maneira, todos precisam saber e respeitar esse momento. Atualmente, com tantos acontecimentos e novidades, se torna difícil se desconectar completamente. E não se deixar a mercê das notificações, mensagens e ligações. 

As opções do que se fazer nesse momento são diversas. Você pode ler, se exercitar, meditar, caminhar, ou fazer algo que goste. Por fim, você recarrega suas energias e fica mais leve para tomar decisões sadias. Em seguida, poder se dedicar melhor a sua família e ao seu negócio.

Com a mente e corpo descansados, o empreendedor terá melhores condições para tomar decisões importantes. Além de mais energia para se dedicar aos negócios, a comunicação com a equipe e o atendimento ao cliente. E como líder, trazer a harmonia para as atuações do dia a dia.

Saiba dizer “não”

Pessoa com blusa de frio fazendo sinal de não com os braços. Ilustração do texto vida de empreendedor.
Saber dizer não é essencial, tanto no empreendedorismo, como na vida pessoal

Essa é outra dica que vale tanto para a vida de empreendedor, quanto para a vida pessoal. Afinal, não é segredo que ao gerenciar um negócio se precisa cumprir muitas obrigações e compromissos. 

Ao mesmo tempo, é necessário o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional. Desse modo, muitas vezes parecem existir mais coisas a fazer do que o seu tempo permite. E ainda, causa cansaço excessivo e um mau gerenciamento. 

Ou seja, dizer sim para todas não vai ajudar. Aqui, volta a aplicação das prioridades para saber dispensar os compromissos desnecessários.

Dessa forma, escolher os compromissos produtivos pode ser decisivo para a saúde de um negócio. Porém, esses encontros precisam ser nos horários reservados para o trabalho. Caso comece a fazer exceções, o círculo vicioso volta. 

Então, para o sucesso do negócio, o empreendedor precisa ter inteligência emocional para conciliar todas essas questões. Sendo assim, é necessário sempre ter equilíbrio, ponderação e educação para dizer não a algum pedido.

Escolha o negócio

Uma ótima opção de negócio que permite essa conciliação é entrar para o mercado de franquias. Ao se tornar franqueado, o investidor será um sócio da marca e franqueadora. Logo, receberá um extenso apoio para o planejamento e aplicação da empresa. 

Além disso, não precisará começar um negócio do zero, o que pode ser muito trabalhoso. Afinal, as franquias possuem um amplo conhecimento de mercado e passam esses ensinamentos para os franqueados.

Ou seja, nesse modelo de negócio, o franqueado terá tempo para focar apenas no gerenciamento da empresa. Pois, a franqueadora oferece auxílios jurídicos, comerciais e de marketing. Além de também disponibilizar treinamentos, cursos e assessorias. 

Em resumo, a franqueadora oferece uma base de tudo que um empreendedor precisa, para que junto a sua dedicação, tenha um negócio de sucesso. Sem contar que existem franquias nas mais diversas áreas.

Computador aberto em tela de e-commerce com mão apontando cartão de crédito. Ilustração do texto vida de empreendedor.
Não basta escolher o negócio mais rentável, há muitos outros fatores importantes

Dados do SEBRAE apontam que quase metade dos negócios que começam do zero fecham as portas em um período de dez anos. Enquanto as franquias que encontram esse destino giram em torno de 15% dos casos. Assim, é um negócio extremamente seguro para se investir.

Tudo isso colabora para que o empreendedor franqueado tenha menos ansiedade por ter que lidar com tudo sozinho. Além de adquirir diversos conhecimentos sobre como melhorar sua atuação, gerenciamento, liderança, entre outros. 

Portanto, a vida de empreendedor, mesmo sem experiência, se torna mais simples com o modelo de franchising.

Vale a pena empreender este ano?

Escolher o momento certo de empreender pode ser motivo de dúvida para muitos. Sobretudo em períodos de instabilidade econômica, como o gerado pela pandemia.

Mas não é impossível, basta haver planejamento. Em primeiro lugar, é necessária atenção ao mercado em que se quer investir e isso inclui pesquisa, atualização constante e conhecimento de negócios da área.

Por exemplo, o mercado de franchising apresentou bom crescimento mesmo com a pandemia. Por isso, há muitas franquias que valem a pena investir ainda este ano.

De acordo com a Associação Brasileira de Franchising, o faturamento do setor, em 2021, foi de R$ 56,6 milhões. Ou seja, apresentou um crescimento de 3,1% em relação a 2019.

Porém, não basta escolher uma franquia e pronto. Isso porque, é algo que você vai dedicar tempo e dinheiro. Portanto, a escolha precisa ser feita com base em suas preferências e gostos pessoais.

Opções de franquias baratas não faltam, pois, segundo a ABF, são mais de 2,5 mil franquias dos mais variados segmentos atuando no Brasil.

Dessa forma, o investidor deve escolher uma cujo tempo de dedicação, investimento, retorno financeiro e obrigações sejam compatíveis com aquilo que almeja para sua vida de empreendedor. Então, antes de abrir um negócio, analise todos os fatores envolvidos.

Para conhecer opções de franquias, clique aqui: Franquias baratas 2021/2022: 240 melhores oportunidades para empreender e ganhar dinheiro

Advertisement
Advertisement