Bons negócios para investir: 5 dicas de como escolher um bom investimento

Por
em
Imagem de um paquímetro medindo moedas. Imagem ilustrativa texto bons negócios para investir.
Advertisement

Quem procura bons negócios para investir deve estar atento ao mercado, ao rumo que a Economia está tomando, entre outros cuidados.

Se até para comprar um carro ou uma televisão nós analisamos diversos aspectos do produto, imagina para investir em um empreendimento?

Nesse sentido, se você está pensando em abrir o próprio negócio, podemos lhe ajudar com algumas dicas para fazer esta escolha da melhor maneira possível. Portanto, fique com a gente neste conteúdo!

Saiba como escolher o melhor negócio para abrir

Para escolher um carro, o consumidor analisa diversos detalhes do produto. Busca um veículo que melhor o atenta naquele momento, bem como valor, os itens opcionais ou de fábrica etc.

Por exemplo, se o casal tem filhos, o carro precisa ser maior ou, por outro lado, para um jovem solteiro, um carro menor e mais econômico.

em outras palavras, cada aspecto da vida do consumidor acaba influenciando em suas escolhas. E para optar por bons negócios para investir não seria diferente.

Dessa forma, separamos algumas dicas para orientar você neste momento tão importante que é a escolha do melhor negócio para abrir.

Entenda seu perfil empreendedor

Quem está começando um negócio precisará fazer uma autoanálise para conhecer o seu próprio perfil para, então, buscar oportunidades que combinem com você.

Bons negócios para investir não são apenas aqueles com bons números e um mercado atrativo. As características do empreendedor também devem fazer parte desta equação.

Nesse sentido, a princípio, é preciso entender com o que você quer trabalhar. No mercado de Alimentação ou de Serviços? Prefere trabalhar com vendas diretas?

E dentro disso, analise suas características próprias para buscar um empreendimento que melhor respondam às suas qualidades.

Por exemplo, uma pessoa que gosta de conversar, que seja cativante e “faladeira” pode ganhar dinheiro com vendas diretas ou até por telefone.

Vemos pessoas reunidas em uma mesa de escritório (imagem ilustrativa). Texto: bons negócios para investir.
Para trabalhar em um negócio com mais funcionários, é necessário saber lidar com pessoas.

Por outro lado, um empreendedor mais retraído, tímido, pode se voltar para negócios que envolvam serviços remotos ou mais técnicos, e com menos contato com os clientes.

Além disso, certas características gerais são necessárias para quem deseja ter o próprio negócio e ser o seu próprio chefe.

Ou seja, é preciso foco, organização e, dependendo do tipo de empreendimento, certa capacidade para gestão de pessoas.

Em suma, o empreendedor deve se conhecer, saber seus pontos fortes que podem tornar o negócio mais sólido facilitando, assim, o seu desenvolvimento.

Ao começar um negócio, o empreendedor terá que se dedicar bastante. E isso será mais fácil se o empreendimento se amoldar às suas qualidades.

Pois fica difícil imaginar trabalhar todos os dias algo que não gostamos. Seria um pesadelo sem fim! O que só tende a puxar a empresa para baixo.

Conheça o seu mercado local

Advertisement

A oportunidade de negócio está onde existe um mercado interessante, com possibilidade de crescimento, público consumidor e “dinheiro na praça”.

Nesse sentido, para escolher bons negócios para investir, o empreendedor deve observar o mercado no qual está inserido o empreendimento.

Dessa forma, analisar a região, se ela suporta o seu empreendimento de maneira satisfatória. Isso tem influência direta no desenvolvimento do negócio.

Antes de investir, o empreendedor deve buscar um local próximo ao seu público-alvo, ou seja, potenciais consumidores para seus produtos ou serviços.

Isso porque a propaganda e a captação de clientes começa pela região e com o tempo se expande. O que por sua vez torna o empreendimento mais conhecido.

Do mesmo modo, o empreendedor deve saber com quem irá competir no mercado e na sua região. Os concorrentes são um bom parâmetro para analisar os próximos passos.

Saber quais são os pontos fortes das empresas que atuam no setor, bem como os pontos fracos e deficiências, para que possa explorá-las.

Imagem de folhas de papel com gráficos impressos.
Analise os mercados que estão em alta e as regiões que mais precisam daquele produto ou serviço.

Com isso, é possível direcionar o seu empreendimento para um espaço sem concorrentes ou com deficiências latentes.

Por fim, analisar onde é uma oportunidade a ser explorada e que possa dar o retorno mais sólido, e se possível, em menor espaço de tempo.

Encontre o diferencial do negócio

Um dos pontos positivos dos bons negócios para investir são os diferencias que eles oferece para se destacar frente a um mercado cada vez mais saturado.

Pra chamar a atenção, a empresa precisa ter um algo “a mais”, seja se destacando com qualidade ou pela inovação. Ainda é possível se destacar com atendimento e promoções, entre outras ações.

Nesse sentido, se for igual às demais, as pessoas tendem a continuar com o que já conhecem. Por isso, o empreendedor pode criar um senso de novidade com ações de marketing e atrativos variados.

Esse é um ponto importante. As pessoas tendem a se manter inertes, assim como as coisas (já dizia Isac Newton). Então, para elas mudarem de marca ou de estabelecimento, é preciso chamar a atenção.

Para alguns setores a inovação é fundamental. Seja um produto ou serviço que ofereça um diferencial exclusivo.

Por outro lado, alguns segmentos podem cativar os clientes com promoções ou preços atrativos. O diferencial ainda pode ser a qualidade ou até o atendimento, principalmente para serviços delivery.

Assim como falamos no tópico anterior, é preciso analisar os concorrentes, e nesta análise, tentar buscar algo que o diferencie deles. Não seja apenas mais um no mercado!

Planeje seu investimento

Um passo importante para abrir o próprio negócio é planejar bem o investimento do capital disponível. Quanto mais eficiente for nesta etapa, melhores as chances de manter as contas em dia.

Cada passo do negócio deve ser estudado: os custos de implementação, os gastos com pessoal, material, reformas extraordinárias, entre outros.

Para isso, tenha um bom plano de negócios com o valor do investimento inicial e um esboço das etapas seguintes para calcular bem o quanto irá gastar.

Vemos uma carteira de dinheiro vazia (imagem ilustrativa). Texto: bons negócios para investir.
Um investimento mal feito pode resultar em prejuízo para o empreendedor.

Por outro lado, não só os custos da implementação e desenvolvimento do negócio devem ser postos no papel. É preciso que o empreendedor também esteja com sua vida financeira pessoal equilibrada.

Por exemplo, não se endividar em demasia, com empréstimos pessoais ou para a empresa. Cada capital deve ser empregado da melhor maneira e sem excessos.

Antes mesmo de abrir o próprio negócio, o empreendedor deve organizar suas finanças pessoais, além de sempre ter uma reserva de emergência.

Nesse sentido, é por meio desse planejamento que você poderá organizar as finanças da sua empresa, controlar ganhos e gastos. Ainda, traçar estratégias que maximizem seus resultados e reduzam os seus riscos financeiros.

Da mesma forma, trabalhe com possibilidades distintas de orçamentos e ganhos, sempre dentro de uma margem segura para a saúde financeira do empreendimento.

Por fim, faça uma precificação de tudo que será necessário para a estrutura do empreendimento, busque alternativas mais baratas ou eficientes.

Defina suas metas e objetivos

Como falamos anteriormente, abrir o próprio negócio não é uma tarefa fácil, nem deve ser desenvolvida ao acaso.

Um empreendimento é um projeto que deve ter um rumo, um planejamento e um ponto de chega. Dessa forma, ao abrir um negócio, é preciso traçar metas e objetivos para ele.

As metas do negócio devem ser específicas e mensuráveis. Considere a possibilidade de usar uma estrutura, como a de objetivos e principais resultados, que possa ajudar a sua equipe a definir e mensurar suas metas.

Além disso, o objetivo deve ser plausível, ou seja, possível de ser alcançado mesmo que as coisas não ocorram 100% de acordo com planejado.

Da mesma forma, a meta deve ser temporal. Planeje onde o negócio deve estar daqui um ano, dois, três anos ou mais.

Bons negócios para investir são aqueles que são fáceis de visualizar o futuro e que possuem um caminho a seguir. Faz parte da implementação deste negócio estabelecer aonde se quer chegar.

Nesse sentido, defina indicadores para mensurar as metas e objetivos para que possam ser acompanhados constantemente. Caso haja algo fora de controle, fica mais fácil consertar o rumo o quanto antes para chegar no objetivo.

Por fim, separamos um ebook com mais algumas informações sobre o plano de negócios para ajudar sua empresa a alcançar os objetivos.

E-book "Os segredos desvendados de um plano de negócio".

Franquias são bons negócios para investir!

Falamos acima genericamente sobre como se organizar e escolher bons negócios para investir. Entre os negócios atrativos e que estão em franca expansão são as franquias.

Este modelo de negócio consiste em unidade de uma empresa que trabalha replicando o modo de produção da empresa “mãe”.

Cada unidade trabalha com os mesmo produtos e serviços, sendo uma cópia da outra, já estruturadas de forma uniforme e simplificada.

Este tipo de negócio possui muitas vantagens, pois o empreendedor pode começar com uma empresa com produtos e serviços aprovados pelo mercado.

Da mesma forma, o franqueado conta com um plano de negócios que irá orientá-lo no desenvolvimento do negócio. Ainda, antecipando alguns dos custos que terá ao longo da jornada.

O franchising é um mercado que tem atraído investidores, pois existem diversos modelos de franquia de baixo investimento e nos mais variados nichos de atuação.

Outro ponto é que, por ter todo um suporte da franqueadora, o empreendedor não precisa ter experiência como administrador.

A franqueadora oferece auxílio para a gestão, para questões burocráticas, manuais e treinamentos para o empreendedor conhecer e replicar a operação.

Da mesma forma, possui um suporte de marketing para orientar as ações de divulgação da unidade desde a inauguração.

Em outras palavras, é um modelo bem vantajoso para quem deseja empreendedor, bem mais fácil e simplificado do que abrir um negócio do zero.

Imagina ter que bolar um negócio, desenvolver o produto ou serviço, divulgar sua marca. Isso tudo já chega pronto em uma franquia!

E são muitos os nichos de mercado para atuar, com opções das mais variadas, para diferentes perfis de empreendedor. Falaremos de alguns destes mercados que estão em evidência no franchising mais abaixo.

Contudo, antes, separamos um vídeo falando um pouco mais sobre como funciona uma franquia. Confira.

Em que ramo vale a pena abrir um negócio?

Como falamos, são muitos os mercados para atuar com franquias. De acordo com a classificação da Associação Brasileira de Franchising (ABF), são 11 segmentos no mercado.

O franchising também foi impactado pela pandemia do novo coronavírus, sofrendo uma queda no faturamento e no número de unidades.

Contudo, alguns setores tiveram alta ou se mantiveram estáveis e ainda apresentam boa possibilidade de retomada com a volta ao normal do comércio e viagens.

Existem diversos modelos de franquias em todos os segmentos, com investimento inicial dos mais variados. Por conta disso o empreendedor deve ficar atento à Circular de Oferta de Franquia (COF).

Ademais, existem modelos em home office, de baixo custo e de manutenção simples, sendo necessário apenas um computador, telefone e acesso à internet.

Por outro lado, alguns modelos exigem um ponto comercial que podem ser pequenos, enquanto outros precisam de grandes espaços e localização privilegiada, como nos shoppings.

Porém, o mesmo cuidado que o empreendedor deve ter para analisar o mercado, estudar seu perfil, ele deve ter para escolher uma franquia.

Em todos os segmentos existem bons negócios para investir, mas levando em conta o cenário mais recente, alguns se destacam mais. Vamos falar sobre alguns deles.

Casa e Construção

Este setor foi disparado o com melhor desempenho entre 2019 e 2020, e se mantém em 2021. Muito desse crescimento se deu pois diversas empresas e pessoas físicas aproveitaram as restrições de circulação para reformar casas e prédios.

Para se ter uma ideia, de 2019 para 2020, o setor teve um aumento de 12,8% no faturamento e de 3,7% no número de unidades.

Do mesmo modo, entre o primeiro trimestre de 2020 e o de 2021, o setor teve um aumento no faturamento de 36,5%, chegando perto dos R$ 3,2 bilhões.

Neste segmento existem empresas de reformas, venda de produtos, aluguel de equipamento, entre outros. Em outras palavras, são bons negócios para investir e aproveitar o momento.

Vemos uma escavadeira em um terreno (imagem ilustrativa). Texto: bons negócios para investir.
O setor de construção está em alta e é um bom segmento para investir.

Saúde, Beleza e Bem-Estar

Outro setor que teve bons números nos últimos anos, mesmo com as restrições causadas pela pandemia, foi o de Beleza, Saúde e Bem-Estar.

Esse é um setor particularmente amplo, com negócios que envolvem serviços de beleza, venda de cosméticos e outros produtos ligados a este mercado.

Da mesma forma, existem clínicas de odontologia, estética, emagrecimento, bem como venda de suplementos alimentares e produtos naturais.

Entre 2019 e 2020, o setor aumentou seu faturamento em 3,1%, passando dos R$ 35 bilhões sendo, assim, o segundo segmento de maior faturamento atrás apenas do de Alimentação.

No primeiro trimestre de 2021, comparado com o ano anterior, o aumento do faturamento foi de 12,7%. Isso demonstra o potencial do setor que pode chegar ao topo da lista dos mais rentáveis.

Isso se deve pelo mercado em potencial que cada vez mais busca serviços e produtos para a saúde, vaidade e melhoria de vida.

Da mesma forma, muitas redes de franquias se adaptaram para oferecer produtos e serviços por delivery, que foi uma necessidade durante a pandemia e agora tende a se tornar permanente.

Limpeza e Conservação

Com a chegada da Covid-19 e a maior preocupação com a higienização para conter o contágio, muitas empresas puderam aproveitar desta urgência.

No segmento de Limpeza e Conservação, esta preocupação se mostrou nos números. Do primeiro trimestre de 2020 para o de 2021 houve um aumento de 6,6% no faturamento.

Da mesma forma como as franquias do setor de Saúde, Beleza e Bem-Estar, diversas franquias de Limpeza e Conservação investiram no atendimento delivery ou na diversificação de serviços.

São bons negócios para investir, seja com um modelo em home office, mais enxuto, ou que necessite de um ponto comercial para funcionar.

Serviços e Outros Negócios

Este setor é amplo, com franquias que oferecem os mais diversos serviços. Abarca corretoras, vendas, empréstimos, soluções financeiras, entre outros.

Por conta disso, o empreendedor deve ficar atento, pesquisas bastante se o seu perfil combina mais com franquias de prestação de serviços e vendas.

Vemos a tela de computador em uma mesa de escritório. Também vemos um xícara de café, uma agenda e um par de óculos (imagem ilustrativa).
Este segmento possui muitas redes de franquias com modelos em home office para empreender.

Assim como os outros, o setor teve um saldo positivo do primeiro trimestre de 2020 para o de 2021, com aumento de 6,1% no faturamento.

Aqui são oferecidos muitos modelos em home office, de baixo investimento inicial. Ou seja, ideal para empreendedores que não possuem muito capital ou desejam ter uma renda extra com um trabalho flexível.

Vale a pena abrir um negócio em momentos de crise?

Mesmo depois de passar por estes números atrativos, mostrando que existem no mercado de franquias bons negócios para se investir, o empreendedor mais cauteloso ainda pode estar com um “pé atrás”.

Mas e essa crise? Desemprego batendo na casa dos 14%? Será que é realmente a hora de empreender?

É normal fazer estes questionamentos. Contudo, é na crise que se abrem oportunidades para aqueles empreendedores arrojados, corajosos, que enxergam o copo meio cheio.

É verdade que há muitas empresas fechando as portas, mas isso pode significar mais espaço para atuar e menos concorrência. Para começar um negócio agora, você já saberá o ponto que precisa ser explorado do mercado.

Da mesma forma, existe demanda reprimida em alguns segmentos, como o turismo. Com o fim da pandemia (e ele vai chegar!), essa pode ser a oportunidade de ver o seu empreendimento decolar.

Por fim, onde muitos enxergam pontos negativos, seja aquele visionário que irá aproveitar as oportunidades que estão surgindo com os bons negócios para investir.

Depois de todas estas dicas para empreender que passamos, saiba um pouco mais sobre os custos de uma franquia clicando aqui.

Advertisement
Advertisement