Mercado de franquias: conheça os dados mais recentes!

Por
em
Desenho de símbolos que atribuem às ideiais. Ilustração do texto sobre mercado de franquias.
Advertisement

O mercado de franquias tem se tornado uma opção de negócio para o empreendedor brasileiro. Diante de uma crise mundial, onde muitos perderam oportunidades e buscam desenvolver sua própria empresa, o franchising é a saída mais segura para quem quer iniciar um empreendimento próprio!

Mesmo com as incertezas que tiveram em 2021 durante a pandemia, o setor de franquias teve uma aumento de 10,7% no faturamento em relação ao ano anterior, segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Ainda mais em um momento de crise que nos leva a mudar os hábitos e o modo de trabalho. Isso acontece, porque o mercado de franquias se comporta como um facilitador dos que estão à procura de um empreendimento.

O novo normal, como está sendo chamado a nova fase pós pandemia, está aí para dizer que o comportamento dos empresários também deve ser diferenciado de agora em diante.

Por isso, o franchising brasileiro tem investido nas modalidades de negócios mais adequadas ao momento, para fortalecer o mercado que tende a crescer ainda mais deste ano em diante com a oportunidade. Quer saber mais? Continue conosco!

Dados do mercado de franquias

Homens conversando sobre dados mercado de franquias. Ilustração do texto sobre mercado de franquias.
O crescimento do setor de franquias é constante mesmo diante das inconstâncias econômicas do país.

Primeiramente, não é apenas esse período que reforça a necessidade de segurança para investidores, mas ele sempre teve uma característica positiva em relação ao mercado convencional.

De acordo com dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o mercado de franquias brasileiro é um dos mais estáveis e continua registrando crescimentos contínuos. Dessa forma, o setor obteve um percentual de aumento de 5% no quarto trimestre de 2021.  

Mas esse crescimento é percebido pela comparação em relação ao ano anterior, 2020, quando o setor no mesmo período faturou R$ 53,9 bilhões, enquanto que em 2021, o faturamento saltou para R$ 56,6 bilhões.

Ainda de acordo com a pesquisa, todos os 11 segmentos de atuação do franchising tiveram resultados positivos em 2021 se comparado com 2020. Sendo assim, as possibilidades de bom desempenho atendem a todos os setores.

Diante desses resultados positivos, é possível perceber que a alta, mediante o aumento do faturamento, corresponde ao crescimento de unidades franqueadas de um ano para o outro. No total o índice está 9,1% maior que em comparação com o ano de 2020.

Portanto, outro fator muito importante que favorece o setor é o de oportunidade de emprego geradas pelo mercado de franquias. De 2019 para 2021, o mercado de franquias gerou 3,9% mais empregos. Logo, batendo em 2021, a marca de 1.411.319 postos de trabalho.

Franchising mostra grande recuperação

O mercado de franchising passou por momentos de oscilação, assim como toda a Economia mundial afetada pela pandemia.

O desempenho do setor teve um início de 2020 bem interessante, com um faturamento de R$ 41.537 bilhões no primeiro trimestre, antes da pandemia. Este resultado era 0,2% maior do que no mesmo período do ano anterior.

Contudo, com o início da pandemia no segundo trimestre, o setor teve um desempenho complicado até o quarto trimestre e assim foi até o ano seguinte.

Já em 2021, com o avanço da vacinação, os números do franchising começaram a melhorar, e em certos momentos chegando perto dos valores de faturamento de 2019, pré-pandemia.

Em 2019 o segmento teve um faturamento expressivo, de R$ 186.755 bilhões, mas em 2020, com todos os problemas, estes números foram de R$ 167.187 bilhões.

Porém, em 2021, o setor teve um faturamento de R$ 185.068 bilhões, ou seja, próximos de 2019 e 10,7% maior do que em 2020.

Esta recuperação também se mostrou em relação ao fechamento de unidades de franquias. Em 2020, houve uma redução de 2,6% no número de unidades, mas em 2021, aconteceu um aumento de 9,1%.

Sendo assim, em números, a quantidade de unidades abertas de franquias teve um crescimento se comparado de 2019 para 2021.

Naquele ano, haviam 160.958 unidades, número este que baixou para 156.798 em 2020, mas que saltou para 170.999 em 2021. Aumento de 6,2% de 2019 para 2021. Interessante, não é mesmo?

Enfim, após um momento delicado, assim como toda a Economia, o empreendedor pode voltar a ter mais confiança no mercado de franquias e nos bons ares que sopram neste setor.

O que favoreceu a recuperação do franchising?

Um dos fatores que mais favoreceu a recuperação do franchising foi o crescimento das pessoas vacinadas contra a Covid-19 e consequentemente a volta da circulação das pessoas e do trabalho do comércio.

No Brasil, segundo o Consórcio de Veículos de Imprensa, a partir de dados das Secretarias Estaduais de Saúde, são mais de 80% da população brasileira vacinada com a primeira dose.

Ainda, imunizados com duas doses ou dose única são mais de 72% da população, o que fez com que número de mortes e infectados diminuísse e permitiu um relaxamento das restrições de circulação.

Mas além disso, o mercado de franquias conta com uma solidez que se reflete nos números, que atraem os empreendedores.

Do mesmo modo, a recuperação dos variados ramos de franquias foi possível por conta dos suportes das franqueadoras para orientar seus franqueados em momentos complicados da pandemia.

Depois, deve-se valer também da recuperação da Economia brasileira como um todo, que melhorou o consumo interno e a circulação de riquezas.

Projeções do franchising para 2022

Se o viés é de alta de 2020 para 2021, a recuperação deve continuar para 2022, segundo projeções da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

De acordo com a entidade, o faturamento do mercado de franquias deve passar de R$ 201 bilhões em 2022, com um aumento de 9% em relação a 2021. Além disso, espera-se que o número de redes de franquias passe dos três mil, chegando a 3.026 marcas atuando no Brasil.

Da mesma forma, como os empreendedores devem continuar confiando neste modelo de negócio, a ABF espera chegar a 182.969 unidades em operação.

Todos estes números mostram que o mercado espera que as franquias continuem sendo um atrativo para os empreendedores dos mais variados perfis.

Porém, o empreendedor deve sempre manter os cuidados básicos antes de investir, que é buscar nichos que se encaixem ao seu perfil e também se organizar para fazer um investimento mais adequado à sua capacidade financeira.

Novas tendências para o mercado de franquias

Mão segurando uma caneta e apontando para gráficos em uma folha. Ilustração do texto sobre mercado de franquias.
O empreendedor deve se atentar para os nichos de mercado com bons números.

O ano de 2020 nos pegou de surpresa e nos vimos cercados por uma impossibilidade de sair de casa. Já imaginou isso em algum momento? Por isso, mesmo algumas tendências que já existiam no franchising simplesmente foram reforçadas pela indisponibilidade atual.

Estamos falando de possibilidades de trabalho remoto onde não é preciso sair de casa para administrar o próprio trabalho. Seja para atuar com e-commerce ou por uma franquia digital, muitas delas também com serviços de delivery.

Home Office

Nunca se ouviu tanto falar de home office como agora. Não à toa, o formato de trabalho remoto se tornou a alternativa para as empresas continuarem gerindo seus negócios e mantendo os colaboradores em suas atividades.

Não tenha nenhuma dúvida que essa necessidade trouxe a confirmação de que esse tipo de trabalho virou uma tendência que veio para ficar.

Por isso, esta modalidade nas franquias é muito usada, pois tem custos operacionais muito baixos, já que não exige ponto físico. Assim, não há gastos com aluguel, taxas de instalação etc.

Outro ponto positivo é que é possível trabalhar de casa apenas com uma boa internet e um computador, ficando por conta do franqueado a dedicação e o foco necessários para o trabalho que deseja administrar.

Mas parecido com o home office há também o modelo home based, onde o franqueado atua parte do tempo em casa e outra parte levando produtos ou serviços até os clientes, e que foi um tipo de negócio bastante procurado na pandemia.

Uma franquia que atua neste formato é a Acquazero, rede de estética automotiva. Com a marca o franqueado leva os vários serviços da franquia até a casa ou o trabalho do cliente. Este modelo é chamado de home based, pois tem a casa como base e leva os serviços até os clientes.

Microfranquias

Advertisement

Essas estão, de certa forma, alinhadas na modalidade de home office também, mas na verdade é uma denominação criada pela ABF para identificar os modelos de negócios que possuem um valor de até R$ 105 mil.

Da mesma forma, possibilitam versões com baixo investimento. Com isso, as microfranquias tiveram nos últimos anos um crescimento exponencial. De acordo com a Associação Brasileira de Franchising, as microfranquias tiveram um aumento de 45% entre os anos de 2013 a 2016.

Contudo, o Brasil oferece cerca de 600 marcas atuando como a modalidade de microfranquias. Sendo assim, as possibilidades aumentam as chances de você se interessar por esse mercado, que traz consigo uma força que mesmo diante das inconstâncias econômicas apresenta resultados expressivos.

São modelos que podem ser para atuar em casa, mas também negócios de menor investimento, mas que atuem em formato de quiosque, loja ou até container. Ainda, voltadas para cidades pequenas ou até para grandes centros como São Paulo (SP).

O que devo analisar antes de investir em uma franquia?

Advertisement

Primeiramente, é possível que deseje saber um pouco mais sobre o sistema de franquias antes mesmo de ingressar. É preciso conhecer o ambiente no qual vai investir e se há dinheiro disponível!

Diante da variedade de negócios, é importante que você saiba investir antes mesmo de se tornar um empreendedor franqueado no que gosta de fazer. Assim, os negócios que possam estimular o seu poder de empreender são as melhores opções.

De forma prática, seu tempo deve ser investido no que você acredita e defende. Assim, terá mais força de vontade para fazer crescer e desenvolver de forma natural, sem esforços excessivos.

Claro que diante de um negócio próprio, existe muita dedicação e você deve estar sempre preparado para o que vier. Muitos empreendedores acreditam que as franquias são mais fáceis, porque tem suporte. Porém, esquecem que o suporte é para auxiliar e não tomar as rédeas do negócio.

Logo, ele é extremamente importante e faz toda diferença ao investir em uma franquia. Porém, você é o responsável por fazer esse negócio crescer e desenvolver com todo o potencial que tem. 

Enfim, pesquise as marcas, invista nas visitas em franquias que tenha interesse, veja como é o atendimento, o serviço etc. Pode ser bom ir em alguma feira de franquias para avaliar as tendências do franchising.

Depois, avalie nos sites das franquias que valem a pena, o processo necessário para se tornar um franqueado. Por fim, não tenha pressa nesse momento, afinal é fundamental escolher o melhor investimento para injetar o seu capital.

Folha cheia de gráficos e uma mão segurando uma caneta ao lado.
Analise a saúde financeira da franqueadora, a sua rentabilidade e o investimento antes de começar uma franquia.

Seja um franqueado!

Agora que você percebeu que o mercado de franchising é mesmo promissor e permite uma segurança maior em comparação com um empreendimento comum, é hora de saber como dar o primeiro passo para investir.

Não há dificuldades, vamos mostrar o que você precisa fazer para se tornar um franqueado nesse passo a passo.

Escolha o seu ramo de atuação

Já falamos aqui que o setor de franquias oferece 11 segmentos. Assim, um deles há de ser o seu ramo de atuação. Portanto, escolha o que você se identifica, pesquise as marcas que atuam no segmento.

Se possível, conheça pessoalmente as melhores franquias, se envolva primeiro antes de definir o seu contato com a franqueadora. Os segmentos são:

Números de cada setor do franchising em 2021

Como dito, o mercado de franquias conta com 11 segmentos segundo a ABF, sendo que o de Alimentação é subdividido em dois: Foodservice e Comércio e Distribuição.

O Foodservice teve um crescimento de 5,2% no faturamento em 2021, se comparado com 2020, com R$ 32.776 bilhões. No Comércio e Distribuição o crescimento foi de 12,5% e um faturamento de R$ 10.959 bilhões, em 2021.

Do mesmo modo, o setor de Casa e Construção teve um faturamento de R$ 14.830 bilhões em 2021, 19,3% a mais que o ano anterior.

Com um aumento de 19% de 2020 para 2021, o segmento de Hotelaria e Turismo faturou R$ 7.938 bilhões.

Ainda, com o maior faturamento do mercado de franquias, o segmento de Saúde, Beleza e Bem-Estar se destaca com R$ 38.976 bilhões, em 2021, 10,5% a mais que 2020.

Da mesma forma, o maior crescimento no faturamento foi do setor de Entretenimento e Lazer, com um aumento de 21,2% de 2020 para 2021, chegando a R$ 2.209 bilhões.

Já o setor de Moda, que também tem um grande faturamento, aumentou seus ganhos em 15,2% de 2020 para 2021, chegando a R$ 22.070 bilhões.

Também com um grande aumento, o setor de Limpeza e Conservação teve um faturamento de R$ 1.511 bilhões em 2021, 14,7% a mais que no ano anterior.

Por outro lado, com um crescimento mais modesto, de 2,6%, o segmento de Comunicação, Informática e Eletrônicos teve um faturamento de R$ 6.218 bilhões.

Um setor de grande faturamento é o de Serviços e outros negócios, que aumentou seus ganhos em 11,1%, chegando a R$ 29.597 bilhões.

Por fim, Serviços Educacionais teve um aumento de 5%, chegando a R$ 11.479 bilhões de faturamento. Logo, o setor de Serviços Automotivos faturou R$ 6.505 bilhões, 8,9% a mais que em 2020.

Entre em contato com a marca

Antes de mais nada, é preciso escolher o segmento, sendo definido você decide em qual modalidade ingressar e escolhe a marca que deseja atuar. Logo, é preciso entrar em contato com a franqueadora.  Para isso, acesse o site da marca e clique na opção de “quero me tornar um franqueado”.

Lá serão solicitados dados como telefone, e-mail e contato. Assim, será possível receber um retorno da empresa para uma conversa mais detalhada sobre o seu interesse.

Estude a COF

Sendo confirmado o seu interesse, a franqueadora enviará um documento chamado Circular de Oferta de franquia(COF). Esse é um apanhado de informações importantes sobre a franquia.

Então, leia com atenção! Nessa circular você saberá tudo sobre os seus deveres junto a franquia, o investimento inicial, e as taxas que devem ser pagas, como os royalties, a conduta enquanto franqueado etc. Mas se for ficar um pouco descapitalizado, veja a opção de um empréstimo para investir na franquia.

Ao mesmo tempo, será orientado sobre os seus direitos estando na franquia, o suporte que vai receber da marca. Enfim, tudo que você precisa saber antes de entrar na franquia.

Esse documento tem 10 dias para ser lido, estudado e compreendido. Quer dizer que você não poderá assinar o contrato antes disso. Essa determinação está assegurada pela Lei de Franquias.

Assine o Contrato

Homem assinando contrato mercado de franquias.
O contrato é a segurança do franqueado perante a franquia e deve ser cumprido de acordo com o que foi descrito na COF.

Tudo certo com a COF? Ótimo! Assim poderá firmar o contrato sem dúvidas e inseguranças. Logo, será necessário o pagamento da taxa de franquia, e ao mesmo tempo, a assinatura definitiva do contrato para entrar na rede.

Dedique-se ao seu investimento

Agora que você já é um franqueado fique tranquilo! Isso porque, o seu negócio terá grandes chances de crescer e oferecer o lucro que você almeja. Mas lembre-se que a dedicação é fundamental. Por isso, não deixe o negócio andar sozinho, pois ele não anda!

Dessa forma, se empenhe, faça contatos com seus clientes. Para isso, comece com seus amigos, aproveite as ferramentas do suporte de marketing da franqueadora, invista em treinamentos e estude sobre o seu ramo de atuação.

Logo, atente-se às novidades do mercado e ao que seus clientes desejam. Se mostrar empenho no negócio vai sim se destacar no ramo, seja em uma cidade pequena ou grande.

Então, não desanime perante as dificuldades, elas existem e serão vencidas se você estiver preparado para enfrentá-las.

Crescem as opções de franquias para investir

Algumas marcas do franchising nacional são bem famosas, como a Cacau Show, McDonald’s, Burguer King, Boticário, Acquazero e várias outras.

Entre as 50 maiores franquias do Brasil existem diversas marcas que já estão no mercado há décadas, como as de fast food, e outras recém chegadas no franchising.

Além disso, com a recuperação do mercado de franquias houve também um crescimento no número de marcas que atuam com este modelo de negócio. Várias delas buscando aproveitar as tendências do franchising.

Mas para se ter uma ideia, de 2020 para 2021 houve um crescimento de 8% no número de marcas no franchising nacional. Agora, são 2.882 franquias em todo o território nacional.

Este número ainda é menor do que em 2019, quando eram 2.918 redes de franquias. Porém, já há uma boa recuperação. Ainda, muitas destas marcas estão se consolidando, por exemplo, as internacionais.

Ainda, é um ponto bem positivo para os empreendedores, que encontrarem opções para escolher aquela mais adequada ao seu perfil.

Do mesmo modo, encontra mais possibilidades para atuar no seu nicho de mercado local, e com isso, aproveitar uma lacuna deixada pelos concorrentes.

Se chegou até aqui e seguiu todas essas dicas, certamente está mais preparado para abrir um empreendimento e aproveitar suas oportunidades! Então, siga firme e continue acompanhando tudo sobre o universo das franquias. Para isso, assine a nossa newsletter!

Ainda, confira uma lista com diversas franquias baratas que separamos para você atuar em variados nichos de mercado. Acesse, porque a hora de empreender e ganhar dinheiro é agora!

Advertisement
Advertisement