O maior Portal de Franquias do Brasil!
Home » Todos Conteúdos » Destaques ★ » Essa é a melhor forma de ser seu próprio chefe [segredo final]

Essa é a melhor forma de ser seu próprio chefe [segredo final]

Sumário

Você deseja ser seu próprio chefe, mas ainda não sabe como iniciar essa jornada? Conheça, nesse guia que preparamos, um pouco mais sobre as franquias e como elas podem ajudar você a mudar de vida!

No Brasil, o setor de franquias está aquecido e em crescimento constante. Ou seja, pode ser uma ótima oportunidade para quem deseja abrir seu próprio negócio. Para se ter uma ideia, em 2022, o país encerrou o ano com um total de 63,8 mil franquias abertas. O saldo foi 12,6% maior que o ano anterior, segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Números assim acontecem porque esse é um negócio que permite ao empreendedor entrar para o mercado junto a uma marca já conhecida. Então, com produtos ou serviços testados e aprovados, o que oferece confiabilidade e segurança ao investimento.

Deseja saber mais a respeito? Então, nos acompanhe neste texto e descubra como, finalmente, fazer do seu empreendimento uma realidade.

Franquia: a melhor forma de ser seu próprio chefe

Existem diversas vantagens em ser seu próprio chefe. Quando olhamos para as franquias, isso fica ainda mais evidente.

Graças a esse modelo de negócio, qualquer pessoa tem a possibilidade de investir, empreender e alcançar os resultados esperados. Isso só é possível devido à estrutura oferecida com suporte e treinamentos.

Ou seja, por meio dessas ações, você terá acesso a todo o know-how que levou a franqueadora ao sucesso que ela possui atualmente. Por isso é preciso apenas replicar esse conhecimento.

Portanto, você não enfrenta nenhum processo desgastante. Tal como a elaboração de um plano de negócio, por exemplo. Esse é o documento responsável por apresentar os objetivos e caminhos que a empresa irá seguir.

No caso das franquias, ele já está pronto! Basta colocá-lo em prática. Isso oferece, além de praticidade, mais segurança para você e para o seu empreendimento.

Para quem ainda está em dúvida se tem condições de investir no franchising, existe o modelo conhecido como microfranquia. Com esse formato você pode empreender gastando, no máximo, R$ 135 mil.

Na maioria dos casos, não é necessário nem mesmo estrutura física externa para trabalhar. Assim, com apenas um bom computador e acesso à internet é possível vender seus produtos ou prestar serviços.

Inclusive, graças a esse modelo, você pode conciliar a franquia com seu emprego formal até conquistar a confiança necessária para seguir apenas como empreendedor.

Para quem ainda tem dúvidas sobre o tema e quer aprender mais antes de começar a empreender em uma marca, nossa dica é dedicar um tempo para estudar. O curso Guia Prático sobre Franquias é uma ótima opção para conhecer mais sobre esse universo. Para iniciar as aulas clique aqui!

Como uma franquia funciona?

As franquias funcionam de uma maneira bem simples. Quando uma marca decide expandir sua área de atuação, ela precisa encontrar uma solução econômica e prática para fazer esse movimento.

Para isso, o franchising acaba sendo a melhor opção, uma vez que esse caminho é muito mais tranquilo do que abrir várias lojas e gerenciá-las por conta própria.

A empresa que opta por esse modelo permite que um terceiro explore comercialmente a sua marca. Dessa forma, essa empresa precisa só se preocupar com o processo de compartilhamento de sua cultura e de suas metodologias.

Então, o franqueado, por sua vez, com o apoio do suporte e treinamento, consegue tirar o projeto do papel e começar a trabalhar. As despesas também são mais controladas do que as de um negócio iniciado do zero.

A princípio, no processo para se tornar um franqueado, você recebe a Circular de Oferta de Franquia (COF). Esse documento é responsável por apresentar todas as despesas que você terá ao longo da sua jornada.

Importante destacar que alguns valores podem ser uma média, considerando a montagem de uma loja, por exemplo, que pode variar.

Continue a leitura com atenção! Logo mais, vamos falar sobre as vantagens de ser seu próprio chefe. Mas, por enquanto, acompanhe as etapas para investir.

5 passos definitivos para ser seu próprio chefe

Agora que você compreende melhor como as franquias podem ajudar você a ser seu próprio chefe, selecionamos algumas dicas importantes para o seu desenvolvimento nesse novo mundo. Você vai precisar, por exemplo, analisar várias opções de franquias.

Nesse sentido, lembre-se sempre de ser uma pessoa proativa e dedicada ao negócio. Esses são pontos fundamentais para alcançar o sucesso.

1. Escolha sua área de interesse

Em primeiro lugar, não podemos deixar de falar sobre o quão importante é encontrar a sua área de interesse. Ou seja, nunca opte por um segmento apenas por conta dos resultados financeiros que ele pode oferecer.

Afinal, por mais tentador que isso seja, você pode acabar ignorando outros fatores e passa a acreditar que essa será uma jornada fácil.

Pois para que a sua caminhada seja realmente tranquila, você precisa estar onde sempre quis estar. Ou seja, você deve atuar na área que sempre sonhou atuar.

Basta lembrar dos tempos de escola, quando você gostava de estudar mais para uma matéria do que para outra. Podemos dizer que empreender é o mesmo. Tenha esse foco.

2. Pesquise por opções de franquia

Tendo em vista o segmento em que irá atuar, chegou o momento de pesquisar opções de franquias. Analise todas e avalie aquela que, aparentemente, possui o melhor custo-benefício.

Lembre-se que você está investindo em uma marca conhecida. Portanto, é fundamental que saiba como o público responde aos produtos ou serviços oferecidos por ela.

Analise ainda as redes sociais e sites de reclamações. Faça um levantamento completo. Afinal, tudo que encontrar vale a pena nesse momento. Informação nunca é demais.

Após isso, basta selecionar a que mais chamou a sua atenção.

3. Entre em contato com as marcas

Essa etapa é bem simples. Acesse o site da franqueadora, preencha o formulário e aguarde contato. Você passará por uma breve entrevista para que a marca possa lhe conhecer e entender o seu perfil.

Além disso, caso exista um sócio, ele também precisará ser entrevistado. Após esse processo, ainda acontecerão algumas reuniões para alinhar o negócio. Aproveite para esclarecer suas dúvidas.

4. Avalie a empresa

Nesse momento, você receberá a COF (documento que citamos no início do texto). Estude a Circular com bastante atenção. Se necessário, consulte seu advogado.

Não tenha pressa para continuar com a negociação. Ou seja, tenha foco e busque entender todos os detalhes relacionados ao negócio e à empresa.

Inclusive, a própria Lei de Franquias determina intervalo de 10 dias entre o recebimento da Circular e a assinatura do contrato. Aproveite esse tempo para conversar com outros franqueados.

5. Inicie seu negócio próprio

Por fim, após todo esse processo, tendo a certeza de que escolheu a melhor franquia, basta assinar o contrato e, finalmente, se preparar para dar início às operações.

Cada franqueadora possui a sua rotina padrão. Sendo assim, caberá a elas informar os próximos passos como a escolha do ponto comercial, abertura da unidade, inauguração etc.

Ou seja, o processo é muito mais simples do que abrir um negócio do zero. Com pouco, mas sabendo como procurar, você consegue encontrar o melhor empreendimento. Principalmente se olhar para os diversos modelos de franquias.

Quais as vantagens de ser o próprio chefe?

Ser o próprio chefe oferece uma série de vantagens e oportunidades como: liberdade na tomada de decisões e flexibilidade na rotina pessoal. Além, é claro, da satisfação em ver seu investimento prosperar e crescer ao longo do tempo.

É uma jornada desafiadora e recompensadora que permite transformar suas paixões em realidade e construir um futuro de sucesso. Confira mais detalhes sobre quais são as reais vantagens de abrir seu próprio negócio.

Controle do seu horário

Ser o dono do seu próprio negócio traz flexibilidade de horários. Você tem a liberdade de definir sua agenda de trabalho, conciliando as atividades profissionais com sua vida pessoal. Essa flexibilidade é especialmente valiosa para aqueles que buscam equilibrar trabalho e família.

Tomada de decisões

A autonomia é uma das grandes vantagens de ser o próprio chefe. Você tem a liberdade de tomar decisões estratégicas e moldar o rumo do seu empreendimento de acordo com suas visões e metas. Ou seja, não há a necessidade de se submeter a ordens de superiores, permitindo que você siga sua própria visão.

Você trabalha pelo seu sucesso

A sensação de realização pessoal é uma recompensa inestimável. Ser o dono do seu próprio negócio permite que você transforme suas ideias e paixões em realidade.

Assim, você tem a oportunidade de construir algo do zero e testemunhar o crescimento e sucesso da sua empresa, o que traz um sentimento de satisfação e orgulho.

Sem preocupação com desemprego

Outra vantagem é a possibilidade de alcançar estabilidade profissional. Você tem a oportunidade de colher os frutos do seu trabalho árduo e ver seu empreendimento prosperar.

Desse modo, é possível definir estratégias para aumentar a rentabilidade e tomar decisões financeiras que beneficiem diretamente a empresa e a si mesmo.

Trabalhar com o que você gosta

Uma das maiores vantagens de ser seu próprio chefe é trabalhar com o que você ama. Ao seguir suas paixões e interesses, você encontrará satisfação e propósito em seu trabalho diário. Além disso, ter controle sobre seu próprio negócio permite que você tome decisões alinhadas com seus valores e visões.

Desafios de ter um negócio próprio

Embora ser seu próprio chefe tenha suas vantagens, também é importante estar ciente dos desafios que acompanham essa responsabilidade. Como precisar conquistar o mercado.

Um dos principais desafios é a carga de trabalho e a responsabilidade total pelo sucesso do negócio. Desse modo, como empreendedor, você será responsável por todas as decisões e ações relacionadas à empresa, o que pode demandar um alto nível de dedicação e comprometimento.

Lembre-se que ser seu próprio chefe significa assumir os riscos financeiros e enfrentar a possibilidade de fracasso. Afinal de contas, o mercado é competitivo e está em constante mudança. Por isso, exige que você se adapte rapidamente e tome decisões estratégicas para garantir a sobrevivência do seu negócio.

Por fim, é importante estar preparado para um equilíbrio delicado entre vida pessoal e profissional. Como seu próprio chefe, é fácil se envolver em um ciclo de trabalho constante, sacrificando tempo para si, família e amigos.

Portanto, é fundamental estabelecer limites e implementar uma gestão eficiente do tempo para um equilíbrio saudável.

Agora que você já conhece todas as vantagens e os desafios de ser seu próprio chefe, que tal definir qual modelo de franquia combina mais com o seu perfil? Tire seus sonhos do papel e boa sorte!

Acompanhe o mercado
A mais lidas hoje