Como ser um franqueador bem-sucedido? Dicas para ter sucesso com a rede

Por
em
Imagem de um empresário em sua mesa com um computador e outros objetos de escritório. Imagem ilustrativa texto franqueados bem-sucedido.
Advertisement

Com o mercado de franquias aquecido, é cada vez maior o interesse dos empresários de expandirem seu negócio para o franchising e ser um franqueador bem-sucedido.

Este setor tem mostrado boa recuperação nos últimos meses. Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o segmento faturou mais de R$ 47,3 bilhões no terceiro trimestre de 2021. Este número representa um aumento de 0,4% em relação ao mesmo período de 2019, antes da pandemia.

Por conta disso, empresários tem olhado com bons olhos para uma mudança de rumo em suas empresas com o objetivo de entrar para o mercado do franchising. Contudo, este processo não é simples, e por isso, trazemos algumas dicas para lhe ajudar.

Vale a pena ser um franqueador?

O empresário que faz a mudança no modelo da sua empresa deve analisar bem os prós e os contras desta alteração. Contudo, é possível dizer que este processo traz muitos benefícios para a marca.

Um dos motivos pelo qual vale a pena ser um franqueador é poder expandir sua marca para lugares que antes seriam impensáveis, por conta da distância em relação à sede da empresa.

Do mesmo modo, com a venda das franquias, o empresário terceiriza os investimentos para a abertura deste negócio. Nesse sentido, o franqueado é o responsável pelos investimentos necessários para esta unidade.

Além disso, possibilita que o franqueador consiga ampliar seu reconhecimento no mercado, já que sua marca passa a ser vista por um número maior de consumidores.

Um ponto importante e bastante atrativo, é que tudo isso resulta em um aumento da lucratividade do negócio.

Dessa forma, o franqueador receber por conta da venda das novas unidades. Ainda, terá uma maior entrada de seus produtos e serviços no mercado, e com isso, ganha também sobre estas vendas.

Se tornar um franqueador permite também maiores investimentos na estrutura do negócio como um todo, o que pode levar também a uma diminuição dos custos.

Imagem de um empreendedor em sua sala trabalhando. Imagem ilustrativa texto franqueados bem-sucedido.
Ao franquear o seu negócio o empreendedor pode conseguir uma grande expansão da sua marca.

Custos estes que se reduzem por conta da economia de escala. Isso significa que com maiores compras com a expansão do negócio, o empresário consegue negociar melhor os preços junto a fornecedores.

Assim, terá uma diminuição no custo global dos insumos, o que é algo bem positivo para melhorar a lucratividade do negócio.

Dicas para ser um franqueador bem-sucedido

Mostramos apenas algumas das vantagens de ser um franqueador no tópico acima. Porém, para conseguir aproveitar de todo este potencial do modelo de franquia, é preciso oferecer aos empreendedores um negócio atrativo.

Para isso, o processo de formatação de franquia precisa ser bem feito, e aqui trazemos algumas dicas para você realizar este processo de forma mais sólida e eficiente. Continue a leitura conosco!

Fazer uma boa análise de franqueabilidade

A análise de franqueabilidade é um estudo que aponta o diagnóstico certo para a empresa que pretende se multiplicar, determinando se o negócio é potencialmente franqueável e verificando se tem a capacidade de atender aos franqueados de forma eficiente.

Nesse sentido, todos os detalhes são pontuados nessa etapa. Marketing, investimentos, planejamento estratégico e de gestão, treinamento e demonstração de know-how aos possíveis interessados são alguns dos pontos mais importantes.

Da mesma forma, este primeiro passo tenta avaliar o potencial que a marca tem para competir com as outras franquias e de atrair empreendedores.

Assim, analisar a capacidade de replicar-se e compartilhar o know-how uniformemente é um dos pontos chave desta avaliação, como também medir o risco de duplicidade, ou seja, outras empresas operarem do mesmo modo que a sua.

Há casos que o projeto de franquia é interrompido nos primeiros momentos da avaliação de franqueabilidade, pois os primeiros indicadores acenam a inviabilidade do projeto.

Por isso, é uma etapa importante para se tornar um franqueador bem-sucedido, pois é a forma de dar o pontapé no projeto de forma sólida e aumentar as chances de sucesso.

Imagem de um empresário em sua sala com cara de preocupado e vários papeis em sua mesa. Imagem ilustrativa texto franqueados bem-sucedido.
Uma boa análise de franqueabilidade permite ao empresário ver se o seu negócio tem potencial ou não para o franchising.

Calcular toda a necessidade financeira do negócio

Advertisement

Um outro ponto importante para se tornar um franqueador bem-sucedido é analisar a estrutura da sua empresa e verificar a parte financeira deste processo.

O empresário deve estudar sua operação, ver o que precisa ser mudado, fazer as alterações no corpo de colaboradores do negócio para se adequar a este novo modelo.

Contudo, para todas estas mudanças é preciso dinheiro. Pagar por um maquinário que antes não tinha, investir em pesquisas para algumas mudanças na operação para baratear custos, entre outros investimentos.

Nesse sentido, é preciso calcular o que pode ser gasto para que o empresário não se endivide para fazer esta mudança e sua franquia comece sem uma saúde financeira adequada.

Do mesmo modo, é preciso avaliar os custos que terá para ser o franqueador, como as pessoas que prestarão os suportes aos franqueados, o marketing de captação de empreendedores e até o pagamento de questões burocráticas de documentação.

Elaborar os documentos legais

Como acabamos de falar, o processo de formatação de franquia exige que o empresário elabore alguns documentos legais essenciais para este modelo de negócio.

Por exemplo, toda franquia precisa ter uma Circular de Oferta de Franquia (COF). Este documento é regulamentado pela Lei de Franquias e deve conter certos detalhes sobre a marca.

A COF é como um pré-contrato entre o empreendedor e o franqueador. Nela deve conter os custos de implantação da franquia, projeção de lucratividade, de gastos com o negócio ao longo da parceria como as taxas, entre outros detalhes.

Da mesma forma, é preciso que o franqueados bem-sucedido elabore o Demonstrativo de Resultado de Exercício (DRE), documento que mostra a saúde financeira da franqueadora.

Por fim, é preciso também elaborar um Contrato de Franquia. Assim como os outros documentos, precisa ser claro e objetivo, para trazer segurança jurídica para as partes contratantes.

Padronizar os processos com cuidado

Imagem de uma mulher em uma sala de reuniões explicando algo para os colaboradores. Imagem ilustrativa texto franqueados bem-sucedido.
O processo de formatação passa por uma padronização eficiente da operação da empresa.

Para ser um franqueador bem-sucedido, é preciso que o empresário organize a estrutura da empresa de forma eficiente para que ela seja atrativa para outros empreendedores.

Na transformação da empresa em franquia é preciso padronizar os processos internos da marca, para que ele possa ser replicado nas unidades. Assim, cada franquia irá trabalhar igual a outra, o que é a base do modelo de franchising.

Da mesma forma, é importante que esta padronização ocorra com diminuição de custos e simplificação, para que facilite a implantação da operação nas unidades da franquia.

Estruturar manuais e treinamentos eficazes

A empresa franqueadora precisa colocar em um manual de operação todas as informações necessárias para que o franqueado possa replicar os produtos e serviços da marca em sua unidade.

Este documento deve conter o modo de fazer, bem como eventuais problemas que podem surgir ao longo da prestação dos serviços.

Normalmente as franquias contam também com programas de treinamento para cada franqueado, bem como em alguns casos, treinamento para os funcionários de cada unidade.

É importante que haja uma padronização em todas as unidades, tendo em vista que este é um dos pilares do sistema de franquias. Cada unidade deve oferecer os mesmos produtos ou serviços, com a mesma qualidade.

Executar estratégias de marketing

Nas franquias existem dois tipos de ações do marketing. Um deles é o marketing institucional, que envolve a marca, e é aplicado pela franqueadora com o auxílio do fundo de propaganda.

O outro é o marketing local, para ações que visam aumentar o alcance de clientes e, por consequência, o aumento de vendas, sendo totalmente custeado pelo franqueado.

O franqueador deve realizar o marketing da franquia como um todo de forma eficiente para atrair consumidores para a marca e fortalecê-la no mercado. Também precisa divulgar o seu modelo de franquia para os empreendedores.

Imagem de uma grande propaganda em um outdoor. Imagem ilustrativa texto franqueados bem-sucedido.
O marketing é um trabalho importante para o crescimento da nova franquia no mercado de franchising.

Além disso, o franqueador deve auxiliar seus franqueados para que cada um possa realizar o marketing de sua própria unidade de forma eficiente.

Gostou das nossas dicas sobre como ser um franqueador bem-sucedido? Então não deixe de ler também o nosso artigo com algumas opções de franquias baratas para você conhecer e investir!

Advertisement
Advertisement