Franquia Burger King: conheça a marca e como se tornar um franqueado

Por
em
hamburguer franquia Burger King
Advertisement

Para quem busca uma franquia de fast food para investir, a franquia Burger King é uma das mais procuradas no mercado brasileiro!

A franquia Burger King é uma das redes de maior sucesso em todo o mundo e no mercado brasileiro não poderia ser diferente.

A marca faz parte de um dos segmentos mais tradicionais do franchising brasileiro, sendo uma das franquias de alimentação de maior destaque.

Dados divulgados pela Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) feita pelo IBGE, mostra que o brasileiro é consumidor assíduo de fast-food. A ingestão de pizzas e sanduíches por exemplo, cresceu de 10,5% para 17% em 2018.

Não é a toa que os números de faturamento e lucratividade surpreendem, além das projeções de expansão e resultados das franquias.

Assim, a franquia Burger King é mais uma das marcas que se dedicam ao nicho de fast-food no mundo.

A rede, dentre as concorrentes, está há mais de 60 anos desenvolvendo estratégias de destaque para manter uma referência no mercado de franchising e no setor de alimentação.

Além disso, a franquia é a criadora do Whopper, um dos sanduíches mais famosos do mundo!

Então, o que garante o sucesso das franquias Burger King? Como investir em um dos modelos de negócio da rede? Qual é a receita de sucesso da marca?

Nesse conteúdo, apresentamos a você a história da rede, os modelos da franquia Burger King e os suportes oferecidos aos franqueados da marca. Ficou curioso? Continue lendo o conteúdo!

Franquia Burguer King: como surgiu?

O primeiro restaurante Burger King surgiu em Miami, na Flórida, em 1954. O lançamento foi chamado de Insta-Burger King, com a proposta de atender os consumidores de forma rápida e prática.

O lançamento do restaurante, ao mesmo tempo, fazia parte do movimento de popularização dos restaurantes fast-food, no qual o objetivo era o tempo de preparo da comida, até ser servida ao consumidor, ser o mais breve possível.

Depois de lançado, o restaurante foi comprado pelos empresários James W. McLamore e David Edgerton que acreditaram no potencial do negócio e decidiram inaugurar um segundo restaurante, no subúrbio de Miami.

Assim, o segundo restaurante inaugurado pelos empresários surgiu com uma estratégia única: vender hambúrgueres e milk shakes por 18 centavos de dólar.

Dois anos depois, os empresários criaram o que seria, atualmente, um dos sanduíches mais famosos do mundo e que ajudou a concretizar a fama do Burger King: o Whooper.

Diante do sucesso das vendas, os empresários iniciaram, em 1961, o processo de franqueamento nacional e internacional.

Em 2013, a marca informou que contava com mais de 13 mil restaurantes em 79 países. Desse total, 66% está presente nos Estados Unidos.

No Brasil, a marca chegou em 2004 e, logo de início, inaugurou três restaurantes na capital de São Paulo. Sete anos depois, a rede já havia inaugurado 100 unidades no país, a maioria na região Sudeste.

Dessa forma, no ano de 2011, foi lançado o BK Brasil, máster franqueado brasileiro, com CNPJ próprio.

A proposta foi a seguinte: como máster franqueado, o BK Brasil fica responsável pelas franquias existentes no país, além de abrir lojas próprias, gerenciando novos negócios.

Estratégia de expansão diferenciada

Com tantos restaurantes fast food lançados desde a década de 1950 e tendo como principal concorrente o Mc Donald’s, o Burger King adotou estratégia própria de expansão.

O objetivo era desenvolver métricas exclusivas de crescimento, que também garantisse destaque entre os concorrentes.

Por isso, ao invés de colocar todas as fichas em expansão massiva por franquias, também adotada por redes como o Mc Donald’s, o Burger King optou por apostar em expansão das lojas próprias.

Dessa forma, o objetivo era ganhar volume e o máximo de experiência operacional para, no futuro, expandir por franquias.

Assim, com uma experiência operacional cada vez mais sólida, o know-how da marca foi repassado aos franqueados.

No momento certo de expansão por franquias, de forma completa, garantindo maiores chances de sucesso e maturidade para as unidades.

Com apoio em pesquisas de mercado, o Burger King apostou em pontos estratégicos para abertura das unidades próprias em todo o Brasil.

A marca também adquiriu lojas em pontos importantes. Em São Paulo, o local adquirido pela rede foi na Avenida Santo Amaro, a mais importante avenida de ligação do centro da cidade com a zona sul da capital.

Atualmente, a rede conta com quase 800 restaurantes no Brasil. Desse total, 630 são próprios e 170 são restaurantes franqueados. Ao todo, 17 mil funcionários atendem 150 milhões de clientes todos os anos.

A receita líquida operacional do Burger King Brasil em 2018, foi de R$ 2,3 bilhões. O total foi um aumento de 31,6% em relação ao faturamento de 2017 e o lucro líquido é de quase R$ 130 milhões.

No vídeo a seguir, contamos os detalhes da franquia e como se tornar um franqueado Burger King. Assista!

Vantagens da franquia Burger King

Advertisement

Os restaurantes Burger King são famosos pelo sanduíche Whooper, mas não só. A qualidade de todos os sanduíches e acompanhamentos proporciona destaque à marca e a posiciona na batalha entre os concorrentes.

A principal vantagem é a qualidade dos produtos. Os hambúrgueres são grelhados no fogo como churrasco e todos os ingredientes são selecionados, com o objetivo de proporcionar frescor e qualidade aos lanches.

Dessa forma, toda a gestão é moldada para prestar suporte eficiente a todos os franqueados. A marca trabalha com times de consultores especializados, que atuam em todos os processos que envolvem a franquia Burger King.

Advertisement

Modelos de franquia

A Burger King Brasil oferece aos empreendedores brasileiros interessados em investir na marca, quatro modalidades de franquia.

A primeira, é o de franquia Burger King Free Standing. Esse modelo é o de restaurante de rua da marca, com expansão para atendimento drive thru.

O modelo In Line de rua é a segunda modalidade de franquia Burger King. Nesse formato, os franqueados atuam em modelo de franquia de restaurantes de rua com salão e sem atendimento drive thru.

O formato In Line de Shopping é a terceira modalidade de franquia Burger King. O empreendedor gerencia um modelo de restaurante voltado, unicamente, para instalação em shoppings centers. A estrutura deve contar com salão exclusivo, fora da praça de alimentação.

Há ainda o formato Food Court, quarta modalidade de franquia da rede. Nesse tipo de franquia Burger King, o empreendedor gerencia um modelo de franquia de restaurante de Shopping, localizado na praça de alimentação.

Os valores referentes ao investimento em cada um dos modelos de franquia Burger King não são informados à imprensa, somente aos candidatos a franqueados.

Entretanto, a rede revela que o capital para investimento varia de R$ 1,7 milhão até R$ 5 milhões. Ao mesmo tempo, não são reveladas informações referentes à taxa de franquia, royalties, faturamento ou prazo de retorno.

Além disso, a rede não trabalha com possibilidades de financiamento ou parcelamento de investimento em qualquer um dos modelos de franquia.

Suporte ao franqueado

Como determinado pela Lei de Franquias, a franqueadora deve garantir treinamento e suporte completo aos franqueados.

O Burger King oferece suporte total, desde a inauguração do ponto comercial até o dia a dia de operação da unidade.

Ainda, os franqueados recebem consultoria na seleção do ponto comercial e apoio no desenvolvimento dos projetos arquitetônicos do restaurante.

A rede também oferece consultoria de gerenciamento da implantação da unidade e apoio na montagem e inauguração do restaurante.

Por fim, os empreendedores recebem treinamento que se estende para todos os funcionários do restaurante.

Como se tornar franqueado Burger King?

Em qualquer modalidade de investimento, é importante saber identificar se você tem o perfil ideal para se tornar franqueado da rede escolhida.

Por isso, desenvolva alguns estudos de mercado, estude a marca e os modelos de franquia oferecidos. Além disso, pesquise os valores necessários para investimento e, principalmente, encontre uma rede com a qual você se identifique.

A identificação com a proposta da rede no mercado, produtos e serviços vendidos aos clientes torna o dia a dia de trabalho muito mais fácil.

Feito isso, é hora de se cadidatar como futuro franqueado Burger King. O primeiro passo, é entrar em contato com a rede por meio do site.

Sendo assim, as redes de franquias, geralmente solicitam informações de contato e alguns dados referentes ao perfil do investidor, como a localidade em que deseja atuar.

Depois, é só aguardar que a rede entre em contato para que os próximos passos sejam dados.

As franqueadoras solicitam documentos completos do candidato a franqueado e realizam entrevistas para conhecer melhor o seu perfil, além de apresentar a proposta de investimento da rede.

Diante das informações sobre os processos de investimento em uma franquia Burger King, será que chegou o momento ideal pra você se tornar empreendedor?

Para que você possa ter essa resposta, preparamos um e-book gratuito sobre o tema! Baixe agora o nosso conteúdo e descubra!

ebook chegou a sua hora de empreender?

Documentações

Não é porque a franquia Burger King é uma das mais famosas do mundo, que a rede não precisa seguir algumas regras.

A Lei de Franquias regulamenta todo o processo de aquisição de franquias, atuação dos empreendedores como franqueados e também a atuação das franqueadoras.

Sendo assim, a legislação determina que algumas documentações precisam ser entregues aos candidatos a franqueado, antes mesmo do empreendedor decidir pelo investimento.

homem utilizando notebook franquia burger king
Indenpendente do modelo de franquia, a rede deve seguir a legislação.

A Circular de Oferta de Franquia (COF) é uma das principais documentações. Na COF, devem constar informações completas sobre a marca, valores e condições de investimento, taxas que o franqueado precisa pagar, entre outras informações cruciais.

O Contrato de Franquias também é essencial, sendo complementar à COF. Sua assinatura determina que o investimento foi firmado mas, antes mesmo de assinar, o empreendedor deve ler o contrato com atenção.

Dessa forma, devem estar incluídas, de forma bastante explícita, quais são as taxas a serem pagas e os direitos e deveres de ambas as partes.

Na cláusula dos direitos, é garantido ao franqueado suporte e treinamentos completos para inauguração da franquia.

O direito de uso de marca, transferência de know-how, entre outros suportes também constam no contrato. Por isso, preste bastante atenção a tudo que o contrato e a COF descrevem.

Isso porque, por serem documentações bastante extensas, o ideal é estudar os documentos com o auxílio de um advogado.

Gostou do conteúdo? Então, acesse o nosso artigo com opções de franquias baratas para você investir!

*Informações publicadas em FEVEREIRO/2022. Os preços da franquia podem sofrer atualizações. Informe-se com a franqueadora da marca.

Advertisement
Advertisement