Quanto rende uma franquia? Entenda como calcular e saber se vale a pena

Por
em
quanto rende uma franquia vaso de frutos e seta de crescimento
Advertisement

Saber quanto rende uma franquia é a preocupação de muita gente. Afinal, o objetivo de abrir um negócio é obter lucro, certo? Então, é importante dizer que a lucratividade de uma franquia gira em torno dos 12% do faturamento.

Só que essa porcentagem pode variar conforme a marca e o valor investido. Especialmente porque, do faturamento, será preciso tirar valores para manter a franquia. 

Então, a rentabilidade não é propriamente o que a franquia ganha, mas o que ela lucra após ter todas suas despesas quitadas.

Por isso, na hora de investir em um negócio desse tipo, é essencial pesquisar sobre a marca. Em sua Circular de Oferta de Franquia (COF), a empresa apresentará todos os valores com os quais o empreendedor deve se preocupar.

Ou seja, o custo de investimento inicial, capital de giro, valor para montagem da loja e mais. Assim como o tempo para retorno do investimento, faturamento e rentabilidade média estimada por mês.

Com essas informações, será mais simples comparar marcas e perceber qual é mais interessante. Especialmente para o seu bolso, trazendo maior lucro mensal.

Para se ter uma ideia do quanto o franchising é lucrativo, vamos falar do balanço realizado pela Associação Brasileira de Franchising (ABF). Apenas em 2019, as franquias no Brasil faturaram, juntas, R$ 186,7 bilhões.

Só que o lucro não pode ser sua única razão para escolher uma franquia. Continue lendo e saiba o porquê!

Quanto rende uma franquia?

Como citado antes, a lucratividade de uma franquia varia conforme a marca da empresa. Varia também de acordo com a região do País, o mercado consumidor, dedicação do franqueado e outros fatores.

Ainda assim, é possível estimar o lucro do negócio com um cálculo simples. Com base nele, você terá maior facilidade em controlar seu planejamento financeiro e ter bons rendimentos com o empreendimento.

Segundo o Sebrae, “A lucratividade é um indicador de eficiência operacional obtido sob a forma de valor percentual, que indica o ganho que a empresa consegue gerar sobre o trabalho que desenvolve”.

Logo, para o seu cálculo, será preciso considerar o lucro líquido e a receita total do negócio. A fórmula será a seguinte:

Lucratividade = (Lucro Líquido ÷ Receita Total) x 100

Calculando as metas de lucratividade

Como já citamos, a média de lucratividade de um negócio é de 12%. Assim, para conhecer seu lucro, o cálculo deverá ser o seguinte:

Lucro Líquido = 12% x Receita Total

Um exemplo. Se a franquia tiver faturamento previsto de R$ 100 mil, isso significa que sua rentabilidade deverá girar em torno de R$ 12 mil.

Mas lembre-se que essa é apenas uma estimativa, e poderá variar de acordo com uma série de fatores, já citados.

Para o cálculo, comece considerando o faturamento médio estimado pela franqueadora. Depois de três meses de atuação, utilize a sua média de faturamento destes três meses para fazer o novo cálculo. 

Atualize essa média a cada três meses, para que suas metas de rendimento continuem a subir. Isso vai te ajudar a manter focado no crescimento da unidade. Vamos a outro exemplo.

A previsão de faturamento feita pela franqueadora é de R$ 50 mil. Então, nos primeiros três meses de operação, sua meta de rentabilidade será de R$ 6 mil.

Nestes três meses, você teve faturamentos variados.

  • 1º mês: R$ 45 mil
  • 2º mês: R$ 55 mil
  • 3º mês: R$ 65 mil

Isso significa que sua média de faturamento foi de R$ 55 mil ([mês 1+ mês 2 + mês 3] ÷ 3). Logo, no mês quatro, sua meta de lucratividade deverá ser de R$ 6,6 mil.

Claro que essa rentabilidade pode variar. Mas 12% sobre a renda bruta é a média obtida no mercado. Então, o ideal é tê-la como meta. 

Caso você não alcance o valor estimado, será hora de pedir sugestões à franqueadora e adaptar a sua atuação. Assim, o lucro poderá ser maior nos próximos meses.

Vale a pena investir em franquia?

Se você leu este texto até aqui, já percebeu que a lucratividade de uma franquia pode ser alta. Em comparação, empresas abertas do zero costumam ter margem de lucro de 4% (no varejo) e de 20% (no setor serviços). Logo, os 12% de uma franquia são atrativos ao empreendedor.

Mas, como explicamos até aqui, o lucro não pode sua única razão para abrir um negócio. Do contrário, é provável que você desista facilmente da empresa. Pensando nisso, listamos abaixo outras razões para investir em uma franquia. Acompanhe!

Plano de negócio da franquia

Advertisement

Ao adquirir uma franquia, o empreendedor recebe todo o plano de negócio da marca. Ou seja, seu planejamento com o modo de fazer, valores para investimento, plano de atendimento e mais.

Tudo isso facilita muito o trabalho do novo franqueado. Isso já que não será preciso cometer erros e corrigi-los à medida que ocorrerem.

Uma franquia já cometeu erros em outras unidades e modificou seu plano de negócios para corrigi-los. Então, as chances de eles acontecerem novamente são quase nulas.

Esse é um dos principais fatores que levam à menor mortalidade das franquias. Segundo pesquisas, 5% das unidades de franquia fecham as portas antes de completar dois anos de operação. Já nas empresas iniciadas do zero, essa porcentagem sobe para 23% no mesmo período.

Suporte da franqueadora

homem trabalhando em um call center
Suporte do franqueado é feito por telefone e por meios virtuais.

Os suportes oferecidos pela franqueadora variam de acordo com a marca da franquia. Eles ficam listados na sua COF, e merecem a atenção do empreendedor.

Afinal, quanto mais amplo o suporte dado ao franqueado, mais amparado ele estará para alcançar o sucesso no negócio.

Normalmente, os apoios incluem o suporte de marketing e comercial. No primeiro, o empreendedor recebe uma série de atendimentos para a divulgação da sua unidade. Como o design de panfletos e a produção de conteúdo para redes sociais.

Já no suporte comercial, a franquia é orientada a realizar parcerias com estabelecimentos e condomínios. Assim, será possível fidelizar o público com promoções e ações conjuntas.

Vale dizer que a franqueadora também atua no treinamento do franqueado. Assim, ele poderá atuar da melhor forma, e seguindo os padrões da franqueadora.

Ainda é comum que os suportes incluam apoio jurídico e a análise da escolha do ponto comercial da loja.

Reconhecimento da marca

Uma marca de franquia é facilmente reconhecida pelo consumidor. Pode ser que ele nunca tenha aproveitado dos produtos ou serviços da empresa mas, muito provavelmente, já terá ouvido falar dela.

Isso acaba atraindo os clientes à sua unidade, pois eles sabem que o que você oferta já foi testado em outro lugar.

Se esses testes ocorreram e agora estão reproduzidos em sua unidade, é sinal de que você pode ter algo a oferecer.

Além disso, eles entendem que há a padronização da marca. Logo, receberão o mesmo que já receberam ou receberiam em outra unidade da franquia.

Essa confiança ainda existe mesmo quando o usuário não conhece a marca. Afinal, ele poderá pesquisar sobre o negócio na internet. 

Percebendo que já existem outras unidades, ele terá maior segurança de comprar com você. Isso já que a empresa demonstrará sua experiência no mercado, ainda que sua unidade seja nova.

Como para escolher uma franquia?

Na hora de optar por uma marca de franquia, é muito importante avaliar três pontos sobre ela. Primeiro, sua afinidade com o negócio. Depois, a reputação da marca e, finalmente, a opinião dos franqueados. Acompanhe um pouco mais sobre esses pontos abaixo!

Afinidade com o negócio

Ao abrir um negócio, é comum que as pessoas busquem por realização profissional, além do lucro. Por isso, é importante que o negócio no qual você vai investir faça sentido ao seu perfil.

Ou seja, é essencial gostar da atividade que será realizada. Do contrário, você perderá o interesse em investir seu tempo e dinheiro no negócio. Quando é este o caso, a empresa pode fracassar, já que não haverá muita dedicação.

Reputação da marca

De nada adiantaria investir em uma empresa que não é bem vista no mercado, certo? Assim, será preciso pesquisar sobre a marca e avaliar se ela atrai consumidores.

mulher segurando um celular.
Principalmente no meio virtual, os consumidores costumam avaliar as marcas com que se relacionam.

As pessoas se sentem satisfeitas com os produtos ou serviços da marca? Há reclamações sobre a marca na internet? Se sim, elas são pontuais ou recorrentes? Poderiam ser facilmente resolvidas?

Respondendo a essas perguntas, você terá maior segurança sobre o potencial da marca perante seu público-alvo.

Opinião dos franqueados

Uma das principais vantagens de investir em uma franquia é contar com o suporte da franqueadora. Os atuais franqueados da empresa recebem esse suporte?

É fundamental que sim, pois isso mostrará o compromisso da marca com os seus parceiros. Caso não, será melhor procurar por outra marca.

Afinal, sem suporte, você passaria pelo mesmo que abrir um negócio do zero — cometeria erros sem um “manual” para corrigi-los, atrapalhando seu sucesso.

Pronto! Agora você já sabe quanto rende uma franquia e o porquê de investir nesse tipo de negócio. 

Ainda não descobriu em qual setor abrir sua empresa? Acompanhe nosso ebook sobre o assunto! Basta clicar no banner abaixo.

ebook em qual franquia investir

Outra dica é conhecer opções de negócio para investir. Assim, você vai poder comparar as marcas e entender quanto cada uma traz de lucro. Basta clicar no botão abaixo!

Você também pode escolher contar com uma consultoria gratuita para entender seu perfil empreendedor e modelo de negócio ideal. Neste caso, acesse: henriquemol.com.br.

Advertisement
Advertisement