O que é ticket médio? Qual a sua importância para a franquia?

Por
em
Imagem de uma mão passando um cartão de crédito em uma máquina. Imagem ilustrativa do texto sobre ticket médio.
Advertisement

Todo empreendedor já ouviu falar em ticket médio. Este valor faz parte do dia a dia de um negócio e sobre ele falaremos um pouco neste conteúdo, por sua importância e necessidade de acompanhamento.

Se você é um dos 77% dos brasileiros que sonham em empreender, segundo pesquisa da Onepoll, deve se atentar para alguns conceitos importantes do empreendedorismo, como o ticket médio.

Portanto, seja em um negócio comum ou em franquias, o cálculo do ticket médio é um indicador importante e de fácil mensuração, como mostraremos para você a seguir.

O que é ticket médio?

O ticket médio é o indicador de desempenho que demonstra quanto cada cliente gasta, em média, dentro de sua franquia. Na prática, falamos de uma fórmula poderosa, capaz de demonstrar se as ações de marketing e de vendas são eficientes, se os vendedores estão alcançando bons resultados e se os produtos são atrativos ao público.

Ou seja, é um número que representa o valor da compra que cada cliente realiza em média, sendo que o mais comum é calculá-lo de maneira geral. Porém, também é possível realizar esse levantamento para determinados produtos e serviços.

Além disso, este valor pode ser calculado em um determinado período de tempo, horário de atendimento, entre outras formas de recorte temporal.

Dessa forma, o empreendedor analisa em detalhes o perfil de consumo em sua franquia, consegue avaliar os efeitos de suas ações de marketing, por exemplo.

Logo, é um valor de fácil mensuração, mas que deve ser constantemente monitorado por sua importância, como falaremos agora. Continue a leitura e saiba mais!

Qual a importância do ticket médio?

Quem trabalha com a venda de produtos e serviços sabe o quanto é preciso estar atento a diversos indicadores a fim de manter o faturamento esperado.

Sendo assim, saber o que é ticket médio e como usá-lo é fundamental para o gestor, já que esse é um dos principais indicadores de vendas que se deve acompanhar.

Imagem de uma mão segurando uma roupa em uma loja. Imagem ilustrativa do texto sobre ticket médio.
Seu negócio deve ter a capacidade de incentivar o consumidor a comprar o máximo possível.

Nesse sentido, é um indicador para avaliar a atratividade do seu negócio, se está conseguindo cativar o cliente. Ainda, se seus produtos ou serviços estão de acordo com o que é esperado deles.

Do mesmo modo, ao lado de outras métricas importantes, o ticket médio fornece informações valiosas para a elaboração do planejamento de vendas e melhora dos resultados.

Mas esse indicador deve ser interpretado com base em um histórico de medições, pois um valor isolado não diz nada sobre o andamento dos negócios. Portanto, vale destacar que deve-se analisar os números do ticket médio dentro de um contexto coerente como: o nicho de mercado e o porte que a empresa possui.

Por exemplo, uma mercearia de bairro obviamente terá valores que são bem diferentes dos que uma rede de supermercados trabalha.

Então, para ter mais confiança de que seu negócio está seguindo o caminho certo, é importante que você tenha como referência os concorrentes no mesmo segmento. Sendo assim, busque comparar a condição atual do seu empreendimento e o de outra empresa.

Ticket médio é essencial na análise da franquia

Conforme falamos um pouco, o ticket médio é uma métrica importante para ajudar a entender e, assim, delinear melhor o crescimento do seu negócio. Dessa forma, podemos imaginar que um ticket médio alto sinaliza uma excelente performance nas vendas.

Por conta disso, esta métrica é algo que o empreendedor deve analisar quanto está em busca de uma franquia para investir. As franqueadoras costumam apresentar aos interessados um valor aproximado do ticket médio que é esperado em uma unidade da sua marca.

Nesse sentido, chegam a este valor com base na sua expertise e nos números que possui em relação às suas outras unidades. Por fim, ao analisar as marcas que mais lhe chamaram a atenção, o empreendedor deve buscar informações também sobre este ticket médio esperado da franquia.

Assim, poderá avaliar se a marca é atrativa e se ela lhe proporcionará uma boa lucratividade. Depois, demonstra que os clientes se sentem atraídos pelos produtos ou serviços da franquia.

Imagem de uma mulher sentada em um sofá com um computador no colo, um cartão de crédito na mão e várias sacolas de compras ao lado. Imagem ilustrativa do texto sobre ticket médio.
O empreendedor deve analisar o ticket médio da franquia antes de fechar o contrato com a marca.

O que mais avaliar para abrir uma franquia?

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o que é o ticket médio e a sua importância, existem diversos outros detalhes de uma franquia a se considerar.

Se muitas vezes pesquisamos em vários locais antes de comprar uma geladeira, para avaliar o preço, daquela que melhor atende às nossas necessidades, garantias, entre outros fatores, imagina para investir em um negócio que pode significar sua independência financeira?

Nesse sentido, o processo de escolha de uma franquia é importante e o empreendedor deve evitar de pular certas etapas. Por isso, separamos alguns detalhes que precisam ser levados em conta neste processo para que o empreendedor selecione bem a franquia na qual investir.

Perfil empreendedor

Empreender nos dias de hoje é uma atitude que requer muita determinação, propósito e visão. Essas são características que a maioria dos empreendedores apresentam. Assim como o otimismo, persistência, capacidade de enxergar soluções e de liderar equipes etc.

Da mesma forma, o empreendedor também precisa analisar a si mesmo para investir em uma franquia que se encaixe às suas características. Por exemplo, um empreendedor que goste de cozinhar pode investir em uma franquia de alimentação. Ou então, se possui afinidade com veículos, um negócio voltado para carros.

Porém, se o empreendedor é uma pessoa mais comunicativa, deve também levar isso em consideração e quem sabe, optar por uma franquia de vendas diretas. Nesse sentido, não é apenas a parte financeira como custos e o ticket médio da franquia que devem ser levados em consideração para esta escolha.

Logo, cada empreendedor possui qualidades diferentes e deve aproveitá-las no seu negócio. Isso será bom para ele, pois lhe trará mais satisfação, e ainda, aumenta as chances de sucesso do seu empreendimento.

Setor em alta

Advertisement

Outro ponto importante que faz parte do processo de escolha de uma franquia é a análise do mercado como um todo. Mas principalmente em momentos de crise econômica, o empreendedor deve investir de forma eficiente para diminuir os seus riscos.

Imagem de uma mulher olhando roupas em uma loja. Imagem ilustrativa do texto sobre ticket médio.
Avalie quais os mercados estão em alta para investir de forma certeira em uma franquia.

Nesse sentido, buscar um mercado com o qual se identifique e que também apresente números animadores, seja na quantidade de clientes em potencial ou até no valor do ticket médio.

Por exemplo, alguns segmentos são mais sólidos, por trabalharem com produtos e serviços de primeira necessidade, como alimentação, entre outros.

O empreendedor deve estar atento em buscar mercados que possam ser atrativos no presente ou em um futuro próximo. Entender os nichos que se apresentam promissores e que já são lucrativos ou podem vir a ser.

Do mesmo modo, evitar nichos arriscados, que são mais voláteis e sujeitos a maiores interferências que fogem do seu controle. Portanto, o empreendedor evita investir em uma franquia que esteja indo ao encontro de um enorme iceberg no Oceano Atlântico.

Mercado local

Além de avaliar o mercado como um todo, o empreendedor também precisa voltar suas atenções para a região na qual irá trabalhar.

Por exemplo, se ele optou pelo mercado de alimentação, que é um setor sólido historicamente, cabe agora avaliar se na sua região falta uma pizzaria, um negócio de sanduíches, comida chinesa, japonesa, vegana e afins.

Nesse sentido, avalie que tipo de lacuna possui o mercado local e que possa ser explorada por uma franquia, porque isso pode ser um atrativo na região.

Então, avalie se a região possui o público-alvo da franquia com a qual você deseja trabalhar. Muitas destas marcas apresentam estudos para orientar o franqueado a iniciar uma unidade em locais mais propensas ao negócio.

Em seguida, pesquise bem e entenda os espaços que pode aproveitar no mercado local para investir com maior probabilidade de sucesso.

Reputação da marca

Depois de analisar bem os aspectos externos do negócio, como o mercado, chegou a hora de voltar seus olhos para os detalhes da marca que está mais interessado.

O mercado de franchising possui um amplo leque de opções de franquias, com os mais variados modelos de negócios e tipos de trabalho.

Dessa forma, é essencial conhecer bem a franquia, buscar informações sobre a franqueadora, sua reputação junto aos franqueados e aos clientes.

Imagem de um cabide de roupas em uma loja.
A força da marca no mercado é um importante atrativo para empreender.

Nesse sentido, faça uma busca na internet, como no site Reclame Aqui. Depois, entenda como a franquia tem tratado os clientes, se existem muitos problemas com os produtos ou serviços da marca.

Além disso, é interessante dar uma olhada nas redes sociais da marca, conhecer o que os consumidores estão falando dela. Isso porque, a internet é um amplo campo de pesquisa para subsidiar sua tomada de decisão.

Outro ponto é analisar a Circular de Oferta de Franquia (COF) da marca. Este documento informa detalhes sobre a franqueadora, como os suportes que ela oferece, os custos do negócio, e como está a saúde financeira da empresa.

Logo, o empreendedor consegue avaliar se a empresa é sólida e terá capacidade de honrar os compromissos e auxiliar o franqueado no desenvolvimento do negócio.

Opinião dos franqueados da marca

Além de analisar a reputação da marca no mercado, principalmente junto aos clientes, é preciso aprofundar mais no negócio e conhecer como está o relacionamento da franqueadora com seus franqueados.

O contato dos franqueados está na COF para que o interessado na franquia possa conversar com eles e entender se a franqueadora cumpre com seu papel. Nesse sentido, cabe ao empreendedor buscar informações destes franqueados para saber se o ticket médio da franquia que é apresentado pela franqueadora condiz com a realidade.

Dessa maneira, se informar como é o dia a dia do negócio, se a franquia apresenta a lucratividade prometida e se a franqueadora realmente oferece os suportes que prometeu.

Enfim, a opinião destes franqueados será um bom termômetro para lhe ajudar nesta importante decisão de investir em uma franquia. Agora que está por dentro do assunto, clique no botão abaixo e conheça suas opções para ganhar dinheiro.

Advertisement
Advertisement