Tipos de empreendimentos: conheça os modelos de negócio que você pode abrir!

Por
em
Imagem de duas mulheres conversando e olhando para um computador. Imagem ilustrativa texto tipos de empreendimentos.
Advertisement

Quem deseja investir em um negócio próprio deve conhecer os diferentes tipos de empreendimentos existentes no mercado. Assim, você poderá investir em novos negócios com oportunidade para diversos perfis.

O brasileiro é um empreendedor por natureza. Segundo pesquisa realizada pela Onepoll em 2019, cerca de 77% deles têm o sonho de ter o próprio negócio.

Porém, existem diversas maneiras de realizar este sonho, com oportunidades de negócio das mais variadas, das quais falaremos aqui.

Top 10 tipos de empreendimentos para você investir

Empreender tem diversos significados, mas em linhas gerais quer dizer inovar, criar, implementar mudanças e melhorias a um mercado ou a um negócio.

Do mesmo modo, significa superar desafios, aprender coisas novas, ter e colocar em prática novas ideias.

Porém, existem diversas formas de fazer isso, e por isso, mostraremos aqui dez tipos de empreendimentos para você conhecer um pouco mais.

1. Empreendimento de Franquias

Começar uma empresa do zero é um processo difícil, pois exige que o empreendedor pense toda a estrutura do negócio em cada detalhe.

Isso porque, ele será o responsável por definir a operação e quais serão os produtos ou serviços oferecidos, além de saber como será feito o trabalho. Ainda, vai precisar planejar financeiramente o negócio e o seu marketing.

Por outro lado, ao investir em uma franquia ele pula algumas etapas, já que estes tipos de empreendimentos possuem uma estrutura preestabelecida e uma marca reconhecida no mercado.

Da mesma forma, o franqueado recebe um plano de negócios para o desenvolvimento da empresa. E ainda, ao analisar a Circular de Oferta de Franquia (COF), conhece os custos de implantação do negócio.

Ter um know-how estabelecido e conhecer seus gastos antecipadamente facilita muito o processo de empreender. Ainda, os suportes da franqueadora evitam erros e dão uma base sólida para o empreendedor investir sem medo.

Dessa forma, facilita o processo para o empreendedor, oferecendo riscos menores. Isso porque, ele recebe a orientação necessária que auxilia inclusive os empresários que não possuem experiência.

2. Empreendimento Digital

Advertisement
Imagem de uma pessoa mexendo em um tablet. Imagem ilustrativa texto tipos de empreendimentos.
O mercado digital conta com ampla variedades de oportunidades de negócios.

O cenário digital tem possibilitado um grande aumento do empreendedorismo pelo mundo por conta das amplas formas de abrir um negócio usando a internet.

A grande presença das pessoas no universo digital por meio das redes sociais e os smartphones aumenta o leque de consumidores em potencial.

Dessa forma, é possível trabalhar no empreendimento digital. Nele, o empresário oferece produtos ou serviços dos mais variados.

Por ser apenas um infoproduto, ou seja, produtos que não são físicos, o meio digital é uma forma rápida de conectar o empreendedor aos seus clientes.

São exemplos as lojas virtuais, aplicativos variados, consultorias remotas, cursos online, entre diversos outros meios digitais.

Este é um tipo de empreendimento que demanda baixo investimento, já que é possível abrir um negócio usando apenas um computador ligado à internet.

3. Empreendimento de Negócios

Este tipo de empreendimento é um formato mais generalizado e consiste em um negócio voltado para as atribuições normais de uma empresa. Nesse sentido, trabalha pelo lucro de seus donos.

Dentro deste formato existem diversos modelos de negócios, como empresas mais robustas, franquias, entre outros.

Assim, este tipo de empreendimento é indicado para o empresário que busca investir em uma empresa para ganhar dinheiro, atuando da forma mais tradicional.

4. Empreendimento Social

A preocupação social tem se tornado latente na sociedade, principalmente por conta da crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus.

Por conta disso, não apenas trouxe uma mudança de pensamento das pessoas em seu dia a dia como também passou a direcionar os hábitos dos consumidores.

Nesse sentido, o público tem direcionado seu consumo para empresas que contribuem de alguma maneira com a sociedade.

Este tipo de empreendimento, o social, não tem o retorno financeiro como um dos seus focos principais.

Assim, a empresa gera capital, como qualquer outra, mas busca principalmente participar de ações que tenham impacto no bem-estar de outras pessoas como organizações não governamentais, fundações e instituições beneficentes.

Em outras palavras, o impacto que a marca gera deve ser positivo e este é o direcionamento de todo seu trabalho. Contudo, sem deixar de gerar dinheiro para que possa continuar atuante no mercado.

Imagem de voluntários dando comida a necessitados. Imagem ilustrativa texto tipos de empreendimentos.
Alguns tipos de empreendimentos buscam fazer o bem para a sociedade na região onde atuam.

5. Empreendimento Individual

O empreendimento individual pode se alinhar com os mais variados tipos de outros negócios como o digital, o social, o verde, entre outros.

Este formato diz respeito à quantidade de pessoas que iniciam o negócio. O empreendedorismo individual tem sido o formato de negócio mais procurado para que elas possam iniciar sozinhas a sua própria empresa.

Por exemplo, é aquela pessoa que inicia uma empresa de venda de marmitex cozinhando na sua casa, ou quem abre um lava jato na sua garagem.

Nesse sentido, o empreendedor é o único funcionário, é ele quem administra o negócio e faz todo o trabalho que envolve a empresa.

No geral, existem duas maneiras de fazer isso: se tornando um MEI (Microempreendedor Individual) ou abrindo uma EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada).

Estas formas são as mais simples e que exigem impostos menores, diminuindo a carga tributária. Ainda, possibilita o acesso a previdência social e facilita o empréstimos nos bancos.

6. Empreendimento Verde

Este é um dos tipos de empreendimentos que está na moda. É uma forma de ter uma empresa que trabalhe com sustentabilidade, com o foco maior no meio ambiente.

Nesse sentido, a preservação ambiental é um dos norteadores do trabalho da empresa. Além disso, não deixa de ser uma forma de divulgar a marca e atrair consumidores.

A preocupação com a natureza tem direcionado os hábitos dos consumidores que buscam produtos ou serviços ecologicamente corretos.

Por exemplo, produtos biodegradáveis, alimentos saudáveis, cosméticos que não são testados em animais, entre outros.

Além disso, é um mercado que a cada dia se expande mais, por conta de novas tecnologias e consumidores cada vez mais exigentes.

Por outro lado, é também um mercado que atrai a atenção, já que uma marca sustentável tem para sí este triunfo na captação de clientes.

7. Empreendedorismo Feminino

Cada vez mais presente no Brasil, o empreendedorismo feminino já responde por mais de 30 milhões de negócios tocados por mulheres.

Esse número é equivalente a quase metade do mercado empreendedor (48,7%), e só em 2020 cresceu 40%, conforme dados da Rede Mulher.

Imagem de uma empresária falando ao telefone. Imagem ilustrativa texto tipos de empreendimentos.
As mulheres estão cada vez mais presentes no empreendedorismo.

A falta de ofertas atrativas no mercado de trabalho, a possibilidade de horário flexível e a busca pela independência são algumas das razões para as mulheres tomarem cada vez mais o mercado empreendedor.

Nesse sentido, pode ser uma empresa que tenha apenas ela como dona e funcionária, mas pode ser também um empreendimento iniciado e gerido por ela, com outros funcionários.

8. Empreendimento Cooperativo

O cooperativismo é um movimento secular que permite que as pessoas se juntem para se fortalecerem em busca de um mesmo ideal.

No empreendedorismo isso não é diferente. Um negócio de cooperativa permite que várias pessoas possam dividir a gestão e o trabalho em uma empresa.

Nesse sentido, exige menor capital pois o material humano é o mais importante para este tipo de negócio.

Na prática, consiste no apoio mútuo de vários profissionais para que, juntos, possam alcançar melhores oportunidades de negócio, usando conceitos de economia colaborativa.

Dessa forma, dividem as despesas, se unem para ter ideias e assim, manter e desenvolver o empreendimento.

9. Intraempreendedorismo

O intraempreendedorismo é como um empreendedorismo interno de uma empresa. Nesse sentido, é diferente do empreendedorismo que se caracteriza pela busca pelo próprio negócio.

O intraempreendedorismo é a busca por um novo produto ou serviço que seja trabalhado pelas mentes dos próprios funcionários da empresa. E para isso, é buscado talentos, tanto do mercado, como nos seus próprios quadros.

Assim, como falamos anteriormente, o empreendedorismo não precisa ser necessariamente iniciado com um novo negócio. Ele pode também ser uma busca por inovação e soluções para o dia a dia dentro de uma empresa.

10. Empreendedorismo Informal

O Empreendedorismo Informal é aquele praticado sem a formalização da lei. No Brasil, uma grande quantidade de pessoas estão envolvidas nestes tipos de empreendimentos.

Contudo, é uma opção que deve ser evitada pelo empreendedor, pois está cada vez mais fácil formalizar um negócio e com isso, ter acesso a direitos inportantes como a previdência.

Esta solução é tida pelo empreendedor que tem receio de não conseguir arcar com os custos de uma empresa, ou por falta de informações.

Sendo assim, uma forma bem simples de empreender é por meio de franquias. Não exige grande formalização nem burocracia, e ainda, o empreendedor conta com uma marca de renome no mercado.

Do mesmo modo, tem suportes da franqueadora que auxiliam na gestão e implantação do negócio.

Caso escolha uma marca de franquia, entre em contato com a franqueadora. Mas se tem dúvida do melhor negócio para você, conte com uma consultoria gratuita com especialistas que podem lhe orientar nesta escolha. Acesse: henriquemol.com.br.

Advertisement
Advertisement