Como começar um pequeno negócio? 9 passos para lucrar com facilidade

Por
em
Imagem de uma mulher em uma loja. Imagem ilustrativa como começar um pequeno negócio.
Advertisement

Muitos empreendedores se perguntam como começar um pequeno negócio, com investimento inicial mais baixo e menores riscos. Aqui, traremos algumas dicas para lhe orientar.

Segundo pesquisa da Onepoll, cerca de 77% dos brasileiros desejam empreender, seja pelo sonho de ser dono do próprio negócio ou pela necessidade de uma renda.

Porém, para fazer esse sonho se tornar realidade, o empreendedor deve ter cuidado para abrir um negócio. E é sobre isso que vamos falar no passo a passo a seguir.

Veja como começar um pequeno negócio agora mesmo

Muitas vezes quem deseja iniciar um negócio tem pressa. Contudo, isso faz com que o risco de pular algumas etapas na hora de empreender aumente.

As ideias de negócios surgem aos montes, mas o empreendedor deve ter tranquilidade para escolher onde investir.

Sendo assim, separamos 9 etapas para você se orientar e não deixar passar nenhum detalhe e, com isso, ser bem-sucedido no seu negócio.

1. Entenda seu perfil empreendedor

O primeiro passo de como começar um pequeno negócio é fazer uma autoanálise, ou seja, conhecer bem suas próprias características.

Essa é uma boa forma de começar, sabendo quais qualidades pessoais podem ser interessantes para a abertura um negócio próprio.

Em outras palavras, se o empresário possui mais facilidade de lidar com pessoas, deve buscar oportunidades de negócios em vendas diretas com os clientes.

Já pessoas mais introspectivas, por outro lado, podem se sair melhor um negócio sem tanto contanto com o público consumidor.

Além disso, o empreendedor pode levar em consideração algumas coisas que gosta de fazer no dia a dia e que podem resultar em negócios lucrativos.

Nesse sentido, um amante de carros pode criar um negócio voltado para este mercado, por exemplo, ou quem gosta de cozinhar pode se dar bem no ramo de Alimentação.

Vemos um homem trabalhando com o seu computador em um escritório (imagem ilustrativa). Texto: como começar um pequeno negócio.
O empresário deve se conhecer bem para analisar o melhor negócio para investir.

Este processo de autoconhecimento é importante para orientar o empreendedor. Isso porque ele terá que se dedicar bastante ao negócio, horas e horas todos os dias.

Imagina ter que trabalhar em algo que não gosta por todo este tempo? Sua disposição será outra, enquanto a possibilidade de sucesso diminui.

Porém, algumas qualidades para empreender podem ser trabalhadas, como organização, foco e proatividade. Mas isso depende da disposição do empreendedor para se adequar a esta realidade.

2. Pesquise sobre o mercado

Advertisement

Depois de definir qual mercado combina melhor com o seu perfil, cabe ao empreendedor conhecer mais sobre este mercado.

Ou seja, é hora de analisar as lacunas do mercado, bem como o momento da Economia. Do mesmo modo, é preciso estar atento aos nichos de atuação com bom potencial de crescimento.

Esta análise do mercado deve ser ampla, observando como estão os números mais recentes, se o viés é de alta ou de baixa, além das expectativas para o futuro.

Alguns indicadores podem ser fundamentais de serem estudados, por exemplo, a situação dos seus concorrentes diretos.

Um mercado com muitas empresas fechando pode ser um indicativo de que algo não está bom. Ou então, um produto ou serviço que esteja se tornando obsoleto.

Em uma análise mais local, o empreendedor deve conhecer bem a região na qual irá atuar para saber se ali é onde está o seu público-alvo, bem como se há espaço para crescimento frente aos concorrentes.

Do contrário, é como jogar uma semente em um solo infértil. Não adianta regar e cuidar da planta se a terra não possui os nutrientes necessários. Ela está fadada a morte.

Da mesma forma, é preciso pensar em como começar um pequeno negócio em uma região saturada. Pois, assim, corre-se o risco de ser “engolido” pela concorrência local.

Antes de falamos sobre o modelo de negócio que você pode seguir, separamos um ebook com dicas para quem está começando a empreender. Confira!

E-book "Como empreender: o guia completo para iniciantes".

3. Escolha um modelo de negócio

Uma das formas de como começar um pequeno negócio é iniciando do zero, pensando toda a estrutura da empresa e cada detalhe do empreendimento.

Contido, é uma forma mais arriscada. De acordo com o Sebrae, mais de 20% das empresas desse tipo fecham as portas nos cinco primeiros anos.

Por outro lado, quando se trata de franquias, esta mortalidade cai para cerca de 5%, segundo os indicadores da Associação Brasileira de Franchising (ABF).

O modelo de franquia consiste na autorização concedida a um empreendedor para que ele possa usar uma marca e uma estrutura de uma franqueadora.

Nesse sentido, o empreendedor recebe um negócio preestabelecido, com uma operação padrão, produtos e serviços previamente definidos.

Assim, ele investe na “cópia” de uma empresa com experiência de mercado e uma estrutura enxuta.

Dessa forma, uma das vantagens desse modelo é o pouco dinheiro necessário para iniciar uma unidade de franquia. Muitas marcas oferecem negócios simples e lucrativos.

Para iniciar um negócio do zero, o empreendedor terá que pensar em cada detalhe da empresa. Sejam os custos ou o plano de negócios.

Com uma franquia, por outro lado, o empreendedor recebe a Circular de Oferta de Franquia (COF) no inicio das tratativas junto à franqueadora.

Neste documento estão detalhados os custos de implantação de uma unidade da marca, bem como os suportes oferecidos.

Assim, a franqueadora costuma ofertas treinamentos, auxílio para a gestão administrativa e apoio para as ações de marketing.

Com tudo isso, o empreendedor consegue se programar em relação aos investimentos necessários para iniciar sua pequena empresa.

Por fim, esta organização mais simples e os suportes favorecem os empreendedores menos experientes. Leia mais sobre como vale a pena abrir uma franquia no texto que separamos para você. Basta clicar no link!

4. Opte pelo home office ou loja física

Vemos uma mulher trabalhando em sua cama. Ela tem junto a ela um computador, um celular, um tablet e uma agenda (imagem ilustrativa). Texto: como começar um pequeno negócio.
O home office pode ser uma boa alternativa para conciliar vários projetos de vida.

Investindo em uma franquia ou em um negócio próprio do zero, o empreendedor pode escolher por um modelo home office ou loja física.

Para isso, ele deve levar em consideração sua capacidade de investimento, suas necessidades e também o mercado no qual deseja atuar.

Para quem quer saber como iniciar um pequeno negócio e se manter no emprego, o formato home office será o ideal.

Diversos negócios neste modelo permitem uma flexibilidade de horário de trabalho, que pode ser desenvolvido fora do horário comercial.

Além disso, para pais e mães que possuem uma jornada dupla, empreender e cuidar dos filhos, o home office também pode ser um facilitador.

Neste formato, os investimentos inicias são menores. Além disso, muitos negócios só precisam de um computador ligado na internet e um telefone. E, ainda, sem necessidade de funcionários em sua maioria.

Por outro lado, alguns tipos de empreendimentos exigem uma loja física para receber os clientes e ser visto pelo público.

Contudo, estes modelos exigem mais capital para custos com aluguel, reforma do estabelecimento, maquinário e funcionários.

Em suma, o empresário deve analisar bem os prós e contras de cada modelo, bem como qual deles funciona melhor para o negócio no qual vai investir.

5. Planeje suas finanças

É preciso bastante planejamento financeiro para qualquer tipo de negócio funcionar. Mas isso não quer dizer economizar cada centavo. Organizar as finanças da empresa é mais eficaz que deixar de gastar com o necessário.

Alguns empresários podem ficar perdidos quando o assunto é gestão de finanças, o que é bastante compreensível. Ninguém nasce sabendo! Mas para ter sucesso nessa área, é importante aprender constantemente.

Sendo assim, dependendo do tipo de negócio que vai abrir, o empresário deve se organizar de uma maneira. Por exemplo, para uma empresa com loja física, os investimentos são maiores do que em um modelo home office.

Dessa forma, ele deve estar com a saúde financeira em dia para ter capital para investir.

Neste momento, portanto, é importante analisar o seu custo de vida, se está preparado para este investimento e mantenha uma reserva de emergência.

Vemos que uma pessoa, sentada à mesa, está realizando algumas anotações em um caderno (imagem ilustrativa). Texto: como começar um pequeno negócio.
Analise com cuidado o quanto poderá investir no negócio.

Do mesmo modo, avalie a necessidade de um empréstimo ou de um sócio investidor que possa lhe dar um suporte de capital.

Ainda, após o planejamento de investimento, organize como serão os custos de manutenção do negócio, taxa de lucro e outros detalhes.

Assim, é possível saber como irá ganhar dinheiro com sua empresa, projetar as vendas, em síntese, organizar o melhor caminho para empreender.

6. Registre o seu negócio

O processo de como começar um pequeno negócio envolve algumas questões burocráticas que não podem ser ignoradas pelo empresário.

Por exemplo, ele deve formalizar sua empresa, fazendo o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), na Receita Federal, e em outros órgãos, dependendo do negócio.

Com isso, ele estará apto a gerar notas fiscais de acordo com o regime tributário mais indicado para sua empresa.

Da mesma forma, com um negócio regularizado, o empreendedor tem acesso a crédito em bancos e outras vantagens que podem ajudar neste início.

Para empresas com estabelecimento físico, o empresário deve tirar licenças e alvarás junto aos órgãos públicos municipais, estaduais e o Corpo de Bombeiros.

Para muitos empreendedores de pequenos negócios, a informalidade é uma saída para maximizar os lucros. Contudo, isso impede o acesso do empresário a benefícios como a previdência.

Outro ponto é fazer a proteção do nome da empresa. Para isso, pode ser necessário entrar com um pedido junto ao Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI).

Dessa forma, o empresário impede que terceiros utilizem o nome da sua empresa sem sua autorização no futuro.

7. Prepare a sua equipe

O processo de como começar um pequeno negócio exige um cuidado grande com os colaboradores da empresa.

Um dos pontos aqui diz da forma com que os funcionários farão o atendimento para conquistar novos clientes.

Por ser um negócio novo, o cuidado deve ser redobrado. É a primeira vez que o público vê sua empresa, e eles só voltarão se forem bem atendidos.

Principalmente no período de inauguração, o empresário deve investir em táticas atrativas e inovadoras para captar os clientes. Seja com promoção ou na forma de atendimento.

Vemos várias pessoas lado a lado se abraçando (imagem ilustrativa). Texto: como começar um pequeno negócio.
Seus funcionários são o seu cartão de visita, principalmente no início do negócio.

Todo este processo exige um treinamento prévio para fortalecer o modo de operação da empresa. É preciso que todos os colaboradores estejam em sintonia.

Nesse sentido, é necessário que eles estudem os produtos ou serviços oferecidos por sua empresa para que possam esclarecer qualquer dúvida dos clientes.

Da mesma forma, os funcionários devem ter consciência de que são o cartão de visita da empresa.

Estes cuidados são fundamentais para quem irá abrir um negócio em um ponto comercial. Já para quem atua em home office, existem algumas adaptações.

Quem atua nesse formato também deve estar bem preparado para o atendimento, demonstrando presteza, assiduidade e o cuidado com os clientes.

Por fim, mesmo neste formato, o treinamento é fundamental para padronizar e elevar o nível do atendimento.

8. Faça o marketing da sua pequena empresa

Sendo uma pequena ou grande empresa, o marketing se tornou uma ferramenta fundamental para todos os negócios. Seja pelas redes sociais ou nos meio de comunicação, seus clientes devem ver sua marca.

Foi-se o tempo em que o marketing era um trabalho padronizado, sem qualidade e técnica. Hoje em dia, os departamentos de divulgação são ferramentas importantes das empresas.

Nesse sentido, a divulgação precisa ser cada vez mais eficiente em chegar até o público-alvo, sem exageros e de forma suave.

Não adianta colocar a sua marca por toda a rua, fazer panfletagem, mandar e-mails para todo mundo, etc. O marketing deve ser pontual, direcionado para o público da empresa, até para evitar gastos desnecessários.

As técnicas de marketing tem evoluído e as empresas têm aproveitado disso. Este serviço, que deve ser feito com qualidade, também é acessível para pequenas empresas.

Por exemplo, é possível terceirizar o marketing, trabalhar ele fora da estrutura da empresa e, ainda assim, ter resultados positivos.

É uma parte importante para o negócio, principalmente para os menores, pois o mercado exige que a empresa seja vista por seus consumidores.

Vemos vários outdoors eletrônicos em uma rua de grande movimento (imagem ilustrativa).
A divulgação da empresa é um passo importante para o seu desenvolvimento.

9. Inaugure e acompanhe suas métricas

A inauguração de seu pequeno negócio deve ser cercada de cuidados, o máximo possível para tornar esta etapa o mais atrativa possível. Ou seja, fazer um marketing legal, divulgar bem os produtos e serviços e sua marca.

Além disso, após a inauguração, o empresário deve estar sempre atendo ao desenvolvimento do negócio. Ele deve analisar como está o faturamento da empresa, os custos e o retorno.

Também neste primeiro momento, é preciso verificar se seu planejamento está sendo cumprido ou se será necessário readequar as coisas.

Por isso, é bom ter algumas metas para verificar se o desenvolvimento do negócio está sendo positivo ou se deverá haver mudanças na operação.

Estas metas servem de parâmetros para analisar se a empresa está no caminho certo. Assim, o empresário pode propor mudanças de curso mais cedo, a fim de evitar maiores prejuízos lá na frente.

Por fim, leia o texto que separamos com algumas opções de franquias baratas para você investir. Basta clicar no link!

Caso tenha optado por uma franquia, entre em contato com a franqueadora. Porém, se ainda não se decidiu, receba uma consultoria com especialistas que pode lhe ajudar gratuitamente a escolher a melhor franquia para você. Acesse: henriquemol.com.br.

Advertisement
Advertisement