Qual a importância de ter uma consultoria para franquias? Entenda finalmente

Por
em
Imagem de três pessoas olhando para um papel com gráficos. Imagem ilustrativa texto consultoria para franquias.
Advertisement

É cada vez mais comum empreendedores que querem fazer de suas empresas um modelo de franchising. Porém, para esta importante mudança, é interessante contar com o auxílio de uma consultoria para franquias, com mostraremos.

Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), a taxa de mortalidade de uma franquia é de apenas 5% em até dois anos após a abertura. Por conta disso, este modelo de negócio tem chamado a atenção dos empreendedores.

Porém, é preciso um cuidado especial para realizar esta mudança em sua empresa para que o resultado seja uma franquia atrativa para os empreendedores de forma rentável.

O que uma consultoria para franquias faz?

Uma consultoria para franquias oferece aos empreendedores um serviço para a formatação de franquia, ou seja, para transformar uma empresa comum em uma franqueadora.

Da mesma forma, esta consultoria pode auxiliar no aprimoramento de uma franquia, tornando seu negócio mais atraente para os novos franqueados.

Como franquear o seu negócio?

O empreendedor até consegue formatar sua franquia sem a ajuda de uma consultoria. Mas esse é um processo complexo, em que ele pode vir a correr maiores riscos.

Para você entender um pouco mais sobre este processo, separamos aqui algumas das etapas para fraquear o seu negócio, seja com ou sem ajuda de uma consultoria para franquias.

Análise de viabilidade financeira

Um dos primeiros passos para franquear um negócio, é analisar a viabilidade financeira. Entender se as etapas do processo podem ser replicadas sem custos exagerados para que o negócio possa ser lucrativo para as partes.

Para isso, o empresário precisa analisar os custos de toda a sua cadeia produtiva, bem como os valores de investimento para realizar a formatação e dar os suportes aos novos franqueados.

Ajustes para rentabilização

Advertisement

Neste processo de analisar a viabilidade financeira, o empreendedor precisa fazer ajustes para que o negócio seja rentável aos envolvidos no processo.

Basta pensar que antes, era apenas a empresa que lucrava. Agora, ela precisa lucrar mais, pois existem outros envolvidos no negócio. Assim, a sua empresa passa a contar com uma franqueadora e possui empresários franqueados.

Dessa forma, é necessário rever etapas do processo interno para diminuir custos e tornar a rentabilidade do negócio atrativa.

Documentos legais

Nesta etapa, ter a ajuda de uma consultoria para franquias é importante. Para se tornar uma franquia, a empresa deve se preocupar com alguns documentos necessários.

Por exemplo, a Circular de Oferta de Franquia (COF) é um documento com informações detalhadas e úteis a serem repassadas aos interessados em se tornar um franqueado.

Imagem de pastas de documentos. Imagem ilustrativa texto consultoria para franquias.
A parte burocrática de documentação não pode ser negligenciada pelo empreendedor.

Por lei, além da COF, o franqueador precisa ter um Contrato de Franquia claro, bem como apresentar aos interessados como está a saúde financeira da empresa, por meio da Declaração de Resultados de Exercício(DRE).

Todos estes documentos precisam ser bem feitos, informando o necessário aos empreendedores e seguindo os ditames da Lei de Franquias (Lei nº 13.966/19).

Padronização de processos

Para que a franqueadora possa replicar os processos em unidades de franquias que estarão espalhadas pelo país, ela precisa padronizar este trabalho.

O modelo de franchising funciona na base de um padrão que se utiliza nas unidades, ou seja, cada empresa trabalha de forma igual à outra.

Portanto, para entrar neste mercado, a empresa deve ter uma padronização interna para novos franqueados implementarem.

Enfim, para isso, a franqueadora precisa se organizar e solidificar cada etapa do processo, ou seja, fazer um “molde”para que os empreendedores possam aplicá-lo na sua unidade.

Formalização de processos

Como falamos, a franqueadora faz um “molde” de sua operação a ser repassado aos franqueados. E esta padronização se dá internamente e depois de forma externa. Mas como?

A franqueadora precisa formalizar estes processo, como por exemplo, proteger sua marca contra o uso de terceiros sem a sua autorização.

Esta proteção da marca é feita junto ao Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI), assim como a proteção do know-how da franqueadora.

Dessa forma, ela se protege para que nenhum empreendedor utilize dos conhecimentos e forma de fazer da franquia em proveito próprio, sem pagar os diretos à franqueadora.

Manuais para o franqueado

Imagem de grandes pastas de documentos empilhadas. Imagem ilustrativa texto consultoria para franquias.
A franqueadora deve ter manuais bem didáticos e diretos para facilitar o aprendizado dos franqueados.

Para repassar todo o conhecimento da franqueadora para os novos empreendedores, para que eles se tornem aptos a replicar o negócio, a empresa deve produzir manuais da operação.

Assim, são formas de os novos franqueados aprenderem sobre os detalhes da operação da franquia, como o modo de produção ou de atendimento aos clientes.

Nesse sentido, este conjunto de informações é importante para uma parceria atrativa, pois será a fonte de consulta dos franqueados para que eles possam atuar de acordo com o padrão da franquia.

Preparação de treinamentos

Assim como os manuais são ferramentas importantes para o aprendizado dos franqueados, a franqueadora também deve se atentar aos treinamentos.

É comum que cada novo franqueado tenha que passar por treinamentos para se preparar para a implantação da unidade da franquia.

Dessa forma, ele aprende sobre a operação, sobre o mercado no qual está inserido e como desenvolver o negócio.

Uma consultoria de franquias pode ser importante para esta etapa de elaboração de treinamentos eficientes.

Cada novo franqueado inicia o empreendimento bem preparado, e com isso, aumentam suas chances de sucesso neste empreendimento.

Estratégias de marketing

Com um plano de marketing bem elaborado e posto em prática da forma como foi planejado, o interesse do consumidor em potencial tende a despertar mais rápido, levando a uma intenção de compra e a concretização do negócio.

Ao franquear o seu negócio, o empreendedor precisa levar este tipo de trabalho em consideração. Com ele sua marca poderá se expandir, atraindo não apenas clientes, mas também investidores.

Você gostou do nosso conteúdo sobre a importância de ter uma consultoria para franquias? Aproveite e saiba mais sobre “O que considerar na hora de escolher uma franquia para investir”.

Caso ainda tenha dúvidas sobre o franchising, aproveite uma consultoria gratuita com especialistas que vão lhe ajudar neste mercado. Acesse: henriquemol.com.br.

Advertisement
Advertisement