Como formatar uma franquia? Quais as vantagens desse processo?

Por
em
Advertisement

Para formatar uma franquia, o empreendedor precisa passar por uma série de etapas para fazer este processo de modo sólido e eficiente.

A empresa que deseja se transformar em uma franqueadora deve organizar toda sua estrutura de trabalho para que a marca possa ser franqueável. Pois só assim ela poderá oferecer um modelo de negócio interessante.

Formatar uma franquia é um processo difícil, mas traz uma série de vantagens para a empresa, como mostraremos à frente.

Vantagens de formatar uma franquia

Com certeza todos conhecemos uma marca famosa de franquia, como McDonalds, Burguer King, Subway, entre outros. No entanto, estas empresas passaram por um longo processo para chegar até esta notoriedade.

Ainda, mesmo as franquias mais baratas possuem uma marca sólida com os anos de atuação.

E este processo de formatar uma franquia possui muitas vantagens para as marcas, seja no seu reconhecimento, seja na sua rentabilidade.

Expansão da marca

Quando uma empresa passa pelo processo de formatação de franquia, isso permite uma grande expansão da marca por meio das novas unidades que surgem.

Cada unidade, por mais distante que esteja na sede original da empresa, leva o nome da rede para os mais diferentes cantos.

Ainda, como o modelo de franquia é feito justamente para ser replicado distante da sede da empresa, permite uma disseminação dos produtos e serviços.

Dessa forma, uma empresa com sede na região sudeste do Brasil entra para o mercado de franquias e espalha suas unidades até a região norte do país. Assim, consegue atingir públicos distantes entre si e fortalecer o reconhecimento da marca.

Do mesmo modo, isso permite uma aproximação com os mais diversos públicos, ficando mais fácil esta expansão no mercado e fortalecimento da marca.

Abaixo trouxemos um ebook com algumas dicas para abrir uma franquia de sucesso.

ebook como abrir uma franquia de sucesso

Rentabilidade do negócio

Advertisement

Da mesma forma que a marca se expande com o crescimento do número de unidades da franquia, o negócio também aumenta sua rentabilidade.

Como cada unidade paga uma série de taxas remunerando a franqueadora, a empresa que se expande por meio de franquias aumenta seus lucros ao longo do tempo.

Esta é uma das grandes vantagens de formatar uma franquia, pois o negócio cresce, melhora as vendas dos produtos e serviços da empresa.

E ainda, esta expansão é bancada pelos franqueados, pois são eles que investem na nova unidade. Assim, a marca aumenta território de atuação e vendas sem necessariamente precisar investir muito.

Maior poder de compra da rede

Após formatar a franquia, a empresa consegue melhorar suas negociações frente os fornecedores. Com o crescimento da marca e necessidade constante de adquirir insumos, a empresa melhora seu poder de compra.

Assim, dependendo da quantidade da compra, os fornecedores podem facilitar o pagamento, dar algum tipo de desconto.

Da mesma forma, para fornecedores exclusivos, o poder de barganha é ainda melhor e a parceria fica mais forte com o desenvolvimento da rede de franquias.

Isso vale também para negociações com pontos comerciais, principalmente shoppings e centros comercias, que buscam grandes marcas para servir de âncora para o espaço e atrair clientes.

Consolidação da marca

A empresa que passa por um processo de formatação de franquia fortalece sua marca com a abertura de unidades em diferentes espaços.

Assim, a marca estará cada vez mais presente na vida das pessoas, e com o tempo, a sua cor, ou símbolo será lembrada pelos clientes, mesmo sem ver o próprio nome.

Esta identificação da marca traz credibilidade para a empresa e as pessoas começam a se familiarizar com a franquia no seu dia a dia.

Do mesmo modo, a visibilidade aumenta, e com isso, a marca pode se tornar referência em seu segmento com a profusão de novas unidades espalhadas pelos lugares.

Imagem de duas mulheres caminhando na calçada vendo as vitrines das lojas. Imagem ilustrativa de texto formatar uma franquia.
A expansão da marca passa pela identificação forte junto aos clientes.

7 passos para formatar uma franquia de sucesso

Como vimos, a empresa que entra para o modelo de franquia consegue várias vantagens para o negócio com a expansão da marca.

No entanto, até chegar no estágio de uma franquia pronta, a empresa precisa passar por um processo de formatação de franquia.

O empreendedor pode fazer este processo por conta própria ou pode formatar uma franquia com o auxílio de consultorias especializadas.

Da mesma forma, mesmo com consultorias ou por conta própria, a empresa deve passar por estes sete passos para se tornar uma franquia.

1. Fazer análise de franqueabilidade

Esta análise de franqueabilidade é um estudo para avaliar o estado atual da empresa e se o seu processo pode ser replicado em formato de franquias.

Da mesma forma, a empresa deve estudar seus próprios processos, saber o que pode ser protegido como propriedade intelectual e se seus produtos e serviços podem ser vendidos por unidades espalhadas pelo país e até pelo mundo.

Então, nesta etapa são diagnosticados os eventuais problemas da empresa para que possam ser sanados antes de alterar seu modelo de negócio.

Assim, analisar as finanças, planejamento estratégico, marketing, possibilidade de transmissão dos processos bem como os aspectos estruturais da empresa.

Dessa forma, é possível ter a certeza da franqueabilidade da marca, garantindo assim o controle de qualidade e padronização da franquia.

Isso pode acontecer de diversas maneiras, como algum gargalo na produção, ou produtos que estraguem rápido, e para serem distribuídos por unidades de franquias, deve haver alguma alteração no modo de fazer.

Assim, nesta análise de franqueabilidade, é bom contar com alguma consultoria especializada em formatar uma franquia.

2. Avaliação do mercado e concorrentes

Toda empresa que se preze deve estar sempre atenta à concorrência, e no mercado de franquias não é diferente.

Ao formatar uma franquia, deve-se analisar o mercado onde irá atuar, para conhecer os pontos fortes e as franquezas dos produtos e serviços que irão concorrer com sua marca.

Imagem da tela de um computador com uma mão indicando gráficos nela. Imagem ilustrativa de texto formatar uma franquia.
O empreendedor deve avaliar o mercado onde irá atuar com a sua franquia.

Assim, é possível adotar um modelo de negócio que vá explorar espaços deixados pelos concorrentes, ou então oferecendo produtos e serviços inovadores.

O negócio deve ser voltado para as melhores qualidades da empresa e também pensando no mercado de atuação, o que o públicoalvo deseja.

Da mesma forma, o preço dos produtos e serviços também devem ser adequados para o público e para o mercado. E o preço vai ser influenciado pelo modo de produção, e isso deve ser pensando na formatação da franquia.

3. Análise financeira

Para que a empresa possa entrar no mercado de franchising, ela deve ter uma base financeira sólida para organizar suas operações de forma eficiente.

Da mesma forma, precisa estar pronta para investimentos neste processo de formatação, como marketing, adequação da produção a este modelo de franquias, entre outras necessidades que geram custos.

Assim, até a rede atingir seu ponto de equilíbrio, será exigida uma sólida capacidade financeira da empresa franqueadora. Isso sem que ela possa contar unicamente com os recursos advindos das unidades franqueadas.

Por isso, o plano de expansão deve levar em conta a capacidade financeira da empresa franqueadora. A empresa deve ter as finanças sólidas para suportar o início do franqueamento.

Ela deve ser capaz de dar todos os suportes aos franqueados, e se for necessário, ter capital até para recomprar alguma unidade para não deixar que a marca retroceda no mercado.

4. Criação dos padrões e manuais

Como a franquia deve replicar seu modelo de negócio em unidades espalhadas longe da sede, precisa repassar a todos os franqueados o seu know how.

A franqueabilidade passa por visualizar os procedimentos internos e conseguir transmiti-los por meio de manuais.

Além disso, como cada unidade deve seguir um padrão, a empresa franqueadora deve investir em maneiras mais simples de implementar seu modelo.

Cada franqueado, por mais distante que esteja, precisa conseguir ver o manual de operação e seguir as instruções, que devem ser claras e didáticas para facilitar.

Do mesmo modo, o modelo deve ser de fácil replicação, orientando o franqueado para os procedimento do dia a dia de forma padronizada. Ainda, instruções para a execução dos serviços e produção dos produtos da marca.

Imagem de um homem lendo um livro.
Os manuais de operação costumam vir impressos ou em ebooks.

5. Documentos legais

Formatar uma franquia passa também por analisar o negócio juridicamente, fazer os documentos legais necessários para expandir o negócio.

No modelo de franquia, a franqueadora deve se assegurar de ter as licenças legais necessárias para o negócio. Da mesma forma, precisa proteger juridicamente a propriedade intelectual gerada por seus processos.

Do mesmo modo, para expandir o modelo de franquia, um dos documentos mais importantes é a Circular de Oferta de Franquia (COF). Nele a franqueadora deve deixar claro as principais informações de seu negócio, bem como a minuta do contrato de franquia.

Muitas destas informações necessárias da COF estão regulamentadas pela Lei de Franquias (Lei nº 13.966/19), como situação financeira da empresa, direitos e deveres das partes, entre outras informações.

Ainda, a empresa franqueadora deve estar dentro da legalidade em todos os aspectos para passar credibilidade e assim convencer futuros franqueados. Além disso, oferecer uma segurança jurídica para a consecução do negócio.

6. Marketing para expansão do negócio

A formatação de uma franquia passa também por elaborar um plano de expansão da marca, investindo em ações de marketing para atrair investidores para o novo negócio.

Primeiramente, é preciso informar ao público que antes conhecia a empresa em formato tradicional, que agora a marca trabalhará com modelo de franquias.

Do mesmo modo, e preciso evidenciar para o público as vantagens da marca, para fortalecer a empresa junto as clientes e também atrair franqueados.

Separamos um vídeo abaixo com o passo a passo para transformar uma empresa em franquia.

7. Contratação de uma consultoria

Todos os passos anteriores podem ser mais fáceis se você contratar uma consultoria especializada em formatar uma franquia.

Este tipo de empresa já possui uma estrutura voltada para fazer este processo de maneira mais eficiente e direcionada para cada tipo de mercado de atuação.

Uma dessas empresas do setor é a NX Franquias, empresa especializada em expansão de marcas e formatação de franquias.

A NX Franquias faz parte da Encontre Sua Franquia, uma das maiores holdings do Brasil com mais de 1000 franqueados.

A empresa possui diversos setores voltados para este processo, como um setor para a captação de investidores e com a promoção de feiras virtuais e presenciais.

Ela conta também com um setor para auxiliar nos trâmites jurídicos da empresa franqueadora. Assim, consegue lidar de maneira eficiente com todas as necessidades para apresentar um modelo sólido de franquias para os negócios interessados.

Se você se interessou pelos serviços da NX Franquias, entre em contato diretamente pelo link abaixo.

Advertisement
Advertisement