O que é o fundo de marketing de uma franquia? Entenda porque é importante

Por
em
Imagem de pessoas conversando em uma mesa de escritório. Imagem ilustrativa texto fundo de marketing.
Advertisement

Ao pesquisar sobre franquias, o empreendedor se depara com alguns termos e taxas com os quais não está muito familiarizado. Um deles é o fundo de marketing, sobre o qual falaremos neste conteúdo.

O mercado de franquias é um setor forte na Economia do Brasil. Só em 2020, ele faturou mais de R$ 167 bilhões, de acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Contudo, é preciso que o empreendedor conheça bem sobre este modelo de negócio antes de investir em uma rede de franquias. Por isso, não deixe de ler este texto até o final.

Para que serve o fundo de marketing?

O fundo de marketing ou de propaganda nada mais é do que o resultado da soma da contribuição paga por cada franqueado para custear as ações de marketing da rede.

Dessa forma, as chances de atrair e manter os clientes da franquia com uma propaganda eficiente aumenta.

Nesse sentido, a contribuição de cada franqueado sai por um valor mais em conta, possibilitando investir em ações profissionais.

Do mesmo modo, vale destacar que este fundo pertence aos franqueados, mas é administrado pela franqueadora.  

Cabe a ela encontrar a melhor forma de direcionar o capital em estratégias de marketing que contemplem toda a empresa.

Para entendermos melhor este conceito, podemos comparar o fundo a um condomínio residencial. Os moradores pagam um valor à administradora, que gere esses recursos em prol do bem comum.

Ademais, o fundo de marketing pode custear um setor próprio na franqueadora ou, então, a contratação de uma agência terceirizada.

Por fim, por conta da participação de todos os franqueados, eles podem opinar sobre as melhores ações para este fundo.

Por que o marketing da franquia é importante?

O marketing vem conquistando cada vez mais espaço por permitir estudos aprofundados de mercado, atuando diretamente na inteligência estratégica e competitiva das empresas.

Longe de ser apenas um meio de propaganda de produtos e serviços oferecidos, ele é importante para gerar valor e efetuar vendas.

Vemos um gigantesco outdoor na fachada de um prédio corporativo (imagem ilustrativa). Texto: fundo de marketing.
A marketing é um trabalho que precisa ser feito para a empresa se destacar no mercado.

O marketing possibilita um melhor entendimento do mercado, que pode levar ao oferecimento de produtos e serviços. Ainda, fazer com que os clientes sintam que suas necessidades estão sendo atendidas.

De um modo geral, o marketing não é apenas a criação de um comercial para vender um produto como muitos acreditam.

Ele é parte importante para gerenciar a comunicação interna da empresa, com ações para melhorar a satisfação dos clientes, além de cuidar da imagem da empresa/marca em canais para garantir uma boa reputação e evitar perder novos clientes.

Por conta disso, vale a pena pagar a taxa de marketing a fim de que todas as ações relacionadas à visibilidade da marca sejam feitas de forma eficiente para toda a rede. E, com isso, trazer ganhos para cada unidade.

Ademais, se cada franqueado for gastar com ações próprias, o custo será mais elevado. Ou então, se ele não fizer nenhum trabalho de marketing, o prejuízo pode ser ainda maior.

Todo trabalho de qualidade exige um bom pagamento, e com o marketing não é diferente. Assim, para ter um serviço que possa agregar, é preciso gastar.

Isso porque, um gasto como esse, quando rateado por toda a rede, sai bem mais em conta. Além de padronizar e utilizar técnicas mais eficientes e profissionais.

Como o fundo de marketing é aplicado?

O fundo de marketing, como falamos, é utilizado para fomentar diversos tipos de ações de divulgação voltadas para a marca, bem como para as unidades.

Nesse sentido, este fundo de propaganda é utilizado para a promoção de várias estratégias de marketing, algumas mais comuns e outras mais específicas.

Por exemplo, para cada publicação nas redes sociais da franquia, ou materiais de propaganda, existem os profissionais do design e publicitários responsáveis por isso.

Estes materiais devem ter qualidade para chamar a atenção dos consumidores, além de fortalecer o nome da marca no mercado.

Da mesma forma, usa-se este fundo de marketing para propagandas da franquia em grande escala, como ações na TV e no rádio.

São ações que exigem um investimento maior, mas que ao mesmo tempo, chegam a uma quantidade grande de consumidores por todo o país.

Vemos uma pessoa tirando uma nota de dinheiro da carteira (imagem ilustrativa). Texto: fundo de marketing.
O valor do fundo de marketing deve ser bem gerenciado pela franqueadora.

Atualmente, com as mídias digitais, o trabalho do marketing também é feito diariamente, com postagens nas redes sociais como Instagram e Facebook.

Em outras palavras, é um trabalho intenso, que deve ser pensando por profissionais para ser constante e voltado para o público-alvo. Isso exige estratégias bem definidas para serem eficientes visando o melhor retorno.

Diferença entre royalties e taxa de marketing

Os royalties de franquias são uma remuneração que o franqueado paga à franqueadora por uma série de vantagens que ele recebe.

Por exemplo, esta taxa é paga para remunerar os treinamentos que a franqueadora oferece aos franqueados para que eles conheçam a operação da marca.

Além disso, os royalties funcionam como um pagamento pelo uso da marca e do know-how da franqueadora.

Portanto, essa é uma taxa bem diferente do fundo de marketing, mas ambas fazem parte do modelo de negócio do franchising.

Uma outra diferença é a base de cobrança destas duas taxas. Normalmente, os royalties são calculados com base em um percentual sobre vendas ou compras da unidade.

Já o fundo de marketing costuma ter um valor fixo, que leva em conta os gastos voltados para as ações de publicidade e divulgação.

Toda franquia cobra fundo de marketing?

Não são todas as franquias que cobram o fundo de marketing. Algumas delas, para atrair mais franqueados, deixam de cobrar este valor. Assim, elas arcam com estes custos.

Por outro lado, algumas franquias também não cobram, mas também não oferecem este tipo de suporte. Com isso, o franqueado fica responsável pelo marketing da sua unidade.

A Circular de Oferta de Franquia (COF) informa se a franquia cobra ou não o fundo de propaganda, seu valor e como ele será gerido. Ainda, quais as principais ações da franqueadora.

Os valores também irão variar de acordo com o número de unidades. Algumas franquias no início, com poucas unidades, podem cobrar um valor maior para investir no marketing.

Já quando a rede de franquias está mais sólida, com mais unidades, o valor pode diminuir ao longo do tempo.

Dessa forma, o fundo de marketing pode ou não ser obrigatório para a franquia na qual você irá investir. Mas com certeza, o trabalho de marketing é um dos pilares para o bom desenvolvimento do negócio.

Caso opte por uma marca, entre em contato com a franqueadora. Se ainda está com dúvidas, receba uma consultoria gratuita com especialistas que vão lhe orientar na escolha da franquia mais indicada para você. Acesse: henriquemol.com.br.

Advertisement
Advertisement