Como empreender do zero sem errar? Entenda de vez aqui

Por
em
Imagem de uma lista do que fazer para começar um negócio. Imagem ilustrativa texto como empreender do zero.
Advertisement

Em momentos de alto índice de desemprego, é comum as pessoas buscarem saber como empreender do zero para ter o próprio negócio. Aqui trazemos algumas dicas que vão lhe ajudar neste processo.

Neste momento, empreender é uma tendência. Se você ainda não começou, já está perdendo tempo. Segundo pesquisa GEM (Global Entrepreneurship Monitor), por exemplo, aumentou em 49% o número de empreendedores no Brasil entre 2019 e 2020.

Neste conteúdo, listamos alguns passos para começar uma empresa do zero, sozinho, sem sequer herdar alguma parte do empreendimento, podendo também ser uma franquia. É uma tarefa árdua, mas você verá que é possível.

Veja como empreender do zero e ter sucesso

Iniciar uma empresa desde a sua fundação, seus conceitos, até chegar com algo para os consumidores, é um processo que demanda muito cuidado.

Não basta ter boas ideias de negócios, é preciso avaliar detalhes variados daquilo que será a sua empresa. Onde ela vai atuar? Qual é o seu público-alvo? Sua capacidade financeira? Entre outros detalhes.

Criar uma boa base do negócio é fundamental para aumentar as chances de sucesso. Por isso, separamos um passo a passo que fará esse processo mais seguro e eficaz.

Entenda seu perfil empreendedor

O primeiro passo é se conhecer, saber quais características e qualidades suas podem se encaixar em determinados negócios.

Você deve abrir uma empresa com a qual se identifica, ou seja, uma que combine com os seus gostos e a sua capacidade de investimento, por exemplo.

Nesse sentido, também é preciso entender que terá que se dedicar muito além do que um emprego normal, e isso será mais fácil ao trabalhar com algo que o agrada.

Além disso, busque entender se o seu perfil de empreendedor é mais arrojado ou mais conservador. Isso definirá muita coisa do seu negócio quando começar a empreender.

É importante observar até aspectos da sua vida pessoal que podem influenciar nessa escolha.

Vemos duas mulheres de negócio conversando em uma sala de escritório (imagem ilustrativa). Texto: como empreender do zero.
O empreendedor deve avaliar quais são os seu objetivos a curto e médio prazo com o negócio.

Por exemplo, se você tem um emprego, o processo de como empreender do zero deve ser voltado para um tipo de negócio preferencialmente em home office.

Isso serve também para quem busca uma flexibilidade de horário para desenvolver outros projetos de vida ou cuidar da casa e família.

Já quem está desempregado, o objetivo é mais a curto prazo, mas com possibilidade de maior dedicação. Em outras palavras, é fundamental avaliar diversos aspectos antes da escolha do negócio.

Avalie seu mercado local

Advertisement

Depois de entender seu próprio perfil, é hora de avaliar as questões externas. Uma delas é conhecer o mercado local.

Algumas dicas para este processo é buscar lacunas no mercado, avaliar os pontos fortes e fracos dos concorrentes e tentar um produto ou serviço que seja diferenciado.

Do mesmo modo, é necessário estar atento a movimentos da Economia como um todo. Ou seja, avaliando se o segmento está em viés de alta ou de baixa.

Para os mais conservadores, optar por mercados mais sólidos, tradicionais, e buscar se diferenciar na sua região pode ser um bom caminho.

Nesse momento, o empreendedor deve estar atento para tirar ideias do papel que sejam atrativas para aquele mercado. E ainda, é necessário observar nichos com potencial.

Começar um negócio é como plantar uma semente. Ela deve estar em um solo fértil e sem muitas outras plantas para concorrer com ela pelos nutrientes.

Nesse sentido, não é eficiente abrir uma empresa do zero em um local onde ela terá muita concorrência, e ainda, em um local sem tantos consumidores que possam ser os seus clientes.

Planeje suas finanças

Muitas empresas encerram suas atividades em pouco tempo por conta de um mau planejamento financeiro no início do negócio.

Não adianta ter uma boa ideia sem realizar um planejamento financeiro que lhe dê segurança, estabilidade e solidez para fazer os investimentos necessários.

Vemos uma mulher olhando gráficos em uma folha impressa (imagem ilustrativa). Texto: como empreender do zero.
Saiba quanto tem para investir e quanto será o custo de implantação do seu negócio.

Assim, ao pensas em como empreender do zero, é preciso avaliar sua capacidade financeira. Escolher um tipo de negócio que seja adequado ao capital disponível para investir é o primeiro passo.

Começar uma empresa envolve questões burocráticas, que demandam dinheiro, bem como um trabalho de estruturação e de marketing, onde também se gasta.

O plano de negócio da empresa deve ter uma previsão de custos para o início das atividades, bem como para sua manutenção.

Deve-se levar em conta também momentos de queda de vendas, ou outros problemas que podem acontecer a qualquer momento e exigir um investimento extra.

Da mesma forma, evite empréstimos que possam comprometer a saúde financeira da empresa ou o seu equilíbrio financeiro.

Isso porque, muitos empresários que começam um negócio do zero não separam despesas pessoais da empresa. Este descuido é muito prejudicial para o bom desenvolvimento do empreendimento.

Além disso, conheça os seus custos: quanto é gasto para produzir, gastos mensais, tributos, funcionários… Em resumo, tenha em detalhes o quanto você gasta na sua empresa.

Só assim será possível colocar um valor no seu produto ou serviço e trabalhar suas margens.

Por fim, evite investimentos precipitados, buscando primeiro construir bases sólidas para sua empresa e, só então, pense nos próximos passos.

Escolha uma franquia para abrir

Uma forma de como empreender do zero é investir em uma franquia. Neste modelo de negócio, o empreendedor inicia uma empresa que conta com um know-how e uma marca reconhecida.

Nesse sentido, ele deve avaliar tudo aquilo que falamos antes: o seu próprio perfil, o mercado no qual deseja atuar e sua capacidade financeira etc.

Com a resposta destes pontos, ele pode escolher a franquia que mais combina com o seu perfil e a sua capacidade de investimento.

Veja como funciona o modelo de franquia no vídeo que separamos para você logo abaixo.

Um ponto positivo de uma franquia é que na Circular de Oferta de Franquia (COF), o empreendedor consegue saber quais serão os custos de implementação da empresa e os de manutenção.

Dessa forma, ele consegue se planejar melhor em relação aos gastos e, assim, avaliar a franquia que mais se aproxima do dinheiro disponível para investir.

Além disso, uma franquia é interessante para empreendedores de primeira viagem. Pois, a franqueadora oferece diversos tipos de suporte, como treinamento e auxílio na gestão.

Tudo isso facilita o processo de iniciar uma empresa, por conta da estrutura preestabelecida do negócio, o reconhecimento da marca no mercado e os suportes.

Conheça seu público

Um ponto importante para todo empreendedor é conhecer o seu público. E não é um conhecimento superficial que faz a diferença.

É necessário estudar os hábitos das pessoas que você espera que consumam os seus produtos ou serviços, saber do seu poder de compra, onde elas estão, quando gostam de consumir determinada coisa etc.

Para fazer um boa divulgação do negócio, o marketing precisa ser bem direcionado. Ao conhecer bem o seu público, as ações de divulgação poderão ser bem mais assertivas.

Do mesmo modo, o preço do seu produto/serviço deve ser definido de acordo com o que o seu público está disposto a pagar. E isso irá influenciar nos custos e ganhos da sua empresa.

Quando se conhece bem os consumidores, você direciona a estrutura de sua empresa para atender a este público de forma eficiente.

Outro ponto é avaliar as expectativas desse público, o que eles esperam do seu produto. Logo, é necessário se atentar para a qualidade dos insumos, formas de atendimento e outros detalhes do negócio.

Vemos uma loja de feira com vários clientes ao redor (imagem ilustrativa). Texto: como empreender do zero.
As características do público vão ditar certos aspectos do seu negócio.

Vale a pena abrir um negócio?

Empreender é algo que muitas pessoas fazem por diferentes motivos. Algumas pela independência e flexibilidade, outras por herança ou por necessidade.

Contudo, independente do motivo que impulsionou uma pessoa a empreender, ela deve estar ciente do que a espera no mundo dos negócios.

Ser empreendedor permite muitas vantagens, como flexibilidade de horário de trabalho, possibilidade de grandes ganhos e independência financeira.

Ademais, você pode trabalhar com algo que é apaixonado, um negócio que lhe traga mais prazer e que seja mais recompensador do ponto de vista pessoal e financeiro.

A Economia é um atrativo para empreender, principalmente por conta da quantidade de desempregados. Já são mais de 14 milhões de brasileiros nesta situação.

Além disso, o Governo Federal lançou o “Balcão Único”, um sistema que permite a qualquer cidadão abrir uma empresa de forma simples e automática. Isso reduzirá o tempo e os custos para iniciar um negócio no Brasil.

Dessa forma, os empreendedores podem abrir uma empresa de forma muito mais rápida e sem burocracia.

Iniciar um negócio também é atrativo para aproveitar a retomada da Economia no Brasil. Com a pandemia, houve queda dos indicadores, mas com o avanço da vacinação, o mercado deve retomar a sua normalidade.

Enfim, o empreendedor deve estar atento a estes movimentos para aproveitar o viés de crescimento e investir no seu próprio negócio.

Como falamos, uma forma mais simples e barata de como empreender do zero é por meio de franquias. Por isso, leia o nosso conteúdo com diversas opções de franquias baratas para investir. Basta clicar no botão!

Caso opte por uma marca, entre em contato com a franqueadora. Se ainda não se decidiu, receba uma consultoria gratuita com especialistas que vão lhe ajudar na escolha da franquia ideal para o seu perfil. Acesse: henriquemol.com.br.

Advertisement
Advertisement