Royalties de franquias? Entenda finalmente o que é a taxa

Por
em
Imagem de uma carteira cheia de dinheiro e uma pula mostrando as moedas. Imagem ilustrativa texto royalties de franquias.
Advertisement

A taxa de royalties de franquias é um valor cobrado pela maioria das franqueadoras, mas nem todo empreendedor conhece os detalhes envolvendo a cobrança. Por isso, preparamos este conteúdo para lhe explicar melhor.

Este valor pode ser uma porcentagem sobre o faturamento ou uma quantia fixa, dependendo do combinado com a franqueadora.

Quer saber um pouco mais sobre esta taxa e outros detalhes sobre o modelo de franquia? Então, leia este texto até o final.

Entenda o que são os royalties

O termo royalties deriva do termo “royal”, de origem inglesa, que significa de propriedade do rei ou da nobreza.

Nos primórdios do uso da palavra, royalties significava os valores pagos por terceiros ao rei ou nobre, como compensação pela extração de recursos naturais existentes em suas terras.

Por exemplo, para a retirada de madeira, água, recursos minerais ou outros recursos naturais. Ainda incluindo, muitas vezes, a caça e pesca, ou ainda, pelo uso de bens de propriedade do rei.

No mundo atual, os royalties também são uma remuneração paga pelo uso de propriedade alheia. Contudo, esta propriedade agora é imaterial.

Nesse sentido, alguém paga os royalties a outrem para usar suas ideias, que é a propriedade intelectual.

No sistema de franchising, a cobrança de royalties por parte da franqueadora é uma prática comum, presente na maioria das redes de franquias, como mostraremos.

O que os royalties de franquias pagam?

Os royalties de franquias são uma remuneração que o franqueado paga à franqueadora por uma série de vantagens que ele recebe.

Por exemplo, esta taxa é paga para remunerar os treinamentos que a franqueadora pratica com os franqueados para que eles conheçam a operação da marca.

Além disso, os royalties remuneram o uso da marca da franquia que, como falamos, é uma propriedade intelectual da empresa.

No vídeo abaixo você pode ver um pouco mais sobre o que são royalties.

As franquias protegem suas marcas junto ao Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI), para que terceiros não possam usar seu nome sem a devida contraprestação.

Da mesma forma, esta taxa é um pagamento para o uso do know-how da franquia, que consiste em sua operação, seus produtos ou modo de fazer os serviços, e até a estrutura da unidade.

Ademais, os royalties remuneram outros suportes que a franqueadora oferece, como auxílio na gestão, questões burocráticas, entre outros.

Royalties na Lei de Franquias

O modelo de franquias era regulamentado pela lei 8.955/94. Em 2019, a lei foi revogada e uma nova foi criada a fim de detalhar melhor este modelo de negócio.

Contudo, a nova Lei de Franquias não trata especificamente dos tipos de royalties, nem sobre sua forma de cobrança.

Todavia, ela trata de uma “remuneração periódica pelo uso do sistema, da marca, de outros objetos de propriedade intelectual do franqueador ou sobre os quais este detém direitos ou, ainda, pelos serviços prestados pelo franqueador ao franqueado”.

Assim, de acordo com a Lei, a taxa pelo uso do sistema deve vir informada na Circular de Oferta de Franquia (COF), detalhando sua forma de cobrança.

Dessa forma, estes royalties de franquias devem ser cobrados de forma clara, informando também as contrapartidas da franqueadora.

E esse valores vão variar de acordo com modelo de negócio, com o estágio em que se encontra a franqueadora, entre outros fatores, como mostraremos a seguir.

Quanto as franquias cobram de royalties?

Como falamos, a Lei de Franquias deixa a franqueadora livre para cobrar os royalties da forma que achar melhor, desde que informe de antemão ao franqueado.

Nesse sentido, cada franquia pode realizar a cobrança aos seus moldes. Por exemplo, um valor fixo a ser cobrado a partir da entrada em operação da unidade.

Do mesmo modo, algumas franquias cobram um percentual sobre o faturamento bruto do mês anterior. Ou ainda, sobre as compras feitas junto à franqueadora como insumos e produtos.

Em alguns contratos, é necessário estabelecer um valor mínimo pela franqueadora ou, em alguns casos, pode até haver um combinado para o não pagamento por um tempo.

Vemos várias moedas empilhadas sobre algumas notas de dinheiro em uma superfície (imagem ilustrativa). Texto: royalties de franquias.
Os valores cobrados pelas franquias pelos royalties podem variar.

No grupo Encontre Sua Franquia, por exemplo, o valor médio dos royalties cobrados nas franquias é de R$ 1,3 mil. Para este cálculo, leva-se em consideração as setes marcas pertencentes ao grupo.

No mercado pode haver marcas que isentam os franqueados dessa cobrança logo nos primeiros meses, principalmente franquias que estão entrando no mercado recentemente.

Da mesma forma, alguns modelos de negócios cobram mais pelo uso de softwares exclusivos, produtos especiais, entre outros detalhes que encarecem a operação.

Clicando no botão abaixo você acessa um conteúdo sobre todas as marcas que fazem parte do grupo Encontre Sua Franquia.

Qual a diferença entre royalties e taxa de franquia?

Alguns empreendedores que não estão familiarizados com o modelo de franquias podem confundir os royalties com a taxa de franquia.

São cobranças que remuneram aspectos diferentes deste negócio e fazem parte dos custos para implementar uma unidade de franquia.

Como falamos, os royalties de franquias remuneram a licença para o uso do sistema da franquia, o seu know-how, incluindo os suportes.

Este valor é pago mensalmente pelo franqueado e, como falamos, pode variar sua base de calculo de acordo com a franquia.

Por outro lado, a taxa de franquia é um valor pago apenas uma vez, no momento da assinatura do contrato de franquia. É um valor que vem informado na COF.

A principal função da taxa de franquia é ajudar a custear os gastos que a rede teve no processo de prospecção e seleção do candidato.

Ainda, esta taxa serve para remunerar a concessão do uso da marca da franquia. Por isso marcas menos conhecidas ou iniciantes no mercado costumam cobrar valores menores.

Da mesma forma, a taxa de franquia ajuda a cobrir os gastos da franqueadora com o treinamento do franqueado e os suportes iniciais.

Por exemplo, algumas franquias realizam um estudo de geomarketing para analisar a melhor região para instalar a nova unidade da marca.

Afinal de contas, a franqueadora teve de gastar para desenvolver a operação, simplificar processos para replicá-los e, ainda, manter pessoal para dar suportes.

Antes de falarmos sobre a obrigatoriedade dos royalties ou não, confira o ebook que separamos explicando um pouco mais sobre os custos de uma franquia.

E-book "Descubra todos os custos de uma franquia".

Royalties são obrigatórios?

É comum o empreendedor, ao analisar as primeiras informações sobre a franquia, e sobre este modelo de negócio, se perguntar se a taxa de royalties é obrigatória.

Como a Lei de Franquias faculta a cobrança deste valor, ele só será obrigatório se estiver em contrato.

Assim, como o contrato é a lei entre as partes, se nele estiver expresso a necessidade de pagamento dos royalties de franquias, estes devem ser pagos na periodicidade e valores combinados.

Caso deixe de pagar, o franqueado pode estar sujeito a multas por inadimplência podendo levar à rescisão de contrato ao longo do tempo.

As penalidades, juros e multa para o não pagamento desta taxa devem também vir expressos no contrato de franquia.

A parceria entre franqueadora e franqueado precisa ser boa para ambas as partes. Por isso, é importante o pagamento das taxas de acordo com o combinado.

Assim, a franqueadora pode manter seus colaboradores que fornecem os suportes aos franqueados.

Além disso, o pagamento das taxas proporciona também à franqueadora continuar investindo no modelo, buscando soluções que podem impactar positivamente os franqueados.

Um ponto a ser levado em consideração é que estas taxas podem ser negociadas pelos empreendedores durante as tratativas com a franqueadora.

Algumas marcas podem dar um desconto, ou mesmo isenção por um período. Tudo deve ser relatado no contrato de franquia.

Por fim, clique no botão abaixo e acesse um conteúdo que separamos para você com várias opções de franquias baratas para investir em 2021.

Ainda, para abrir sua franquia, entre em contato diretamente com a marca que mais lhe chamou a atenção. Contudo, se preferir, você pode ter uma consultoria gratuita para ajudar na escolha da franquia. Basta acessar: henriquemol.com.br.

Advertisement
Advertisement