Saiba porque deve investir em uma franquia como seu primeiro negócio

Por
em
Advertisement

O sucesso do seu primeiro negócio é tudo que você deseja, não é mesmo? Ao optar por uma franquia, esse objetivo é mais simples de ser alcançado. Acompanhe o texto e descubra o porquê.

Se você tem o sonho de abrir seu primeiro negócio, talvez seja hora de tirá-lo do papel. Com planejamento e auxílio, iniciar uma empresa pode ser uma tarefa mais simples e cheia de sucesso.

Tudo fica mais ainda fácil quando você opta pelo modelo de franquias. Afinal de contas, esse é um tipo de empreendimento com um plano de negócio já testado.

Outra vantagem de uma franquia é o reconhecimento da marca pelos consumidores. Sendo assim, eles sentem maior segurança em comprar com a companhia. Sem contar que o suporte oferecido pela franqueadora é amplo, indo desde o início da empresa até o seu gerenciamento no dia a dia.

Esses são apenas alguns dos atrativos de optar por uma franquia. No entanto, há muitas outras razões que tornam esse tipo de negócio interessante. É isso que vamos mostrar neste post.

Por que adquirir uma franquia como primeiro negócio?

A partir de agora, traremos uma lista de motivos que justificam essa opção e fundamentam a sua escolha. Assim, você poderá sanar as suas dúvidas e reforçar a sua decisão por este tipo de negócio. Então, que tal saber mais? Continue lendo o texto!

Você aposta em um setor em crescimento

O setor de franquias é um dos que mais cresce no País. Mesmo em situações de crise, como a que o Brasil vem passando nos últimos anos, o segmento continuou em ampla expansão.

É o que mostram os dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF). De acordo com eles, o setor fechou o ano de 2020 com um faturamento de R$ 167,1 bilhões.

Entre os setores que mais se destacam no franchising estão o de Saúde, Beleza e Bem-Estar e Casa e Construção. O primeiro, por exemplo, cresceu 3,1% e atingiu faturamento de R$ 35,2 bilhões.

Ao mesmo tempo, o setor de Casa e construção cresceu 12,8% mesmo com a pandemia, faturando cerca de de R$ 12,4 bilhões. Apesar da variação, o setor de Alimentação continua sendo o mais relevante, com faturamento de R$ 40,8 bilhões.

O que esses dados efetivamente demonstram? Que o franchising é um setor que, mesmo na crise, consegue se manter lucrativo!

Na prática, isso significa que você pode apostar nesse segmento como seu primeiro negócio porque suas chances de sucesso são maiores.

Além disso, existem outros motivos que veremos a seguir. Há, por exemplo, o reconhecimento da marca no mercado e o suporte oferecido pela franqueadora. Sem contar que os produtos e serviços já foram testados e aceitos pelos clientes, o que facilita sua comercialização.

Você adquire uma empresa conhecida no mercado

Advertisement

A reputação da marca no mercado é um dos fatores mais relevantes para optar por uma franquia. É ela que possibilita ao empresário vender, em grande escala, os seus produtos e serviços. Afinal, eles já foram aceitos pelos consumidores.

Em outras palavras, você não precisa provar que os itens que vende são bons. Essa imagem positiva está implícita e os consumidores a entendem mesmo que nunca tenham adquirido algo no seu estabelecimento.

Em suma, há uma questão bem clara aqui: quanto mais consagrada e conhecida for a marca, mais alto tende a ser o valor para investimento nela. Esse fator está totalmente relacionado ao risco e ao modelo de negócio.

Logo, antes de optar pelo melhor modelo, é preciso pensar na parte financeira. Existem diversos custos ao abrir uma unidade franqueada. Entre eles, o valor do ponto comercial, de estoque, equipamentos, instalações, taxa de franquia, despesas operacionais e capital de giro.

Tenha em mente que os valores podem impactar o retorno do investimento. Quanto mais cara a franquia, maior o lucro, mesmo que em longo prazo.

Portanto, se você tiver um valor bastante alto para investir, pode escolher uma marca mais cara. Mas se esse não for o seu caso, uma alternativa mais barata pode ser a solução dos seus problemas.

O importante é que você tenha o dinheiro em mãos. Pegar empréstimos de valores altos pode ser algo negativo, que o deixará endividado logo de cara.

Você consegue prever o retorno financeiro

Vemos várias moedas empilhadas numa crescente; há uma muda de folhas crescendo em cada um desses montes (imagem ilustrativa).
Vários modelos de franquia têm baixo investimento inicial e rendimento alto.

Em média, o tempo de retorno do investimento em uma franquia fica entre 18 e 36 meses. Isso independentemente do tamanho do negócio. As microfranquias costumam oferecer um retorno mais rápido.

Também é preciso falar do faturamento médio por mês e da margem de lucro líquido. Ou seja, do lucro obtido quando já descontadas as contas a pagar. O resultado costuma variar entre 10% e 15% de faturamento, segundo a ABF.

Avaliando esses aspectos, você conseguirá equilibrar todos os fatores, inclusive a reputação da marca. O resultado é uma possibilidade maior de retorno e sucesso, sem se endividar e aproveitando ao máximo o que a marca pode oferecer.

Você tem um primeiro negócio muito menos arriscado

O investimento em uma franquia é muito menos arriscado do que em uma empresa iniciada do zero. Um dos motivos para isso é a reputação da marca no mercado, como já vimos. Contudo, há outros elementos que reforçam este aspecto.

A princípio, podemos citar o fato de que a franqueadora oferece um plano de negócio já definido. Esse documento descreve os objetivos da empresa e as etapas que precisam ser cumpridas para que eles sejam alcançados. O resultado é a diminuição de riscos e incertezas para todas as partes envolvidas — incluindo você, franqueado.

Outro fator que reduz os riscos é a análise do seu perfil como candidato a franqueado. Antes de assinar o contrato, você precisa preencher um formulário, geralmente no site da marca. Os seus dados serão analisados e, se aprovados, você passará por entrevistas com os representantes da marca.

A finalidade desse processo é verificar se você realmente tem o perfil desejado. São verificados, por exemplo, o seu nível de afinidade com o segmento de atuação e a sua disposição para gerir a unidade franqueada.

É claro que essa avaliação também deve ser pessoal. Isso significa que é importante parar e refletir sobre o que você deseja, o que gosta e o que precisará fazer ao abrir a sua unidade.

E-book "Chegou a sua hora de empreender?"

Você pode escolher entre vários modelos de negócio

Vale a pena mencionar que a divulgação da marca e o desenvolvimento de novos produtos estão inclusos nas taxas mensais pagas pelo franqueado. Isso desonera o empreendedor de investir valores extras nessas questões. Outro fator importante para a diminuição dos riscos é a questão jurídica.

Apesar de a sua unidade estar atrelada à marca, ela é independente em aspectos legais. Ou seja, você tem o suporte administrativo e financeiro, mas o seu CNPJ é apenas da sua unidade. Isso oferece liberdade para escolher o seu regime tributário (que permitirá pagar menos impostos).

A saturação do mercado é outro risco que pode ser diminuído pela marca da franquia. Normalmente, a franqueadora limita a instalação de unidades em uma área demográfica determinada. Assim, as franquias não competem entre si.

Essa questão está detalhada na Circular de Oferta de Franquia (COF), que aborda a distribuição de unidades por região. Esse documento ainda traz outras informações relevantes e que ajudam a reduzir os riscos. Há, por exemplo, o faturamento médio esperado, os tipos de suporte oferecidos, possíveis pendências judiciais etc.

Assim, vale a pena tirar um tempo para fazer a análise detalhada da COF. Aproveite para sanar todas as dúvidas que o documento possa trazer. Uma dica é consultar um advogado que poderá avaliar os pormenores e evitar imprevistos.

A COF é entregue ao usuário, pelo menos, 10 dias antes da assinatura do contrato. Portanto, você tem tempo suficiente para fazer essa análise.

Também é neste documento que você precisa identificar o tipo de franquia que vai abrir. De modo geral, são quatro modelos que serão citados a seguir.

Franquia de produto

É um dos modelos mais comuns no qual são vendidos itens fabricados pelo franqueador ou terceiros licenciados e supervisionados por ele.

Franquia de serviços

É feita a prestação de serviços de assistência técnica aos produtos da marca. A unidade fornece garantia e peças originais para reposição. O franqueado pode ter uma marca ou nome comercial licenciado, mas as diretrizes do franqueador devem ser seguidas.

Franquia industrial

É um modelo voltado para a fabricação de produtos. A marca descentraliza a produção, fornece os detalhes do processo e a tecnologia necessária para isso.

Franquia de distribuição

É a unidade que vende mercadorias compradas de terceiros. Os itens são fabricados por fornecedores escolhidos pelo franqueador.

A marca tem um sistema central de compras e canais de distribuição nos pontos de venda. A partir destes canais, os produtos são repassados aos franqueados. A vantagem é a assistência técnica e comercial.

Você tem acesso a treinamentos e assistência

Vemos que uma pessoa está tomando notas em uma agenda enquanto realiza alguma consulta em seu computador (imagem ilustrativa). Texto: primeiro negócio.
Para facilitar a capacitação dos franqueados, parte do processo pode ser feito on-line.

Por fim, o último aspecto que faz do modelo de franquia uma ótima opção para o seu primeiro negócio é o suporte oferecido pela marca. Ao longo deste post, esse aspecto já foi citado. No entanto, é importante especificá-lo com mais detalhes.

Uma marca franqueada sempre oferece treinamentos e assistência aos franqueados. Essa é uma maneira de aumentar as chances de sucesso de cada unidade.

Porém, a amplitude desse suporte pode variar segundo a marca. Por isso, é importante verificá-la na COF da empresa.

De modo geral, a marca entrega alguns manuais ao franqueado assim que ele assina o contrato. Depois, ela faz um acompanhamento dos resultados da unidade, para identificar se as metas estão sendo alcançadas. Além disso, se necessário, a franqueadora define a maneira pela qual os problemas operacionais deverão ser solucionados.

O tempo de treinamento do franqueado varia bastante, e de acordo com a complexidade do negócio. A capacitação acontece antes de a loja efetivamente começar a funcionar. O período mínimo de treinamento costuma ser de 30 dias. Dessa forma, a marca consegue repassar todos os processos operacionais e de gestão necessários.

Nesse momento, os colaboradores que atuarão no estabelecimento já devem estar contratados. Afinal de contas, eles também precisam ser capacitados para compreenderem o nível de exigência da marca.

Como comprar uma franquia?

São várias as vantagens de escolher uma franquia como seu primeiro negócio. Com esse tipo de empresa, você tem muito mais suporte, menos incertezas e maior garantia de venda dos produtos. Especialmente porque os itens já são conhecidos no mercado.

Esses fatores aumentam as suas chances de sucesso e fazem com que o retorno do investimento inicial ocorra mais rapidamente. Isso é tudo que você deseja, não é mesmo? Afinal, quem abre um estabelecimento quer vender seus produtos e serviços para lucrar cada vez mais.

Se você deseja mesmo considerar uma franquia, vai ser preciso preencher uma ficha de qualificação on-line. Por isso, acesse o site da marca franqueada e informe seus dados pessoais.

Depois disso, os consultores da empresa entrarão em contato. Por meio de técnicas do coaching empresarial, eles poderão analisar se você possui o perfil para ser um franqueado.

Lembre-se que os mais variados setores oferecem ótimas oportunidades no franchising. Assim, antes de começar seu primeiro negócio, vale a pena pesquisar bastante. Da mesma forma, é importante ter certa afinidade com o ramo para que você encontre satisfação no trabalho.

Por fim, não deixe de conferir o vídeo abaixo sobre a importância de manter a intensidade nos negócios!

Com todos esses cuidados, você terá um primeiro negócio com maior potencial, que fará você se sentir satisfeito e completo em sua carreira.

Advertisement
Advertisement