Setores que mais abriram negócios: saiba quais são e como investir!

Por
em
Imagem da vitrine de uma loja de roupas e acessórios. Imagem ilustrativa texto setores que mais abriram negócios.
Advertisement

Mesmo com a pandemia, diversos empreendedores resolveram entrar para o mercado e abrir o próprio negócio. Aqui falaremos sobre alguns dos setores que mais abriram negócios em 2021.

Mesmo em um cenário turbulento como o que vivemos com a pandemia do novo coronavírus, muitos empreendedores resolveram investir.

Nesse sentido, alguns setores se destacaram com a abertura de novos estabelecimentos. Quer saber quais? Veja os números que separamos para você.

Top 10 setores que mais abriram negócios em 2021

Durante a pandemia, por mais que possa parecer difícil, muitas pessoas resolveram se tornar donas do próprio negócio. Muitos deles são pequenos negócios localizados por todas as regiões do país.

De acordo com levantamento do Sebrae, foram mais de quatro milhões de novos CNPJ registrados em 2020.

Dentro deste número, 10 atividades econômicas se destacara com mais de 1 milhão de novas empresas. E é sobre elas que falaremos um pouco mais agora.

1. Vestuário e acessórios

No topo da lista, o segmento de Vestuário e acessórios foi o que mais abriu novos negócios em 2021, totalizando 56 mil novos CNPJ.

São estabelecimentos que trabalham em um setor de amplo mercado consumidor, tendo em vista que não podemos deixar de nos vestir, certo?

Isso porque mesmo com dificuldades econômicas, as pessoas não deixam de consumir o mínimo deste setor. Por isso a possibilidade de trabalhar com comércio varejista de vestuário atraiu tantos empreendedores.

2. Promoção de vendas

Advertisement

A atividade de promoção de vendas é a segunda que mais teve novos negócios abertos em 2021. Foram cerca de 46 mil novos estabelecimentos.

Este segmento é amplo, com possibilidades variadas, como as vendas de porta em porta ou pela internet, bem como em um ponto comercial.

Da mesma forma, dentro deste mercado existem muitos nichos para se trabalhar, alguns com mais concorrência, outros nem tanto.

Vemos uma mulher e um homem apertando as mãos. Pelo seu semblante, parece que ela acabou de fechar um negócio (imagem ilustrativa). Texto: setores que mais abriram negócios.
O setor de vendas possui muito espaço para empreender e ter o próprio negócio.

3. Serviços para beleza

Outro setor que apesar da pandemia se destacou com um grande número de novos estabelecimentos abertos em 2021 é o de serviços para beleza.

Foram 36,5 mil novos negócios, incluindo serviços de cabeleireiro, manicure, pedicure, entre outros. São cuidados que fazem parte do dia a dia das pessoas, sejam homens ou mulheres.

Esse é um tipo de empreendimento que permite a abertura de uma empresa de pequeno porte, com poucos funcionários e estrutura compacta.

Do mesmo modo, o empreendedor pode ter um negócio em delivery, levando até o cliente os serviços. Assim, diminuindo os custos de manutenção da empresa e flexibilizando o horário de trabalho.

4. Alimentos para consumo em casa

A pandemia da Covid-19 obrigou muitas pessoas a trabalhar de casa e, com isso, deixar de se alimentar na rua. Sendo assim, o mercado de marmitas e entrega de alimentos teve grande crescimento.

Este foi um dos setores que mais abriram negócios. Segundo o levantamento do Sebrae, foram 32,5 mil novos negócios voltados para todos os tipos de alimentos.

Esse é um tipo de empreendimento que pode ser aberto na casa do empreendedor, utilizando a sua própria cozinha. Ademais, é possível conciliar com outras atividades, como um emprego ou cuidados com a família.

5. Alvenaria

O segmento de alvenaria foi outro setor que se destacou com a abertura de 32 mil novos negócios em todo ano de 2020.

Desse modo, foram muitos empreendedores que decidiram investir neste setor que oferece serviços para construção e reformas.

Esse também é um tipo de negócio que permite uma estrutura enxuta e até mesmo sem ponto comercial. Além disso, os negócios neste setor são ideais principalmente para quem já possui certa capacidade técnica.

Da mesma forma, é um tipo de serviço que ganhou mercado, com o aumento das reformas e construções durante esse período.

6. Documentação e apoio administrativo

Vemos duas pilhas de papéis (imagem ilustrativa).
Os serviços administrativos das empresas estão sendo terceirizados para diminuir custos.

Com 29,5 mil novos negócios, o setor de documentação e apoio administrativo teve destaque em 2021.

Nesse sentido, são negócios voltados para atividade de suporte ao setor ou empresa. Por exemplo, atendimento telefônico, redação de documentos, elaboração de relatórios e a organização de arquivos.

Do mesmo modo, é um mercado em crescimento, tendo em vista que muitas empresas buscam terceirizar estes serviços para diminuir seus custos.

Por conta disso, esse é um setor que ainda pode vir a crescer nos próximos anos, ou seja, a tendência é um mercado mercado ainda mais atrativo para novos empreendedores.

7. Restaurantes

Como não poderia deixar de faltar, o setor de alimentação é dos mais dinâmicos e, por isso, atrai a atenção de novos empreendedores.

Comida é um item básico no dia a dia de qualquer pessoa, além de contar com os mais variados nichos para trabalhar, como doces, salgados, comidas típicas, etc.

Dessa forma, esse foi um setor que também teve grande número de novos negócios em 2021, com cerca de 28 mil.

Historicamente, é um setor que atrai pessoas em busca de oportunidades para empreender e conseguir uma renda após ficarem desempregadas.

Do mesmo modo, por ser um mercado amplo, existe espaço para diversos tipos de negócios, principalmente os mais enxutos, com investimento e custos de manutenção menores.

8. Lanchonetes e similares

Assim como o setor de alimentação, as lanchonetes fazem parte do dia a dia das cidades e por isso atraem os empreendedores estando entre os setores que mais abriram negócios.

No ano de 2021 foram abertos cerca de 24 mil novos negócios neste segmento, que podem ser instaladas em pequenos pontos comerciais dos mais variados tipos.

9. Transporte de cargas

Outro mercado que tem crescido por conta da terceirização de serviços é o de transporte de cargas. Foram cerca de 22 mil novos negócios abertos neste segmento em 2021.

Isso se deve ao fato de as empresas enxugarem suas estruturas e, com isso, realizarem as entregas de cargas por meio de terceirizados. Assim, elas diminuem custos e responsabilidades com seus próprios funcionários.

Imagem aérea de um terminal de carga com caminhões estacionados.
O setor de transporte movimenta o Brasil por meio principalmente das estradas.

10. Comércio de bebidas

Se tem um comércio que possui amplo mercado consumidor é o de bebidas. Todo bairro tem aquela loja de venda cervejas e refrigerantes, entre outros produtos.

Por conta disso, neste setor foram cerca de 21 mil novos empreendimentos aberto em 2021. Em suma, é um segmento que se mostra atrativo para novas empresas e para quem deseja ter o próprio negócio.

Franquia: a melhor opção para abrir um negócio

Começar um negócio do zero pode ser bastante desafiador e, por isso, os empreendedores podem buscar maneiras mais simples e seguras para investir.

Uma destas opções é o modelo de franquia, já muito difundido no Brasil e que possui amplo mercado de atuação.

Este modelo de negócio consiste em abrir uma empresa igual a outra que já existe, oferecendo os mesmo produtos e serviços de uma marca.

Sendo assim, cada unidade da franquia é estruturada da mesma forma e com a mesma operação. Ou seja, o empreendedor já recebe um negócio organizado e com know-how.

Além desta vantagem, o franqueado conta com diversos suportes da franqueadora, como auxílio na gestão e para o trabalho de marketing. Estes e outros suportes são informados na Circular de Oferta de Franquia (COF).

Da mesma forma, mesmo os empreendedores menos experientes podem desenvolver bem o negócio, pois recebem treinamentos da franqueadora. Por exemplo, treinamento para captação de clientes ou para executar a operação da marca.

Por fim, como mostramos, mesmo com a pandemia, o mercado do empreendedorismo está aquecido. E apesar do momento, é sempre uma boa opção ser dono do próprio negócio e aproveitar as oportunidades.

Seja por meio de um negócio do zero ou uma franquia, vale a pena o empreendedor investir neste caminho!

Advertisement
Advertisement