O que é franquia empresarial? Vale a pena? Saiba tudo aqui

Por
em
Imagem de um homem sentando em uma mesa trabalhando em um computador. Imagem ilustrativa texto franquia empresarial.
Advertisement

O modelo de franchising, ou o que alguns chamam de franquia empresarial, é um formato de negócio que tem chamado a atenção dos empreendedores. Por isso, vamos trazer aqui algumas informações para você saber como ele funciona.

O setor de franchising apresentou um grande faturamento mesmo em época de crise econômica. Em 2020 faturou mais de R$ 167 bilhões segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF).

Não é apenas por conta dos bons números que este modelo de negócio tem crescido entre os empreendedores, mas por ser um formato mais simples e ainda contar com suportes, como mostraremos a seguir.

Como funciona uma franquia empresarial?

Franquia empresarial é o sistema pelo qual um franqueador cede ao franqueado o direito de uso de marca ou patente, associado ao direito de distribuição exclusiva ou semi-exclusiva de produtos ou serviços.

Ou seja, o que alguns chamam de franquia empresarial é a mesma coisa que a franquia convencional. Neste modelo, existe uma empresa preestabelecida, com uma estrutura definida e uma operação consolidada, que segue um padrão para todas as unidades da marca.

Por causa disso, este formato de negócio é uma boa maneira de começar um empreendimento. Isso porque, você já sai na frente de muitos concorrentes por ter uma marca reconhecida no mercado.

Da mesma forma, por ser um negócio previamente estruturado, não exige experiência do empreendedor. A franquia empresarial conta com um plano de negócios que orienta a sua jornada.

Além disso, a franqueadora oferece diversos tipos de suportes. Um dos mais importantes são os treinamentos, para conhecer a operação e entender também o mercado no qual está inserida a marca.

Este modelo também é atrativo por contar com negócios lucrativos, seja em home office ou em loja física. Assim, o empreendedor pode optar por aquele que melhor se encaixa ao seu perfil.

Por fim, antes de falarmos mais sobre este modelo, conheça como funciona este formato de negócio no vídeo que separamos para você logo abaixo!.

Exemplos de marcas de franquias

Como falamos, o mercado de franchising é um setor de grande faturamento, que conta com marcas famosas não apenas no Brasil, como também no mundo todo.

Para falar de marcas de franquias é impossível não falar sobre o McDonald’s, por exemplo. A franquia americana possui uma ampla rede de unidades e ao longo dos anos virou sinônimo de franchising.

Da mesma forma, podemos falar do Burguer King, Pizza Hut, KFC, entre diversas outras marcas que iniciaram seus trabalhos fora do Brasil mas que atualmente estão por todos os cantos do nosso país.

Além disso, o franchising nacional conta com marcas bem conhecidas do público, como O Boticário, que possui mais de 3.600 unidades.

Outra marca reconhecida pelo brasileiro e uma das maiores franquias do país é a Cacau Show, especializada em trufas e outros chocolates.

Entre diversas outras temos a CVC, franquia de turismo com grande presença no mercado nacional. Ainda temos a Havaianas, o Subway etc.

Algumas marcas já são consolidadas entre as maiores do país e outras estão em momentos de crescimento, e por isso, tem se destacado.

Uma delas é a Acquazero, franquia de estética automotiva que cresceu 152% de 2019 para 2020 em números de unidade. A rede pertence à holdings de franquias Encontre Sua Franquia, uma das maiores do Brasil.

A holding ainda conta com marcas como a Quisto Corretora de Seguros, que recentemente recebeu o selo da ABF.

Ainda, possui as marcas Madelle, de roupas íntimas, a Suav, de serviços de estética, a Encontre Sua Viagem, que é uma rede de agências de turismo, a Zaplus Car, a Cream Berry e a Only Mule.

São marcas que atuam em diferentes nichos de mercados, e sobre elas você encontra mais informações neste conteúdo que separamos para você, clicando aqui.

Vantagens de abrir uma franquia

Por ser um negócio mais simples, com uma estrutura organizada, a franquia empresarial é uma forma atrativa para empreender.

Uma das vantagens de investir em uma marca já reconhecida no mercado, é que permite ao franqueado pular algumas etapas para a consolidação da franquia. Além disso, melhora sua captação de clientes já no primeiro momento.

Imagem de uma mão segurando notas de dólar e uma calculadora ao lado. Imagem ilustrativa texto franquia empresarial.
O modelo de franquia pode ser bastante lucrativo para o empreendedor.

Com uma franquia, o empreendedor tem a vantagem de saber o quanto irá investir para a implementação da empresa. Isso traz mais segurança na hora de estruturar e organizar o empreendimento.

Da mesma forma, no franchising as oportunidades de negócios estão em todos os mercado, com marcas voltadas para diferentes nichos.

Com isso, o empreendedor pode analisar aquele que melhor se encaixa ao seu perfil, bem com ao mercado local no qual irá atuar.

Na franquia, uma outra vantagem é contar com os suportes da franqueadora, como auxílio na escolha do melhor local para instalação. Assim, a própria franqueadora realiza o estudo de mercado do qual falamos.

Ainda, o empreendedor recebe treinamento para conhecer o mercado no qual irá atuar, como realizar o atendimento aos clientes e até para a gestão administrativa da unidade.

Com tudo isso, o empreendedor aumenta suas chances de sucesso com o negócio próprio.

Números do franchising no Brasil

O avanço da imunização da população contra a Covid-19 e a consequente diminuição das medidas de distanciamento social já refletem no mercado de franquias.

No terceiro trimestre de 2021 foi registrada uma boa recuperação se comparado aos trimestres anteriores. Esta melhora do franchising aconteceu de forma mais estável e até superando o desempenho do mesmo período de 2019.

Segundo estudo da ABF, o faturamento do setor caiu de R$ 47,2 bilhões para R$ 43,9 bilhões na comparação entre o 3º trimestre de 2019 e o de 2020, mas chegou a R$ 47,3 bilhões em 2021 – um crescimento de 0,4% em relação ao mesmo período pré-crise.

No acumulado dos últimos 12 meses, a pesquisa mostra ainda que o setor de franquias apresentou uma variação positiva de 8,4% em sua receita em relação a 2020, avançando de R$ 168,1 bilhões para R$ 182,3 bilhões e já próximo dos R$ 182,6 bilhões registrados em 2019.

Estes números mostram que o mercado de franchising está aquecido, e por isso, cabe ao empreendedor avaliar bem e escolher o negócio ideal para investir.

Taxas importantes na franquia

Imagem de notas de dólar enroladas ao lado de uma calculadora. Imagem ilustrativa texto franquia empresarial.
O empreendedor deve conhecer quais as taxas cobradas antes de investir na franquia.

O modelo de franquia conta com um negócio preestabelecido e em troca o empreendedor deve pagar algumas taxas ao fechar a parceria com a franqueadora. Uma delas é a taxa de franquia.

Esta taxa, também chamada de taxa inicial de filiação ou taxa inicial de franquia, é o valor que todo candidato a franqueado deve pagar assim que o contrato for assinado.

Mediante o pagamento, o novo franqueado passa a ter acesso a todo o material/produtos necessários para que sua unidade de franquia comece a operar.

Isso significa que você passa a ter direito de uso de tudo que se refere à montagem da sua unidade, manutenção do negócio, bem como remunera os treinamentos inicias e suportes para o desenvolvimento do seu negócio.

Além dela, há a taxa de royalties, que é um valor cobrado periodicamente, que remunera a franquia pela licença de uso do seu know-how e de sua marca.

Este valor pode ser uma porcentagem sobre o lucro mensal da unidade, ou outro período de tempo, sobre o valor das compras junto à franqueadora, ou também pode ser um valor fixo.

Do mesmo modo, existe a taxa de marketing, conhecido também como fundo de propaganda. É um valor utilizado pela franqueadora para as ações de divulgação e fortalecimento da marca no mercado.

Este valor é gerido pela franqueadora, mas os franqueados podem analisar a sua destinação sempre que quiserem, como uma prestação de contas.

Entenda o que é a COF

A Circular de Oferta de Franquia (COF) é um documento que contem diversos detalhes sobre a franquia. Por exemplo, valor da taxas cobradas, qual o trabalho do franqueado no dia a dia, entre outros.

É um documento regulado pela Lei de Franquia (Lei nº 13.966/19), que exige as informações mínimas para que o interessado na marca possa conhecer mais sobre o negócio e assim, decidir ou não fechar contrato com a franqueadora.

Aqui separamos um conteúdo completo sobre a COF. Saiba ainda mais sobre este importante documento, clicando aqui.

Imagem de uma pessoa segurando vários documentos. Imagem ilustrativa texto franquia empresarial.
A COF é um dos documentos mais importantes para o mercado de franchising.

Cuidados na hora de abrir uma franquia

Um primeiro passo antes de decidir em qual negócio investir é o empreendedor se conhecer, saber as suas principais características, suas qualidades e objetivos.

Assim, é necessário analisar suas qualidades que podem influenciar no desenvolvimento do negócio. Por exemplo, para pessoas mais expansivas e falantes, o modelo de vendas é o mais indicado.

Do mesmo modo, é preciso conhecer bem o mercado local e seus concorrentes, para não correr o risco de investir em um tipo de negócio que esteja saturado na região.

Além disso, analisar os concorrentes e buscar por um negócio que possa aproveitar as lacunas de mercado.

Da mesma forma, entenda os custos da sua operação, e neste calculo, deixe uma margem para mais, pois imprevistos sempre acontecem. Isso porque, um gasto a mais do que foi previsto pode desestruturar um orçamento apertado.

Enfim, agora que você já conhece um pouco mais sobre o modelo de franquia empresarial, conheça algumas opções baratas de negócio no link abaixo.

Advertisement
Advertisement